História Marichat- Amor eterno - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Drama, Marichat, Miraculous
Exibições 358
Palavras 642
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiiiiii! Tudo bem com vocês? Comigo está ótimo, 22 favoritos!!!!! Brigada! ~enxuga lágrima~
Agora, vamos ver a tortura que a Mari está passando!

P.S: Sem querer me gabar, mas esse capitulo tá épico!

Capítulo 7 - A tortura de ver o Adrien!


Marinette ON

Hoje acordei bem, acho que foi pelo sonho que eu tive:

Eu corria atrás de um gato preto (gato preto animal, não o Chat) e ele era bem rápido! Quando consegui alcança-lo, eu o coloquei em meus braços, mas quando fiz isso ele se transformou em um garoto! Mais especificamente, no Chat... (Ana: Ownnn, sonhou com ele!)

Tikki: Alô, Terra chamando Marinette!

Eu: Hã, o que? Ah, tá.

Tikki: Admite, sonhou com ele, né?

Eu: ~levanta os braços feliz~ Siiiiim!

Tikki: Muito legal, mas você tem que se arrumar e ir pra escola!

Quando ela disse "escola", parei de sorrir e me escondi no meu cobertor.

Eu: Não quero ir! ELE vai estar lá! Não quero ver o Adrien!

Eu ainda estava com o coração partido, e minhas mãos ainda não tinham cicatrizado (Ana: Ela se cortou sem querer enquanto tacava o quadro no chão) os cortes.

Sabine(mãe): Filha, você vai se atrasar!

Eu: ~desanimada~ Tá, estou me arrumando.

Eu coloquei uma roupa bem rápida de vestir: um vestido preto, meia listrada até o joelho preta e cinza, uma sapatilha preta (Ana: estilo gótico depressivo para uma garota depressiva) e fui pra escola.

Adrien ON

Acordei muito feliz, acho que é por que vou ver a Mari... Não. Espera. O que?! Por que eu pensei isso? Eu amo a Ladybug! Não a Marinette! Ou eu amo? (Ana: CLARO QUE AMA!!!)  Ai, ela está me deixando meio confuso...

Plagg: E aí? Vamos de novo?

Adrien: Como assim? Vamos pra onde? (Ana: O QUE?????? JÁ ESQUECEU, TROXA?!)

Plagg: Pra casa da sua namorada, óbvio!

Adrien: Ah, sim nós vamos a noite. Espera, a Mari não é minha namorada!

Plagg: ~meio rindo~ Então porque quando você fala o nome dela, seu rosto fica vermelho?

Eu não respondi e fui logo pra escola. Cheguei na porta da frente. Mas não estava sozinho, a Mari estava chegando naquela hora.

Adrien: Oi...

Mari: Oi Adrien, o que você quer, já partiu meu coração mesmo, além disso, você não precisa falar comigo, já tem a sua amiguinha mesmo! (Ana: TURN DAWN FOR WHAT! Tá, parei.)

Quando ela disse isso, ela tapou a boca, acho que ela não queria dizer isso, e saiu correndo pra sala de aula. Eu fiquei chocado. Eu não sabia que ela conseguia guardar rancor, ela era tão doce com todos...

Marinette ON

Não acredito que eu disse isso! Mas, pensando melhor, assim ele não vai me perseguir pedindo perdão, como acontece nos seriados que eu assisto.

Tikki: Porque você disse isso Marinette?

Eu: Não sei, acho que pensei alto mesmo.

Entrei na sala, e me sentei ao lado da Alya. Todos ficaram me olhando, era a primeira vez que eu ia pra escola com roupas escuras e tristes. Faltava 5 minutos pra aula começar.

Alya: Amiga, desculpa não ter vindo ontem, mas hoje vamos fazer o plano!

Eu: Não precisa, já me declarei.

Alya: ~gritando~ O QUEEEEEEEEEEE?!

Todos ficaram nos olhando.

Alya: E como foi?

Eu: ~quase chorando~ Foi péssimo, ele já gosta de outra!

Alya: ~abraça~ Ah, não fica assim, eu tô aqui, e tem muita gente aqui na sala que pode te apoiar!

Eu: ~sussurando e pensando alto~ Bem, um cara já está me apoiando...

Alya: ~gritando de novo~ O QUEEEEEEE?

Dessa vez, nem nos olharam.

Alya: Vai, passa a ficha do cara!

Eu: Tá. O Chat Noir foi na minha casa ontem a noite, e ficou me consolando.

Alya: ~gritando de novo, ô menina escandalosa!~ COMO ASSIM, O CHAT NOIR FOI NA SUA CASA?????????

Agora, todo mundo foi na minha carteira e fizeram uma rodinha em volta de mim.

Juleka: Nossa, que irado!

Rose: Ai, que legal!

Chloé: Ah, porque ele não foi na minha casa?!

Era "Ai que legal" ou "Maneiro" pra todo lado que eu olhava. E eu tive que explicar...

CONTINUA.....

LEIAM AS NOTAS FINAIS, POOOOOR FAVOR!


Notas Finais


Olha, hoje só vou postar um capítulo por que ontem eu postei TRÊS!
Podem me xingar a vontade.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...