História Me Faça Existir. - Capítulo 42


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 12
Palavras 682
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


A Viagem.

Capítulo 42 - Me Faça Existir- 42


"Silêncio.. se todos os demônios gritassem juntos, seria tormenta.. Mas quando todos eles se calam, aí é tortura." Rayane Castro.

***

Bruno parece satisfeito afivelando seu cinto de segurança, e me olhando como alguém que ganhou um prêmio.

- Vamos Mayra, se anime, isso tudo é a realização de um sonho!

Ele está certo, forço um meio sorriso enquanto espanto mentalmente o vazio em mim, reposicionando meus pensamentos a tudo que estou vivendo nesse instante.

Lara sumiu desde ontem, desde o momento em que pedi um tempo, isso deveria ser bom não? Se eu pedi, então deveria aceitar facilmente as condições que me coloquei.

Mas é complicado, e ainda tem Bruno, falando desesperadamente sobre as idéias e propostas, não me atentei a nenhuma palavra, me sinto culpada por deixar tudo sempre nas mãos dele.

- Tá legal May, eu te conheço a anos..você não está aqui nesse momento. O que está acontecendo com você?

- Ham? O que?

- Você não está bem.. o que está acontecendo?

- Nada que você precise se preocupar.

- Mayra.. - Bruno mudou o tom de voz. - Você não precisa me tratar como um inimigo, eu nunca fui. Você parece péssima desde ontem, e sugiro que você se abra, talvez te deixe melhor até a nossa apresentação formal na empresa.

- Só estou cansada..não tive uma boa noite.

- Você e Lara estão bem?

Ouvir o nome dela me fez estremecer, eu não estou pronta pra entender tudo, mas talvez se eu falar sobre isso com alguém, consiga achar uma solução. Tudo dito em voz alta, parece ficar mais claro.

- Sim.. nós resolvemos dar um tempo. Existem muitas coisas que não conhecemos uma na outra.

- Eu compreendo May. Sinto muito.

Ele soltou o cinto e se aproximou, sua mão encostou no meu joelho, e seu polegar secou uma lagrima que eu sequer havia notado ter deixado escapar.

- Vocês vão ficar bem, precisam se conhecer. Mas você sabe...

- Sei o que?

Levantei a cabeça e olhei para ele confusa ainda sentindo meu rosto úmido.

Ele abaixou o rosto, e quando se aproximou, eu me afastei lentamente, e de repente, ele foi puxado para trás.

Ergui meus olhos tentando entender o que estava ocorrendo, era um vôo privado, só tínhamos nós e os seguranças.

- Me solta!

Ouvi Bruno falar para um segurança atrás dele.

- Senhor Bruno, por favor, sente-se e afivele seu cinto, estou apenas seguindo ordens.

Ordens? Quem mandaria o segurança agir desta forma?

- ..Lara.

Falei em voz baixa sentindo-me culpada por te-la desapontado com isso outra vez. Eu sei que ela acabará sabendo sobre esse ocorrido e irá se desapontar, isso me renderá um péssimo reencontro com ela.

 Mas sinceramente, entre um desapontamento e outro, estamos nos saindo ótimas em reciprocidade nesse relacionamento.

O vôo seguiu silêncioso por mais uma hora e meia.

E então meu celular vibrou.

***

"Brilhante idéia Mayra, seu animalzinho de estimação está no cio?" Lara Lincoln. 20:57hs 

Meu coração acelerou, ótimo..então ela já sabe.

"Não acho que devíamos falar sobre isso por mensagem. E não era necessário o segurança Lara." Mayra Stwert 20:59hs

A resposta não demorou a chegar.

"Existe uma lista de coisas que não deveríamos fazer ou falar, outras atitudes necessárias e não necessárias que deveríamos repensar, sinceramente eu não me importo, se Arthur não tivesse interferido a língua daquele filho da puta estaria na sua boca agora." Lara Lincoln 21:01hs

Respondi antes de desembarcar do avião e guardei o celular.

"Não sei quem você pensa que sou, ultimamente não estamos nos reconhecendo. Eu me afastei de Bruno se isso te deixa menos inquieta, e só então seu capanga interferiu. Ele não contou tudo para você não? Cuide de você Lara, eu sei me cuidar sozinha." Mayra Stwert, 21:05hs

***

Fechei meus olhos enquanto o carro se dirigia ao hotel, minhas emoções estavam me deixando exausta, como se todo dia eu tivesse que me arrastar pela margem das minhas escolhas, me equilibrando na linha da minha própria vida.

Qualquer tropeço poderia não ter volta, qualquer resposta errada poderia me fazer cair, eu preciso me concentrar e descobrir o que faz a minha base intacta, e onde foi que eu a perdi.

Então um insight me tomou, e abri os meus olhos experimentando com maior sanidade essa certeza.

Lara... Lara é a minha base.




Notas Finais


Demorei mais cheguei. 😊✌️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...