História Me Ame Com Vontade - Capítulo 12


Escrita por: ~, ~Crazy00 e ~yuki-ki

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Galinha, leão, Lemon, Lobo, Ovelha, Raposa, Yaoi, Zebra
Exibições 217
Palavras 850
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Foto abaixo é o Wolf

Capítulo 12 - Minha kriptonita


Fanfic / Fanfiction Me Ame Com Vontade - Capítulo 12 - Minha kriptonita

Wolf Pov's



Soou o sino para o fim das aulas. Sorrio de uma maneira maliciosa. Estava contando os minutos para isso.

Arrumei minhas coisas na mochila. 

Súbito meus amigos rodearam minha cadeira. O Panda, Macaco, Louva-A-Deus, Víbora, Garça e Tigresa. Chamo eles de "Kung fu Panda".

Panda aparece já batendo forte nas minhas costas. - Ei, Wolf, cara! Vamu pro fliperama! 

As palmadas dele não machucaram, mas não gosto de brutalidade. Mirei para ele com ódio. - Pra te assistir suar no Just danc? - Retruco.

Macaco dar um soco no meu biceps. - kkkkkkkk,  valeu, brother!

Puts! Todo mundo me bate só porque sou forte. Mas odeio isso!

Levantei da cadeira. - Tenho que ir, galera! 

Víbora toma a minha frente e me dar um peteleco entre minhas sobrancelhas. - Hummm,  vai na classe D de novo?

- Sim, tenho amigos lá.

Víbora: Amigos ou amigo? - Falou, intensificando a palavra "amigo".

Mirei de soslaio para a Víbora. Ela fazia um sorrisinho cínico nos lábios. Tão felino quanto sua língua. 

- Tchau, Vi. - Retruquei.

Saio da sala rapidamente tentando manter a calma. 

Não... Ela não pode descobrir! Ela é a maior fofoqueira do colégio! Que saco!

Sabe aqueles momentos quando se está tentando fazer tudo certo, tipo tirar boas notas, ser legal com todo mundo e até com quem não é legal com você, ser bom nos esportes e tudo mais... Você praticamente vira o superman! Mas, sempre a sacana da kriptonita ferra com a tua vida. 

kriptonita = baile da escola.

Todo mundo sabe que levar a menina mais popular do colégio pra o baile torna você automaticamente o cara mais foda da escola. O problema não é leva-lá, porque eu sei que ela tá esperando eu pedir, mas... Não posso fazer isso. Eu sou gay, não seria justo com ela. E também eu meio que namoro. Quero dizer... Estou namorando!

Cheguei na sala D. Então miro em direção à única cadeira que havia alguém sentado. 

Ovelhinha: Senpai! - Clamou alegre.

- Oi... Esperou muito? - Questiono. Ele nega com a cabeça mantendo o sorriso fofo. 

Ovelha está na nona série, e eu, no segundo ano. Nossas salas ficam muito distantes uma da outra. A hora do recreio é diferente para nós dois, inclusive o horário da saída. A sala dele é liberada duas horas antes da minha. Um saber da existência do outro deveria ser impossível. Porém ele me descobriu no campeonato de futebol da escola, daí, desde então, vem aos meus treinos de futebol sempre! Me stalkeia em tudo: Seja Facebook, Twitter, Instagram... E lota meu wattsapp com perguntas quer sobre o que faço cada segundo do meu dia. Acho bonitinho.

Ele levanta da cadeira e corre até mim segurando sua mochilinha e lancheira rosa. 

Ovelhinha tem um cabelo loiro platinado, todo ondulado e sua pele é tão branca quanto leite. Me dá vontade de morde-lo sempre que o vejo. Contudo ele é mais novo que eu, cinco anos, por isso, tô tentando não exagerar no nosso namoro. Não quero tirar a inocência dele tão cedo.

Ovelhinha: Senpai. Hoje podemos ir pro cinema de novo? 

- Sim... - Falo. Abraço-o depositando um beijo em sua testa.

Ovelhinha: O que foi? - Questiona tristonho, já que sempre nos beijamos na boca.

Solto um longo suspiro. - Nada. - Retruquei. - É só que... Temos que parar de nos ver na escola... 

Ovelhinha: Tá terminando comigo?! - Fala arregalando os olhos.

Abraço-o forte. - Nem fodendo! Você é meu! 

Ovelhinha: Então porque?

- Tem uma garota que tá... Desconfiando de mim... 

Ovelhinha: Mas... Qual o problema em eu te amar, senpai?

- Vai por mim. É melhor ninguém saber. Ainda mais se eu sou do time do futebol, natação, tênis e basquete. Meus oponentes não vão me respeitar se souberem. - Comento. Então recordo do meu amigo Leon, e da nossa conversa hoje pela manhã. - Até meu melhor amigo não tolera homossexualidade. Ele chamou os homossexuais de nojentos e disse que queria espancar um carinha gay que tá conversando com ele no wattsapp. Eu conheço o Leon desde a infância, mesmo assim, não consigo convence-lo.

Ovelhinha: Desculpe, Wolf. É minha culpa. Eu não Deveria te amar tanto assim. - Fala choramingando.- Daí ninguém teria descoberto que você é gay.

- Tá tudo bem... Eu te aceitei por que também gosto de você. - Declaro. Acaricio seus cabelos encaracolados. 

Ovelhinha: Meus pais vão viajar hoje... Vou ficar sozinho essa noite... E eu tenho muito medo. - Comenta me abraçando forte. Sinto seu corpo tremer.

- Calma... 

Ovelhinha: Só vou ficar calmo se você passar a noite comigo! - mira para mim esperançoso.

- Tá... Fico com você.

Ele sorrir divertidamente. 

Não resisti. Curvei as costas para alcançar sua boca com a minha. Ele ficou na ponta dos pés. Então nós beijamos. Foi algo inocente. Só um selinho. 

Fico feliz que ele confie tanto em mim pra ficar comigo sozinho. Eu nunca abusaria dele. Na verdade tenho três irmãos mais novos da idade dele, então sou um ótimo irmão mais velho, protetor e carinhoso. 

Leonardo e os caras dos clubes de esportes podem me ver como um brutamontes só porque eu sou músculoso e alto, mas não gosto de violência.

O acompanhei até sua casa. 


Notas Finais


Aguardem as tretas. Dica: O ovelha talvez não seja tão santinho quanto aparenta.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...