História Marié - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Casamento, Drama, Família, Gravidez Masculina, Lemon, Mentira, Mpreg, Romance, Sobi, Yaoi, Yoonseok
Visualizações 63
Palavras 2.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oieee ^^
Como vcs tão?
Gente, sobre essa capa... ela é especial porque ela tem um significado. Espero que vcs possam entender, caso não, me perguntem u.u
enfim, espero que gostem e atéee s2

~~~sants

Capítulo 6 - Cinco


Fanfic / Fanfiction Marié - Capítulo 6 - Cinco

 

- Muito colorido... é meio  diferente - Kwan balbuciou enquanto avaliava a roupa do amigo. 

Era o dia do casamento de Hoseok e, como achava que seria o único, estava louco para aproveitar a ocasião. Recusava-se a ser derrubado pela falta de animo da amiga, Ele se avaliava em frente em um espelho que lhe dava a dimensão do seu corpo inteiro. Sentia prazer em vestir-se na moda pela primeira vez na vida. Embora amasse roupas, nunca teve dinheiro para manter um guarda roupa com as ultimas tendencias do ano. 

Determinado a não se vestir como um noivo convencional e ocorrer o risco de despertar a ironia de Yoongi, o Jung optou por uma escolha audaciosa - No dia seguinte após o pedido de casamento, Yoongi transferiu uma quantia em dinheiro para um cartão e deu para o noivo, que com muita relutância acabou por aceitar a gentileza. Hoseok orgulhava-se por ter feito pouco uso desse cartão, não gostava da ideia de ter que depender tanto do outro. No entanto, fora inevitável para ele não gastar com a roupa de seu casamento. 

Via perfeitamente no espelho o resultado que pouco dinheiro fez. Usava uma simples camisa azul claro, uma calça comprida azul escura e sapatos pretos. Os cabelos estavam estavam bem penteados com uma franja repartida ao lado. E sobre os cabelos que mudara de cor e agora estava castanho, tinha pequenas flores brancas e rosas claras bem pequenas e delicadas que combinavam com uma pequena pulseira de flores que imitavam as da cabeça. Não era o que uma pessoa normalmente usava em um casamento, o branco era o mais requisitado, mas mesmo assim, Hoseok tinha adorado cada parte da sua roupa. 

Faziam três semanas desde que vira o príncipe Yoongi, por isso o Jung se sentia ainda mais nervoso. Kwan, sua mais fiel amiga, não escondia a preocupação quanto ao casamento com o tio de Somin e tentava persuadi-lo a não se casar com ele, embora faltasse menos de uma hora para a cerimônia começar.

- Por favor Noona, só tente ficar alegre por mim e Somin - implorava Hoseok a amiga. 

- Mas você não devia casar com o príncipe para beneficio de Somin - resmungava Kwan - Nunca imaginei que isso fosse acontecer. 

- E quem imaginaria? Mas tenho que dividir Somin com o Yoongi e para ficar com ela, essa foi a melhor opção para não nos separarmos. Era fato que ele não ia deixa-la viver aqui, mas também era um outro fato que se eu fosse morar com ele em Seul eu seria apenas um incomodo. Esse fora o melhor jeito de resolvermos esse problema - tentava convencer a amiga, e até um pouco a si próprio. 

- Mas é tudo tão precipitado Hobi, você não acha? - contra argumentou a mulher.

- Sim, é - admitiu - mas não vou perder a minha sobrinha para alguém que mal a conhece. 

- Ainda dá tempo para você desistir. 

- Eu já disse que não vou desistir - respondeu meio impaciente e logo em seguida desconversou - Onde está o Nam. 

Kim Yang Kwan olhou bem para o amigo, sua face era de pura tristeza, pois tinha conhecimento dos sentimentos do filho pelo amigo intimo, e até nutria uma certa esperança que um dia eles se casassem, mas agora entendia que isso jamais iria acontecer.

Ao encarar de volta a face da sua noona, ele logo matou a charada. Sabia muito bem o motivo do outro Kim não está no mesmo ambiente que ele, e compreendia. Devia ser algo doloroso com que se lidar. Então preferiu esquecer o assunto. 

- Bom - iniciou a mulher vencida - Se você não vai mesmo mudar de opinião, então vamos logo para igreja, não vamos querer um atraso.

Quarenta minutos depois, J Hope se surpreendeu com uma vasta multidão na porta da igreja e ele logo presumiu que um possível casamento anterior tinha atrasado. Automaticamente pensou em Yoongi, com toda certeza o senhor certinho não ia gostar nada dessa historia. O motorista do seu noivo que viera lhe buscar parou bem na porta do templo e J Hope arrumou-se brevemente pouco antes de descer do seu luxuoso carro com Somin nos braços. 

Hoseok caminhou em direção a entrada no local com a amiga ao seu lado mas foi abordado por uma multidão de pessoas barulhentas, umas com câmeras fotográficas, microfones, ou até câmeras de TV. 

- Qual seu nome? - alguém lhe perguntou.

- Você é um amigo da noiva? - outro alguém gritou nas suas costas. 

- Não, ele é o noivo - Kwan proclamou irritada - Agora saiam do caminho, deixem a gente passar, temos um bebê. 

Aproveitando-se do choque dos repórteres com a surpreendente revelação, um homem puxou Hobi e a mulher mais velha para dentro da igreja.

Assim que entraram, Kwan pegou Somin dos braços do amigo que logo fora trocar os votos. Jung Hoseok caminhou até o altar, onde depois de tanto tempo viu o príncipe que o esperava vestido impecavelmente de cinza. Ele era uma visão linda para o mais alto, seu coração acelerou só de vê-lo tão bonito de perto. 

A cerimonia foi rápida, logo trocaram as alianças, Yoongi sequer tinha olhado para ele, na verdade mantinha uma pose irada com os fotógrafos e repórteres, queria uma cerimonia simples e discreta, agora estava cercado por um monte de cobras.

Tudo que passava pela cabeça perturbada do príncipe era quem era o culpado? Algum funcionário? Alguém ligado a igreja? Ou seu próprio noivo? Poderia ter sido ele. Só essa ideia o decepcionava um pouco mais, pois ficara chateado quando vira as roupas do seu noivo. Esperava que ele se vestisse de branco, algo tradicional, mas seu noivo escolhera uma combinação, embora bonita, nada ortodoxa. Por estranho que parecesse, esperava  vê-lo vestido em algo branco, delicado como se vestiam os noivos, ao invés disso Hobi trajava algo bem inapropriado ao seu gosto. Mas isso tudo era culpa sua, sabia bem disso, pois ele mesmo tinha dito que não se importava com o que o mesmo usaria e agora estava sendo punido por isso. 

- Parem!! - Instruiu Kwan segurando uma câmera fotográfica quando o casal fora descendo do altar. 

- Desculpe, esqueci de avisa-lo que pedi para a minha amiga tirar umas fotos para o álbum da Somin - contou baixinho ao Yoongi - Agora por favor aja como se fosse mesmo me beijar 

Yoongi não se remedou quanto a enfiar as mãos grandes entres os fios lisos de Hobi e levar a sua boca de encontro a do outro. O - agora - ex Kim se sentiu estarrecido em ser agarrado daquela forma, sem mesmo ter consciência do que ia acontecer, como da primeira vez que se beijaram. Assim como da primeira vez, o beijo fora intenso. Nunca fora beijado como Yoongi lhe beijava, mas estava amando.

A linguá alheia o invadiu e Hobi se sentiu tonto, sentia um calor lhe subir pelo corpo. Suas pernas tremeram um pouco, atônito, abraçou o seu marido para se manter de pé. Mesmo com toda a diferença que existia entre eles, Hoseok admitiu para si mesmo que aquele homem era uma perdição, agora sabia o quanto Min Yoongi podia ser caloroso e inebriante. 

Quando finalmente se separam, o folego lhe faltavam aos pulmões. Se mantiveram abraçados enquanto se recuperavam. 

Kim Yang Kwan olhou tudo aquilo com a câmera na mão, totalmente contrariada. Não fazia ideia que aquilo poderia vir a ocorrer. 

Toda a perplexidade da amiga fez com que o ex Jung se sentisse meio desconfortavel. Por outro lado, Yoongi estava indiferente aos olhares da mulher, na verdade mantinha uma postura natural e comportada. 

- Hoseok - chamou o príncipe - devemos ir agora. 

- Mas não tínhamos uma sensação de fotos pra fazer? Uma para o álbum de casamento? 

- Sim tínhamos, mas a s fotos seriam feitas profissionalmente na frente da igreja. E não sei se você reparou, mas ela está lotada de repórteres - retrucou ainda demostrando pouca paciência, a mesma que Hobi tinha visto quando entrou na igreja.

- Reparei sim, não sou cego - Hobi estava se sentindo ofendido, por isso foi malcriado na sua resposta - Mas me recuso a ter nosso dia de casamento arruinado por causa desses jornalistas. 

- Eu entendo, mas lembra que combinamos que esse casamento seria discreto? - contra argumentou - Isso inclui não sair na capa das maiores revistas do país.

- Mas eu quero essas fotos, não quero cancelar-las - replicou o novo Min. 

Yoongi o olhou, e finalmente decidiu. 

- Vamos fazer assim, eu ainda tenho que voltar ao meu hotel para ver algumas coisas. O local lá não é tão feio, pode servir para tirarmos nossas fotos. 

O premiou por essa concessão fora surpreendente, Hobi lhe abraçou apertado e sorrindo muito. 

- Obrigado, obrigado! Você não vai se arrepender.

Antes que o novíssimo casal saísse do templo, Kwan insistia em não ir com o casal para a sessação de fotos e em seguida a despedida. 

- Eu não vou, não vou ficar de vela - dizia irônica -Você devia ter me contado que vocês ... han... mantinham um relacionamento. 

- O que você está dizendo?  Não há nada entre nós. 

- Que seja. E é melhor assim, melhor para o meu Nam - falava - Ele andava muito atrás de você. era como um cachorrinho, mas agora que já tem um marido vai ter que esquece-lo. 

- Sinto muito - o mais alto abraçou a mulher querida e então se despediram sem mais delongas. 

 

 

O fotografo enfrentou dificuldades com o casal de noivos. Embora os jardins do hotel fossem lindos e o sol estivesse finalmente dado as caras, os seus clientes se recusavam-se a agir como recém-casados. Hoseok só parecia realmente feliz quando segurava Somin nos braços apara posar nas fotos. Ficava maleável como uma rocha toda vez que o mais velho lhe passava os braços por sua cintura, mal conseguia fingir sua eloquência. 

Nada acostumado a rejeição, Min Yoongi assumiu um ar desdenhoso durante todas as fotos. Ficou ainda mais inflexível quando lhe pediram para sorrir apaixonado para o ex Jung.

- Não se dê ao trabalho - sussurrou J-hope para ele, sabia que aquilo devia ser uma tarefa difícil. 

Após as fotos, o silenciou imperou durante todo o percusso até o aeroporto. Nunca se sentiram tão pouco a vontade em anos. Yoongi recebeu um telefonema de uma ex namorada, ela pedia que desmentisse toda a historia de casamento, mas ficou furiosa quando assim ele não fez. Hobi escutou toda a gritaria vinda do celular do outro, mas não comentou nada sobre o assunto. 

No aeroporto, Min Hoseok se afastou do príncipe para cuidar de Somin. Mudava a roupinha dela toda enfeitada para o seu casamento para uma mais confortável quando ouviu chamarem seu nome no alto falante e lhe pediram para se encaminhar ao um certo balção. 

Surpreso e meio confuso, Hoseok empurrou o carinho de bebê que estava Somin até o local solicitado tomado por medo e curiosidade. Pensava que tinha feito algo de errado, ou que Yoongi lhe chamava para lhe contar seu arrependimento em ter se casado. Quando chegou deparou-se com um homem alto e bonito que tanto conhecia com um sorriso de covinha acanhado.

- Nam? O que faz aqui? 

Kim Namjoon estava muito vermelho. Desajeitado, estendeu o buquê de flores escondidos nas suas costas. 

- Meu deus Namjoon... - disse emocionado. 

- Volte e nos visite - disse quando o Min aceitou o buquê. 

- Não imaginei que viria - mal percebeu quando começou a chorar - Achei que me odiava por me casar.. e... - não conseguiu terminar a frase. 

Namjoon estava sendo tão gentil lhe dando as flores, estando ali para dizer tchau, quando na verdade sabia que não iria ser recompensado. Chorando, Hoseok pegou sua mão e apertou com carinho e sorriu com ternura. 

- Cuide de Somin e de você mesmo - sem dar nenhuma dica de sua intenção, Namjoon deu-lhe um abraço de urso e o beijou. 

O beijo nem se comparava com o de Yoongi, mesmo que o Kim beijasse muito bem, não era tão bom quanto beijar seu príncipe. Yoongi tinha algo que o Nam não tinha. Sentiu-se triste pelo outro e até um pouco culpado, pois mesmo com todas as qualidades que o mais alto tinha ele nunca sequer gostou dele. Então ficou parado e retribuiu o beijo do outro tentando imitar todo seu desejo por si, mesmo que falhando,  somente para agrada-lo - não poderia rejeita-lo como sempre fizera e esse beijo pareceu-lhe um ótimo prêmio de consolo. 

A poucos metros dali, Min Yoongi estava paralisado observando tal cena. 


Notas Finais


O que vcs acham que vai acontecer com esses dois?
uhiyhy6kbgfvcyfghjmhjy
É isso e até o proximo cap seus cremosos ( sorry por isso kkkkk) s2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...