História Mártir - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Resident Evil
Visualizações 6
Palavras 384
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela
Avisos: Canibalismo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


FIC nova, espero que gostem :3

Obs: o título da fic é provisório, atualizarei quando tiver uma ideia melhor

Capítulo 1 - Prólogo


–Olá papai. –A voz da garota surpreendeu William.

–Sherry, querida, como chegou aqui?

–A mamãe me trouxe. Eu precisava te ver hoje.

–Ela não deveria ter feito isso, aqui não é lugar para uma criança. –O laboratório de William ficava no subterrâneo de Raccoon City, perfeitamente. Ele se perguntou porque Annette havia levado a filha até lá. –Volte para casa com a mamãe, está bem? Vou terminar algumas coisas aqui e depois vou para casa para ficar com vocês.

–Você esqueceu de novo, não foi?

E então ele se lembrou.

–Claro que não, querida. Eu nunca esqueceria o aniversário de dez anos do meu anjinho. –William se aproximou da filha, dando-lhe um beijo na testa. –Feliz aniversário.

–Doze, papai. E você esqueceu quando eu fiz dez também. –Sherry estava quase chorando, apesar de não estar surpresa com o esquecimento do pai. –E você prometeu que passaria o dia comigo hoje.

–Perdoe-me, filha. Prometo que vou te compensar no seu próximo aniversário. Mas agora vá para casa, está bem? Preciso trabalhar.

Sherry ficou ali por mais alguns minutos, observando o laboratório do pai, que nem notava sua presença naquele momento. A garota evitou tocar em qualquer coisa, mas não resistiu a acariciar um dos camundongos de laboratório que William usava em sua pesquisa, os quais a menina sempre achara fofos. Foi somente quando o animal mordeu seu dedo que Sherry deixou o laboratório, despedindo-se do pai.

Nos dias que se seguiram, Annette e William estiveram ocupados demais com suas pesquisas para notar as queixas de coceira e febre da filha. Até que um dia chegaram em casa e encontraram a menina transformada. O casal brigou, acusando um ao outro pelo ocorrido. Mas William sabia que era o culpado. Seu descaso com a filha fez com que a garota fosse até seu laboratório e acabasse infectada com o T-Vírus. Sua consciência começou a pesar. Até que ponto estaria disposto a ir em nome da ciência? Pensou na jovem Lisa Trevor, nos horrores que fizera a garota passar. William não seria capaz de prosseguir com isso. Decidiu cancelar seu projeto mais ambicioso, sua pesquisa com o G-Vírus.

De volta ao laboratório, o cientista pegou a amostra do vírus experimental que Spencer havia lhe pedido para que desse a Albert, e fez o que sabia que precisava ser feito.


Notas Finais


POR FAVOR POR FAVORZINHO NÃO ME ODEIEM :(
Foi triste escrever isso, fiquei um tempão me torturando ouvindo The Scientist, não foi fácil para mim também

Assim que possível, trarei o primeiro capítulo, que está quase pronto, mas falta algumas coisas

Beijos, e até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...