História Marry Me? - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Cattary, Interativa, Namjin, Reality Show, Taegi, Taekook, Taeseok, Televisão, Vhope, Vkook, Vsuga
Exibições 165
Palavras 1.576
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente eu tô rindo demais porque quando postei o capítulo anterior ainda não tinha saído o comeback do BTS e o Yoongi não sabia andar de bicicleta. E em uma das primeiras cenas do MV o que acontece? Isso mesmo! Min Yoongi andando de bicicleta. Eu achei graça demais, socorro. Precisei comentar sobre isso.

As notas finais são MUITO IMPORTANTES, então leiam.

Antes de mais nada, desculpem pela demora. Prometo que vou compensar! <3

Não sei porque ficou tão curto, mas não saberia deixar ele maior do que isso...

Revisei (que milagre foi esse???) mas talvez tenha passado alguma coisa, kkkkk

Boa leitura e desculpem novamente por fazer essas notas gigantes. Nem sei se vocês vão ler.

Capítulo 11 - Episódio 8


Fanfic / Fanfiction Marry Me? - Capítulo 11 - Episódio 8

Tudo o que se passava pela mente de TaeHyung era que aquele era o lugar mais incrível do mundo. O encontro ocorria em um movimentado fliperama. Mal podia se lembrar quando havia ido em um daqueles pela última vez. Caminhou pelos corredores iluminados e barulhentos se sentindo como uma criança outra vez: olhos arregalados e prontos para capturar qualquer detalhe que julgava ser necessário se recordar no futuro. Não levou mais do que dois minutos ali dentro para encontrar Jeon JungKook, o candidato número 2. Ele trajava roupas confortáveis, diferente do que se imagina que alguém usaria para aparecer em um programa de televisão.

Se cumprimentaram quase como amigos e partiram outra vez por entre os corredores do fliperama. Para ambos, aquele lugar transpassava diversão. O programa ofereceu fichas ilimitadas para que eles usassem o quanto quisessem e TaeHyung gostaria de ter todos os encontros naquele lugar, se possível. Optaram por começar em uma máquina para dois jogadores tematizada com carros e chamas.

— O melhor de três? — TaeHyung sugeriu com um de seus sorrisos quadrados ao inserir as fichas dentro da máquina de jogos.

— Por mim tudo bem. Só vou avisar que eu sou o melhor em jogos de corrida.

O mais velho precisou segurar o sarcasmo ao rir da provocação do outro. Não gostava de perder, qualquer um que o conhecesse bem poderia confirmar que era uma pessoa competitiva quase que ao extremo, mesmo que para atividades bobas como aquele e em pleno encontro.

Veremos.

O garoto de cabelos alaranjados acabou por ganhar duas das três corridas e não se envergonhou ao esboçar uma expressão vitoriosa. Recebeu alguns tickets que poderiam ser trocados por prêmios mais tarde. Foram para outra máquina que simulava arremessos de basquete e TaeHyung se sentia especialmente bom naquele esporte, embora não jogasse desde os tempos de escola.

— Acha que pode ganhar nesse também?

O mais novo fez um pequeno bico, muito provavelmente sem argumentos para devolver a recente provocação. Não tinha muito o que fazer ou do que se gabar depois de ter perdido da primeira vez. Eles tinham certa quantidade de tempo para fazer os arremessos e aquele que obtivesse uma maior quantidade de pontos era o ”vencedor”.

Mesmo acreditando ter perdido o “jeito da coisa”, TaeHyung ganhou aquele jogo também por 6 pontos.

— Isso não é justo! — JungKook protestou, fazendo o mais velho parar com a caminhada vitoriosa. — Você só está escolhendo as coisas em que é bom.

— Certo… — Pensou em dar uma chance, já se sentindo tão confiante quanto podia. — Então pode escolher o próximo.

JungKook correu rapidamente os olhos pelo lugar, parando-os em um ponto específico. TaeHyung se virou para acompanhar do que se tratava e sentiu todo o ego inflado murchar na mesma hora. Aquele era seu pior pesadelo, sem dúvidas. JungKook, que já caminhava em direção à máquina de pegar pelúcias, não viu os ombros do mais velho caírem sem toda aquela animação de antes. O alaranjado considerava suas tentativas de ganhar qualquer coisa naquela máquina como uma tentativa falha e inútil, um desperdício. Pelo menos a produção do programa estava pagando, o que lhe dava certa tranquilidade sobre perder dinheiro.

— Tinha tantas opções melhores… — Reclamou ao se colocar ao lado de JungKook, quase emburrado.

— Será que eu escolhi o seu calcanhar de Aquiles? — O mais novo brincou. — Nós não estamos competindo, hyung. Vou ganhar o que você quiser.

A cabeça de TaeHyung parou de funcionar da maneira correta. Estava tão agitado e focado na competição imaginária que chegou a até se esquecer do real propósito de tudo aquilo. Ele se calou após ouvir as palavras do mais novo e olhou para as pelúcias dentro da máquina, em busca de um que lhe chamasse atenção.

— Eu quero esse aqui. — Apontou para o leão de pelúcia de tamanho médio. — Consegue mesmo pegar?

Daquela vez não havia provocação na voz, apenas curiosidade e dúvida. JungKook deu um pequeno e breve sorriso de lado antes de inserir a ficha e controlar a garra totalmente concentrado. Apertou o botão que a fazia descer e TaeHyung mordeu os lábios em expectativa quando uma das patas do leão foi capturada. Ambos soltaram um suspiro ao ver que a garra havia voltado vazia para a posição de origem.

— Vai tentar de novo? — TaeHyung observou o segundo candidato colocar outra ficha e estralar os dedos.

Ele não estava assim tão crente sobre as habilidades do mais novo e, ao mesmo tempo, pensava que aquele era apenas um bom jeito de fazer as pessoas perderem fichas. Para a sua surpresa, na terceira tentativa JungKook conseguiu capturar quase que perfeitamente a pelúcia e os dois pularam de felicidade. Ele se abaixou e pegou o prêmio da máquina, sorrindo quase tímido para o mais velho antes de entregá-lo o objeto.

— Eu disse que o pegaria pra você, hyung.

— Obrigado. Ele é tão fofo! — Apertou o leão entre as mãos.

— Vai dar um nome pra ele? — JungKook brincou, mas TaeHyung pensou seriamente no assunto.

— Já que você conseguiu ele pra mim, vou chamá-lo de… JungKook Segundo. O que acha?

— É grande demais! — Deu risada.

Por um lado, TaeHyung achou que o candidato tinha razão. Chamar um leãozinho como aquele por um nome tão gigante o tempo toda seria bem estranho. No entanto, não era bom com nomes e sua falta de criatividade para a coisa se mostrava presente ali.

— Então o quê? — Preferiu por perguntar, talvez o outro tivesse uma opção melhor ou mais curta.

— Kook? — Sugeriu outra vez, sem achar que o mais velho concordaria consigo.

Ainda assim, TaeHyung achou que o nome combinava bastante com o leãozinho de olhar doce, então apenas concordou. Os dois garotos caminharam lado a lado até um local menos movimentado do fliperama, buscando tranquilidade e também um pouco de descanso.

— Ele é tão fofinho de apertar! — O mais velho trouxe o objeto até as bochechas, contestando a maciez do tecido em que era feito. — Acho que vou dormir agarradinho com o Kook essa noite.

JungKook cobriu o rosto e soltou uma gargalhada, envergonhado. TaeHyung só havia reparado nas próprias palavras após um momento de reflexão pela risada repentina do outro.

— Desculpe. — JungKook tentou dizer entre o riso que se findava aos poucos. — É que os meus amigos mais íntimos me chamam de Kook. Só não aguentei.

— Tudo bem. De repente não foi a melhor ideia do mundo dar o seu nome pra ele.

— Mas é claro que foi! Agora você vai se lembrar de mim sempre que olhar pro Kook. — Acariciou a cabeça do leão nas mãos do mais velho. — Isso me deixa estranhamente feliz.

— Você é muito fofo, sabia? Quero te apertar feito essa pelúcia.

Um silêncio se fez presente e JungKook desviou o olhar para os sapatos antes de finalmente responder.

— Eu estou morrendo de vergonha agora, hyung.

— Bom, você não disse que eu não podia…

Sem avisos, TaeHyung deu um abraço quase de urso no mais novo, o chacoalhando feito um brinquedo. Ao soltá-lo viu as bochechas avermelhadas e apertou uma delas, sem resistir.

— Eu realmente não sei o que dizer agora. — JungKook admitiu ainda sem conseguir encará-lo. — Hyung eu…

O alaranjado o interrompeu com a própria fala:

— Pra começar, não precisa me chamar assim. TaeHyung está bom.

O mais novo confirmou com a cabeça.

— E não fique assim, juro que eu sou legal as vezes.

JungKook sorriu e concordou novamente. Os dois voltaram para a área mais agitada e passaram o resto do encontro se divertindo nos diferentes jogos. Mesmo que pouco, TaeHyung se sentia mais próximo do candidato número 2 e era engraçado ser aquele que provocava a vergonha no mais novo já que, no geral, era ele quem se envergonhava pelas atitudes dos outros garotos. Quase nem reparou na presença das câmeras no encontro, outro sinal de que estava ficando habituado demais com aquilo.

Trocaram os tickets recebidos. Como não tinham o suficiente para receberem bons prêmios, juntaram entre eles e optaram por um boné com desenho engraçado. TaeHyung insistiu para que o mais novo ficasse com ele, já que havia ganhado o leão de pelúcia. Se despediram com outro abraço — que teve início por parte de TaeHyung — e seguiram seus caminhos.

O próximo encontro do programa de TV seria, por lógica, com Jung HoSeok, a pessoa que TaeHyung ainda não tinha muito o que pensar sobre. Parecia sem um pouco fora do padrão, mas ainda não o julgava como alguém ruim para si. Talvez fosse uma boa oportunidade de conhecer na próxima semana. Mas também tinha a história de Kim NamJoon para tirar a limpo. Não sabia se devia ou não acreditar no ex-namorado, só não queria se passar pelo garoto magoado e ressentido. Queria ter alguma certeza naquela altura da vida, mas também não encontrava respostas ou soluções simples para seus pequenos problemas.

Já de pijama e deitado na cama, o garoto de cabelos alaranjados olhou para o objeto adorável em mãos. Kook estava se tornando uma companhia agradável para as entediantes noites naquela casa. Honestamente, ele não via a hora de sair de lá de uma vez por todas e ser livre dos pais. Nenhum passarinho deveria voltar para o ninho depois de abrir as asas e voar para longe. O problema, talvez, fosse que as antigas asas de TaeHyung não eram realmente dele, mas sim asas emprestadas e que lhe foram tomadas assim como a falsa liberdade que acreditava, sem sombra de dúvidas, ser real. Agora eram uma distante lembrança que traziam junto consigo o moreno de lábios tentadores.


Notas Finais


Eu não sei direito, mas gostei do último parágrafo. Tive que fazer essa referência do Tae Tae perder as asinhas e tal *chora*

O que acharam do Vkook?

Vou explicar a parte importante agora:

A partir do próximo encontro (quando totalizarmos 2 encontros com cada candidato), os votos vão ser usados para outros propósitos também.
O que for mais votado é também o que recebe mais "vantagens" e o que terá maior aproximação romântica do TaeHyung. E tem que ser assim porque ele precisa se apaixonar de verdade por apenas um deles, certo? kkkk
O que for menos votado é o que recebe menos vantagem. Isso vale para cada "ciclo" de encontros, ou seja, se um deles foi o menos votado para o segundo encontro mas o mais votado no terceiro, receberá maior "vantagem" no terceiro independentemente da votação anterior.

Ficou confuso? hdsuhduhsd
Qualquer coisa podem me perguntar.

E como eu sou legal vamos fazer um jogo (risos malvados) já que o próximo capítulo não precisa de votos...
Se alguém acertar o que mudou na capa da fanfic (sim, é bem discreto, mas eu mudei a capa), vou postar o próximo capítulo hoje ou amanhã. Acho que ninguém vai conseguir, mas tudo bem suhdsud

Até~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...