História Me Ame Com Vontade - Capítulo 8


Escrita por: ~, ~Zacks08 e ~yuki-ki

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Galinha, leão, Lemon, Lobo, Ovelha, Raposa, Yaoi, Zebra
Exibições 198
Palavras 933
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - Roupinha rosa


Fanfic / Fanfiction Me Ame Com Vontade - Capítulo 8 - Roupinha rosa

Yumi Pov's 



Peguei aquela roupinha rosa, senti a delicadeza. Nunca percebi antes que roupas femininas são tão frágeis. Espero não rasgar quando eu vest... ESPERA AI! QUEM DISSE QUE VOU USAR ISSO?! EU POSSO ATE TER VIRADO O ESCRAVO SEXUAL DELE OU SEI LÁ, MAS ELE ME PEDIR UMA COISA DESSAS É DE MAIS!

- IDIOTA! ISSO NÃO VAI ME FAZER VIRAR MULHER! EU AINDA TENHO UM PÊNIS ENTRE AS PERNAS! - Protestei aos berros. 

Leonardo: Eu mando aqui! Você vai vestir isso e me esperar de de quatro na cama, igual um cachorro. 

- E pra onde você vai?!

Leonardo: Te liga, nojento! Não vou ficar aqui pra te ver trocar de roupa! - Retrucou com arrogância e desprezo.

Mordisquei os lábios, contendo-me pra não matar aquele desgraçado.

Ele saiu batendo a porta com força. Não trancou. Pelo visto não tem medo que eu fuja. Ele deve se achar superior a mim, mas não passa de uma barata conseguindo as coisas através de ameaça.

Eu não quero me vestir de mulher pra ele transar comigo. Isso é vergonhoso e ofensivo! 

Fui até a porta e abri. Mirei em volta... Ele não tava lá. Caminhei delicadamente até a porta da saída.

Leonardo: Indo a algum lugar?

Eu tomei um susto tão grande que quase cago nas calças. - PORRA! Desgraçado! - Falo. Pondo a mão no peito para acalmar meu coração.

Ele corre até minha numa velocidade sem igual. E dessa vez me puxa pelos cabelos. 

Leonardo: Tente sair de novo e eu te mato! - Ameaçou.

Puxou meu cabelo com tanta raiva que quase arranca fora. 

- Porra! Me solta! Tá doendo! - Imploro choramingando.

Ele me força a andar de volta pro seu quarto puxando-me pelo cabelo. Chegando lá ele me joga no chão. Eu vôo, até aterrissar no chão ralando os joelhos e cotovelos por causa dessa ignorância.

Leonardo: Viadinho, é bom se pressar! - Adverte. Seguidamente fecha a porta, dessa vez, trancando.

Liberei as lágrimas. Minha cabeça lantejou de dor. 

Soluçando acariciei meus cabelos arrumando-os de volta.

Droga!

Retirei meu blazer, seguidamente o colete e minha camisa. E finalmente os sapatos, a calça com a cueca. Fiquei completamente nu. 

Não me acho tão diferente de uma garota... Meu corpo não tem músculos e eu pareço um aluno do ensino fundamental por ser tão baixo e magro. Acho que fora o fato de não ter peito ou vagina é a única diferença.

Minha pele é tão branca que só em Leonardo ter segurado meu braço, ficou com um hematoma roxo horroroso! Ele deveria ser menos escroto comigo! 

Começo a vestir a calcinha de renda. Ela era super fio dental na parte da bunda. O tecido entrou todo no meu bumbum, chegou a ser desconfortável. E na parte da frente, a calcinha mal cobria meu pênis, a cabecinha ficava exposta. NÃO ACREDITO QUE ESSA CALCINHA CAIBA SEQUER NUMA MULHER! A irmã do Leon deve ser uma prostituta por usar esse tipo de calcinha!

Seguidamente peguei o sutiã. Era minha primeira vez usando um. Deu um trabalho da porra afivelar o sutiã atrás das costas sem ajuda. Eu até suei. 

Peguei a blusa, super decotada. PELOS CÉUS! Onde a irmã dele vai vestida assim?!

Peguei a saia, e a vesti. Ela era tão curta que a metade da minha bunda ficava exposta!

Aposto que tou parecendo uma drag queen! 

Me olhei no espelho... Eu tava realmente parecido com uma prostituta barata... Uma garota sem vergonha e putinha. Mas me achei bonito... Contudo meu rosto estava muito pálido... Súbito vejo debaixo da cama rosinha uma caixa de maquiagens. Peguei pra dar uma olhada. Tinha tudo lá dentro!

Talvez se eu por um batonzinho e um sombra, um blash. Seila. Quero realçar o tom da minha pele.

Leonardo: Terminou aí, princesa?

Súbito ouço a voz irritante do Leon do outro lado da porta.

Estava me divertindo com as maquiagens que até esqueci do brutamontes!

Guardei a caixa de volta. Dei uma última olhada no espelho. E nossa... Agora eu tô um arrazo! Agora essa puta aqui custa pelo menos 10 reais! Nunca pensei que eu ficaria tão diferente com roupas femininas... Me sinto até outra pessoa. 

- Pode entrar. - Avisei, fazendo pose de modelo.

Leon abriu a porta e mirou para mim. Arregalou os olhos e ficou boquiaberto.

- Que foi?... Eu tô muito estranho? - Questionei. Imediatamente senti vergonha do que vestia. Sentei na cama e me encolhi contra a cabeceira. - Porra, Leon! Isso é culpa sua! 

Leonardo não falou nada. Apenas trancou a porta. Fiquei de olho pra onde ele esconderia a chave. 

Acompanhando seus movimentos com os olhos. Ele caminhou até o guarda-roupa e pega uma caixa preta em cima do móvel. Ele vem até a cama. Então senta. 

Abre a caixa. Eu engatinho até ele me aproximando da caixa. Olho o que tem dentro dela e fico pasmo. 

Havia chicote, coleira, vibradores em forma de pênis, algemas, máscara, mordaça, velas de cheiro, penas... Vários instrumentos de sadomasoquismo.

Vejo-o pegar uma algema e por a caixa de lado. - Você disse que gosta de ser domado por algemas.

Eita porra... Eu sei que isso vai ser gostoso, mas Leonardo não tem consciência da própria força! Vai me aleijar! E eu ainda tenho aula amanhã!

Tento correr. Ele volta a puxar meus cabelos e me joga de qualquer jeito na cama. Monta em minha cintura pra me manter na cama com seu peso. Então prende cada um de meus pulsos na cabeceira de sua cama.

- PARA! EU NAO QUERO! EU VOU GRITAR SE NAO ME SOLTAR!

Leonardo: Grite, e eu envio ainda hoje suas fotos pro jornal da escola. Será manchete da primeira capa.

Desisto de gritar e fico olhando-o amedrontado. - S-só vai com calma... Por favor. - Imploro.


Notas Finais


O que será que vai acontecer? 😏😏😏😏😏😏😏😏😏😏😏


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...