História Marido de aluguel - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Holland Roden, Justin Bieber
Personagens Holland Roden, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Casamento, Comedia, Drama, Romance, Sexo
Exibições 1.294
Palavras 3.608
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente, tudo bem? Está ai o primeiro capítulo da segunda temporada LEMBRANDO QUE VAI TER APENAS 6 CAPÍTULOS.

Bom, desculpe qualquer erro e espero que gostem , de coração. Esse capítulo já estava pronto a um tempo, tempo como vocês pediram tanto a segunda temporada, mesmo curta ela está ai pra vocês. Espero que gostem e boa leitura<3

Capítulo 31 - SEGUNDA TEMPORA: Nem um deles era você


Fanfic / Fanfiction Marido de aluguel - Capítulo 31 - SEGUNDA TEMPORA: Nem um deles era você

Então, se não receber notícias minhas por um tempo, não é porque eu não te ame… É porque eu amo. 

         
             Justin Bieber P.O.V

Três anos depois:


Quando abri os olhos parecia que meu quarto estava rodando, está tudo rodando, e nem consigo sair da cama, tive que fechar meus olhos novamente e concentra pra poder sentar e colocar os pés no chão. A noite de ontem foi uma loucura. Eu não lembrava direito do que eu tinha feito, mas minha cabeça mostrava o quanto eu tinha bebido na despedida de solteiro do Ryan, aquele mané vai casar com a maluca da Emily. Até que eles combinam e tal, é eles realmente combinam mesmo. Não tem como negar.

levanto da cama com toda dificuldade do mundo e vou até o banheiro, tiro a roupa e entro no box, demorei  um pouco confesso, mas precisava disso. Coloco uma roupa e desce pra cozinha, sinto um cheiro maravilhoso, mostrando que ela estava em casa.

- Hmm.. que cheiro delicioso – falo me sentando

- Bom dia amor! – disse Alice me dando um selinho

- Bom dia, tem um remédio ai? Minha cabeça está estourando – falo

- Imaginei que estaria, aqui babe, toma – ela me entra

- Obrigada, você é a melhor namorada mundo. – falo rindo

- Você até que da pro gasto sabe? – ela riu sentando no meu colo

- Aé? É assim agora? Dou pro gasto?

- É, até que da – ela ri beijando meu pescoço

- Você está muito espertinha em, mas eu gosto – juntei nosso lábios

Eu não sei o que seria de mim sem Alice, eu não sei mesmo. Depois do que aconteceu entre mim e a Lauren eu fiquei completamente perdido. Lauren e eu ficamos juntos depois do meu pedido de namoro, éramos felizes durante um ano e meio, até ela inventar de largar tudo aqui e ir conhecer o mundo, de primeira eu achei aquilo maravilhoso. Por quê não? Mas depois eu tinha que voltar pro trabalho que o pai dela me deu, sim ele me deu um emprego na empresa dele, e é onde eu trabalho até hoje, ele me trata super bem, mesmo não estando mais com a filha dele. Enfim, Lauren não quis voltar comigo, disse que iria continuar com a viagem e depois de um tempo viajando, ela voltou toda estranha, dizendo que não devemos nos prender a nada e que queria voltar a viajar, eu fiquei louco e disse que queria uma família com ela e acabamos brigando por pensarmos completamente diferente, por estarmos em sintonia diferente, acontece, é a vida. Eu não falo e nem vejo ela durante esses três anos, Emily disse que ela está bem e mora em Nova York agora, está feliz com um italiano que ela conheceu em uma viagem e se ela está feliz eu também estou. Ok, eu não pensei assim no começo, fiquei maluco, bebi todas e bati com o carro, fiquei internado por duas semanas, ela foi me vê, não brigamos, mas também não voltamos.
 
E foi nessas suas semanas que fiquei internado que conheci a Alice, que é enfermeira e estava cuidando de mim, achei ela completamente linda, diferente da Lauren é loira e tem anos castanhos, fala mansinho e é bem calma, e melhor me acalma com um simples toque. Como agradecimento por cuidar de mim, levei flores e a chamei pra sair, ela aceitou só pra se livrar de mim, mas durante nosso conversa percebeu que sou um cara legal e resolveu me conhecer melhor e está até hoje me conhecendo melhor. Ela me salvou de uma tristeza que estava sentindo por causa a Lauren estava com outro ou está, não sei mais. Nunca mais falei com ela, mas de todo coração espero que esteja bem assim como eu estou com a Alice.

Alice chamou minha atenção por está tão pensativo e não ter tocado na comida, a encaro bebendo um pouco de suco e comendo.

- Que foi amor? – ela perguntou

- O casamento do Ryan está chegando, é daqui a cinco dias – falo

- É eu sei – ela riu

- A Lauren vai com certeza, é amiga da Emily – falo

- Eu sei! – ela disse baixo

- Está tudo bem pra você não é? Sabe que eu não posso deixar de ir no casamento, o Ryan é meu amigo de infância.

- Eu sei amor, eu sei. Está tudo bem – beija meu rosto

- Mesmo? Está tudo bem mesmo? – pergunto

- Claro, está sim! – sorriu

- Você é a melhor, eu te amo! – sorri

- Eu também amo você, Justin.

terminei o café e subi pro meu quarto, deitei um pouco pra vê se a dor de cabeça passava, mas não ela estava lá nos meus pensamentos novamente. Vai ser tão estranho olhar pra Lauren depois de três anos, evitei ir nos mesmo lugares que ela durante todos esses anos e agora vou ter que encarar aqueles olhos que me fazem perder o chão, isso é tão ruim e tem a Alice que é uma mulher maravilha e que me faz bem.

Tenho medo que a Lauren me puxa como uma onda no mar. Eu cresci muito como pessoa ao lado da Alice, não posso deixar que isso aconteça.

Flashback on:

- Eu conheci tantos lugares novos, você precisa voltar comigo. Larga esse trabalho vamos explorar o mundo Justin

- Eu já fiz isso com você amor, agora é hora de parar e seguir a vida, tem uma vida não acha. Onde nosso filhos vão viver? Se você engravidar no meio desses viagem? Uhm?

- Filhos? Já está pensando em filhos? Nem conheci Milão ainda – ela riu

- Lauren, estou falando serio!

- Eu também, Justin.

- Eu não vou a lugar nem um e nem você

- Como é? Sabe muito bem que eu faço o que eu quero e eu quero viajar mais. Não quero ficar aqui presa, eu passei a minha vida toda aqui não quero mais isso. Não quero!

- Então como ficamos? Vou ficar vendo você e três em três meses? Ou vou ter que ficar esperando você aparecer quando quer? Fala Lauren

- Eu não sei ..eu – ela olha pra baixo

- Isso não está dando mais certo, queremos coisas diferente

- Eu te amo Justin!

- Eu também amo você Laure!

Flashback off


Foi a onde terminamos, foi o começo do nosso fim. Depois disso, só há vi no hospital e nada mais que isso, as vezes algumas ligações, pois quando a saudade batia, era foda. Mas logo me vi desligado nisso e concentrada na Alice, que isso queria está comigo e eu gostei muito disso. Como Alice mesmo diz, vivendo e aprendendo sempre.

E ela tem toda razão

No meio de todos esses pensamentos acabei pegando no sono novamente, só acordei porque senti beijos em todo meu rosto o que me fez ri. Só a Alice mesmo pra me fazer acordar sorrindo, é muito maravilhosa mesmo.

- Dorminhoco, acorda vai – disse ela

- Gostei! – sorri

- do dorminhoco? – ela riu

- Não né, dos beijinhos porque eu não durmo em serviço

- Não dorme mesmo! – ela me beijou


Ela é .. há, não sei explicar. Paramos o beijo com vários selinhos

- Levanta que o Ryan está lá na sala te esperando. Ele falou que hoje é sábado e que ele entende que você quer dormir, mas você dorme muito. Ele que disse viu! – ela riu

- Eu precisava, minha cabeça está doendo muito – faço bico

- Ninguém mandou beber tanto, chegou até trocando as pernas – ela riu

- Eu não liguei, sabia que você cuidaria de mim- sorri

- aawn cuidei mesmo, sempre. Te conheci assim, cuidando de você – selinho

- Verdade, sempre! – sorri

- Agora vamos descer, vem! – me puxou

- Hmm.. que preguiça! – falo

- deixa de manhã – ela riu

Descemos pra sala onde o Ryan me esperava, ele riu quando viu minha cara amaçada.

- Puta que pariu em cara, dormiu a tarde toda que a Alice falou – disse Ryan

- É sábado estou de ressaca e moramos em Los Angeles, mereço.

- Eu também to de ressaca e não dormi isso tudo. Você que é preguiçoso mesmo.

- Ta bom Ryan, chega. O que você quer falar de tão importante que tem que me acordar de um belo sono? – cruzo os braços

- Eu ..há, Alice posso roubar o Justin por algumas horas? – Ryan perguntou

- Promete devolve-lo inteiro? Ontem ele estava trocando as pernas – ela riu

- Bom, vou tentar devolve-lo inteiro. Há, Emily te mandou um beijo – disse Ryan

- Ta bom, pode levar ele. Manda outro pra ela – disse Alice

- Não pode conversar comigo aqui? Queria ficar com a Alice, aproveitar que ela não vai trabalho hoje e amanha. – falo

- É rápido, nem moro tão longe daqui – disse Ryan

- Tudo bem, deixa eu só colocar um camisa então – falo

- Beleza! – disse ele 

Enquanto subia pra colocar uma camisa eu escutava eles conversar, peguei um camisa vestindo e me encarei no espelho, não posso ficar nervoso, mas eu sei do que ele quer falar, tem nome e cabelo ruivo.

Desci novamente, dei um beijo na Alice e sai junto com o Ryan, fomos pro carro dele enquanto ele falava que a Emily está ficando louca por causa do casamento enquanto eu ria, era engraçado fazer o que. Quando chegamos na casa dele, descemos do carro e eu logo disse fechando a porta

- Eu sei porque me trouxe aqui, quer conversar sobre a Lauren e não quer que a Alice escute – falo o encarando

- É, mais ou menos isso. Quer dizer, tem haver com isso, é complicado explicar – disse ele

- O Ryan o que está acontecendo? – cruzo os braços

- Falamos disso lá dentro ok? Chama a Emily e pede pra ela abri a porta que vou levar essa caixa aqui – disse ele

- Ta!

Caminho até a porta da casa dele pronto pra gritar na cara da Emily fazendo ela levar um susto, pois adoro fazer essas brincadeiras com ela, mas antes de eu bater a porta se abriu com tudo e menos de minutos eu estava completamente encharcado de água, abro a boca não acreditando que aquilo tinha mesmo acontecido. Olho pra frente pronto pra xingar a Emily, mas fico paralisado quando percebo que era a Lauren a minha frente, com um balde de água na mão

- Justin, caralho cara – Ryan começou a ri

- Ai meu Deus Justin, me desculpa, me desculpa, me desculpa. Eu não sabia que você estava ai – disse Lauren

- Você é maluca isso eu sempre soube, mas porra. Por quê fez isso? – pergunto

- Ai meu Deus, desculpa. Emily estava me deixando louca com essa coisa de casamento, cheguei hoje e ela já me mandou lavar tantas coisas pra levar pra casa nova que nem pensei, apenas peguei a água suja pra joga fora e você apareceu

- água suja? Que ótimo! – falo ironicamente

- Desculpa vai, desculpa! – disse Lauren

- Ta ok, ta esquece. – suspiro

- Vem, vou te emprestar uma roupa – disse Ryan

passo pela Lauren nem olha-la e vejo a Emily na sala me olhando assustada, Lauren contou pra ela que começou a gargalha, mandei o dedo do meio e fui no quarto do Ryan me trocar, a Alice vai achar que fui roubado, seguei meu cabelo com uma toalha e desci e ficou aquele silencio constrangedor que todo mundo odeia. Eu vou matar o Ryan, eu vou matar

Lauren me encarava em piscar enquanto eu estava em pé na sua frente ao lado do Ryan

- Então, como você está? – pergunto

- Eu? Eu estou bem, obrigada e você? – Lauren perguntou

- Eu estou ótimo! – falo

- Que bom! –disse Lauren

E novamente aquele silencio constrangedor e nem dos idiotas do Ryan e Emily falam nada. Porra, eles são foda.

- Ryan pode me dizer agora do por quê de que está aqui em um sábado? Se eu poderia está na minha cama? – pergunto

- Eu perguntei a mesma coisa pra Emily! – disse Lauren

- Queremos falar com vocês dois! Vocês dois são nosso melhores amigos e nos queremos que vocês entrem juntos no nosso casamentos, vocês são a madrinha e o padrinho principal do nosso casamento, queremos que vocês entrem juntos. – disse Emily

- É cara, você é meu melhor amiga e a Lauren é a melhor amiga da Emily. Tem que ser vocês – Ryan coloco a mão no meu ombro

- Há cara.. – suspiro

- Por mim tudo bem! – disse Lauren

Olho pra ela sem acreditar no que ela acabou de dizer, pensei que ela iria xingar eles e ir embora, pois eu estava pensando em fazer um segundos atrás.

- Serio amiga? Aaawn! – Emily abraça Lauren

- Claro, por mim tudo bem! – Lauren riu

- E você Justin? – Ryan pergunta

- Pensei que eu iria entrar com a Alice, eu disse pra ela que iriamos juntos. E ela como fica? – pergunto

- Quem é Alice? – Lauren pergunta

- Minha namorada! – a encaro

- Há.. eu ..eu não sabia que estava namorando. Se for assim, a Alice pode ir no meu lugar, sem problema – disse Lauren

- Clao que não! Justin olha, eu gosto muito da Alice, de verdade mesmo, me dou muito bem com ela, mas a Lauren é minha melhor amiga, eu quero que ela entre como minha madrinha. – disse Emily

- Alice vai ficar chateada! – falo

- Ela é maravilhosa cara, vai entender! – disse Ryan

- Eu não posso entrar sem a Alice, sinto muito! – falo

- Justin, por favor é meu casamento! – disse Ryan

- Olha se você acham isso normal tudo bem, mas eu não acho beleza? Eu não posso chegar aqui como se nada tivesse acontecido e balançar a cabeça e sorrir e voltar pra casa e dizer pra minha namorada que vou entrar no casamento de vocês com minha ex. Isso não é coisa que se faça, ainda mais com a Alice.

- Justin – Ryan suspira

- Não Ryan, não é justo! – falo

- Ele está certo, é namorada dele. – disse Lauren

- Obrigado! – falo

- Então você não vai entrar com a Lauren? – Emily perguntou

- Não, desculpa gente, mas não – falo

- Tudo bem então, temos que arranjar outra pessoa pra entrar com ela – disse Emily

- É.. eu já vou tá? Quero passar o dia com a Alice, depois a gente se fala. Há, depois você pega sua roupa – falo pro Ryan

- Claro, pode deixar. – disse ele

- Tchau Emily boa sorte com as coisas do casamento, mas bem que eu sei que vai dar certo, porque tudo que você faz dar, então – ri

- Obrigada Justin, manda um beijo pra Alice. – disse Emily

- Pode deixar! Desculpa Lauren pra por não entrar com você, mas foi bom te vê

- Que isso, eu entendo perfeitamente. Foi bom te vê também – disse ela

- Tchau, até mais! – falo dando as costas pra eles

Abro a porta da cara e começo a caminha pela rua, não me importo de ir a pé pra casa, assim é bom que vou pensando nas coisas, na vida, na ..na Lauren. Meu coração ainda batia rápido, na verdade parecia que iria sair pelo boca. Que idiota, parece um adolescente de 14 anos que está apaixonado pela primeira vez

- Justin! – escuto me gritarem

Pelo voz eu soube quem era, queria continuar andando e fingir que não ouvi, mas  foi mais forte que eu, acabei me virando e vendo a Lauren correndo na minha direção, ela parou na minha frente ofegante.

- Nossa, preciso voltar a manha urgente! – ela riu

- Até parece, odeia academia! – ri – e você está ótima – olha a de cima a baixo

porra, sempre gostosa, sempre. 

- Obrigada, você também, como sempre. Seu cabelo, deixou ele crescer um pouco – ela riu

- Estou sempre mudando! – ri – então, o que quer?

- Quero dizer que eu entendo ok? Por não entrar comigo, ainda está magoado por ..por eu te escolhido viajar e não escolher ficar com você. Mas eu precisava me conhecer melhor, eu precisava desse tempo pra mim. Foi bom, eu cresci como pessoa – disse ela

- Eu sei, e não, não estou magoado, não mais. Eu também cresci muito como pessoa, melhorei muito. – falo

- Percebi, o Justin te alguns anos atrás não deixaria te entrar no casamento do amigo por causa de um mulher. Estou vendo que ela é importe, e você está certo em você isso.

 - É mudei muito, e sim, Alice é muito importante pra mim, muito mesmo. Obrigado por entender, é minha namorada eu tenho que conversar com ela primeiro antes de tudo – falo

- Claro, de boa. Eu vim mesmo falar com você e pedi desculpa pela água suja – ela riu – eu não sabia mesmo que você iria bater na porta, desculpa e como pedido de desculpa eu quero que aceite minha corona pra casa. Eu te levo, não preciso ir a pé

- Há, eu gosto de caminha! – dou de ombro

- Não está com medo de mim está? – ela riu

- Claro que não Lauren! – ri

- Então vamos, eu te levo! – ela fala me puxando pela mão

- Ta legal – reviro os olhos e solto sua mão

- Mora no mesmo lugar? – perguntou

- Não, moro com a Alice agora, na casa dela. – falo

- Há, olha que menino responsável, mora com a namorada e trabalha na empresa do meu pai, está ganhando bem? – ela riu

- Seu pai é legal comigo agora –ri – e sim, ganho bem

- Alice trabalha de que? – pergunto quando entramos no carro dela

- Ela é enfermeira! Não lembra dela? Ela cuidado de mim quando sofri o a cidade de carro – falo

- Ai meu Deus, a loirinha, sim lembro! – disse ela

- Então, é ela.. Alice! – falo

- Que legal, Justin. Estou feliz por você

- Obrigado! Mas e você, está namorando? Vai voltar a viajar?

- Parei de viajar faz um ano e cinco meses e voltei pra Nova York, terminei com o italiano – ela deu de ombro

- Não deu certo por quê? O espaguete dele era ruim? – ri

- Idiota, sempre piadista! – ela riu- mas não, eu não consegui ficar com ninguém por muito tempo

- Por quê? – perguntei

- Porque nem um deles era você! – falo

Minha cara foi no vidro e voltou, eu olhei pra janela sem saber o que dizer e ficou aquele silencio horrível, o mesmo silencio que estava lá na casa do horrível. Eu não consigo encara-la e ela não consegue dizer nada. Mas a culpa é dela, a conversa estava indo muito bem, até ela dizer essa merda e fazer meus pensamentos borbulharem. Ela quer me enlouquecer, sempre quis, tenho certeza disso, pois não é possível.

- Justin ..

Ela tentou dizer algumas coisa, na verdade ela percebeu a merda que fez e está tentando dizer alguma coisa.

- Justin, desculpa se te deixai sem graça, desculpa, eu não sei o que me deu

- Tudo bem! – falo sem tirar os olhos da janela

O caminho todo foi esse silencio, só quando chegou perto da minha casa que ela começou a falar que gostava desse baixo e fomos conversando sobre isso até a porta, abri a porta do carro e a olhei

- Obrigado pela carona – dou um beijo no seu rosto

- De nada!  - ela sorriu

- Até qualquer hora Lauren! – fecho a porta

- Até.. idiota! – ela disse baixo rindo

Isso me fez ri lembrando que era o jeito que ela me chamava quando namorávamos. Bom tempos, mas ela quis assim e agora eu estou vivendo tempos maravilhoso ao lado da Alice, agradeço a Deus por isso. Bom, abro a porta de casa e fecho a Alice lindamente dormindo no sofá, minha babygirl. Me abaixei na sua altura, tirei os feios de cabelo do seu rosto e dando um leve selinho

- Depois o dorminhoco sou eu! – falo rindo

- Hmm..- ela se mexeu abrindo os olhos

- Oi linda, nem demorei viu

- Verdade, e .. que roupa é essa Justin? Vou roubado?

eu disse que ela iria achar que eu tinha sido roubado, ela é toda preocupada, amo isso nela, amo.

- Não baby, nada disso. Acabei me molhando na casa do Ryan – ri

- Meu Deus em – ela riu

- Agora eu quero a senhorita só pra mim – a pego no colo

- Gostei disso Bieber, gostei – ela riu 

a levei no colo até no nosso quarto e a coloquei na cama, logo roubando um beijo delicioso daquela boquinha macia.

- Hm..- paro o beijo – deixa eu lavar as mão que eu vim da rua

- que orgulho, aprendeu direitinho! –Alice sorriu

ri balançando a cabeça e entrei no banheiro, lavei minhas mãos e quando fui secar sentir meu celular vibrar, pego e vejo que era de um número desconhecido.

Emily me deu seu numero novo, merda estou dirigindo ainda, se eu morrer a culpa  é sua idiota. Mas só queria dizer que sua bunda continua sendo bonita, como é que pode? Droga, esperava que você tivesse feio pra eu poder jogar na cara que estou melhor. Mas enfim, foi legal te vê hoje, Alice tem muito sorte. Beijos, Lauren”


acabei rindo sozinho lendo aqui, ela não mudou nada com esse jeito, continua sendo minha ruivinha, porra eu disse minha? Bom, agora já era, mas no fundo sempre vai ser. Minha. Só espero não sonhar com aquela frase que ela falou no carro " porque nem um deles era você" porra, porque ela tinha que dizer isso? Que caralho. Mas de fato eles não eram e nunca seriam eu. 


Notas Finais


Então gente? Gostaram? Acho que vocês ficaram bem surpresos, todos acharam que eles estariam juntos, mas entendam é a vida, acontece não é mesmo? E claro que o reencontro deles não seria normal não é? Estamos falando de Justin e Lauren, nada com eles é normal. Ela jogou água suja nela kkk, coitado. Não quis fazer igual a todos, anos depois família feliz e fiz, quis mudar. Espero que entendam e que tenham gostado

Mas enfim, tem algumas coisas pra acontecerem ainda, espero que tenham gostando e não esqueçam de comentar.

LINK DA NOVA FANFIC SECRET LOVE: https://spiritfanfics.com/historia/secret-love-7693698


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...