História Marmelada de laranja. TEMP:1 - Capítulo 18


Escrita por: ~ e ~Seo-yun

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Primeira Temporada, Rap Monster, Romance, Suga
Exibições 22
Palavras 1.490
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


eu amorinha-chan sou moo. já a mari é a seo-yun . espero que gostem☺

Capítulo 18 - Acampamento part-01


Fanfic / Fanfiction Marmelada de laranja. TEMP:1 - Capítulo 18 - Acampamento part-01

-nossa, simpático – fala yuki, e eu fico olhando Nam ele ir embora.

-NAM ESPERA! –falo correndo atrás dele, chego perto dele e puxo o casaco que ele estava usando para ele parar de caminhar.

-o... Nam porque vc n me espero – falo olhando ele e ofegante  de ter corrido.

-... - ele n fala nada e sai caminhando, ele me deixou para trás.

-HO SEU IDIOTA! –grito irritada e ele olha para trás.

-esta irritadinho - falo olhando.

-n- ele responde se virando para mim.

-sei vamos que agente já estamos atrasados – começo a andar  ate ele e pego sua mão, começo a correr, nos chegamos a onde que tinha bastante pessoas logo vejo a moo com o suga, começo a puxar o Nam para agente ir ate aonde esta a moo e o suga.

-e ai – falo olhando eles e sorrindo.

- oi-ela fala olhando pra frente.

-nossa vc ontem me deixou no vaco, desligou o celular na minha cara eu ia contar mais coisas para vc – falo fingindo que estou brava com ela.

-eu tinha que fazer uma coisa- ela olhando paro suga.

 - o que – falo curiosa.

-n precisa saber, agora fica quieta o professor vai explicar- ela fala olhando pro professor.

-eu fico se eu quero quieta – falo olhando o professor.

-alunos, esse será nosso lugar de aula-ele fala apontando para trás dele aonde tinha um lugar bem grande e tinha janelas de vidro- agora vamos, mais se vcs n se comportarem n  faremos as gincanas-ele fala abrindo a porta e todos entram em seguida. Na aula aprendemos sobre varias espécies de plantas com nomes complicados, o professor até mostrava as espécies que tinha nessa região. Terminamos a aula tranquila, sem ninguém incomodar. Pelo jeito todos queriam fazer as gincana.

-ok, hoje vcs foram muito bem, agora podem fazer a gincana, o tema será: procura. Alguém tem alguma ideia?-o professor pergunta enquanto apagava o quadro. Kami alevanta a mão-sim kami-ele fala se sentando, kami se levanta

-  já que o tema é ‘’procura’’ vamos esconder um certo objeto na mata e as duplas tem que achar e quem encontrar até antes que o tempo acabe é o vencedor- ela fala  se sentando.

-a ideia n é ruim...mais se vcs se perderem será um problema- ele fala pensativo.

-mais se nós ficarmos numa certa área e quem sair dela será tirado da gincana- jin fala levantando o braço pra falar. O professor ficou em silencio pensando.

-ok, então a primeira gincana será de procurar alguma  das espécie que eu falei que tem nessa região, e a segunda?-o professor se alevanta e ficou na frente do quadro. Todos estavam pensando em algo até eu  mais jungkook alevanta a mão.

-pode ser uma gincana de encontrar alguma coisa no escuro, e a dupla que encontrar em menos tempo ganha- ele fala se sentando.

-mais aonde seria esse lugar?-jimin pergunta olhando pra jungkook.

-será em algum lugar que possa ficar tudo escuro, tipo algum dormitório- jungkook responde para jimin que compreendeu.

-mais qual sera o objeto que iram procurar cada dupla?- o professor pergunta para jungkook e o mesmo responde.

-as duplas podem escolher o objeto que iremos esconder- ele fala olhando para o professor que fechava os olhos pensando.

-certo, as gincanas estão feitas agora, ótimas ideias alunos, agora é só achar algum dormitório para fazer essa gincana- o professor fala sorrindo.

-pode ser o nosso?-Lu fala e o professor fala que ‘’poderia’’

Todos foram para fora e pensaram o que iam usar para fazer a segunda gincana que era mais difícil de arrumar, depois de algumas horas ajeitando tudo fomos fazer a primeira gincana de procurar espécies de plantas, o professor cuidava para ver se ninguém daria ataque de loucura e sairia correndo na mata. Eu e o Nam entramos na mata e começamos a procurar.

-HO! Nam vem aqui- falo olhando a flor que eu tinha encontrado.

-o que- ele fala se agachando a onde eu estava.

- n é essa a flor que o professor pediu? – falo olhando ele.

-n- ele fala olhando a flor, nos começamos a caminhar em silencio para ver se achamos alguma espécie no caminho o Nam resolve falar alguma coisa:

-qual é sua relação com o yukine? – ele pergunta olhando para frente.

-há...o yuki ele é meu amigo – falo olhando ele.

- é que parece que vcs são bem próximos- ele fala me olhando.

-n, agente se conhece a pouco tempo- falo olhando para os lados para ver se eu encontro alguma coisa.

-esta bem – ele fala suspirando.

-por que a pergunta? – pergunto para ele.

-por nada- ele fala, olho para o mato e vejo uma flor que era a espécie que o professor pediu me agacho para pegar quando eu vejo uma arranha pequenininha e começo a gritar:

-Haaaah!- grito pulando e tropeço numa pedra, eu ia cai mais Nam me segura e fico o olhando, ele fala:

-nossa vc tem medo de uma aranha minúscula – ele fala sorrindo.

-claro,  vai saber se a aranha me pula –falo me ajeitando.

-essas aranhas n mordem e n tem veneno – ele fala pegando a aranha que estava na flor e vindo ate mim.

-sai de perto com esse bicho- falo apavorada.

-ela n morde – ele fala botando ela no meu braço.

-HAAAAA! TIRA ISSO DAQUI – grito  me chacoalhando para todos os lados.

-ei calma, deixa eu tira ela – ele fala pegando ela do meu braço e botando numa arvore.

-vc é louco, vc n sabe que eu n gosto de insetos- eu falo cruzando os braços.

-n – ele fala me olhando e pegando a flor, e fomos em direção ao professor.

Mari off

Moo on

Eu e suga fomos procurar algumas espécies de flor, mais n conseguimos estávamos demorando demais, mais tive uma ideia.

-suga que tal a gente se separar, dai acharemos mais rápido-eu falo pra ele que estava agachado procurando.

-ok, eu vou ir pra la fica ai- ele fala indo pro outro lado e eu começo a procura, n estava achando mais eu vi uma flor roxa, era uma do tipo venenosa.

-finalmente consegui achar!- eu falo toda feliz e pegando a flor. fui procurar o suga e uma menina parou no meio do meu caminho.

-vc achou uma flor?-ela fala olhando para a flor que estava em minhas mãos.

-sim-eu falo tentando passar mais ela me impedia.

-vou pegar emprestada-ela fala pegando a flor da minha mão.

-como é que é? Vc n vai pegar nada, vai procurar que vc ganha mais-eu falo empurrando-a.

-quem vc pensa que é?-ela fala toda se achando a tal. Ela quer apanhar.

- sou moo- eu falo irônico, ela com raiva me empurra com muita força, tropeço e caio sentada no chão.

-sorte que estou de bom humor-ela fala me olhando de baixo e saio correndo-sua put@ -É Brincadeira que irei ter que procurar de novo, espero que o suga tenha encontrado alguma flor. Tento me alevantar mais sinto uma dor insuportável no meu tornozelo.

-já vi que n conseguirei sair sozinha, será que tem algum aqui?- eu olho em volta n tinha ninguém-droga- tento me alevantar um pouco mais acho que o torci. Olho de novo pra ver se tinha alguém, vejo um cara de longe, eu começo a gritar e acenar com a mão, ele me vê e vinha em minha direção, se aproximava mais e consegui reconhecer era o haru.

-ainda bem haru, eu preciso de uma ajuda- eu falo e o mesmo me olhava de baixo.

-o que aconteceu? E porque vc esta sentada no chão?-ele pergunta.

-eu torci o tornozelo, poderia me ajudar?-eu pergunto o olhando. Meu deus que alivio, achei que ficaria aqui até anoitecer.

-claro, mais acho que vc n vai conseguir ir andando então sobe nas minhas costas-ele fala ficando de joelhos e eu subo nas costas dele.

-obrigada-eu agradeço ele pela ajuda.

-n tem do que-ele fala meio sem jeito.

-eu já te falei que vc ficou muito bonitinho com orelha de gato- eu falo no ouvido dele que fez com que ele corasse- vc cora muito rápido-eu falo rindo dele e mexendo no cabelo do mesmo.

-para com isso-ele fala andando e cuidando para n escorregar nas pedras com musgo. Nos chegamos, o professor estava na entrada.

-professor, a moo torceu o tornozelo- ele fala e o professor falou para irmos à sala que ele já ia ir com uma pomada. Haru chegou na sala, eu desci das costa dele com cuidado, sentei-me numa cadeira.

-vou indo então-ele fala ameaçando abrir a porta da sala.

-vc poderia chamar a Mari, eu acho que ela esta com o Nam-eu falo pra ele que assentiu um sim com a cabeça. Depois que ele saio fui olhar o tornozelo, estava roxo mais n tão roxo, n foi uma torcida muito forte é só passar uma pomada e ficar parada sem fazer força nele. Enquanto estava em meus pensamentos escuto a porta abrir, era o suga.


Notas Finais


COMENTEM. bjs♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...