História Me dê uma chance - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Comedia, Drama, Luta, Moto, Musical, Perfect, Revelaçoes, Romance, Superação
Visualizações 36
Palavras 2.982
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 52 - Tempestade


Fanfic / Fanfiction Me dê uma chance - Capítulo 52 - Tempestade

Ao sair do hospital...Corri até o estacionamento com as minhas coisas nos braços, já que estava caindo uma tempestade e eu não havia levado guarda-chuva. 

O dia havia feito o seu trabalho e a noite logo chegou com uma tempestade de qual muitos noticiários alertaram os moradores e qualquer outro indivíduo a não sair de suas casas ou usar as estradas. Eu precisava ir para casa, pois meu plantão havia acabado. 

Jogo tudo no banco de trás e corro até o banco da frente, pois mais um pouco a chuva me encharva. 

#MENSAGEM DE TEXTO#

#AMY#

{Você fez o jantar? Estou faminta!já estou indo pra casa .te amo.bjs!!!} 

Depois de alguns minutos ele respondo.

 #Johnny # 

{É melhor você esperar a tempestade passar, teimosa.Eu te amo.toma cuidado.bjs!!♡♡♡} 

Jogo o celular no banco do passageiro e dou partida com o carro. 

Logo peguei a estrada e sinceramente estava bem perigoso dirigir já que a chuva atrapalha a visão.Esqueço o celular e apenas me concentro na estrada.Ninguém quer se matar.da outra vez eu tive sorte de sair viva.dessa... posso não sair.

 A estrada parece virar uma tortura e eu quase morro do coração quando percebo que a estrada está bloqueada por uma árvore caída.lá vou eu fazer o retorno e pegar outra estrada para chegar em casa. Corto algumas ruas e a tempestade só parece aumentar. Estaciono o carro e mando uma mensagem para Johnny. 

{Vou demorar:( Estrada bloqueada!!!! Irei pegar outro caminho}

 Um percurso que duraria 30 minutos passou a durar uma hora. Fiquei um pouco impaciente, porém atenta. 

Os faróis ilumina um homem na estrada e eu quase tomo um susto ao vê-lo de joelhos com um cachorro na Beira da estrada.Rapidamente estácio o carro e desço na chuva correndo para ver o que está acontecendo. Ao me aproximar do homem fico surpresa. 

-você está bem?-me agaicho para conversar com ele. 

Ele me olha e noto que seus olhos estão avermelhado por enquanto que o cachorro está fraco em seus braços.

 -o que você está fazendo aqui ?-pergunto preocupada colocando a mão em seu ombro.

 -não deixe que ele morra-chora. 

E pela segunda vez na minha vida vejo esse homem de joelhos chorando por quem ele ama. 

-ele não vai-Dou um sorrio para tranquiliza-lo. 

Arrow está em seu colo e treme de frio e faz barulhos por está sentindo dor. Ryan olha para o cachorro e então tenta anima-lo por enquanto que ouço seus soluços. É de cortar o coração e então me aproximo e abraço Ryan com força. 

-ele vai ficar bem-acaricio os seus cabelos por enquanto que ele deita a cabeça no meu ombro. 

Ficamos assim por um tempo e a chuva nos encharca.Começo a sentir frio e percebo que estamos ficando com frio e gelados.

 -vamos sair daqui.nós vamos acabar ficando doente e o Arrow precisa de um veterinário-o solto e dou um tapinha no ombro dele. 

-meu carro quebrou-Ryan se levanta com Arrow no colo. 

-vamos no meu-corro até meu porta-malas e pego um pano para enrolamos Arrow. 

Ryan enrola o cachorro e deita ele no banco de trás. 

Uma hora depois conseguimos achar uma clínica veterinária aberta para atender Arrow.dá até um alívio.

*1 hora depois*

 -você sabe que não precisa ficar-Ryan diz ao voltar para pequena sala onde eu estou sentada no sofá. 

-mas eu vou ficar.

 -você trabalhou o dia todo e merece ir para casa descansar. 

 -não se preocupe. 

Ele fica imóvel e agradece por enquanto que me olha por um momento, mas logo começa a ficar ansioso e andar de uma lado para o outro e  isso me irrita, pois é agoniante vê-lo de um lado para o outro.

 -o veterinário já não disse que vai ficar tudo bem?!-olho para ele que concorda-então relaxa e apenas venha se sentar aqui comigo.ficar todo ansioso não vai ajudar muito.

 Ryan parece murmura algo e então se senta ao meu lado ainda tenso.

 -obrigado mais um vez por ficar.

 -tenho certeza que você faria o mesmo por mim-bocejo.

 -parece que a cirurgia do Arrow vai demorar-resmunga. 

Concordo com a cabeça por enquanto que deito a cabeça pra trás para descansar um pouco. Cerca de meia hora depois Ryan foi conversar com o veterinário que nos liberou e disse que poderíamos ver Arrow só na manhã seguinte e o melhor a fazer éramos ir para casa e descansar. Continuei tremendo de frio e tudo que queria era me aquecer . 

Dei uma carona até a casa de Ryan e todo o caminho ele esteve perdido em seus próprios pensamentos.Ao estacionar,  Ryan praticamente me obrigou a entrar fazendo a sua clássica chantagem emocional.primeiro ele veio com o papo que eu ficaria doente senão trocasse de roupa.sinceramente a cada segundo que passava a minha temperatura estava caindo.

 Logo entramos em sua mansão que é bem a cara de Ryan. mas não reparei muito porque estava cansada e com frio demais.

 -tire os sapatos.vou pegar toalhas secas-disse indo em direção ao corredor e sumindo de vista .  

Fiz o que ele pediu .pois é… pela primeira vez fiz o que o Ryan me pediu, mas também nesse momento estava vulnerável então qualquer ajuda seria bem vinda.

 Ele voltou com uma toalha e um roupão.Me entregou a toalha para colocar na cabeça.Ele percebeu que eu estava desconfortável com a roupa molhada e não tiraria na sua frente .

 -tire a roupa molhada ali no banheiro e coloque na secadora -apontou para o corredor. 

 Acabei tirando a roupa pegajosa.não deixei de notar minha aparência no espelho.Eu estava pálida como se nunca tivesse tomado sol.os lábios roxos e a ponta do nariz avermelhado.Ao vesti o roupão coloquei minhas roupas na secadora, pois a lavanderia ficava no final do corredor. 

Quando voltei para sala de estar.na verdade era uma das salas de estar.percebi que ele estava na cozinha fazendo alguma coisa. 

Ao entrar na cozinha...Ryan estava tirando uma chaleira do fogo.o observei.Ele estava com uma bermuda estilo sulfista e uma camiseta azul escura.cabelo todo bagunçada.

Ao me olhar notei seus olhos um pouco inchado indicando que ele estava chorando antes da minha chegada extremamente desavisada. 

 -fiz chá para te aquecer um pouco-disse colocando chá em uma xícara Vermelha e logo após me entregando .

 -obrigada-agradeço pegando a xícara . 

 Ele também se servio com uma xícara de chá e ficou em pé de frente para mim. Encarei minha xícara de chá um pouco envergonhada pela cena horrível da chuva e também triste por ele está passando por esse momento.  

-aqui é bem silencioso-comento. 

-Meus funcionários estão passando o final de semana com as suas familias-comenta dando um gole no chá com cautela por causo da temperatura.

 Apenas bebo meu chá. 

-você tem uma bela mansão.

 -obrigado.ela realmente é bem bonita, porém de vez em quando sinto falta da casa do meu pai -boceja. 

-eu sei bem como é-sorrio, pois tive esse sentimento quando me mudei para a Flórida. 

 Eu bebo meu chá em silêncio.

 -seu chá está ótimo -eu sorrio. 

-obrigado -sorri-minha avó … me ensinou -vejo seu sorriso desaparecer. sua expressão ficar seria e seus olhos ganham um olhar triste . 

 Estou curiosa para perguntar sobre sua avó, mas o sorriso desapareceu e pareceu tocou na ferida ou em algo que o perturba. Decidi não falar mais nada.

Olho pelo a janela e posso Ver a chuva ainda está forte e estou começando a ficar com frio.

 -eu comprei essa mansão logo depois que você se formou.A Taylor meio que comentou sobre a sua formatura.

 -por que será que não fico surpresa com isso?-rio passando o dedo na xícara.

 -como você conheceu o Dean ? 

Bebo o meu chá pensando se realmente devo entrar em detalhes. 

-foi muito repentino.

Não quero entrar em detalhes!

-Ele sempre foi cretino?

-Ele era um cara legal.tão legal que quis me casar com ele e o cretino me deixou no altar-mordo os lábios-caras legais são encrencas-levanto a xícara fingindo que vou blindar.

 -mas você pode encontrar o cara legal que seja o amor da sua vida e tem cara encrenca que entra em sua vida e te marca de uma forma da qual ninguém nunca vai consegui marcar-ele diz confiante. 

-tem cara que entra e te machuca como ninguém jamais vai machucar-Rebato.

 -eu senti uma leve indireta aqui-sorri. 

Ryan me olha se um jeito charmoso  até que arruma os cabelos bagunçados com as mãos e se aproxima.

 -você sabe que não pode simplesmente mandar os caras legais embora.

 -você sabe que não pode fazer alguém que você ama escolher-retruco terminando o chá.

 -quando eu fui no seu apartamento aquele dia…quis abrir mão de tudo por você.

 -eu não queria se você se tornasse alguém frustrado e infeliz por não ter conseguido realizar seu sonho. 

Ele me olha incrédulo e então leva as suas mãos na cabeça por enquanto que começa a andar de um lado para o outro. 

-você não entende né! Você era meu maior sonho, Amy.era com você que eu sempre quis ficar e construí uma vida. 

-você me fez escolher.

-tá, legal.foi um erro.mas você simplesmente decidiu tudo por nós dois.me julga por te feito você escolher, mas no final quem foi descartado foi eu! Acho que quem escolheu como terminaria tudo isso foi você.

O clima fica tenso e eu perco a falar, pois não faço ideia como agir ou se devo ir embora e acabar com tudo isso. Ficamos em silêncio apenas trocando olhares do qual são tão constrangedores. Não sei se fico feliz ou se choro.

 -vem, vamos procurar algo para você vesti -coloca a xícara dentro da pia e logo vai até a porta da cozinha esperando por mim . 

-por que ?-sai automático da minha boca, pois ainda estou atordoada.

 -porque você precisa vesti algo para se sentir confortável e se aquecer -diz em um tom calmo.

  -não.eu perguntei o por que você está sendo legal comigo?-acompanho ele para fora da cozinha . 

-você queria que eu te deixasse molhada, Amy ?-sorri-estou apenas tentando ajudar e somos amigos. Amigos… 

-obrigado -é a única coisa que digo antes de o acompanhar até seu quarto no segundo andar e depois de passar por várias portas.

 -se você ficar doente não quero que me culpe-dar uma piscadela.

 Ao entrar no quarto…vejo que tudo estar bem organizado. me sentar na ponta da enorme cama.Tem uma pequena mesa ao lado com um abajur e um porta-retrato de Ryan com Selena em uma praia.

 Ele pega uma camiseta cinza  e me entre.Ela é enorme e me sentirei confortável. 

 -tem essa calça de moletom-me entrega. 

Peço para ele esperar fora do quarto. acabo vestindo a camiseta e a calça. Me sinto bem confortável e segura com as roupas dele. sem contar que o seu cheiro é incrível .  A calça não ficou muito grande pelo simples fato de hoje em dia eu ter o quadril Largo e pernas grossas. 

-posso entrar? -pergunta Ryan do outra lado da porta .

 -se você fazer qualquer piada a respeito disso, eu te Mato! -falo abrindo a porta.

 -você está incrível -ri ao me ver.lanço um olhar ameaçador e depois jogo o travesseiro da cama nele . 

-c-calma-mal consegui falar de tanto rir. 

-Ryan, você é um idiota mesmo -reviro os olhos . 

 -é sério, você fica incrível com qualquer roupa -diz jogando o travesseiro de volta em mim . 

 Sinto minha bochechas queimarem . 

 Droga,droga e droga Amy! 

você está corada pelo que o Ryan disse .

 Merda menina...

 você não pode corar com o que ele diz .

 Meio que travo uma batalha interna até que Ryan se senta ao meu lado e está falando algo, mas não estou entendendo.

  -Amy está na terra? -perguntou-vamos assistir filme? 

 -hum...tenho escolha? -Pergunto

  -tem.assistir filme comigo ou sai no temporal . 

  -ok...prefiro o temporal -rio provocando.

 -isso não é engraçado, mas isso é -me joga contra a cama e começa a fazer cócegas.

  -para!por favor …eu …para! Me…meu D e….Deus-estou rindo feito uma louca. Mal  consigo  respirar, até que Ryan para de fazer cócegas e deita ao meu lado. 

 Fico deitada tentando recuperar o ar e todos os meus sentidos.

   -isso não se faz -digo cutucando ele com o indicador. 

 -eu vou tomar um banho antes de assistimos o filme -diz se levantando e indo para fora do quarto- já volto.  

Continuo deitada encarando o teto pelo menos por uns dez minutos, logo me canso e vou até a prateleira de cds.Ryan é pior do que mulher quando está se tomando banho.parece que morreu no banheiro, pois demora um tempo sair do. Depois de pelos menos uns 45 minutos ele aparece vestido em moletom e sem camisa .tento conter meus olhos que pousam direto em seu peito nu, mas é quase uma missão impossível não admirar seu perfeito abdômen . 

 -princesa, eu já estava começando a ficar preocupada com você -zombo. 

 Depois dele passar algumas coisas no corpo e cercar os cabelos.nós descemos para sala onde íamos assistir o filme .  

-você escolhe o filme -digo me sentando no sofá. 

-ok, mas não brigue comigo se eu escolher algum filme ruim-joga o cobertos em mim e vai até a TV . 

 -combinado -digo me acomodando no sofá por enquanto que o a guardo escolher algum filme . 

Ele escolheu guerra mundial z e eu fico com um sorriso satisfeito pois me amarro em zumbis .O filme logo começa e Ryan fez pipoca e buscou algumas besteiras para comemos.Depois de uma mine guerra de pipoca, ele se acomoda ao meu lado e coloca a tigela de pipoca entre nós. Durante o filme conseguimos devorar tudo, é algo automático. Estava com um saquinho de amendoim.comia por enquanto que assistia e quando notei havia acabado com tudo. Ryan me olhou algumas vezes, mas estava concentrado no filme grande parte do tempo, assim como eu .O filme acabou e ficamos por um momento no escuro lendo os créditos. 

 -me senti um sedentário vendo esses zumbis correndo -diz roubando jujuba do meu potinho .

  -ei, você já comeu as suas -dou um tapa no ombro dele .

  -aí -gemi-só de vingança vou pegar tudo-diz puxando o potinho da minha mão.  

 acabamos desistindo de assistir o filme e colocamos algumas das minhas séries favoritas.por fim começamos assisti Breaking Bad.Amo.Ryan comenta sobre os episódios em um em um minuto .No começo iamos assistir só dois episódios da quarta temporada, mas quando me dei conta já tínhamos assistido mais de seis episódios e eu já estava começando a ficar sonolenta .                ***********

 Meus olhos se abriram rapidamente, havia adormecido no sofá ao longo da série.acordei soando frio e um pouco perturbada. Olhei para o lado e Ryan estava dormindo com uma expressão serena e quase não o via respirar.me levantei, pois precisa de um copo de água. estava com a garganta seca .Caminhei até a cozinha com cautela e colocoquei um pouco de água pra mim em um copo de vidro.me aproximei da janela e encarei  a noite chuvosa e escura. Logo voltei para sala e tomei um susto com Ryan acordado.

 -desculpa se te acordei.

 -não acordou-sorri sonolento-eu acho melhor subimos e dormimos.as camas de hóspedes são boas. 

-eu ficarei no sofá.não se preocupe.

 -mas…

 -está decidido.

-amanhã irei levantar cedo para ver Arrow então fique a vontade caso acordar e não me ver aqui.

 Ele levanta as mãos na altura dos ombros e se diz por vencido. Se arrasta para fora do sofá e me dar um beijo na testa de Boa noite antes de subir para dormir.

 Me deito e me aconchego no sofá até que pego no sono conforme vou ficando relaxada e mais leve.

 ******************

 Acordo com batidas na porta.murmuro me livrando da coberta e me arrastando para fora do sofá. Ao caminhar até a porta ainda sonolenta tento achar a chave. Ao abrir a porta dou de cara com Selena. Ela rapidamente se afasta e me olha surpresa.

 -Amy!

 Seus olhos vão dos meus pés até a minha cabeça por enquanto que ela cruza os braços ao me ver vestida com as roupas do Ryan.

 -eu não acredito!-grita empurrando a porta comigo junto e entrando. 

Cambaleio para o lado, pois seu empurrão foi forte. 

Por que ela está agindo assim? 

Esfrego as mãos nos olhos pensando que deve ser algum pesadelo ou foi engano.

 -sua vaca-joga um vaso em minha direção, porém consigo me esquivar.

 -do que você está falando?-pergunto confusa ao ver que o vaso se quebrou e sujou a sala.

 -larga de ser sonsa! Eu confiei em você-pega a coberta que eu dormia que joga no chão por enquanto que chora. 

-Selena…

 Eu não acredito que essa mulher está agindo assim por nada. 

O que eu fiz a ela ??

 -cadê o Ryan?está se escondendo? pois a noite de vocês devem te sido Boa neh! 

Mas o que ? 

Ela acha que eu dormir com Ryan! 

-não confuda as coisas, Selena. 

-não vou ouvir nada, sua sonsa.vaca!-rosna.

 -eu apenas ajudei ele com…

 -eu vou te ajudar também com isso. 

A porta se abre e alguém entra, porém antes mesmo que eu me vire para ver quem entrou… um tapa atinge meu rosto.o tapa faz estalo e algumas vozes ecoou pela sala.Eu fiquei em choque tentando entender o que havia sido aquilo. 

Eu sinto a lágrima quente escorrer pelo meu rosto. Viro meu rosto para encarar Selena.Ela está mais horrorizada do que eu.Seus olhos arregalados inchados pelo choro e sua boca aberta por enquanto que suas mãos estão em seus cabelos. Respiro fundo e limpo as lágrimas. 

-Amy…eu me…

 -tudo bem-digo ríspida me afastando dela. 

-Por que você fez isso com ela?-Ryan grita por enquanto que carrega o pobre Arrow nos braços.

 -eu pensei que vocês…

 -eu já vi esse filme antes.só que agora ele não vai se repetir-resmungo. 

Mordo os lábios e saio da mansão rapidamente. Caminho em direção ao meu carro sem me importar com gritos atrás de mim ou de qualquer coisa.Eu só preciso esfriar a cabeça.

 -Amy… 

Ryan vem atrás de mim, mas entro no carro e dou partida.     



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...