História Me apaixonei por um anjo - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Faculdade, Hentai, Musica, Romance, Sexo
Exibições 143
Palavras 1.965
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Capítulo 4....
Coisas novas estão aparecendo e novas ideias estão fervendo...

Bela treta a vista....

Capítulo 3 - O toque


Segundo dia de aula, mesmo auditório,  mesma galera, fisiologia e patologia, as mesmas aulas que eu tinha no Brasil mas ainda não conseguira me enturmar, Sofia, uma menina do leste dos Estados Unidos sentava ao meu lado, um pouco mais morena que eu, olhos azuis, tagarela a tal modo que conseguia me fazer voltar dos meus pensamentos. Era uma A.R.M.Y louca, apaixonada pelos meninos e conhecia cada música,  quase surtou quando o professor de ergonomia tinha me entubado a tarefa de ser uma staff. Mas o que eles faziam?
Sentamos uma do lado da outra é tentamos nos concentrar,  o que obviamente era impossível, ela não parava de dizer que o fato de eu ter esbarrado com eles era um sinal. Mas que porra de sinal é esse que não consigo entender.

-Você não sabe a sorte que tem Ju! -
Disse ela sussurrando ao meu lado.

-Mas que sorte hein?-
Retruquei sussurrando também!

Quarenta minutos se passaram entre explicações sobre o sistema circulatório e a adaptação dele à mudança de temperatura e altitude. Aulas assim sempre foram massantes mas tentava manter o foco, mesmo olhando de minuto em minuto as fotos que eu salvei no meu celular, cada imagem me instigava, me deixava curiosa e fascinada por aquele sorriso angelical e seu jeito de menino.
 

Fim da aula, sinal tocava e com ele meu momento off-line acabara,  pego todo meu material, notebook e caderno, soco tudo dentro da minha mochila vermelha.

-Boa sorte Ju! Você vai precisar! -

Grita Sofia porta à fora. No mesmo tempo em que coloco a minha mochila nas costas e me viro para não esbarrar em ninguém sinto uma mão nos meus ombros.

-Não pense que eu me esqueci, hoje você começa na Big Hit, será o faz tudo,  fará parte do staff mas não se esqueça,  quero o relatório de como andam esses meninos,  quero saber tudo sobre a saúde deles, o que eles fazem, se tem algum vício ou alguma lesão que tentam esconder-

Não tive muito o que reagir a não ser concordar e sair.

-A van está te esperando Julia, você começa em uma hora -

Grita meu professor no corredor, me fazendo correr ainda mais.

Uma van prata, com vidros escuros me esperava na saída da universidade, estava completamente perdida mas entrei de cabeça nessa tarefa, uma faz tudo, algo como uma empregada ou coisa do tipo. Minha mochila pesava no meu colo mais do que a saudade da minha mãe e a culpa que carregava por tanto tempo, recosto a cabeça na janela da van, observo aos poucos o campus sumir quando meu celular toca e como alguém que me tira de um transe, atendo o celular.

-Ju sou eu Sofia- Grita minha mais nova colega de sala, em um tom quase histérico, claro, afinal eu iria ver os ídolos daquela baixinha.

-Credo Sofia, quem morreu para você me ligar assim?- Indago cética, tentando debochar do ataque de fangirl que ela estava tendo do outro lado do telefone.

-Quem morreu? Eu vou acabar morrendo se você não me trazer alguma coisa deles, por favor, eu sei que tem algo que você vai poder roubar pra mim- Quase suplica engolindo o choro de fã,  ela alimentava uma paixão praticamente platônica pelo tal de Jungkook, pobre coitada apaixonada por alguém mais do que longe do seu alcance,  mas quem sou eu para criticá-la afinal eu não tirava Taehyung da minha cabeça.

-Claro que eu vou tentar sua louca- Afirmo dando um pouco de esperança para ela, sabia que ela acabaria se agarrando em qualquer coisa que os Bangtan tivessem tocado. -Preciso entrar, mais tarde eu te ligo- Desligo o celular e procuro o diretor ou qualquer pessoa responsável pela direção e produção da Big Hit.
 

----------------=-------------------=------------------=---
 

A Big Hit era enorme,  inúmeros corredores, salas e estúdios. Observo cada passo dos Sunbaes e tento segui-los como uma boa estagiária. Hoje seria apenas um dia normal, repasse de algumas coreografias e o preparo para o almoço era o básico a se fazer. Sigo uma das managers que entra em um hall cercado de espelhos, uma sala de dança, algo que eu não via desde os meus tempos de ballet na escola.

-Meninos, atenção, essa é Julia, será a nossa mais nova auxiliar da produção-

Olho para todos eles enfileirados como uma apresentação de escola, sorrio sem graça e tento me apresentar.

-Será um prazer trabalhar com vocês e para vocês,  espero nos darmos bem!- 

Dando fim as formalidades, no exato momento em que estou só com eles me encaixo na roda até ouvir um dos meninos saltitar até a minha frente.

-Julia noona, que bom conhece-la, sou Jung Hoseok, espero não se importar mas estamos famintos, será que você consegue um pouco de tteokbokki para gente?-

Sorri o menino que mais parecia uma criança no fim da aula, estava tão suado que logo pude notar quem é o responsável pela bagunça no grupo, mas antes que eu possa dar uma resposta positiva J-hope, como eu conhecia, é interrompido pelo mais velho e líder deles.

-Desculpe o mal jeito do Hoseok, sou Kim Namjoon-

Sorri o garoto alto, com ar mais maduro,  pegando a minha mão levemente e dando um suave beijo nela.
Recupero-me do episódio sem graça e solto.

-Ora meninos, como eu sou a estagiária,  não posso agir sem antes consultar o que vocês podem ou não comer, afinal não podem comer qualquer besteira fora de hora-

Coloco as minhas mãos para trás e passeio pela sala, observo cada um deles e o modo como eles reagem a minha presença, estava tão cheia de confiança que parecia mais um coronel em torno dos seus soldados. Levanto o meu queixo e encontro novamente seus olhares, dentre todos Suga e Jin são os que mantém o sorriso, muito possivelmente já notaram a minha entonação de brincadeira. Procuro Jimin e ele olha de soslaio para mim, e Taehyung me ignora por completo.

-Mas...- Complemento abrindo um grande sorriso para Hoseok.
-Acho que vocês merecem essa folga-
Sorrio aberto para Namjoon e Hoseok, pego a pasta com dinheiro disponibilizado para esses tipos de gastos, pisco os olhos para eles e me coloco em rumo da porta.

-Obrigado Julia noona-

Escuto a voz grave de Namjoon pelo corredor e não pude continuar quando escuto outra voz, mais grave e com um tom de desdém.

-Não passa de uma estagiária querendo botar ordem aqui-

Era Taehyung, mas em nada parecia o menino doce que trompei no aeroporto e naquele show, seguro o ar procurando forças para correr quando escuto uma outra voz, mais aguda, possivelmente seria Jimin, um pouco mais contido tentando rebater Taehyung.

-Deveria pegar leve, eu gostei dela, acho que vou me dar bem-

Respiro profundamente e corro, lembrava de ter visto uma barraca de tteokbokki mas não tinha certeza do lugar. Corri até fechar dois quarteirões e encontro uma barraca, peço 7 porções de tteokbokki pouco apimentado, respiro novamente recuperando o fôlego e volto voando.

-Que bom que vocês ainda estão aqui-

Suspiro entrando com duas sacolas quase estourando de tão cheias, distribuo uma porção para cada tentando ao máximo me manter séria,  afinal eles eram idols e eu uma mera estagiária querendo fazer amizade.
Passo as porções uma a uma e com ela vou dizendo o nome de cada um, ótimo método para decorar.

-Obrigado Julia noona, eu estava com fome também -

Sorri timidamente e que sorriso branco, Min Yoongi sem dúvida era o mais tímido do grupo.

-Imaginei, Yoongi -

Passo a porção nas suas mãos e dou uma piscada. Eu já estava evoluindo com todo esse tempo, chegava a ser engraçado como meu sotaque não atrapalhou nossa comunicação.

Passo as porções para todos e cada um me respondeu de uma maneira tão dócil que me fez ficar mais relaxada a ponto de sentar no chão junto com eles.
Mas perto do espelho estava Taehyung parado, mexendo no aparelho de som, abaixo a cabeça e olho para os outros meninos esperando uma dica, algo como um conselho, sem resposta levando-me e me dirijo a ele silenciosamente.

-Vem comer conosco V, adoraria que você sentasse ao meu lado para podermos conversar -

Tento um método quase pedagógico de aproximação, observo que seu olhar se perde na tela de um Ipod, eram músicas diferentes, de Bruno Mars à Backstreet Boys, suspiro lentamente e toco seu ombro. Taehyung nem olha nos meus olhos e num tom baixo e grave diz.

-Coma você, não estou com fome-

Sinto um arrepio de medo percorrer a minha coluna, gaguejo e me viro me para apoiar sobre a mesa. Que voz grave, cheia, isso me assusta e acaba por fazer Jimin se levantar.

-Venha noona, você pode comer conosco-

Volto sem graça e sento com eles tentando engolir seco esse bolinho apimentado que mais me lembra o nhoque que meu pai fazia e como eu teimava em colocar pimenta em tudo.
Volto a engolir mais um pedaço e em silêncio observo cada um.

-Você sabe dançar noona? - Pergunta Hoseok com um grande sorriso.

-Só debaixo do chuveiro - Rebato em tom de brincadeira.

-E cantar?- Jin sorri com a boca cheia de tteokbokki.

-Apenas quando estou sozinha e com meu fone de ouvido - Sorrio e com a boca cheia digo -E você não irá querer me ouvir cantar -

Tudo corria muito bem, a refeição fora perfeita exceto pelo Taehyung que insistia em não gostar da minha companhia.

-----------------=-----------------------=-=---------------

Já passam das dez da noite, Yoongi é um dos últimos meninos a me dar um beijo no rosto de boa noite. Costumes ocidentais para um menino tão tímido. Olho em volta e decido limpar toda a bagunça que deixamos para trás. Observo a mesa de som e o Ipod qu ainda mantinham as digitais e o gosto musical  de Tae, meu anjo, reviro a playlist e encontro Bruno Mars com seu pedido de casamento dos sonhos.
Como uma adolescente de 16 anos que está limpando a casa, retiro meu allstar e subo a barra da minha jeans, olho em volta e no corredor e nada, brincando de cantar com o cabo do rodo cantarolo e olho para o espelho. -A que ponto chegamos hei Ju- Me recordo das broncas que levava a cada vez que não arrumava a cama.
Segunda música, essa me fez dar leves pulos em volta do rodo. Era Backstreet Boys e meu retorno à minha adolescência literalmente, pego uma das cadeiras soltas e começo a coreografia a muito tempo esquecida no fundo do meu diário. Aproveito cada música até terminar o serviço. Já passam das onze da noite, maioria dos Sunbaes já se despediram de mim e eu estava lá, estirada no meio do assoalho.

-Acho que já passou a hora de você ir-

Escuto uma voz que me tira da minha viajem,  num pulo levanto já fazendo referência de desculpa.

-Você dança bem, deveria investir-

Escuto novamente a voz quando a luz ilumina seu rosto, era Taehyung com um olhar mais soturno, triste mas ao mesmo tempo querendo rir ao me ver ali.

-Desculpe, eu estou saindo, não se preocupe V-

Abaixo a cabeça e me esgueiro perto da mesa de som para não derrubar nada, sorrio e me despeço.

-Espera, eu te devo desculpas -

Taehyung levemente segura meus dedos, éramos praticamente da mesma altura e isso me deixava mais curiosa sobre sua personalidade. Respiro profundamente e tentando disfarçar com um grande sorriso digo.

-Fique tranquilo V, vamos ser amigos, assim você não vai me dever nada-

Sorrio mais abertamente e claramente forçada enquanto vou me dirigindo a porta. Nesse tempo os olhos do meu anjo se apertaram, se estavam vermelhos eu não sei, mas sua dor ao falar comigo me deixou curiosa e o seu toque despertou sentimentos que a muito tempo não sentia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...