História Me dê um motivo para viver. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jin, Rap Monster, Suga
Tags Hoseok, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 35
Palavras 1.301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem.

Boa leitura.

Capítulo 6 - Sentimento


Fanfic / Fanfiction Me dê um motivo para viver. - Capítulo 6 - Sentimento

Quando hoseok acordou de madrugada, as lembranças da conversa de ontem com o seu ex assolava seus pensamento não deixando o mesmo dormi, o que fez seu coração bater mais rápido por lembrar daquele que muito tem não via, mas, que ainda nutria um pouco do antigo amor. Claro, não era uma amor unilateral, era apenas resto do amor que sobro do antigo relacionamento. Mas na mente de hoseok as lembranças do ex o deixando ainda era muito recente, e agora a descoberta que o mesmo já estava namorando e ainda por cima o seu médico, o deixou abalado, mesmo que ele não quisesse se abalar. As palavras " não aguento ", " eu sou muito fraco para essa situação ", " me desculpe hobi" rolava pela sua mente com a voz e imagem dele, Kim Nanjoom, alto, pele bronzeada, cabelos roxos e sorriso com covinhas encantadoras. 

Hoseok não vivia no passado, sabia muito bem que já tinha superado o ex, afinal, não doi mais como antes,as memórias não ia embora, ele sabia, mais já não lembrava muitos das ruins e para hoseok superar era isso, não era esquecer e sim lembrar, sem dor, sem magoa, sem lembranças ruins que trazem tristeza ou raiva, mesmo com seu abalamento quando o viu, o mesmo sabia, era só saudade da amizade do seu melhor amigo - sim, nanjoom foi seu melhor amigo - mas não podia fazer nada para mudar a situação, só tinha que aceitar como aceitou a sua doença, que pra piorar já estava no estágio 3 mais não é algo te encomada, na verdade a esperança de hoseok é tanta, que ele sabia que com os tratamentos e remédios certos sua situação podia mudar, na verdade ele já se sentia melhor.

Hoseok foi tirado de seus devaneios quando viu Min se tremer e gemer de dor na cama, como sempre ele não tinha tomado os remédios. O acastanhado se preocupava com o seu hyung, que parecia pior a cada dia, mais franco, mais pálido, mal comia. Hoseok queria de algum jeito ajuda-lo, mesmo sem querer acabou se apegando muito ao mais velhor, o menor via nele um amigo, um bom amigo, mesmo que o outro seja grosso e o ignore - o que acontece quando o mesmo estava de mal humor ou tento uma de suas crise  -  as vezes.

O menor levantou e foi até uma charra de água que tinha numa mesinha perto da janela, colocou um pouco de água no copo e caminhou até seu hyung, colocou-o em cima da cómoda da cabeceira e pós a mão no ombro do maior, o balançou com cuidado para que ele não se assustasse. 

Sorriu ao ver o mesmo abrindo os olhos sem soltar nenhum xingamento, mas na verdade mesmo que yoongi quisesse, não conseguia mexer um músculo, a dor o consumia como nunca, o pálido tinha certeza que ia morrer, se não fosse por tanto sentir dor, seria por não consegui respirar, o ar não chegava aos seus pulmões. Hoseok vendo aquilo entrou em pânico internamente, pois mesmo que ele quisesse surta, sabia que precisava manter a calma. Então o acastanhado respirou fundo e rapidamente foi até o banheiro pegou uns dos remédios do min e uma das bombinhas que as enfermeiras deixava no quarto, logo voltando para o quarto, colocou o remdio na boca do hyung que não deixou de encara - lo nenhum minuto, com os olhos vermelhos de tanto aperta-los e com o suor que não parava de escorrer pelo seu rosto. Yoongi engoliu com dificuldade ja que o mesmo na conseguia tomar água, logo em seguirá, o acastanhado tirou as cobertas de cima do Mine o sentou com pouca dificuldade e o posicionou sentado com as costa na cabeceira da cama, o mesmo encostou a bombinha na boca do Min e começou a bombiar devagar 

Hoseok sorriu quando seu hyung já estava recuperado da crise, que por sinal foi umas das piores - se não a pior.

- Você está bem hyung - hoseok perguntou se sentando na ponta da cama do maior.

- Sim estou - disse se sentando melhor na cama - Por que me ajudou? - para yoongi ninguém ajuda alguém sem querer nada em troca.

- Sei lá, eu senti que precisava de ajuda - disse o menor meio enrolado - eu não ia deixar você morrer hyung.

- Sentiu? - Disse yoongi franzindo a testa.

- Eu queria te ajudar hyung, acho que deveria começar a se tratar.

- Eu não quero - disse grosso como sempre - não se meta, isso é assunto meu.

- Mas hyung você vai morrer se não se tratar. - Disse hoseok, os dois já brigavam quase que aos gritos, hoseok não conseguia aceitar como alguém  poderia desistir de viver assim tão facilmente.

- É isso que eu quero - disse yoongi fazendo hoseok arregalar os olhos - Eu não tenho um motivo pra viver hoseok.

- Todos temos um motivo para viver hyung - disse se aproximando - deixa eu pelo menos cuidar de você? - pediu desesperado, o peito doi.

Hoseok não entendia o que era esse sentimento  no seu coração, era doloroso e ao mesmo tempo caloroso, e o fazia sorri durante o dia, era algo novo. Hoseok sorriu abertamente  quando yoongi aceno positivamente com a cabeça.

- Então primeiro vai tomar um banho, você suor muito - deixou uma risada escapar e viu o min ir até o banheiro.

Yoongi se olhou no espelho e se assustou com sua aparência, estava mas pálido do que o normal. O maior se despiu e entrou no box do banheiro, ligou o resgitro e adentro em baixo do chuveiro. A água gélida causava arrepios ao seu corpo, os ossos fraquejava de vez enquanto, a visão fica turva as vez, as mãos tremia um pouco. Respirou fundo e começou a se lavar.

No outro lado, mais especificamente no quarto, limpava a cama e a arrumav do melhor jeito  possível para que seu hyung podesse ficar confortavel. Deu uma passo pra trás olhou como tinha ficado a cama e sorriu satisfeito. Olhou no relógio e vou que o maior demorava, levou o olha para porta do banheiro, na qual se encontrava meia aberta lhe dando a visao do exato momento que seu hyung se secava, o menor sentiu sua bochecha queimar, mas não conseguiu tirar os olhos da imagem do yoongi nu, corpo meio músculo, mas ainda fraco, pela branca, tudo era extremamente lindo para o menor, mesmo que quisesse, mesmo que seu rosto queimasse e estivesse vermelho com pimenta, ele não conseguia não admirar seu hyung.

Yoongi já estava vestido, quando hoseok com muito esforço parou de olhar e voltou para sua cama e se sentou na ponta da mesmo de frente para a do maior. Depois  de arrumar os cabelos molhado o maior saiu do banheiro de se deitou na cama. 

- Obrigado por arrumar a cama para mim - disse e sorriu pequeno.

- De nada hyung - sorriu pegando seu caderno para começar a escrever com o de costume.

- O que tanto escreve? - Yoongi sempre viu o menor escrevendo e sempre quiz saber o que o mesmo escrevia.

- Nada hyung só gosto de escrever - disse sorrindo meio sem jeito, na verdade hoseok começou a escrever dês da primeira vez que sentiu aquele sentimento estranho, mas que no fundo, bem lá no fundo ele já sabia bem o que significava e o que era esse sentimento.

- Um dia você deixa eu ler? - disse yoongi se arrumando para voltar a dormi.

- Um dia você vai ler hyung - disse e sorriu - durma bem hyung .

- Você também dongsaeng.

Hoseok ficou ali olhando seu hyung dormi por alguns minutos, pensando, seu peito se aquecia ao olha o rosto sereno do Min Yoongi, e foi olhando ele que hoseok prometou a si mesmo ser o motivo para ele viver.


Notas Finais


Obg por ler.
Desculpa os erros.


Beijo na Bunda e Tchau 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...