História Me enamore. - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli, Sou Luna, Violetta
Personagens Camila "Cami" Torres, Gaston, Karol Sevilla, Maxi Pontes, Ruggero Pasquarelli
Visualizações 22
Palavras 513
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 33 - Capitulo 28


Pov Rugg

O medico tinha autorizado a entrada de apenas um de nós para ver Cande, Agus e Lodo queriam que eu fosse, em meu estado normal eu diria para Lodo ir, afinal ela era a parente ali, mas eu precisava ve-la e eles sabiam disso.

Entrar naquele quarto e ve-la machucada, com o braço enfaixado e toda entubada me fez tremer, pensar que eu havia imaginado o pior dela por suas atitudes me fazia sentir nojo de mim mesmo. Alguns minutos sentado ali a observando e pensando e eu ja não podia conter as lagrimas que insistiam em cair, os medicos disseram que ela podia acordar a qualquer momento, mas eu só estaria tranquilo quanro Cande estivesse bem e em casa. Não demorou até que o medico fosse no quarto avisar que o horario de visitas havia acabado.

- Ela tem muita sortr de ter tantos amigos.

- Ela é especial!

- Sinto muito pela perda do bebê!

- Ela vai ficar bem?

- Sim, está sedada e em observação pela perda do bebê, mas ela está bem, terá acompanhamento psicologico e toda ajuda necessaria.

- Obrigado! - Dei um beijo em seu rosto e sai, o melhor para ela naquele momento era descansar.

Voltei para sala de espera afim de ficar na minha, estava distraido quando fui surpreendido por um abraço bem acolhedor.

- Rugg eu sinto muito, me desculpa pelas coisas horriveis que eu falei, como ela esta? - Demorei um pouco para processar o que tinha rolado.

- Kope? Porque ta aqui?

- Ficamos sabendo que vocês tinham encontrado a Cande e que ela estava internada aqui, então viemos.

- Ficamos? - Ao fazer a pergunta notei todos os nossos amigos ali, Jorge, Tini, Lio, Samuka, Mechi, todos estavam alo para apoia-la.

Algumas horas passadas e alguns ja tinham ido, restando apenas Carolina, Samuka, Karol e Mechi, eu não podia exigir que eles ficassem la a noite toda, Agus e Lodo ja haviam dito que não iriam embora mesmo eu pedindo, Leo estava caindo de sono mais tambem se recusava a ir, eu gostava que eles estivessem ali por mim e por ela, mais não podia pedir que eles fizessem mais. Me encontrava sentado e isolado quando vi Carolina se aproximar, apesar de te-la traido e magoado ela estava ali, e eu estava feliz por isso.

- Como você esta?

- Ela estava gravida Carol, gravida.

- A Lodo me contou, você seria um excelente pai, se serve de consolo.

- Você é incrivel Carolina, não merecia tudo que fiz com você!

- Do que ta falando.

- Das traições, das mentiras.

- Não Rugg, eu sempre soube onde estava me metendo, as traições ok, não tem justificativa, mas eu sabia que você a amava, eu sempre soube.

- Nada justifica.

- Somos amigos agora Pasquarelli, ex namorados que são amigos agora, fica tranquilo que eu to aqui pro que der e vier.

- Obrigado. - A abracei sem nem pensar, sempre adorei o jeito dela de pensar e ver que mesmo após as minhas burradas ela estava ali, era muito bom.

- Rugg. - Fui chamado a atenção para Agus. - A Cande acordou.

- Serio?

- Ela quer te ver, chamou por você.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...