História Me deixe sozinha - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Comedia, Drama, Romance
Exibições 11
Palavras 923
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Capitulo curto, sim eu sei!!!

Capítulo 14 - 70 por cento


Fanfic / Fanfiction Me deixe sozinha - Capítulo 14 - 70 por cento

Me deixe sozinha cap.14

 

 Após horas de mamãe conversando com minha nova amiga, dando presentes que ela comprou para seus amigos (já que eu não tinha nenhum), e até mesmo falando sobre as bobagens que elas gostam de comer, Victoria vai embora, nós marcamos de nos encontrar na praça perto de minha casa, e irmos juntas, agora que tenho uma amiga mamãe não é mais tão em cima sobre eu ir à escola sem ela, não que isso me incomodasse, eu apenas acho bem mais agradável ir com uma amiga, nossa, eu realmente gosto dessa palavra, amiga.

 Assim que subo em meu quarto, depois de guardar todas as lembranças, e experimentar todas as roupas, corro logo para meu violino, irei tirar minha faixa amanhã, e meu pulso já está bom o suficiente para que eu possa tocar novamente, mas a única música que quero escutar nesse momento, eu ainda não sei tocar, então apenas guardo meu violino e me deito na cama, eu nunca havia vivenciado isso, mas é verdade, quando você quer que o tempo passe, ele congela, talvez eu esteja ansiosa por poder caminhar com minha nova e única amiga, talvez eu queira usar um dos cachecóis que mamãe trouxe, ou, talvez eu só esteja querendo ver Murilo novamente, assim que penso no que aconteceu coro, aquilo foi quente demais para meu primeiro beijo, mas realmente me agradou, mas, ao pensar em Murilo, pensei imediatamente em Rebecca, agora eu sei a ligação dela com Victoria, mas, o que Murilo e Carlos tem a ver com isso? A dúvida me faz ainda mais ansiosa pelo dia de hoje, e é assim que passo as horas restantes até a escola, organizando minhas perguntas, me sinto um detetive, e não sei se isso é bom.

 Fiz tudo com antecedência, desde arrumar o material à almoçar, eu assumo, talvez eu esteja um pouco ansiosa, mas o nervosismo agora, faz o relógio correr depressa demais, eu sou louca, estava tão maluca para que essa hora chegasse, e agora estou aqui, no balaço da praça, 10 minutos adiantada, estou dividida entre a ideia de Victoria chegar logo para que eu não veja nenhum dos garotos e com ela não chegar depressa, para que nós não cheguemos na escola, talvez eu deva voltar para casa e me enfiar de baixo do cobertor até minha próxima reencarnação, ou talvez eu deva correr até a loja de Murilo para irmos abraçados até o portão da escola, mas que merda está acontecendo comigo? Me levanto, escolhi a terceira opção, vou voltar para casa, a vergonha chegou tão forte que os carros devem estar parando quando me veem, devo estar vermelha como um semáforo, mas assim que me levanto para ir embora, Victoria chega e se assusta comigo, tenho certeza de que é por que cheguei cedo.

-Meu Deus, quem é você? Parece até que está indo para um desfile.

 Ai meu Deus, não é por causa do horário, quando estava me vestindo, ainda tinha confiança, mas agora, esses tênis com salto, calça skinny preta, camiseta branca, jaqueta e cachecol, parecem um pouco inapropriados.

-Tem razão, vou me trocar.

 Assim que tento passar, ela me segura.

-Nana nina não, você está linda, me recuso a deixar que destrua esse visual, vamos andando.

 Ela me empurra grande parte do caminho, até encontrarmos com Gabriela, todas as possibilidades de dar merda que eu considerei, a única que eu não pensei, acontece, encontrar Gabriela, desde sua terrível tentativa de se aproximar de mim por causa de uns PDE´s ou seja lá o que for, eu tenho mantido distancia dela, mas seu olhar crítico continuava sobre mim, mas hoje, hoje não, por favor. Apesar de parecer querer lançar veneno com o olhar, ela não me oferece mal algum, agradeço a qualquer santo que estiver me ouvindo e sigo.

-Caramba, ela realmente morre de inveja de você.

 Estava tão focada em meus pensamentos que esqueço que Victoria também viu a situação, prefiro não agravar ainda mais, então apenas concordo com um sinal de cabeça.

-Tudo isso por que você se aproximou mais dos PDE´s mais rápido em um dia do que ela em dois anos.

Ela sabe o que PDE´s são?  Não sei se pergunto, então apenas olho para ela, se ela for falar, sairá normalmente, como todas as coisas que ela diz sem querer, mas não sou boa em disfarçar, e ela percebe minha expectativa sobre sua fala.

-Você não deve saber o que são os PDE´s pela maneira que me olha, não é?

 Concordo com a cabeça novamente, essa garota sabe das coisas.

-Bom, PDE´s é a sigla que usamos para definir as pessoas populares da escola, PDE´s ou Populares Dotados e Espertos, mesmo que eles não se falem ou se gostem muito, se eles são desejados ou famosos ou até muito comentados, eles se tornam PDE´s.

 Não sei se rio ou se choro, essa monarquia adolescente realmente existe, triste, irônico, trágico. Solto uma risada imperceptível, mas não para minha nova amiga Victoria, que assim que percebe minha ironia se vira para mim.

-Sim, pode parecer engraçado, mas, seu namoradinho, faz parte dos PDE´s, ele é até um dos mais cogitados.

 Novamente, irônico e trágico, o cara de que gosto, pelo visto é o mesmo que 70% das garotas também gostam, estou cada vez mais padrãozinha.

-Falando no Diabo.

 Levanto os olhos apressadamente, ela está certa, ele está caminhando até mim, e o seu sorriso gigante, faz com que todas as garotas perto de mim me olhem feio, serei executada aqui mesmo, que tenham misericórdia.


Notas Finais


Obrigada por lerem!!!
Laridorama0412


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...