História Me deixe sozinho! Vkook ( 2° temporada) ( Hiatos) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Namjin, Taekook, Vkook, Yoonmin
Visualizações 263
Palavras 2.090
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora

Agradeço pelos favoritos, isso que me dá força para continuar a escrever, mesmo.
Espero mesmo que essa fic esteja agradando vocês ..
Eu demoro tempo para escrever, mais estou me esforçando e agora acho que vai.. começar a andar e nao demorar tanto tempo. Fiquei uma semana fora né ? Ou mais. Me desculpa
Até lá em baixo. Boa leitura!

Capítulo 17 - Por que foi eu !


Fanfic / Fanfiction Me deixe sozinho! Vkook ( 2° temporada) ( Hiatos) - Capítulo 17 - Por que foi eu !

P.o.v Hyorin 

Eu estava tão arrependida das coisas que eu havia falado para o Seokjin, ele não merecia aquilo, mais sou protetora e ciumenta, ver meu filho amar outra pessoa, assim do nada. Foi como um choque. 

Estávamos no aniversario do Kook, meu foco estava mais no casal que ama meu pequeno Park, Namjoon estava com o Jimin lá na mesa e via a forma que jimin estava, cada vez mais em cima do Namjoon. Começou com a perna em cima da coxa, agora Jimin já estava no colo do Namjoon, com as mãos em volta do pescoço dele. Jimin era muito inocente e grudento, não se importava em agarrar eles. Mais mesmo assim me deixava muito intrigada, por anos eu sempre fui protetora e criada dessa forma, não consigo mudar, é meu jeito. Quieta e observadora, mais ciumenta e brava, quando o assunto era minha família. Namjoon parecia não se importar com o fato do Jimin estar sentado no seu colo. Não era por Namjoon ser gay, mais ficava pensando, se Jimin era tão familiar ao ponto de não causar nada em Namjoon, que apesar de estar com Jin, ainda assim é homem. Acho que é bobagem minha.

-Amor, olha nosso filho em cima do Kim, não vai fazer nada? - Jungsu foi criado do mesmo jeito que eu, nós pensávamos igual, sempre foi assim. Mais hoje ele podia ter deixado quieto, já que Jin estava ao nosso lado. Com certeza Jungsu, estava com ciumes do nosso filho não estar no seu próprio colo.

-Quer que eu peça pro Nammie tirá-lo? -Jin perguntou já levantando, a forma que ele disse Nammie, apelido pelo visto do Namjoon, saiu tão inocente, que ali não tinha mais condições.

-Não, não foi isso que ele quis dizer! - segurei ele pela mão e ele sentou.

-Nosso filho está feliz, pare com isso?- perguntei alcançando seus lábios.


~Mais tarde~

Estava uma gritaria, o jogo estava mais que animado. Jin se juntou a Namjoon e agora Jimin estava no colo de Jin, que estava fazendo massagem na sua barriga, de um jeito carinhoso. Todos se divertindo e Jimin não parava, toda hora se debruçando na mesa para mexer com o garotinho Min. Acho que era Min Yoongi, ele não vinha muito em casa. Já seu irmão Hoseok, não saia de casa e Jimin também não saia da casa dele. Acho que era por esse motivo que Yoongi não vinha, Jimin ia lá.

No sofá da frente estava Kook e Tae. Eles estavam agarradinhos. As orelhas do kook eram tão bonitas. Estava uma graça, até Kook começar a cheirar o Taehyung, dava para escutar o som das fungadas de onde estávamos. Eu achei engraçadinho e mostrei para o Jung. Mais Kook começou a empurrar o Tae para trás e subir no colo dele, com a cabeça no pescoço dele de uma forma sedenta. Tae começou a passar a mão nas costas e coxa dele. Tinha alguma coisa errada. Kook desmaiou, quase caiu para trás, mais Tae o segurou.

-Kook!- Tae balançava seu corpo na tentativa dele acordar.

Jin levantou correndo de onde estava, veio até Kook.

-O que ouve? - Jin perguntou arrumando o kook deitado no sofa, todos agora estavam de pé. Hoseok já chorava e Yoongi estava abraçando Jimin.


P.o.v Jin

Eu não sabia o que fazer.

-Ele.. ele.. - percebi que Tae estava se enrolando para contar. Puxei ele lá para fora e Hyuna foi junto.

-O Kook começou a me cheirar -apontou para seu pescoço

-O que é isso?- Hyuna apontou para uma mancha em sua blusa, que eu mesmo não havia reparado.

-Baba! - ele disse parecendo surpreso, assim como nós.

-Ele babou com seu cheiro? - Hyuna olhou sem acreditar, logo foi cheirar ele. Ela fez uma careta.

-hm fedido! - ela disse e tae comecou a se cheirar- brincadeira, seu cheiro está o mesmo de sempre! Deve ser coisa do Kook- olhamos para ele

Resolvi ligar para a minha Omma.

Mais Hyorin veio na nossa direção.

-O que ele tem? Kook estava de um jeito no colo do Tae..- ela provavelmente tinha visto. Hyuna iria responder, mais eu achei melhor não contar. Então respondi antes. Inventando qualquer coisa

-É coisa do kook. Ele é hibrido, então ele sente cheiros que nós não sentimos. Ele ama o tae, cheiro de...Família.- respondi a primeira coisa que veio na minha cabeça- É mais forte.. então kook deve ter passado mal, por tanto tempo ter ficado longe do tae!- Namjoon, pegou na minha bunda, assim que todos tiraram a atenção de mim.

-Você é muito espertinho!- tirei sua mão e ele deu uma risadinha baixa. Vontade de matar estava grande.

-Vou ligar para a omma - peguei o celular, e liguei, ela atendeu rápido, no primeiro toque.


~Ligação on~


-Omma

-Oi...Woo espera! 

-Omma...

-O que aconteceu, você está com a voz esquisita!

-O Kook, começou a cheirar o Tae, e desmaiou!... Chegou a babar! (fui direto)

-Ele entrou no cio denovo?

-Não.. ele ainda não acordou, levamos ele ai?

-Eu não posso ir...woo, ta tá bom...traga ele

~Ligação off~

-Hyuna, vamos levar ele?

-Claro, deixa eu pegar minha bolsa!


Os meninos ficaram em casa, Hyuna achou melhor não levar o Tae. Por que ele foi o motivo do desmaio, então se ficasse, podia ser pior.

Hyuna levantou, quando minha omma voltou da observação que foi fazer do Kook

-Ele não acordou ainda, mais está tudo em ordem, não consegui ver nada de diferente. Apenas uma coisa.

-O que? 

-Os olhos estavam, bem dilatados e com um tom vermelho, quase nada

-Vermelhos? que parte? A iris?- Perguntei

-Não, não, a esclera, mais conhecida como a parte branca- apontou para os próprios olhos. 

-Ele vai acordar logo?

-Acho que sim...ah me lembrei, ele está resmugando. Como se estivesse sonhando.

Tae estava louco da vida, queria vir ver ele. 

-Será que o Tae não pode ser a solução? ele foi a causa... então...- Hyuna, coração mole. Arrumou uma desculpa, para trazer o filho. Resolvi não interferir.- Você busca ele? - acenti. E Namjoon me seguiu 

-Acha uma boa ideia?- ele me encarou, assim que entramos no carro.

-Não. Mais nem sempre só fazemos as ideias boas, né?- liguei e fui para minha casa. Iria pesquisar alguma coisa. Nam ficou de levar o Tae. 

Fui novamente, ver copias do livro, que tinha pego da biblioteca. Nada. 

Omma me ligou, dizendo que havia um problema, como eu estava sem carro. Ela viria me buscar. Durante o percurso, liguei para Namjoon, avisando que não precisaria me buscar. 

-Mais o que está acontecendo?- Falei assim que vi. O escritório do Appa, todo bagunçado.- Passou um furação aqui?

-Quase, foi um parecido - omma disse e se jogou na cadeira. 

-Descobrimos coisas !Na verdade, foi pura coincidência  não sei como isso pode acontecer!- já estava nervoso, ver meu appa com os cabelos todos bagunçados, e com os olhos regalados. Definitivamente tinha acontecido algo grave. 

-Diz logo!- não aguentava mais 

-Ok, como você sabe seu pai é advogado, então procuraram seu Appa, para resolver um caso.- Quase revirei os olhos 

-E o que que tem ?

-O problema foi, o caso era: Ela estava com problemas, tinha uns documentos do filho dela atrasados e começaram com investigação. E descobriram que ela não fazia esses documentos, por que na verdade, esse filho não está com ela. Esse filho ela abandonou ainda pequeno.

-Mais o que isso tem haver?

-Ela cuidou da criança até seus 5 anos, e depois abandonou, por que nem ela, nem o pai gostavam dele. Essa criança está ''perdida'' a 10 anos pelo governo. E pelos pais, mais eles parecem não se importarem. Apenas começaram a se importar, quando parou de receber o dinheiro por falta desses documentos. Acredita que ela recebia um dinheiro, para ajudar a cuidar dessa criança, por que geralmente, essas crianças tem problemas respiratórios, estão sempre no hospital. Mais até que Hyuna teve sorte! 

-O que? - não podia ser

-Sim, essa criança é o nosso Kookie!- ela disse com os olhos cheio de água.

-Por que está chorando?

-Por que Kook já contou para Hyuna que apanhava quando era pequeno, e Tae encontrar ele, foi como salvação. Ele poderia morrer lá! E só de pensar que os pais biológicos do Kook, não gosta nem um pouco dele, apenas por ele ser um hibrido, é triste!

-É sim Omma. Mais e agora o que vão fazer?- ela secou os olhos e olhou para o appa 

-Nada, não podíamos ir no aniversario do Kook por isso! Passamos o dia todo no tribunal. Não queríamos envolver vocês. 

-Mais e se ela ganhasse? 

-Não tinha chances, ela mesma se enrolava na própria mentira. Descobrimos também que Kook tem uma irmã, ela é muito bonita

-O que aconteceu com os dois? E com a garota?

-Foram presos por abandono de criança e descriminação, já que falaram muito mal dos híbridos. Seu pai por outro lado é um ótimo advogado e nós cuidamos do Kook com carinho. A filha, foi levada pra um colégio interno, ela é só dois anos mais nova que o Kook.

-Omma, vocês dois são demais, Hyuna vai pirar. Pretende levar Kook ver a irmã? ou até mesmo a ... como chama?

-Sunny, esse é o nome da mãe biológica e do pai é Jihun, Jeon Jihun! Acredita que ainda disseram que colocaram nome bonito nele, para kook ter pelo menos uma coisa bonita! Já que ele próprio é feio. Fiquei com vontade de quebrar a cara deles - Meu appa disse nervoso.

-Se kook quiser ver a irmã, levamos. A mãe, ai eu já não sei, conversarei com a Hyuna depois. Mais quando foram buscar a menina, encontraram uma mala, com fotos, é um documento e uns livros velhos. 

-E kook ? O que vai fazer?

-Kook, vai ser levado amanhã na justiça, para vermos com quem vai ficar a guarda. A garota como eu já disse vai estudar em um internato e nos finais de semana, ficará em um orfanato.


~Depois de conversar com a Hyuna~

-Vou ver as coisas amanhã. Se kook não acordar, o que faremos? E se pensarem que nos maltratamos ele?- Hyuna perguntou 

-Não vão, e nós vamos descobrir o que ele tem!

-Omma, estava pensando aqui.... Aqueles livros para onde foi? 

-Lugar nenhum, continua na antiga casa deles. A casa vai ficar a venda, já que não tem ninguém da família, a mãe dela faleceu a alguns anos.- ela respondeu, pensativa

-Podemos buscar esses livros, você disse que tem documento do kook né? Vai que esses documentos são importantes!- sugeri, mais na verdade estava doido de curiosidade.

-São poucos, mais se quiser vamos amanhã, junto com o kook! 

-Não acho uma boa ideia, e se ele não acorda? Precisamos ir hoje! - tentei convencer ela. E consegui, por que ela cedeu.

Já em frente a casa, pude perceber que Sunny tinha uma casa boa, garagem com dois carros e tinha uma piscina, era uma casa de 3 andares muito luxuosa. Tocamos o interfone, para que as empregadas, que ficaram para arrumar a casa para a venda, abrissem.

Uma moça nos atendeu, e minha omma, pelo visto já tinha conversado com ela mais cedo.

-Sim, viemos dar uma olhada.- ela disse e a moça sorriu e se retirou -Vem! - ela me puxou para o quarto. Estava debaixo do guarda roupa.

Assim que bati meu olho para dentro daquela mala e vi a foto do kookie no hospital, meu coração parou. Era a foto que o hospital mesmo tirava. Kook estava deitado com um macacão amarelo, suas orelhinhas com pelos ralinhos. Tão indefeso. 

Peguei a foto e mostrei para Jiyeon.

-Olha os pelos da orelha dele! Tão pouquinho! - apontei o dedo e ela deu risada, e me deu um livro 

-Vê esse ai, eu vou ver esse! - ela apontou para um outro mais fino 


O livro não tinha nada, era um de uma serie. Mais tinha umas folhas soltas, quando vi elas. Lembrei do livro que peguei na biblioteca, super acabado e com folhas faltando. Quase tive um infarto. Não podia ser folhas que foram arrancadas daquele livro. Seria muita coincidência para quem não acredita em destino.

-O que foi? Achou algo?- ela me perguntou 

-Acho que sim! - me sentei melhor na cama. E li as primeiras linhas 


Hibridos naturais, super raros, podendo ____mar um humano normal


-Melhor levar essas folhas para ler em casa,já que algumas palavras estão apagadas - disse

-Sim, mais você pode tentar encaixar palavras que faça sentido ai, como amar ... ficaria '' Podendo amar um humano normal''...

-É pode ser, vamos ler tudo depois 

-Sim... e essas coisas? vai levar? - ela apontou para umas fotos e coisas como brinquedos, parecia ser do kook

-Quero... mias por que será que ela guardou essas coisas do kook, se ela não gostava dele?- perguntei para mim mesmo, mais acabei recebendo uma resposta

-Por que foi eu que guardei!- a mesma moça que nos recebeu, apareceu na porta. 




Notas Finais


Lembram da parte onde a Hyorin conta que Jin tava fazendo carinho na barriga do Jimin ? Era por causa do machucado que ele fez no banheiro, se lembram ?

Kook está esquisito, como será que o Tae está ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...