História Mayday - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Tags Bambam, Got7, Jackson, Jaebum, Jinyoung, Mark, Mayday, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 19
Palavras 3.274
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Fluffy, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


notas finais
boa leitura

xoxo!

p.s. dedico esse cap para a madu q tanto me cobrou, ta ai imunda, beijo!

Capítulo 6 - Goodbye pt1.


Já faziam exatos três dias desde o acidente do Yugyeom, após Jinyoung doar sangue para ele e ocorrer a transfusão, seu quadro é estável e em recuperação. Ele pergunta sempre que pode sobre Jackson, mas a primeira vez que fez, recebeu um olhar maligno e um sermão – aos gritos – de quase uma hora inteira, do Jaebum, o que fez o maknae perguntar apenas quando estávamos sem o líder ou aos sussurros quando tinha chance. A resposta era sempre a mesma: Não temos noticias dele.

O olhar cabisbaixo e preocupado do Yugyeom era o mesmo do Mark e Jinyoung sempre que tentavam ligar para ele e nem se quer chamar, cheguei à conclusão que nem com o celular ele deve estar. Yugyeom soube, na noite de ontem, da briga entre Jaebum e Jackson, o que o deixou furioso com o líder, por ter culpado e batido em Jackson sem se quer saber a história e o que parecia mais frustrante para Yugyeom era a resposta simples e seca que recebeu.

Flashback on

- Ele te tirou de casa e deixou que sofresse um acidente que poderia ter te matado, essa é a história. – Deu de ombros, simples.

- Você nem se quer se perguntou se ele não teria se machucado também? – Yugyeom indagou nervoso. – Nem passou pela sua cabeça que VOCÊ o machucou mais ainda?

Jaebum continuou com a mesma expressão despreocupada, como se ainda estivesse em paz com suas ações. Seu olhar se encontrou com o meu e ali eu vi, no fundo dos seus olhos, como agora a culpa assolava sua mente, sem saber noticias dele há dois dias, sem nem ter ido ver seu estado enquanto estava na enfermaria cuidando dos ferimentos que o acidente e ele haviam causado. Eu partilhava da mesma preocupação, tentei ir atrás do Jackson, mas ele já não estava mais lá e desde então ligo incansavelmente sem obter respostas.

Jaebum saiu do quarto em silêncio deixando um Yugyeom pensativo e pelo jeito ninguém abriria a boca por toda a noite.

Flashback off

Eu me sentia frio, mas não pela temperatura - que estava razoavelmente mais friozinho. – e sim pela falta que uma boa risada me fazia. Terceiro dia no hospital e Yugyeom fechou-se para Jaebum e consequentemente Jaebum se fechou para todo o resto. O fato do Bambam não ter aparecido - e quando nos ligou nem se quer citou o maknae. – torna tudo pior. Será que tinha como piorar? Sinceramente, eu não estava disposto e nem com condições para descobrir.

O cansaço estava batendo, mas a sensação que eu tinha de que algo aconteceria me mantinha acordado. Estavam todos – exceto Jackson e Bambam. – no quarto com Yugyeom aguardando o médico que iria examina-lo e verificar quando o mais novo poderia ter alta, ele já estava ficando impaciente e deixando Jinyoung consideravelmente irritado com as birras que ele fazia.

Estava tudo um caos.

Despertei-me dos meus pensamentos com o toque do celular do Mark, que atendeu e logo em seguida colocou no viva voz.

- Hyung, ligue a TV! – A voz do Bambam soou do outro lado ganhando a atenção do Yugyeom.

- Por que Bambam? – Indagou. – Estou no quarto com Yugyeom.

- Apenas ligue, é importante, todos precisam ver a grande merda que vai acontecer. – Disse aflito e isso me deixou muito ansioso. – Eu sinto muito hyung, não consegui contê-lo.

O som da chamada sendo encerrada ecoou no quarto e todos se entreolharam aflitos, minha ansiedade nunca esteve tão forte, a sensação de algo ruim acontecendo me assolava e nada me tirava da cabeça que isso tinha haver com Jackson. Ninguém se movia, pareciam hesitantes em ligar a Tv, mas Yugyeom pegou o controle que estava em cima da mesa ao lado da sua cama e ligou a TV.

Estava em um canal de noticias e no rodapé continha a matéria que seria transmitida.

NEWS: Jackson Wang do GOT7 convoca imprensa para grande pronunciamento.

Olhei para os meninos em busca de qualquer sinal de que aquilo não era o que eu estava pensando, mas Mark havia sentado no sofá com sua atenção total a TV e Yugyeom não estava nada diferente. Jinyoung trocava olhares apreensivos com Jaebum. Que merda Jackson, o que está fazendo?

A câmera focou na grande mesa em cima do palco onde havia se sentado o manager do nosso grupo e o CEO da JYPE junto com sua secretária geral, logo em seguida é focalizada a entrada do Jackson acompanhado do J.Y Park, isso não soava NADA bem.

Seu rosto estava abatido e ainda era possível ver um roxo enorme envolta do seu olho direito, seu rosto estava suavemente inchado e seu corpo sutilmente mais magro, como se todos aqueles dias ele não tivesse comido ou bebido nada, o que me preocupa é que conheço Jackson e de fato isso não deve ter ocorrido. Seus olhos estavam vermelhos igual a ponta do seu nariz, ele estava chorando... Jackson-ah...

- Boa noite a todos! – J.Y. Park falava ao microfone agora de pé em frente a grande mesa, Jackson estava sentando ao seu lado. Após receber uma resposta em uníssono de todos presente, abriu um sorriso ladino. – Será um pronunciamento rápido onde não haverá tempo adicional para perguntas.

Sentou-se desligando seu microfone e dando a brecha para que Jackson começasse a falar, o chinês abatido ligou seu microfone e fitou a câmera por longos segundos, parecia querer tomar coragem para dizer o que quer que fosse.

“Boa noite! Venho pessoalmente esclarecer algumas coisas... Todos então cientes do acidente do nosso querido cristal puro, Yugyeom. Acredito que logo ele estará saudável e recuperado entre nós, vocês devem estar curiosos sobre o motivo do acidente e bom...Sou eu! Eu dirigia o carro quando aconteceu e por irresponsabilidade minha Yugyeom passou todo aquele momento. Peço desculpas as nossas ahgases, a ele, ao got7 e a toda JYPE por ter falhado e colocado a vida do nosso maknae em risco... Mas não só isso, peço desculpas ao GOT7 por ter falhado como membro, amigo e família.  Queria agradecer a todas ahgases pelo apoio e amor que tem dado ao nosso grupo durante todos esses anos, eu não sou digno do seu amor, então por isso, em respeito a todo esse amor que sempre me deram, a partir de hoje eu, Jackson Wang, não sou mais um membro do GOT7, não tenho mais nenhum contrato ou vinculo com JYP Entertainment, a Team Wang está sendo desfeita, não seguirei carreira solo. Estou me aposentando da minha carreira e voltando a morar na China com a minha família. Sou extremamente grato a todos vocês e ao GOT7 por ter transformado a minha vida em algo melhor, nunca terei palavras suficientes para descrever o quanto os amo e os quero bem. J.Y. Park obrigado pela oportunidade na sua empresa e pela amizade que criamos ao longo desse tempo. GOT7 sigam em frente e sejam tão fortes quanto sempre foram, eu acredito em vocês, estarão bem sem mim. Ahgases, peço que não me odeiam pelo meu erro, mas que um dia possam me perdoar, estudem bastante, comam bem e bebam água, estejam sempre saudáveis e apoiem o GOT7 nesse momento, eu sou muito orgulhoso de todas vocês minhas pequenas passarinhas. Eu amo vocês.

Obrigada a todos presente por dedicarem esses minutos para me ouvirem, bom trabalho a todos. Voltem para casa em segurança!”

Jackson desligou o microfone, colocando-o sobre a mesa e fazendo uma reverencia mínima para os convidados a sua frente, ao CEO da JYPE e sua secretária. J.Y. Park levantou-se dando ao chinês um abraço rápido e o mesmo foi feito pelo manager. Jackson olhou em direção a câmera como se procurasse algo e um sorriso triste surgiu em seus lábios antes de deixar a sala.

- Ele acabou com a nossa imagem... – Jinyoung sussurrou pensativo e eu pensei ter ouvido errado. Sério? Foi a única coisa que ele conseguiu pensar no pior momento que passaríamos?

Eu estava estático sem saber o que dizer, minhas pernas vacilaram e eu cai de joelhos ainda sem acreditar no que eu acabava de assistir, olhei em volta e Mark encarava o chão com uma expressão surpresa e triste. Jaebum olhou para o lado e correu para fora do quarto, deixando a porta bater fazendo Jinyoung assustar-se. Um choro escapou dos lábios do Yugyeom e meu coração foi destruído ali. Como nós viveríamos sem o Jackson?

Sua alegria contagiante, sua risada tão escandalosa quanto a minha e um coração maior que o mundo. Tão talentoso em tudo que faz, atencioso com todos a sua volta, eu não conseguia encontrar alguém com alma tão boa quanto a dele. Jackson era único, uma joia que todos deveríamos dar valor, mas agora o perdemos. Era 7 ou nada, sem Jackson o GOT7 não era o GOT7, eu não sei o que vamos fazer de agora para frente, mas eu tentaria a todo custo traze-lo de volta para nós, tenho plena certeza de que a culpa não era inteiramente sua e Yugyeom me ajudaria a juntar aqueles cacos e trazer nosso hyung de volta.

Eu amava Jackson com todo meu coração e não queria perde-lo, perder seu brilho. Pensar que neste momento ele está desistindo dos seus sonhos, da sua vida, da sua carreira, voltando para a China sem nada, sendo julgado e odiado por muitos me dilacerava, era como fazer um desenho na pele com faca e jogar sal me seguida, eu não queria chorar, não quando precisava consolar Yugyeom que se encontrava na mesma situação que a minha. Mark hyung parecia imerso em si mesmo e isso me assustava, tinha medo de perde-lo também, mas para si próprio.

A dor pode mudar as pessoas, fazer seus corações aquecidos passar por uma nevasca, mas pior do que passar por uma tempestade de sentimentos é passar por ela sozinho.

- Mark hyung... – Minha voz saiu embargada. – Jinyoung hyung... vamos ficar juntos...

Levantei-me e aproximei-me do Yugyeom que se encontrava destruído pela possível culpa que sentia, todos nós nos aproximamos e em um abraço forte, ficamos juntos. Pelo menos por aquele momento ainda estávamos juntos e ficaríamos, tínhamos de ficar.

xxx

Já era 02h da manhã quando todos no quarto do Yugyeom já estavam dormindo, menos eu. Estou preocupado com Jaebum que não apareceu ou atendeu minhas ligações desde que a noticia de Jackson saiu. Nem mesmo Jackson me atendeu e isso me deixa extremamente inquieto e ansioso por noticias, tentei até contatar Bambam, mas o mais novo também não conseguia entrar em contato com ninguém. A única coisa que sabíamos era que Jackson havia saído sem ser visto por ninguém , nem mesmo seus pais sabiam sobre o garoto. O medo do Jackson ou Jaebum estarem fazendo o que já presenciei só aumentava a cada hora, o sentimento de impotência crescia cada vez mais.

Sai do quarto em direção a cafeteria do hospital e ao virar o corredor tinha uma máquina de doces, seria bom um chocolate também. Bem ao lado da máquina havia um banco e Jaebum estava sentado lá, de cabeça baixa e os olhos fixos no piso branco, nem pareceu notar minha presença ali.

- Hyung? – Chamei-o com cautela.

- Oi. – Respondeu ainda encarando o chão.

- O que faz aqui? – Indaguei sentando-me ao seu lado.

- Jae-ah... – Sua voz saiu baixa, quase um sussurro. – Por que eu não consigo sentir nada? – Perguntou agora olhando atentamente para mim.

- Como assim? – Indaguei confuso. Do que ele estava falando? – O que não está sentindo?

- Nada. – Suspirou. – Jackson ainda não foi para a China, ninguém sabe quando ele vai e nem onde está.

- Você procurou por ele? – Perguntei e sua resposta foi imediata, apenas balançando a cabeça positivamente.

- Acha que foi culpa minha?

- Não! – Respondi rápido e respirei fundo antes de continuar, eu não sabia bem o que dizer. – Ele, com toda certeza, teve seus motivos próprios, não se culpa... Vamos conversar com ele primeiro e convence-lo de ficar. Somos uma família Jaebum.

- Familias também se quebram. – Disse baixo.

- 7 or never...

- 7 or nothing. – Completou suspirando.

Sorri com sua resposta, no fundo Jaebum entendia a essência do nosso grupo e sabia que éramos uma família de verdade, que não poderia acabar por brigas. Não poderia. Puxei Jaebum para um abraço apertado que ele logo correspondeu apertando-me mais ainda. Fiquei um tempo abraçando-o e afagando seus cabelos até sentir seu corpo amolecer e sua respiração ficar tranquila, ele havia dormido. Estava feliz por isso, desde o acidente do Yugyeom que ele não dorme de forma alguma, seria bom para ele bons minutos de sono. Ajeite-me no banco e com um pouco de dificuldade consegui faze-lo deitar com a cabeça em meu colo, peguei meu celular e enviei mensagem para Mark avisando onde estava.

333cyj333: Estou aqui perto da máquina de doces com Jaebum, consegui fazer ele dormir. Volto quando ele acordar.

Bloqueei o celular, afinal sai de lá e eles estavam dormindo, mas a resposta veio rápida.

Mark_tuan: como conseguiu isso? Aqui acordamos com um pesadelo do Yugyeom com o Jackson e Bambam, agora Jinyoung acabou de conseguir fazer ele dormir.

333cyj333: Jinyoung também dormiu?

Mark_tuan: Sim, com o gyeommie.

333cyj333: não vai dormir?

Mark_tuan: estou fazendo uma coisa importante agora, daqui a pouco eu vou. Volte logo e coma!

333cyj333: hahahah ok hyung!

Guardei o celular no bolso e voltei acariciar os cabelos do Jaebum, seu sono era aparentemente tranquilo, sua expressão serena e seu ronronar baixo. Por um minuto conseguiu me levar lembranças distantes.

Flashback on

- Hey hyung, vamos gravar o got7ing hoje? – Perguntei chegando na sala.

- Sim Jae – Mark respondeu.

- Acho que vamos ao karaokê ou boliche – Jaebum respondeu. – Ouvi planos sobre isso quando a staff estava conversando.

- Hyung ouvindo a conversa alheia, que feio. – Bambam provocou e recebeu uma almofadada como resposta.

- Jaebum, você vai pagar né? – Jackson perguntou e sua expressão sapeca já demonstrava o quanto estava animado.

- É hyung. – Respondeu sério, mas logo soltou um riso. – Claro que não, vocês paguem o de vocês!

- Papai compre carne para mim! – Jackson choramingava para Jaebum.

- Sai Jackson. – O líder ria tentando fazer Jackson parar de amola-lo.

Ficamos conversando por um bom tempo até a staff nos chamar, dividimos o grupo em dois e entramos nos carros. Estava no carro com Jackson, Mark e Yugyeom.

- Eu queria ter ido com Bambam! – O maknae protestou emburrado. – Jinyoung me expulsou do carro acreditam?! – Indagou indignado. Comecei a rir sem parar, Yugyeom sempre fazia birra com o Jinyoung como uma criança mimada com a mãe.

- Por que? – Mark perguntou enquanto procurava algo, acho que era seu fone.

- Yugyeom, você vai no outro carro porque fica fazendo bagunça quando está com o Bambam, pode ir para lá, anda!” – Yugyeom tentou mudar a voz para imitar Jinyoung, o que só fez meu ataque de risos aumentar.

- Vou contar a ele. – Jackson provocou rindo. – Então você está infeliz de vir aqui conosco? No melhor carro!

- Quem disse que somos o melhor carro? – Mark disse cortando o Jackson. Era muito engraçado quando o hyung chegava com sua tesoura da realidade cortando nossas ilusões.

- Claro que somos! – Jackson respondeu. – Olhe só, nós temos a lontra mais fofa do mundo aqui, nosso cristal puro Yugyeom e Markson. Podemos fazer um markson show ao vivo aqui!

Jackson achava engraçado como as fãs chamavam ele e Mark, ele dizia sempre que foi o melhor nome inventado por elas. Quando eles fizeram o Markson Show um tempo atrás, ele pulava de alegria alegando que eles eram os melhores amigos e ficava perguntando se Mark estava feliz em ser Markson com ele e o mais velho apenas ria e mandava Jackson ficar quieto.

- E lá no outro carro, temos um Bambam triste por querer estar aqui, um Jinyoung silencioso e um Jaebum  provavelmente dormindo, qual a diversão nisso? – Jackson completou, fazendo todos rir.

- Acho que quero estar com eles dormindo. – Mark disse pensativo e recebeu um olhar reprovador de Jackson. – Certo, então estamos no melhor carro. – Sorriu fazendo Jackson bater palminhas de felicidade.

O caminho inteiro foi de bagunça e falação, até mesmo Mark – o mais quieto. – estava falando e rindo bastante. É incrível como o hyung perdeu a timidez e consegue ser mais falante e solto conosco, vemos lados incrivelmente divertidos e fofos no mais velho.

Não demorou muito para chegarmos ao local, era um karaokê. Isso me deixava animado, os meninos sempre gostaram bastante, seria legal. Todos devidamente prontos começavam as gravações do EP, entramos no local. Fomos fazer a reserva da sala e aproveitamos e pegamos coisas para beber, todos fizeram cara de paisagem e fingiram que esqueceram as carteiras, tudo para que o líder pagasse para nós. Eu queria poder rir, mas ele provavelmente me mataria.

Flashback off

Flashback on

Estavamos todos juntos na sala de espera para gravar o GOT2DAY 2015, Jackson hyung queria ser o primeiro a gravar, mas ninguém deixou. Primeiro seria eu e Jaebum hyung, nós não tínhamos combinado nenhum tipo de assunto ou conversado sobre possíveis coisas para dizer naquele got2day. Jackson fazia barulho com suas brincadeiras com Yugyeom, o chamando o tempo todo de Hit the Stage, deixando-o com vergonha. Era até engraçado como Jackson conseguia animar a todos ali, sem muito esforço por sinal.

- Jackson, fique quieto! – Jinyoung ditou sentando-se no sofá.

- Jinyounggie, quando vai dizer Wang gae Park gae? – Indagou.

- Nunca. – Respondeu calmo.

- Vamos Jinyoung, eu começo. – Sorriu animado. – Wang gae...

Ficamos em silêncio esperando a resposta do Jinyoung que não veio, ele apenas pegou seu celular e nos ignorou por longos minutos. Jackson não desistiu, foi para perto dele e ficou fazendo suas gracinhas, tentando convence-lo de terminar sua frase. Jinyoung parecia saber que o chinês não iria desistir enquanto não dissesse e por fim, deu-se por vencido.

- Ok Jackson. – Suspirou. – Comece de novo.

- Wang gae... – O chinês falou animado.

- Park gae. – Jinyoung respondeu com muito menos da metade da animação do Jackson, o que fez todos rirem da situação.

Mesmo com a resposta desanimada, Jackson deu-se por satisfeito e continuou com suas brincadeiras, dessa vez eu e Bambam estivemos no meio. Aquela alegria que nos rondava era quase palpável e muito confortável, era um encaixe perfeito entre amizade.

Flashback off.

- Youngjae? – A voz de Jaebum soou ao fundo, fazendo com que eu saísse dos meus pensamentos.

- Oi hyung. – Respondi ainda desatento.

- Te chamei umas 3 vezes, estava dormindo de olhos abertos? – Indagou.

- Não. – Soltei um riso. – Estava só pensando em algumas coisas. Você dormiu bastante tempo?

- 30 minutos, mas ainda me sinto cansado. – Respirou fundo e levantou-se. – Vem, vamos comer e voltar.

xxx

Estava quase anoitecendo quando conseguimos noticias do Jackson, ele havia acabado de embarcar para a China. Ele tinha mesmo ido embora, sem se despedir de nenhum de nós, sem nos atender, simplesmente foi embora deixando tudo para trás. Me sentia arrasado, um filme rápido de tudo que vivi desde que entrei no GOT7 ao lado do chinês fazia tudo se tornar ainda mais doloroso.

As fotos que Bambam mandou no chat de conversas do grupo – onde Jackson ainda estava nele. – do chinês no aeroporto, sem mascaras, óculos ou nada escondendo seu rosto ainda machucado e avermelhados como se ele tivesse chorado antes de chegar lá, teve um efeito extremamente ruim em todos. Ninguém era capaz de abrir a boca e dizer a mínima coisa possível.

Eu só conseguia pensar em Jackson e em como ele iria se recuperar, em como nós iriamos viver sem ele. Ah Jackson... você deixou um buraco enorme no nosso 7 or nothing.


Notas Finais


oi gent, to escondidinha aqui c medo de ser apedrejada. Eu sei q atrasei dnv e mereço umas bicudas por causa disso, masss ca estou eu, então #pas.
vou explicar pq demorei tanto.
1. quarta era vespera de feriado e o cap n estava pronto (filme a burra), decidi mudar p sabado o dia de postar, chegou sabado só tinha metade do cap escrito........ domingo deu aquela preguiça marota.......
2. durante a semana eh meio foda de postar, apesar q recebi umas ameaças de mort pela demora, oi madu ja pode guardar as facas o cap esta aqui docinho heheheh
enfim, foi uma mistura de preguiça com uma certa dificuldade p escrever, fiquei meio insegura com o cap meio parado no final, mas espero que gostem.

ENTÃO OQ ACHARAM????????
jackson... snif snif, eu chorei n nego. mas n guardem seus lencinhos, as desgraças só começaram heheheh falei e sai correndo.

comentem ai oq estao achando, amei os comentarios do cap passado, ate chorei... vou responde-los ainda hoje, promessa de dedinho.

AVISO: MUDEI O DIA DE POSTAR, sera agora entre sexta, sabado e mt dificil acontecer - mas vai q ne? - aos domingos. pq? pq bom, agr q sai da faculdade pq vou mudar de curso (aeeee), virei uma atoa q depois de bancar a escrava isaura em casa, tem um pouco de tempo pra escrever e betar o cap durante a semana p ele estar prontinho e xeroso p vcs no fim de semana.

Se cuidem, tomem bastante água, comam nas horas certinhas, não pulem refeições, não sejam como eu e durmam direitinho, estudem bastante p esse fim de ano ser só alegria <3 NÃO ESQUEÇAM DE TIRAR UNS MINUTINHOS DO DIA E VOTAR NO GOT7 NO MAMA OK?! E VIEW EM YOU ARE, VIEW EM IF YOU DO, QUERO TODAS NA IFYOUDO100MPARTY.

podem mandar as ameaças de morte, os hates e os xingos pela demora no meu tt: https://twitter.com/biebseven e/ou no meu gato curioso: https://curiouscat.me/biebseven

xoxo, até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...