História Me ame como só você faz - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Rin, Sesshoumaru
Tags Sesshoumaru
Exibições 194
Palavras 1.512
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá tudo bem?
ando sumida ?é pq vida de modelo superstar não é nada fácil .rs
fiz agora
desculpem erros beijosssssssssssssss

Capítulo 9 - Ele partiu seu próprio coração e eu assisti


Rin se encontrava agarrada com seu travesseiro, seu coração doía e sua cabeça estava a mais de mil, ela se sentia a pior pessoa do mundo; parou de pensar um segundo quando ouviu o toque do seu celular, a morena esticou o braço o suficiente para pegar aparelho vendo em seguida que era o número do seu namorado Inuyasha que a ligava pela milésima vez, e pala milésima vez ela iria rejeitava a ligação. 

_ Por favor, me perdoa Inu, eu sou uma cretina ai que ódio como é que eu pude traí-lo Inuyasha ainda mais com Sesshoumaru meu melhor amigo e irmão do meu namorado... Eu sou uma vadia – resmungou ela a fundando sua cabeça no travesseiro novamente.


 (...)


inuyhsa entrou na cozinha resmungando, foi quando avistou Sesshoumaru que estava com um copo de café em mãos.

 

_ o que houve Inuyasha? – perguntou Sesshoumaru – porque tá latindo?

 

_ Fêh, a Rin não atende minhas ligações – respondeu sentando-se em na frente do irmão e pegando uma fruta que estava no cesto. – eu não sei o que eu fiz.·.

_Talvez ela tenha percebido que namorava com um grande idiota não quero mais ficar com você - Inuyasha resmungou pelo comentário do irmão que veio acompanhado de uma risadinha, Inuyasha resolveu ignorar e tentar novamente ligar para sua namorada que mais uma vez não havia aceitado sua ligação.

 

_ Inuyasha – mas velho chamou atenção do mais novo - você realmente gosta da Rin?- Perguntou curioso. 
 

_ sim gosto, além de gostar eu sou apaixonado por ela desde criança. - respondeu rapidamente fazendo Sesshoumaru se surpreendeu. 

_Eu não sabia que você sentia tudo isso por ela. - Naquele momento Sesshoumaru se sentiu mal por ter ficado com Rin, por mais que ele Inuyasha brigasse como cão e gato, ele gostava realmente do irmão, e não queria ver seu irmão novo triste e arrasado pela namorada.


_ Sabe Sesshoumaru – foi à vez de Inuyasha chamar atenção do mais novo - eu pensei que você ia Rin iriam acabar juntos. – comentou mordendo sua maça.


_ e porque pensou nisso?
 

_ bem o jeito que jeito que Rin te olhava era de uma pessoa que estava apaixonado e pro um momento eu também pensei que você era apaixonada por ela, mas agora vejo que você sempre a viu como uma amiga – disse em seguida levantando-se cadeira – sorte a minha – ele sorriu discretamente, Inuyasha sabia se caso Sesshoumaru gostasse de Rin ele não poderia competir com irmão mais velho - eu vou para aula de judô, ate.

 

_ ate... - respondeu sem muito animo.

 

 

 

 

(...)

 

 

Rin estava deitada quando recebeu a mensagem do namorado, era primeira mensagem.

 

Eu fiz alguma coisa com você Rin? Me Responde, se eu fiz me desculpe.

 

_ ai Inu, você não fez nada, eu que sou uma idiota... – resmungou ainda mais para si– mas chega eu tenho que falar com ele, da um ponto final em tudo isso – disto issoRin deu pulo da cama – eu vou falar com ele agora.

 

 

Rin tomou um banho rápido e colocou uma roupa em seguida correu para fora do seu quarto.

 

_ aonde vai Rin?- gritou Naomi.

_ na Casa do Inu mamãe – respondeu saindo de casa e correndo para casa dos taisho. Ao chegar na frente da casa ela deu duas batidas na porta, ouviu passos se aproximando – Sesshoumaru... - disse ao ver o prateado sem camisa parado em sua frente, porque o diabo tinha que ser tão gostoso assim, Rin se perguntava.

 

_ diga? – perguntou de um modo frio como se a menina a sua frente não fosse ninguém.

 

_ o Inu esta?

 

_ saiu.

 

_Hum... eu posso entrar?

 

_ fique a vontade – respondeu afastando-se da porta, Rin adentrou a casa na qual ela conhecia muito bem.

 

_ Sesshoumaru eu vim falar...

 

_ Rin, o que aconteceu com a gente dês do inicio foi um grande erro, eu não deveria ter tirado sua virgindade e muito menos transado com você naquela sala, foi tudo um grande erro, você namora meu irmão que te ama muito e eu namora Sara mulher que amo.

 

 

Rin sentiu como o chão abaixo de seus pés houvesse sumido, ela queria gritar e socar a cara de Sesshoumaru, e dizer o enquanto ele era idiota, filha da mãe, cretino, mas a única coisa que conseguiu sair do seus lábios foi:

 

_ é você esta certo. -Sesshoumaru arregalou os olhos como se esperasse Rin gritasse ou batesse, e abriu a boca como se fosse questionar algo, mas em vez disse, ele se aproximou do sofá pegando de lá sua camisa, em seguida a vestindo.

 

_ fique a vontade para esperar Inuyasha, eu vou para casa da Sara. – disse saindo e a deixando com seu coração quebrado

 

(...)

 

 

Inuyasha estava exausto o judô hoje havia lhe acabado, deu graças a Deus que seu local de treinamento tinha lugar pra um banho, agora a única coisa que ele queria era chegar em seu quarto e apenas dormir; ao entra em sua casa percebeu  que estava tudo quieto e silencioso.

 

_ Sesshoumaru – chamou só para verificar se havia alguém em casa ou não, mas também não houve resposta, o prateado mais novo subiu os degraus rapidamente, e ao adentrar o seu quarto avistou deitada em sua cama Rin, ele de inicio  se surpreendeu mais logo sorriu por sua amada ali, então cautelosamente, ele se aproximou da cama, tocando em seguida na face da morena – Rin... - chamou a baixinho. - Rin... - chamou mais uma vez, então aos poucos a morena abriu seus olhos avistando Inuyasha que lhe encarava com um enorme sorriso.

 

 

_ Inu... - ela o abraçou – me perdoa, me perdoa... por seu uma idiota...

 

_ calma caixinha de fósforo... -ele acariciou os cabelos macios de morena que o abraçava com força.

 

_ Inu... -ela se afastou para encara-lo. – eu sou uma péssima namorada...

 

_ não diga isso, você é a melhor pra mim... - ele acariciou o rosto dela, em seguida selou seus lábios ao dela, iniciando assim um beijo que era calmo e tranquilo.

 

_ Inu... - ela sussurro o nome dele quando os lábios se afastaram – fica comigo. Faz sexo comigo... - pediu.

 

_Rin... -ele tocou na face da morena colocando uma mecha do cabelo dela atrás da orelha – eu quero fazer sexo com você – respondeu fazendo Rin corar pelo fora.

 

_ m-me desculpe... -disse envergonhada-eu...

 

_ espera – ele riu calmamente por ver a cara dela – eu não quero fazer sexo, mas se você quiser faço amor com você. - A morena então sentiu seu coração bater forte de modo estranho, e gostoso ao mesmo tempo pelas palavras do seu namorado.

 

_ Inu... – ela sorriu ainda vermelha – faz amor comigo... - disse reformulando sua pergunta.

 

_sim, faço... - respondeu em seguida selando seus lábios novamente ao dela, as mãos de Inuyasha seguiram ate a barra do vestido da morena, tirando em seguida delicadamente, a deixando apenas de calcinha, e com os seios firme e pequenos expostos. Inuyasha sorriu por ver corpo delicado de Rin que sentiu as mãos dele prenderem seu corpo e os seus lábios tomados mais uma vez pelos dele. A sua pele estava arrepiada, e seu corpo reagia aos beijos do prateado, Rin estava entregue ao beijo, como nunca  teve antes, os seus braços finos envolveram o pescoço de Inuyasha; os namorados ficaram um tempo ali só trocando beijos, e carícias, ate que aos poucos Inuyasha foi descendo os seus lábios, a fazendo suspirar pelo contato da boca de Inuyasha em seu seio direito, ela gemia com prazer que língua do seu namorado Tinha sobre seu mamilo. Rin estava gostando da sensação de ter a língua gelada e molhada em sua pele, ela com certeza o queria, e muito, Inuyasha guiou sua boca ate outro seio dando mesmo tratamento, ela gemeu; como era bom ser desejada, ser amada e tocada daquela maneira.

 

 

 

_ Inu... -Rin tocou na face de Inuyasha quando mesmo parou e chupar os seus seios – eu quero você agora... -pediu, o prateado se afastou suficiente para tirar suas próprias roupas, em seguida deitou-se ao lado de Rin, dos dois ficaram trocando caricias ate que finalmente, eles estavam prontos para receber um ao outro, Inuyasha levou sua mão ate intimidade de Rin que gemeu pelo toque.

 

 - você esta molhadinha Rin - ele sussurrou no ouvido da morena que se arrepiou, agora ele tinha certeza que ela estava pronta para ele, Inuyasha então ficou com seu corpo sobre de Rin que o encarava com as bochechas, coradas – se quiser podemos parar... - falou Rouco.

 

_ eu não quero Inu...

 

_ Certo-respondeu a beijando novamente, parando apenas para esticar sua mão ate uma gaveta que ficava próxima de sua cama, tirando de lá uma camisinha, no qual ele colocou habilidosamente em seu membro, agora encaixado perfeitamente entre as pernas de Rin, o membro grande e ereto de Inuyahsa tocava na intimidade de Rin, fazendo ambos gemerem. – Rin. – ele tocou na face dela, ao mesmo tempo em que penetrava, Rin cravou suas unhas na pele dele que gemeu mais ainda sentindo ardência gostosa em suas costas. 

                        - Inu...

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...