História Mas eu estarei lá... - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~EmoPotatto

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Drama, Hetero, Romance, Suspense
Exibições 9
Palavras 820
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Então minha gente, mais um cap espero q gostem

Capítulo 9 - Desconhecido?


  P.O.V Elizabeth


    - Porque me olhas assim princesa? Parece até q viu um fantasma.... Meu nome é Carlos... e você princesa? - Ele disse isso com um sorriso malicioso, eu já sabia o que iria acontecer se ninguém me ajudasse, eu so queria sair dali o mais rápido possível. Por mais que eu tenha uma cara de menina que não tá nem aí pra nada e que ninguém quer chegar perto (O que realmente acontece) eu estava muito assutada eu não sabia o que fazer.
    
      Ele estava tampando minha boca com sua mão e estava me precionando contra o muro de uma casa qualquer.
  
      - Uhm?!... Você não vai me dizer seu nome? - ele disse chegando mais perto. Nessa hora, eu consegui dar um arranhão no pulso dele fazendo com que sua mão se afrouxasse um pouco e consegui gritar

      - SOCORROOOO!! ALGUÉM ME AJUDA! - Gritei o mais alto que pude, até que ele me prendeu de novo no muro, só que ele ficou muito bravo e tampou a minha boca de novo e  mais forte que acabou machucando minha boca. Dava pra ver um pouco de sangue na sua mão.
  
     - Escuta aqui garota! Se você gritar mais uma vez.... Ah meu amor, ai sua situação vai ficar pior do que já ta, entendeu?

     Ele disse isso me deixando assustada, eu ja tava começando a tremer, quando eu vejo a luz de um dos cômodo de uma casa ser acender e a janela sendo aberta.
    
     - Hey! O que ta acontecendo aqui?! Larga Ela! Seu desgraçado! - um homem disse da janela com um celular na mão, quando ele colocou o aparelho na orelha aquele lixo humano que estava quase me estrupando saiu correndo e eu caí de joelhos no chão.

     - Hey garota!... Vc está bem? Ele te machucou? Ele abusou de você? - ele disse saindo de dentro do portão da sua casa e veio na minha direção.

    - Não...Eu estou bem... Ahm... E-eu preciso ir.  - Eu disse me levantando querendo ir embora o mais rápido possível daquele lugar. 

    - Ei, espera! - senti ele me segurando pelo pulso - Sua boca.... está sangrando. - ele disse e logo coloquei o dedo no pequeno corte  - Ah... isso. N- nao é nada...- Sai correndo o mais rápido que conseguia, so queria chegar em casa, tomar um banho quente e tentar esquece do que aconteceu aqui. Eu espero nunca mais vê esse desgraçado na minha frente de novo. Estou com o ódio mais profundo que alguém pode ter por alguma pessoa, também não é pra menos, sabe se lá o que teria acontecido se eu não tivesse gritado.


                  ~20:50~

    Cheguei em casa e minha mãe me fuzilou com os olhos e começou a fazer um tanto de pergunta

    - Minha filha, tu é doida? Onde vc estava?.... - só tava encarando ela, ela tava mesmo falando sozinha do que falando comigo - Hein?! Vc tá bem? - ela falou isso e eu quase dei um pulo - Relaxa mãe, não aconteceu nada. Só deixa eu ir pro quarto, ok? Obrigada. - e subi as escadas pro meu quarto. - Ah, mais uma coisa.... amanhã não vou pra escola. Tchau
     
     Subi pro meu quarto e me joguei em cima da cama. Eu so queria esquecer tudo aquilo e dormir, dormir igual uma pedra. Isso que eu queria.

     Tomei um banho quente e fui dormir. Por incrível que pareça eu consegui dormir maravilhosamente bem.

     
             ~12:45~ 

    - L-lisa...- Disse alguém batendo na porta do quarto, eu tinha acabado de acordar, tava com bafo e toda descabelada enquanto alguém ta gritando na porta do meio quarto, q ódio. -  ELIZABETH! ABRE ESSA PORtA ANTES QUE EU ARROMBE ESSA MERDA! - senhor Jesus, quanto mal humor tá pior do que eu. Mas... eu conheço essa voz.... Jane! Saio correndo da cama e abro a porta e vejo a abençoada parada na porta com cara de cu. - Aleluias garota! - ela diz entrando no quarto e sentando em cima da cama - Você me deve explicações.... Pq vc faltou? - ela disse e eu fui andando em direção a minha cama e sentando em cima da minha perna.

     - Ah... isso. E-ee... bem, eu tava passando mal hj de manhã... É isso. Tava passando mal. - ela me olhou com uma cara de cu e revirou os olhos. -

    - Enfim, tenho novidades. - ela disse toda animada.
    - Então diga ue - disse rindo
    - Tem um garoto novo na escola- Ela disse e se jogou em cima da cama toda boba.

- Meu Deus é pra tanto assim? É só menino. - Eu disse rindo 

    - Aaah minha amiga, vc n está entendendo as coisas. Vc fala isso pq n viu ele pessoalmente. - ela disse pegando o celular - Aqui. A foto dele.  - ela disse virando a tela do celular pra mim 


      Aaah senhor. N pode ser....


Notas Finais


Quem vcs acham q pode ser? Vamo deixar no ar. Até o próximo cap


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...