História Marking of love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Little Witch Academia
Personagens Akko Kagari, Diana Cavendish, Lotte Yanson, Personagens Originais, Shiny Chariot, Sucy Mambavaran
Tags Charoix, Diakko, Diana X Akko, Dianakko, Little Witch Academia, Sulotte
Visualizações 403
Palavras 1.382
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, FemmeSlash, Ficção Científica, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Yuri
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa é a minha primeira fanfic Dianakko, espero sinceramente que gostem, boa leitura!

Capítulo 1 - I - Conforto, juramento e pensamentos ruins


    Diana sentia seus sentidos sendo revirados e seu corpo superaquecer a medida que sua amante se movia dentro dela, tudo oque ela conseguia fazer era deixar que seus gemidos e suspiros lhe arrancassem sua dignidade, era uma sensação tão nova e inebriante, ela se inclinou encostando sua testa na cabeça de Akko olhando fixamente em seus olhos, o vermelho se misturando com os azuis como da primeira vez em que se encontraram sua boca ligeiramente aberta de prazer e suas unhas cravadas nas costas da menina mais nova, se sua família soubesse oque estará fazendo eles com certeza lhe amaldiçoariam, mas seu amor pela jovem falava mais alto do que qualquer outra coisa, as vezes ate mesmo mais alto do que seu próprio orgulho. Ouvir a doce voz de Akko gemer seu nome era o máximo que Diana poderia aguentar, ela sentiu seu corpo convulsionar quando o orgasmo inesperado chegou, ela se agarrou ao corpo de sua amante desesperada. A sensação do corpo de Diana se desmanchando sobre o dela era incrível, o corpo de Diana finalmente começou a se acalmar, sua respiração ainda ofegante ainda batendo em seu pescoço, Akko deixou seu queixo descansar sobre o ombro de sua namorada e fechou seus olhos, esses momentos entre elas eram extremamente raros devido ao trabalho e lições de casa, Diana mal tinha tempo para ver Akko e isso estava matando ambas. Diana deixou seus sentidos a levarem ao sentir o aroma de Akko, um conforto que somente a garota poderia trazer a ela, elas continuaram assim por longos minutos, desfrutando da presença uma da outra, até que dedos de Akko começaram a reclamar, ela então resmungou algumas palavras incoerentes e Diana percebeu que eles ainda estavam dentro dela, ela se ergueu imediatamente com o rosto extremamente vermelho evitando olhar para sua amante.

“Perdão”. Akko sorriu ao ver a reação da menina maior e removeu seus dedos de dentro da mesma que gemeu baixinho em resposta, ela levou os dedos encharcados com os sucos de Diana até sua boca, mas isso depois de ter total certeza de que a garota estaria olhando. Diana mordeu seu lábio inferior evitando gemer, Atsuko conseguia jogar sua sanidade aos ares quando queria, ela se inclinou colando sua boca a de sua amante, sentindo seu próprio gosto, ela agarrou firmemente os cabelos de Akko e ousou rebolar sobre ela, a morena ofegou e desceu suas mãos ate os quadris de Diana cravando suas unhas ali.

“Não é seguro me provocar agora, além disso, precisamos sair você sabe”. A morena bufou em protesto, era extremamente frustrante ter que se vestir, sair e fingir que nada aconteceu, ela gostaria de gritar aos ares que aquela garota em cima de si era somente dela, que ela a pertencia, mas ela sabe que suas ações trariam consequências para ambas, uma vez que ela mesma não vinha de uma linhagem nobre isso resultaria em dois corações partidos.

“Não quero sair agora, quero passar a noite aqui”. A morena não sabia se estará escutando corretamente, esta era a primeira vez que Diana havia “pedido” para passar a noite junto a ela, normalmente elas iriam ficar alguns minutos namorando e Diana partiria antes que Lotte e Sucy chegassem ao local, o pensamento de ter sua namorada com ela à noite a aqueceu e Akko não pode deixar de sorrir, ela mordeu levemente o ombro da loira e se inclinou somente para olhar em seus olhos safira.

“Eu adoraria passar a noite contigo minha princesa”. O coração de Diana errou a batida ao ouvir tais palavras. Como diabos Akko consegue ser tão fofa? A maior escondeu seu rosto no vão do pescoço de Atsuko na tentativa de esconder seu rosto aquecido da morena que sorriu em resposta, ela levou sua mão até as costas de Diana esfregando gentilmente círculos reconfortantes sobre a mesma.

“Diana...” Akko chamou com uma voz fraca e suspirou em seguida, Diana já sabia oque estaria por vir, elas tiveram essa conversa, inúmeras vezes e Diana estava cansada de ter de mentir para sua namorada, cansada de olhar para aqueles mesmos olhos rubis e dizer que estava tudo bem, ela teria que contar a verdade uma hora ou outra e finalmente se sentia pronta para isso, ela segurou firmemente os ombros de Akko e se afastou gradativamente saindo de seu colo, o ar frio da noite batendo contra sua pele exposta a fez se lembrar de que estava nua, ela corou imediatamente, mas logo retomou sua compostura e lançou a Akko um olhar gélido tipicamente dela.

“Eu realmente quero lhe contar tudo e lhe explicar oque esta acontecendo...”. Akko assentiu para que ela prosseguisse. “Mas não posso nesta situação”. O rosto de Akko não poderia estar mais vermelho, ela realmente iria começar uma conversa com sua namorada neste estado, ela afundou seu rosto em suas mãos murmurando desculpas incoerentes, Diana levou sua mão até o queixo da menor a fazendo olhar em seus olhos. Elas haviam começado a namorar há alguns meses atrás, pouco depois da crise dos misseis quando Diana finalmente confessou como se sentia em relação à garota mais determinada de Luna Nova, depois de alguns dias angustiantes os quais fizeram Akko pensar mais do que testes e provas surpresas elas finalmente chegaram a um acordo e resolveram iniciar um namoro, apenas seus amigos próximos e a equipe verde sabiam sobre isso, o pedido veio de Diana que saberia oque aconteceria se os dois resolvessem assumir seu relacionamento agora, Akko tinha consciência sobre isso, mas não era algo que a garota entendia, era como andar de vassoura, mesmo conseguindo faze-la flutuar Akko ainda tem dificuldades para se locomover nos ares, isso é claro esta progredindo com algumas aulas extras de Diana e Ursula-sensei.

Depois de terem se vestido adequadamente as duas bruxas agora estavam de volta sentadas sobre a cama trocando olhares, nenhuma sabia como começar quando Diana tomou a frente.

“Akko, eu sei que isso é frustrante, e eu odeio isso tanto quanto você, mas eu tenho medo, medo de que eles me tirem você Akko, as famílias nobres tem uma certa implicância sobre seus membros estarem em relacionamento com pessoas que não descende de outra familia nobre, eles querem manter o sangue de seus herdeiros puros e a algum tempo atrás a pena para quem quebrasse essa tradição era bastante pesada chegando ate a ocorrer a morte de seus parceiros”. Akko não sabia oque dizer, isso tudo soava tão perturbador, realmente as famílias nobres davam medo, mas Akko estava disposta a correr esse risco por Diana, de repente sua mente foi coberta por pensamentos ruins, pensamentos que ligavam Diana a um suposto pretendente.

“Eu entendo Diana, mas por que não mudar isso?”. A ideia parecia tão surreal, não exclusiva, pois como Diana havia dito inúmeras pessoas tentaram quebrar esta tradição, mas nenhuma delas possuía o Claiomh Solais, nenhuma delas quebrou o selo do Grand Triskellion, e absolutamente nenhuma delas se chamava Atsuko Kagari.

“Akko...”.  Akko não deixou a garota a sua frente terminar e selou seus lábios aos dela imediatamente, ela não queria ouvir qualquer desculpa da loira e somente apreciar o momento já que agora elas tinham poucos minutos. Diana correspondeu seu beijo quase que de imediato, Diana ofegou na boca de Akko enviando uma sensação gostosa a morena que cautelosamente desceu suas mãos até a cintura da loira.

“Eu odeio interromper esse momento dos pombinhos, mas eu preciso dormir”. As garotas se afastaram completamente vermelhas de vergonha, Diana se levantou e se despediu de Akko deixando um beijo em sua bochecha antes de dar um breve “Boa noite” a Lotte e Sucy, a ultima foi repreendida instantaneamente por Lotte por causa de seu comportamento.

Após alguns minutos de conversa as jovens decidiram que seria melhor dormir, mas não antes das muitas provocações de Sucy para Akko, a bruxa dos cogumelos conseguia ser bastante insistente e provocativa. Uma coisa ficou na cabeça de Akko durante todo esse tempo, se ela quisesse ter um futuro ao lado de Diana, ela teria que quebrar outro selo, mas esse parecia bem mais difícil do que o ultimo. Pelo menos seu sorriso se manteve em seu rosto inabalável, ela era Akko afinal, e nada que um pouco de persistência e coragem não resolveriam, afinal, um coração de fé é a sua magia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...