História Me leve pra casa priminho! - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amizade, Bts, Comedia, Família, Hot, Romance, Suspense
Exibições 109
Palavras 2.179
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ecchi, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá fanáticos de plantão! 👋
Tudo bem com vocês?
Desculpem a demora, ainda estou sem NET.

Espero que gostem! 😘

Capítulo 15 - Sou um traidor!


Fanfic / Fanfiction Me leve pra casa priminho! - Capítulo 15 - Sou um traidor!

JIN


__ Por que você está tão irritada? _eu dizia enquanto ela andava de um lado para o outro. __ Se foi por causa dos meninos, você precisa se acalmar, os dois vão logo se acertar. _digo tocando seu ombro e ela me lança um olhar mortal.
__ É verdade o que o Namjoon me contou? _ela pergunta.
__ O que ele te contou? _fiquei confuso.
__ Que a Yumi te obrigou a comprar um anel que custa os olhos da cara só para impressionar os pais dela? _seu olhar era de fúria e eu não podia mentir.
__ Ela não me obrigou. _baixei a cabeça.
__ Não acredito nisso Jin, você é burro ou coisa parecida? _ela voltou a andar de um lado para o outro. __ Por isso tem trabalhado tanto. _ela esfrega as têmporas.
__ Você não devia se preocupar com minha vida amorosa, e aliás, foi a senhorita que sempre me disse a nunca abandonar Yumi. _falei e ela me encarou.
__ Você é um idiota e vai acabar se ferrando. _ela disse e saiu batendo a porta do escritório.

Eu não entendo porque ela ficou tão irritada, a vida é minha e faço o que eu quiser dela, mesmo que isso a deixe chateada, não posso fazer suas vontades.

Durante esse tempo que as garotas estão aqui, a única em que eu tive um vínculo de amizade e parceria foi Diana, ela me entendia e me ajudava a manter a casa em ordem, formamos uma ótima dupla, enquanto eu dava duro no hospital, ela cuidava da lei e da ordem em casa.

Todos os rapazes obedeciam as ordens dela, mesmo sendo mais jovem que eu, o Namjoon, Hoseok, Yoongi e o Tae, todos nós respeitávamos sua autoridade, ela era um tipo de mulher forte e determinada, sabia o que queria e não levava recado pra casa, dona de um temperamento forte e explosivo, mas simplesmente eu não conseguia ficar longe dela. Nos tornamos bons amigos, mas sempre havia um clima estranho entre nós quando o assunto era minha namorada, Diana era sempre muito evasiva em relação a esse assunto e quando eu queria saber se já teve um namorado, ela sempre dizia que não acreditava no amor, porque príncipes encantado não existiam.

Desde que ela descobriu que eu trabalho o tempo todo pra poder comprar um anel para Yumi seu humor mudou drasticamente, mal falava comigo e até seu sorriso que tanto me encantava havia desaparecido do seu rosto. Em uma noite recebi uma ligação do hospital pedindo que eu fosse atender uma emergência, vesti minha roupa, peguei minha maleta e jaleco, quase que caio da escada pelo sono que me destruía, pois estava de plantão na noite anterior e trabalhei todo o dia, meu corpo estava cansado demais.

Quando cheguei embaixo vi que as portas da sacada estavam abertas, fui até lá para fechar e me deparei com Diana ainda de pijama deitada em uma toalha lendo um livro, seu pé balançava freneticamente enquanto estava concentrada na leitura.
__ O que faz aí? _perguntei e ela nem sequer se assustou com minha presença repentina.
__ Não vê? Estou lendo. _responde com frieza.
__ Isso eu sei, mas porquê a essa hora?
__ Gosto do silêncio.
__ Mas precisa dormir, senão amanhã estará muito cansada. _respondi.
__ Não me importo. _ela dá de ombros.
__ Mas essa frieza vai te deixar doente. _rebato.
__ Sou muito forte, tenho a saúde de ferro. _ela responde.
__ Mas Di… _ela me interrompe.
__ Não devia ir trabalhar? _ela levanta e me encara.
__ Eu devia, mas tenho que garanti que você voltará para seu quarto dormir.
__ Não se preocupe comigo, quando me der sono eu irei. _falou e voltou a deitar, respirei fundo e deitei ao seu lado. __ O que está fazendo? _ela olhou de lado.
__ O que acha? Deitando do teu lado. _dou de ombros.
__ Vai se atrasar doutor. _ela respondeu em sarcasmo.
__ Você me leva. _ela olhou de lado e sorriu, ficamos em silêncio por um tempo. __ Você é um enigma. _quebrei o silêncio.
__ Assim fico mais interessante. _ela responde sem tirar os olhos do livro.
__ Com toda certeza você é a pessoa mais interessante que conheço. _respondo e ela se vira me encarando com o cenho franzido.
__ Sei…
__ Diana! Sinto sua falta. _digo olhando nos seus olhos.
__ Mas não fui a lugar nenhum.
__ Eu sei, só que não fala mais comigo, sinto falta de conversar com você, mesmo que seja sobre as brigas dos meninos. _faço carinha triste.
__ Você me ama né? _ela levanta uma sobrancelha.
__ Amo e muito. _respondo. __ Fazemos uma boa dupla.
__ Tudo bem Jin, volto a falar com você. _ela sorri. __ Agora vá trabalhar oppa. _me surpreendo com ela me chamando assim.
__ Do que me chamou? _pergunto.
__ Você ouviu, não se faça de bobo. _ela sorri e levanta. __ Vamos doutor, te levo para o hospital. _ela estende a mão e me ajuda a levantar.

Por conta desse movimento nossos corpos chocaram um contra o outro, como ela era mais baixa que eu teve que olhar para cima, minha respiração falhou naquele momento, o corpo pequeno e delicado de Diana me fez sentir coisas. Nos encaramos por um tempo e levei o dorso da mão ao seu rosto o alisando, ela fechou os olhos e suspirou, Diana era tão linda e diferente de qualquer outra garota que conheci e quando estava ao seu lado esquecia de tudo.

Não resisti e selei nossos lábios, sua boca era macia e tinha um gosto bom, pedi passagem para a língua e ela deu sem hesitar, devorei sua boca com vontade, como se a muito tempo eu desejasse me apossar daqueles lábios e me vi faminto por eles. Diana levou as mãos ao meu pescoço e eu levei uma até sua nuca e a outra para sua cintura, senti um misto de sensações ao provar o gosto apimentado que era o beijo dela, tivemos que parar por falta de fôlego.
__ O que foi isso? _ela perguntou de olhos fechados enquanto aproximei nossas testas.
__ Eu não sei. _respondi.
__ Você tem namorada. _abrimos os olhos e nos encaramos.
__ Eu sei, mas você mexe com minha sanidade ruiva. _respondo.
__ Isso é tão errado Jin. _ela choraminga.
__ Mas não me arrependo. _respondo tocando seu rosto.
__ Vamos logo antes que eu cometa uma loucura. _ela diz séria e sai.

O caminho até o hospital fazemos em silêncio, vou dirigindo e Diana voltaria com o carro para casa, algumas vezes olhava para ela que fitava a janela e respirava fundo. Ao chegar no hospital parei o carro na frente e suspirei, ela finalmente me encarou e deu um sorriso de canto.
__ Quem vem te buscar? _ela pergunta.
__ Eu pego um ônibus. _respondo.
__ Devia comprar um carro ou moto. _ela sorri fraco.
__ Eu vendi o meu… e tenho medo de motos. _ela levanta as sobrancelhas.
__ Tudo bem! _responde. __ Tenha um bom trabalho Jin. _ela diz eu pego em sua mão.
__ Temos que conversar. _digo sério e ela olha para fora.
__ Depois, é melhor você ir. _olho para a direção que ela está olhando e vejo Yumi com os braços cruzados nos encarando.

Saio do carro e aceno para Diana que arranca com tudo no carro, aí me vem a dúvida se ela é parente do Hope, um sorriso brota no meu rosto, acordo dos meus devaneios pela voz de Yumi.
__ Quem era aquela? _me pergunta cruzando os braços.
__ É a prima da prima do Namjoon, ela era a única que estava acordada em casa e pedi que me trouxesse. _ela não pareceu acreditar, mas não liguei, eu estava dizendo a verdade.

Meu Deus! Traí Yumi com Diana e gostei.

***

DIANA


Eu não acreditei no que tinha feito com o Jin, permiti que ele me beijasse e o pior era que havia gostado, e muito, no farol fechado encostei a cabeça no volante e me odiei por ter feito aquilo. Jin e eu éramos muito amigos, nos tornamos os pais dos meninos e meninas, na maioria das vezes eu tinha que intervi nas constantes brigas entre eles, como por exemplo o dia que Mila quase matou o Yoongi.

Éramos parceiros e confidentes, uma dupla infalível, mas acho que de alguma forma, não sei explicar, me apaixonei por ele, na verdade desde o dia que nos conhecemos, mas era uma coisa que nunca diria a ele, principalmente porque tem uma namorada. E falando na cuja, fiquei irada quando o Namjoon me contou que ela está pressionando Jin a comprar um maldito anel que custa o meu bairro para impressionar os pais dela, garota maldita, não merece ele que está se matando por uma coisa fútil.

Por causa disso fiquei alguns dias sem falar com ele, foi praticamente uma tortura, mas eu estava com muita raiva dele por ser tão bunda mole, então dei esse castigo pra ele. Quando foi uma noite depois que todos foram se deitar e Jin foi o primeiro porque havia chegado de um plantão e estava mortalmente cansado.

Pobrezinho!!

Todos foram dormir, mas eu estava sem sono e fiquei por um tempo assistindo televisão, quando me cansei dos filmes voltei para o quarto, mas foi só para vestir meu pijama que é um short vermelho e uma blusa de mangas compridas azul com o símbolo do superman na frente. Peguei um dos meus livros da Ágatha Christie, uma toalha e desci para a sacada ler um pouco, nunca imaginei que Jin apareceria e no final acabaríamos nos beijando.

Só que o coisas não são tão fáceis assim, ele tinha namorada e logo seriam noivos, eu jamais ficaria entre eles e também não seria a outra, então deixei ele no hospital com a promessa que teríamos uma conversa. Dirigi de volta pra casa pensando em tudo que havia me acontecido e decidi que tinha que ficar longe do Jin, estacionei o carro e voltei para o quarto dormir.

Acordei com o som do despertador e tudo que eu queria era dormir mais um pouco, virei para o lado e deixei que tocasse, sorri quando finalmente ele parou de tocar, então ouvi uma voz me chamando.
__ Diana! _abri os olhos rapidamente.

Jin???

__ Levante, porque eu sei que está acordada. _fiquei parada a fim de que ele fosse embora. __ Não me faça ir até aí. _ele ameaçou.
__ O que você quer Jin? _respondi ainda de costas.
__ Conversar, ora!
__ Não devia estar no trabalho? _perguntei.
__ Passei mal devido o cansaço e meu supervisor me mandou embora. _me virei bruscamente e ele sorriu.
__ Passou mal? _me levantei e corri até ele. __ O que aconteceu? Foi a comida? Aí meu Deus, será que botei pimenta demais na comida? _comecei a falar sem parar, até que ele me calou selando nossos lábios e lá estava eu me entregando aos beijos dele.
__ Só estava cansado ruiva. _ele falou depois que paramos o beijo.
__ Por que não me ligou pra ir buscá-lo? _perguntei.
__ A Yumi me trouxe. _ele disse e eu me afastei um pouco. __ O que foi?
__ Nada! Espero que esteja melhor. _respondo seco.
__ Por favor Diana, não faz isso. _ele se aproxima.
__ Isso o quê? _dou mais dois passos para trás.
__ Não me evita desse jeito. _ele se aproxima mais até que eu tropeço em um dos tênis da Mitsui e caio de bunda no chão.
__ Aí! _reclamo e Jin se abaixa para me ajudar.
__ Você é fogo ruiva. _ele diz ao me levantar.
__ Me deixa em paz Jin. _tento afastá-lo, mas ele nem sai do lugar.
__ Eu largo a Yumi e fico com você. _ele sussurrou e arregalei os olhos. __ Não posso mais ficar longe de você.
__ Isso é errado. _minha voz falha.
__ É errado gostar de alguém?
__ Você ama a Yumi. _digo já querendo chorar, mas não vou.
__ Amo, mas quero você e se não me aceitar eu desisto de tudo. _ele está me ameaçando?
__ Não pode fazer isso.
__ Posso sim.

Meu coração estava acelerado e ao mesmo tempo partido com tais palavras, Jin ainda amava Yumi e eu não podia fazer isso com ela, mesma que seja uma vaca do mal, mas eu também o amava e tomei a pior decisão que alguém poderia tomar.
__ Fico com você. _disse baixinho e ele sorriu.
__ Juro que não vai se arrepender. _ele diz, mas olho para ele séria.
__ Mas não vai romper seu namoro com Yumi. _ele me encara confuso.
__ Eu pensei que… _eu o interrompo.
__ Será assim e vai me prometer que irá pedir ela em noivado. _ele ficou tenso. __ Prometa Jin.
__ Eu prometo. _ele diz baixo e eu toco seu rosto.
__ Obrigado. _ele me encara e depois me abraça forte.

Me tornei algo que sempre fugi, me tornei a outra.


Notas Finais


💋💋💋 no ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...