História Me And You - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jake Bugg, Os 13 Porquês (13 Reasons Why)
Personagens Jake Bugg
Tags Jake Bugg
Visualizações 11
Palavras 930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá!
Os comentários de vocês estão me incentivando pra caralho, estou amando isso!
Então decidi passar aqui para deixar mais um capítulo, e também porque saiu dois clipes fodas! Espero que gostem e.e
*LEIAM AS NOTAS FINAIS*

Capítulo 4 - Capítulo 4


Alison’s POV

 

Ficar sem ele, é difícil quando ainda vejo tudo rodando na minha cabeça.

Me encarei no espelho, resolvi pegar meu batom e passar. Isso é uma clássica coisa que ele gosta, e obviamente não tinha como não me lembrar a ele.

Depois de dias com camiseta xadrez azul, resolvi sair para tentar esquecê-lo, essa parecia ser a coisa certa a ser feita.

Fui a uma pracinha pouco movimentada, essa era a intenção. Sair, porém, para um lugar tranquilo e calmo, sem muvuca.

Fiquei ali por alguns minutos, apenas olhando os carros passarem na rua quase deserta. Tirei um cigarro do bolso e acendi o mesmo com um isqueiro da cor preta.

Sentir aquela a nicotina dentro de mim era uma sensação de liberdade, ousadia e me lembrava a ele.

 

Flashback On

Algum tempo antes

 

— Sua vez! — Disse ele me estendendo o cigarro entre seus longos e finos dedos.

Eu… Eu não sei se seria uma boa ideia… — Respondi-o hesitante.

— Você não disse que era louca pra caralho? — Ele tinha um sorriso nos lábios, me convidando para o que não era considerado certo por muitos. Ah, e a sua outra mão? Estava no meu coração.

— Disse e sou — Sorri pegando o cigarro estendido entre seus dedos.

Sentir a nicotina dentro de mim pela primeira vez foi uma das sensações mais incríveis que pude ter nessa vida que vivo, era libertador, parecia que aquilo estava me tirando de uma gaiola, como um pássaro que está preso por muito tempo e finalmente tem sua liberdade devolvida.

— Nós dois somos imprudentes demais —  Disse rindo, a fumaça no ar, o momento perfeito, e então, eu o beijei.

 

Flashback Off

 

Dói olhar para o passado e saber que ele precisa de um tempo. Mas o que eu tinha que seguir em frente.

Decidi ir até uma cafeteria, não sei exatamente o motivo, apenas, apenas senti que precisava. De alguma forma eu sentia que tinha que recomeçar de novo.

Empurrei a porta de vidro, e fez aquele clássico barulho de sinos tocando rapidamente. Me sentei na mesa, e esperei que alguém vinhesse me atender.

— Bom dia, o que gostaria? — Me perguntou uma atendente que parecia simpática.

— Apenas um café. — Respondi-a.

 

Ela trouxe o café, bebi lentamente, ali estava bom, aquele lugar, não queria ter que ir embora. Sentia que precisava ficar ali por mais um tempo.

Alison! — Alguém chamou meu nome, no mesmo instante olhei e me deparei com quem conhecia a voz muito bem.

Jake! — Exclamei de volta.

— Como está? — Disse ele depois que ficamos em alguns segundos constrangedores, sem saber o que falar.

— Ah, como sempre. Tentando levar um dia de cada vez — Era uma marca minha, eu nunca respondia que estava bem como os outros fazem.

Ficamos outra vez naqueles segundos constrangedores, e que nenhum de nós dois sabia o que falar. Então conversamos sobre coisas bem aleatórias como por exemplo o tempo, o quão ele andava ocupado ultimamente.

Porém desde o primeiro segundo que o vi, minha vontade era de me jogar em seus braços que em outros tempos serviram de casa para mim. Mas tive que me controlar.

— Você parece bem — Disse meio sem jeito.

— Também estou tentando levar um dia de cada vez. — Me respondeu dando de ombros.

— Tentar levar um dia de cada vez é a melhor coisa a se fazer — Falei. Ele por sua vez assentiu com a cabeça e voltamos para aquele silêncio, porém, agora estava mais confortável.

Queria fazer inúmeras perguntas para ele, entretanto, não me sentia no direito, não mais. Ele também parecia querer me fazer perguntas, mas também não o fez.

— Fiquei sabendo que seguiu em frente — Finalmente tive coragem de falar.

— Como soube? — Perguntou e dessa vez foi a minha vez de dar de ombros e ele prosseguiu — Ah! Eu posso ter seguido em frente, mas não do jeito que você está imaginando. Apenas aproveitei a inspiração que me veio para escrever um pouco.

— Pensei que já tinha me esquecido — Disse cabisbaixa, olhando para minhas mãos.

— Eu nunca esqueceria você, nem tudo que já vivemos juntos — Ele respondeu, e naquele momento olhei-o e meu corpo deu sinal de nervosismo.

Então… — O incentivei a continuar falando.

— Então, percebi que não consigo ficar longe de você. Nem mesmo você sendo uma quase suicida, percebi que gosto de você demais para me importar com isso — Suspirou e continuou — Mas isso não quer dizer que eu não me preocupe, ou que não sentiria sua falta caso algumas das suas tentativas tivessem dado certo. Gosto de  você pra caralho, Alison!

Nossa, assim que ele disse todas aquelas palavras meus batimentos se elevaram um pouco. Percebi que ainda tenho muito o que viver, muitas loucuras para cometer ao seu lado — que é meu lugar preferido nesse mundo.

— Esses dias, liguei o rádio em uma estação qualquer e estava passando sua música preferida e naquele momento senti todas as nossas memórias que passámos juntos voltarem.

— Nossa, nem sei o que falar — Realmente, fiquei impressionada por ele ter lembrado de mim com um pequeno detalhe como esse. — Também tenho uma coisa para te contar...

— O que? — Me perguntou, me incentivando continuar.

— A propósito... Eu fiquei assistindo sua vida passar em fotos, assim como costumo assistir você respirando enquanto dorme. E também, isso é um pouco embaraçoso — Dei uma risadinha tímida — Mas… Eu fiquei dias com sua camiseta xadrez, que você tinha esquecido comigo, ela me lembrava as noites que você me fazia sua. Guardei ela porque me lembrava a você e tinha seu cheiro.

— Vamos, precisamos sair daqui — Disse ele, senti falta da adrenalina que era estar ao seu lado.


Notas Finais


O que acham que vai acontecer ou o que querem que aconteça? Me digam, e quem sabe eu não escreva?!
Preciso dividir isso com vocês...
Vocês viram o clipe que o Jake lançou hoje? Estou in love
Link: https://youtu.be/zFnvAbX96gM
E do Imagine Dragona, preciso dizer que também estou in love?! Hahaha
Link: https://youtu.be/gOsM-DYAEhY


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...