História Me and the Devil. - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Drama, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Sasusaku
Visualizações 143
Palavras 902
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Tentando Compreender


Fanfic / Fanfiction Me and the Devil. - Capítulo 12 - Tentando Compreender

Ao total foram 68 cintadas. Quando o vi soltar o cinto as minhas pernas automaticamente bambearam e eu caí no chão, eu já não tinha mais forças para gritar ou para lutar contra ele.

 

-Pense sobre o que você fez. Disse ele ao caminhar em direção a porta.

 

Abaixei a cabeça e pude ouvi-lo sair, eu sempre fui muito impulsiva, sempre agia sem pensar mais essa com certeza tinha sido uma das piores atitudes que eu havia tomado. Fiquei ali por muito tempo, muito tempo mesmo o silencio era algo reconfortador mais ao mesmo tempo destruidor.

Eu ainda estava de joelhos com os braços um pouco elevados, meu corpo estava dolorido e dormente quando ouvi a porta sendo aberta logo pensei: “ Merda, a tortura vai recomeçar... ” mais quando vi Itachi, de certa forma respirei aliviada, ele se aproximou de mim e soltou as minhas algemas.

 

-Olhe só para você...

 

Quando ouvi suas palavras meu corpo caiu no chão e com ele as minhas lagrimas.

 

-Você deve ter feito algo realmente sério, Sasuke está realmente irritado. Disse ele ao caminhar em direção ao guarda-roupas.

 

Abaixei a cabeça e respirei fundo enquanto tentava absorver a dor que o meu corpo estava sentindo naquele momento, logo ouvi Itachi caminhar em minha direção, ele se abaixou, segurou em meu queixo e fez com que eu o olhasse.

 

-Vou vesti-la, pois duvido que tenha condições de fazer isso sozinha.

 

-Obrigada!

 

Itachi calmamente pegou o vestido que estava no chão e lentamente o vestiu em mim, em seguida me pegou em seus braços e me levou até o “ Meu quarto”. Assim que entramos no mesmo ele me colocou deitada sobre a cama.

 

-Porque seu irmão e assim? Perguntei enquanto as minhas lagrimas ainda caiam.

 

Itachi calmamente foi em direção a porta e a fechou, em seguida se virou e me olhou atentamente.

 

-Sasuke e eu nunca fomos crianças normais, não tivemos uma boa infância, a nossa infância era triste e solitária de certa forma, diferente de você que foi amada, que foi cuidada, nós não fomos. Nossa família era “Trágica”. Disse ele ao dar um breve sorriso. – Sasuke e eu éramos abusados sexualmente pelo nosso pai, nossa mãe era uma alcoólatra que nunca se importava com ninguém, de certa forma éramos um fardo para ela, sempre foi só eu e Sasuke, sempre um cuidando do outro.

Meu pai começou abusando de mim, eu tinha uns 10 anos quanto tudo começou, e como e de costume dos abusadores deste tipo, desde pequenino meu pai fazia chantagens emocionais comigo, pedia que eu guardasse segredo, como prova de meu amor por ele, pois caso contrário ele afirmava que seria preso, como eu era ingênuo acreditava nele mais com o passar do tempo fui notando que tudo aquilo era errado, tentei proteger Sasuke para que o mesmo não acontecesse com ele, mais não deu certo o nosso pai me expulsou de casa, e sumiu com Sasuke, ele largou nossa mãe em um albergue e quando eu finalmente achei Sasuke ele já estava completamente mudado, estava preso, era um adolescente perturbado, os seus conceitos de certo ou errado ficaram bastante afetados, ficamos praticamente 9 anos longe um do outro, eu deveria ter protegido ele... Disse ele ao dar uma breve pausa. -Sasuke estava agressivo, sempre se metia em confusão e tinha sempre estranhos pensamentos o que no começo me assustou bastante. Depois que ficamos algum tempo juntos novamente ele foi voltando a ser o mesmo Sasuke de antes, ele acabou terminado os estudos e entrou em uma das melhores faculdades de medicina, me sinto orgulhoso por ele, mais mesmo depois de todos esses anos ele continuou um pouco perturbado, era isso o que eu achava, mais depois de entender o proposito dele vi que de perturbado ele não tinha nada, Sasuke e um idealizador, está livrando o mundo daquilo que não presta.

 

-O que houve com a mãe de vocês?

 

-Não sei e não quero saber.

 

-Acho um tanto quanto destorcida a visão de vocês perante o mundo, Sasuke não é um idealizador, ele e um monstro, um assassino que mata pessoas para a sua própria satisfação o que há de tão magnifico nisso? Ele e como um predador que caça sua presa, a tortura e depois a mata de forma fria e cruel.

 

-Sua mentalidade e pequena, e o que estamos fazendo e algo magnifico.

 

-Comer carne humana e algo magnifico?

 

-Esse tipo de excentricidade Sasuke adquiriu com os anos, mais toda ação tem uma reação e todo motivo tem uma causa, e não sou eu quem irá explicar isso para você, o que você me perguntou esta respondido. Disse ele ao sorrir.

 

Itachi calmamente saiu do quarto e então ouvi a porta sendo trancada e  tudo ficou em silencio novamente mais por pouco tempo, logo ouvi a voz de Sasuke atrás da porta: -Espero que tenha um ótimo sono.

Quando ele disse isso eu não compreendi no começo mais depois que a música foi ligada, percebi que com aquela música daquela altura ele jamais me deixaria dormir, era uma espécie de rock pesado que falava sobre um homem de areia. Aquela maldita musica parecia não ter fim, ficava se repetindo a todo o momento e me deixando cada vez mais atordoada e perturbada, se ele queria tirar a minha paz conseguiu, e eu achando que todas aquelas cintadas seriam o fim, haha pobre de mim estava completamente enganada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...