História Massacre da Escola Gregory Sullivan - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Escola, Horror, Morte, Terror
Exibições 4
Palavras 654
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Terror e Horror, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 3 - Depoimento 03 - Laura Michael -


Jornal Stella News 


Já se passou uma semana desde o Massacre ocorrido na escola Gregory Sullivan, que deixou quatorze mortos, incluindo o atirador, indentificado como Lukas Smith de 21 anos. Ainda não se sabe ao certo, o motivo que Lukas teve para tomar tal atitude. Porém, com a investigação da policia, descobriu-se que ele era amigo de Matthew Ribeir e Carol Gianjácomo. E de acordo com o depoimento da sobrevivente Larissa Finch, o atirador procurava por um homem. Esse fato, fez com que, muitas pessoas culpassem Matthew por todas as mortes. Ele e sua familia estão sendo escoltados pela policia, além de seguranças particulares. Ontem, o irmão mais velho de Matthew, Marco Ribeir, foi agredido com um soco no rosto, enquanto estava trabalhando em  um shooping. Já Carol Gianjácomo, ainda está em coma no Hospital Vivare. Aguardamos novas notícias e desejamos uma melhora para todos que ainda estão nos leitos hospitalares, além de desejarmos força para aqueles que perderam alguém. 


Depoimento 03 - Laura Michael - 


A aluna Laura Michael, do terceiro ano do Ensino Médio, sobreviveu ao massacre da escola e em depoimento a policia contou em detalhes o que viu. 

As próximas palavras foram ditas pela aluna, não houve mudanças no que foi dito. Atenção, o que você vai ler é algo realmente perturbador, esteja preparado(a) 


Laura Michael


Bom, quando o atirador entrou na escola, eu e minhas amigas Carol Gianjácomo e Sophia Georgie estavámos no corredor com Valéria, uma outra amiga de outra sala. O atirador estava na secretária, eu o vi. E tive a impressão de que eu o conhecia e quando ele fitou os meus olhos, e sorriu, eu parecia ter certeza que o conhecia, mas não sabia de onde, depois que ele falou com a secretária, balançou a cabeça positivamente para ela e deu um sorriso, e veio em direção a nós. Achei que ele fosse nos cumprimentar, mas então ele levantou um pouco a camisa e tirou uma arma de lá. E atirou na Valéria que caiu morta. Ele atirou na Carol, e deu mais alguns tiros para acertar a Sophia que conseguiu correr. Carol gritava de dor e eu não fugi, fiquei com ela o tempo todo. O atirador veio até a mim, eu estava pressionando o ferimento da Carol para não sangrar mais, ele estava chorando, eu olhava para ele, mas não disse nada. Ele não mirou a arma para mim, mesmo chorando ele tinha um sorriso no rosto, foi quando ele disse "Tudo bem Laura?" e entrou no corredor onde Sophia tinha ido, era onde ficava a minha sala, o menor corredor da escola. 

Quando ele saiu, eu comecei a arrastar Carol para fora da escola, mas uma multidão de pessoas desesperadas saíram das outras salas e eu e Carol não tinhámos para onde ir. Aquelas pessoas nos pisotearam, eu protegi a minha e a cabeça de Carol, mas ninguém parou para nos ajudar, e uma hora eu desmaiei, não por muito tempo, mas o suficiente para a maioria dos alunos correrem, Carol estava desacordada e alguns metros longe de mim. Eu me levantei com dificuldade, e a puxei pelos braços para dentro do banheiro, eu não tinha forças para chegar até o lado de fora. Fiquei lá dentro, rezando para saírmos vivas de lá. Para Carol estar viva... 

Consegui ver Sophia fugir, depois Gustavo. Percebi que o atirador estava no coredor, gritando com alguém que chorava muito, ele gritava "onde ele está?!". Ainda não conseguia me lembrar de onde eu o conhecia. 

Depois de um tempo, vi Juliane conseguir fugir e por último, Matthew, foi quando a policia entrou, e me tirou de lá, achei que Carol já estava morta, mas ela entrou em coma e ainda está aqui, só precisa se encontrar novamente... 

Ah... Acho que eu me lembrei, não sei. Não tenho muita certeza... Acho que... O atirador, estava no aniversário da Carol! Sim, ele estava lá. Acho que Carol o conhecia.


Notas Finais


Obrigado por ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...