História Me nota crush!!! - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Jullie-Y

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Suho, Tao
Tags Chanbaek, Kaisoo, Kristao, Lay Sendo Mulher, Sulayla
Exibições 71
Palavras 3.767
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LadySoo: ADVINHA QUEM NÃO DEMOROU UM MÊS PRA POSTAR??? Nós mesmas e.e Oi galerow

Jullie: Aqui estamos nós novamente com um capítulo quentinho pra vocês!
HHHMMMM!
Chama o Loro José que tá bom o negócio. KKKMJKKJ
Parei :v
Não demoramos tanto dessa vez. S2
Espero que gostem S2
:v

LadySoo: Tentem não achar muito lombrado. OBRIGADA PELOS FAVORITOS, SEUS LINDOS. Beijos ♡

Capítulo 4 - Brisando nas brisas do mar (Ou não)


  Chanyeol:

  

   Finalmente era sexta-feira! Já não aguentava mais! Amém, vamos louvar de pé, irmãos... Parei.

   Parando para pensar agora... por que raios eu estou feliz? Minha vida é cagada que só, o crush não me nota, sou ruim em matemática, em tudo na verdade mas o botão do oculto serve pra isso... e além disso acabou o meu biscoito de chocolate preferido. Quero me matar, me jogar de uma ponte, tacar um pombo na cabeça de alguém, fazer uma bebida e morrer envenenado(?)... Como eu posso viver agora?! Sabem o que é acordar todo feliz, saltitando escada a baixo e aí olhar dentro do armário e ver que seu biscoito do Harry Potter PREFERIDO acabou? Sem mais nem menos? Pois é, crianças, é dureza essa coisa que eu chamo de vida.

   Vou para o maldito inferno, que seres incapazes de pensar chamam de "Colégio", tentar ter um futuro na vida que não se resuma a ficar de bunda pra cima no sofá em um sábado à tarde comendo alguma coisa que vai me fazer ter câncer no futuro, como diz minha Omma... Mas vamos relevar, né? Se eu quiser virar pipoqueiro de parquinho, eu viro. É como diz meu querido amigo, Wu Yifan: "Não tô nesse mundo pra agradar ninguém".

   Fiquei o dia inteiro, repito, o dia inteiro, com a cabeça enfiada na minha mesa lá na sala, sem fazer absolutamente nada! Mentira, eu fiz algo sim, algo bem produtivo aliás: respondi na hora da chamada...

   ...

   Isso foi muito engraçado, nossa, haha... haaa... Foda-se.

   Na hora da saída eu consegui gritar bem alto pro mundo "HOJE É SEXTA FEIRAA UHULL" e jogando meus braços pra cima. Motivo? Então, não tem, fiz porque quis mesmo. Kris quase me esfola por isso, porque, segundo ele, eu o faço passar vergonha, puft, imaginaa... só supere. Tloxa (Ah, se ele souber que eu o chamo assim em pensamento... Estaria ferrado, sim ou claro?)

   Kai me arrastou para o restaurante dos tios dele junto de Kris. Seus passa-fome-filadores-de-bóia. Já cansei de reclamar com esse idiota! Quando ele vai perceber que a aura maligna que o Chen emana toda vez que a gente brota por lá me faz perder a vontade de traçar uma comida de graça?! Acho que ele até percebe, mas né, Kim Jongin nasceu pra enaltecer o capeta porque esse menino é uma praga que só.

   Fomos de boas comer lá, o tio do Kai barra Xiumin barra Minseok é uma pessoa super legal, nos mandou sentar em uma das mesas e tals, serviu tudo direitinho, um amor de pessoa, amo ele (Por que Jongin não é assim?) Eu até que me sentiria confortável comendo na presença dele se o Chen não estivesse olhando pra gente com um prato enorme de porcelana na mão, e ele continuou com aquele prato lá, até o momento que Xiumin nos serviu três potes enormes de sorvete como sobremesa. Ô coisa maravilhosa, adoro!

   --- Aish! Já cansei de te avisar, Minseok! JÁ VI QUE VAMOS À FALÊNCIA MESMO! --- Chen gritou e lascou o prato no chão com tudo, sumindo para a cozinha. Eita porra, alguém vai ficar sem secsu hoje. Se fodeu... (Me perdoe, Omma, eu não sei o que digo).


   --- Ui, que bruto... --- Xiumin diz, revirando os olhos.


   Fico observando ele fazendo uma cara de "Ain, bisha agressiva, socorro" e tento prender um riso... Mas todos dizem que eu sou escandaloso mesmo então é óbvio que eu não me segurei. Comecei a rir como se eu estivesse no show de talentos do colégio (É, gente, lá o talento é esquecido em casa mesmo, trancado no porão e guardado em um potinho de querosene, e quem vai assistir aquilo tudo só pra rir? Pois é. Eu mesmo) Caramba, eu ri tanto que em um minuto já estava jogado no chão, literalmente. Alguém me amarra. 

   --- Tio Minnie, você sabe como exorcizar? -- Kai disse olhando pra mim. Se eu não estivesse rindo tanto, juro que fazia ele engolir aquelas palavras. Meu fígado is dead...

   --- Olha... a-aqui... Kai... NÃO ME ARRASA NÃO! --- Ri, ri tanto, mas ri TANTO!

   --- ChanYoda, vai ficar aí nesse chão até quando?


   Lerigou versão morto estou...

   Poxa, Kris, me erra... Hoje eu até que estou feliz, sentindo as emoções, affs. Por que o mundo não pode torcer para que eu sambe na cara das inimigas? Mas não, meu lema de vida vai ser pra sempre: "Na lama estou, na lama vou ficar", difícil... MAS a gente supera, né nom? Não...

   Agora estou depressivo novamente. Ninguém me ama, que triste... Só a minha Omma, mas ela não é confiável se considerar que me chama de estrupício por aí para as amiguinhas.

   --- Seu bruto.  --- Levantei do chão e passei minha mochila por cima dos ombros, agradecendo Xiumin e Chen pela refeição de graça, mesmo que Chen não estivesse ali, né. BEM, PELO MENOS EU AGRADEÇO PELA COMIDA ABENÇOADA DOS TIOS DO JONGIN! Sou muito educado sim, chupem essa, seus tloxas. 

   Do lado de fora do restaurante, fiquei refletindo... Abacaxi é uma fruta tão estranha, sei lá. Ela não dá em árvores, tá ligado? Anormal, muito anormal. Por que eu pensei nisso agora? Também não sei, foi apenas um pensamento refrescante do dia para acalmar as emoções do meu coração solitário.

   Em meio à pensamentos profundos, ouço uma voz irritante me chamando:

   --- Chanyeol!

   --- QUE FOI, VIADO?!

   Amizade linda é isso aí mesmo. Crianças, façam amizade com uma pessoa que te xingue diariamente de nomes escrotos e seja feliz com seu amiguinho.

   --- Nossa, que agressão... --- Kai... apenas pare, pare que tá feio. --- Vamos direto para o Karaokê?

   Oi? O que foi isso? Seria Kim Jongin pedindo minha opinião? Ui... Gosto, gosto muito, acho digno. Vou gravar na minha testa.

   --- Me senti importante agora, uau. --- Desnecessário dizer que os dois reviraram os olhos, né? É triste saber que ninguém me respeita nesse mundo... enfim. --- Claro que vamos... Mas por que me perguntou?


   --- É que sei lá né.


   --- Sei lá o quê?


   --- É. --- E começou a andar na frente, acompanhado de Kris.


   "É" o que? Que? Eu não entendi nada. Como assim? O que está acontecendo? Alagoinha?


   Eu ia até perguntar o que eu perdi mas lembrei que nenhum dos dois vai me responder por motivos de: eles não têm respeito nenhum por minha pessoa. E acreditem, eu sou o líder do nosso trio... Tá, o Kris que é o líder mas ele some as vezes e nos deixa só... provavelmente fazendo coisas obscuras por aí. Entretanto, não vou expor o Kris desse jeito, vou preservar a pose de hétero dele... Na calada da noite ele dorme abraçado com um panda de pelúcia chamado Mr. Kevin.


   Enfim, os alcanço e os pego no flagra comendo biscoitos de chocolate. Que traição, nunca imaginei isso! (Lembrando que nós acabamos de almoçar... Alguém vai precisar de muito papel higiênico em casa hein...)


   --- Eu nunca esperei isso de vocês dois! Estou magoado!... Seus imundos... --- Cruzo os braços e faço cara de sério. Pois é, eu posso muito bem ser sério sim! Revelações...


   --- Não faça assim, Chany... --- Kai me abraçou de lado e começou a se esfregar em mim... Oxi... sai demônio, que esse corpo já tem dono!


   --- Não vem não, viado! A questão aqui é o biscoito não o seu corpo se esfregando em mim! Sai! --- O afasto de meu lindo corpinho e o vejo fazendo cara de nojo. Olha que criatura ousada!


   --- Também não queria mesmo... Sou muito mais eu, obrigado.


   --- Vocês dois são um vergonha para a humanidade... --- Acho que Kris está cha-te-a-do com a falta de atenção que o demos agora.


   Amigo, parceiro, nós nunca vamos te abandonar, a gente te ama... (Insira um coração aqui)


   Eu poderia ter dito isso em voz alta? Poderia, mas cansei de ser trouxa, agora estou bem "dane-se o mundo" pra ele e pra Kim Jongin... Mas isso não vem ao caso agora. O que vem ao caso é o biscoito.


   Fomos o caminho para o Karaokê/cafeteria inteiro discutindo sobre esse biscoito. Se me deram algum pra comer? Óbvio, claro... que não, como eu disse, ninguém se importa comigo, eles ligam o botão do "se fode aí, Chanyeol" pra toda a eternidade. A canção que representa a minha vida seria algo como: "Te amo, te amo, te amo, mas você não me dá bola, eu vou me afundar num co-pi-nho de Co-ca Co-la".


   Enfim, adoro essa cafeteria, ela é tipo a minha segunda casa, passo mais tempo aqui do que na minha humilde residência. Confesso que morro de medo de ficar sozinho lá, nela acontece coisas obscuras das trevas. Uma vez acordei e fui direto pra sala e, pasmem, a televisão ligou sozinha! Eu fiquei meio que "saia deste objeto que não te pertence, demôneooo" e rezei dez ave Maria com uma pontada de pai nosso (-q) Só não liguei para um exorcista vir prestar seus serviços porque eu estava sem crédito mesmo. No fim eu tentei convencer minha Omma a doar aquele demônio pra alguém, e depois dela quase tacar aquela televisão na minha cabeça eu a convenci. Amém. Águas passadas, já superei.


   Me sentindo o dono daquele estabelecimento, eu passei por aquela porta no estilo mais afrontoso que eu consegui... Estilo esse que fugiu para as colinas diante daquela perfeição linda e maravilhosa chamado "Meu crush, cujo nome não sei" sendo o maior garçom delícia que você respeita, ah, e claro, Oh Sehun... Mas quem se importa com Sehun quando seu crush master supremo está a poucos metros de você?! Eu com certeza me importo. Me importo porque a porta atômica está conversando descaradamente com aquela criatura de Deus. "Mas Chanyeol, é só uma conversa boba e nhenhenhenhen...", foda-se parça. Quando se tem Oh Sehun dando um tapa na bunda do seu crush, o único sentimento é de descer a porrada nele. Porém, eu sou da paz, das brisas do mar, não vou me abalar com isso, nem um pouco...


   VIADO TIRA A MÃO DAÍ!! VAMOS! TRABALHO COM RAPIDEZ! SEU ah, ele tirou, menos mal. Que alívio.


   Vejam bem, não é que eu esteja com ciúmes, claro que não, acontece que o meu crush aparenta ser alguém puro, que precise de proteção (embora ele não esteja nem perto disso, falo mesmo). Sei que é muito cedo para me preocupar tanto mas... Sou Park Chanyeol, o que eu posso fazer? (Sentar e esperar por um milagre).


   Ainda me lembro daquele dia das trevas, digo, de uma segunda-feira linda onde eu, prazer, estava solitário no corredor, porque certas pessoas desapareceram e me deixaram solo, enfim, e o vi de longe, comendo uma coxinha de aparência suculenta, meu crush (Preciso urgentemente saber o nome dele) Comecei a sentir algo estranho em meu estômago, um nervoso louco e uma quentura que só o capeta pra apagar. No primeiro momento eu achei que fosse apenas fome mesmo e nem liguei, só que eu passei vários dias pensando naquele ser lindo, e depois de muitas pesquisadas no Google e de leituras de livros de auto ajuda, eu finalmente entendi. E foi assim que começou a minha vida pacata de stalker. Linda história, eu sei.


   Agora, voltando a Oh Sehun, aquela porta nojenta, que ainda continuava a falar com O MEU CRUSH! Vocês devem pensar que eu estou exagerando demais.e que talvez ele e aquela porta só estivessem tendo uma conversa normal de amigos... Mas voltando ao problema do tapinha na bunda....QUE RAIOS DE AMIGO DÁ UM TAPINHA NA BUNDA DO OUTRO EM UMA CONVERSA NATURAL E NORMAL? Não sei, estou ficando exaltado (Na verdade, Kai já fez isso, mas ele é Kim Jongin né, ele pode)


   Eu juro que se Sehun enrolar mais um pouco nessa conversa totalmente suspeita, eu vou pegar uma  dessas decorações que está espalhada por todas as mesas do local, que sei lá o que é essa decoração... parece uma escultura de gatinho, bem, dane-se, e vou jogar na cabeça dele. Bem insano estou, posso fazer loucuras por agora, me purifica brisa do mar, socorro.


   Ah, ele finalmente parou. Estava vindo em minha direção, ótimo, vou dar a minha encarada terrível e mortal número 43, que significa algo como “SEU COLORIDINHO DE BUESTA! TAVA PEGANDO NA BUNDA DO MEU BOY POR QUE, HEIN?”. Epa, o crush tá vindo também, disfarça.


   Aja naturalmente Chanyeol, naturalmente... respira, ai meun deuns! Agora não vou conseguir dar a encarada terrível e mortal número 43 no garoto colorido, o sorriso instantâneo vai aparecer no meu rosto quando o crush olhar pra mim. Sim, sou sempre um trouxa mesmo.


   Poxa, Crush, eu tinha que dar uma lição nele com o meu olhar e você me atrapalhou, mas super te perdôo... SEU LINDO!


   Os dois se aproximaram mais, meu crush lindo como sempre, esbanjando graça e estilo, com seus belos cabelos castanhos e seu sorriso fofo retangular, seus olhos curiosos olhando para todos de modo arteiro... Seu olhar se fixou em mim e o sorriso dele... sumiu? QUE? O QUE EU FIZ? Será que foi por causa daquela esbarrada naquele dia? Vou ficar depressivo de novo...


   Ele  desvia o olhar e volta com o sorriso, cumprimenta a todos nós com um “Bem vindo a cafeteria e Karaokê, Coffee and Music!” Ô VOZ FOFA GZUIS! Nada fora do normal, meu crush é educado, sempre recebe o povo com um sorriso lindo. Na verdade, nem sempre é ele que vem nos receber, tem sempre umas pessoas aleatórias e genéricas que não me importa em nada, mas nos dias que ele vem me dá um nervouso, concluindo mais o fato dele ser meu crush, pois se naquela história emocionante da coxinha eu só estivesse com fome, o efeito não teria o mesmo com ele não comendo nada, porque sim, ele não recebe as pessoas comendo coxinhas, ELE É REALMENTE MEU CRUSH, QUE EU AINDA NÃO SEI O NOME! Ficou confuso? Só queria dizer que estou gostando dele. Com isso vem a pergunta: “Mas querido Chanyeol, ele não tem um crachá de identificação na roupa de trabalho? Como você ainda não sabe o nome dele?” Bem, meus caros amigos, eu não sou tão burro assim, eu já olhei o crachá pra ver se descobria algo mas o nome tá escrito apenas “Sr. Bacon” e eu me recuso a acreditar que o nome dele seja Bacon, que estranho seria. Mas se bem que, né... vai que a Omma dele gostasse muito de Bacon e tals. Veja meu nome por exemplo Chan Yeol , significa... vários nada, esqueci.


   O meu Baconzitos apenas volta de onde ele veio para fazer sei lá o que, e Sehun cara de porta fica encarando a gente por alguns segundos até falar um simples “Oi”. Entrega a chave da nossa sala de karaokê pro Kris e vai embora como se nada tivesse acontecido, como se ele não tivesse me afrontado com aquela pegada na bunda do meu crush.


   Tá. Foda-ci tudo parte 3! Agora eu vou é cantar para afogar as mágoas e aproveitar pra pegar um chocolate quente também, porque hoje eu vou me acabar nas bebidas achocolatadas.


   Fomos até a sala que o coloridinho reservou pra gente, só lembrando que Kai e Kris são uns desgraçados que em todo o momento estão me  excluindo das conversas. Eles estão falando sobre... sei lá, nem sei também. Jogo minha mochila em qualquer canto assim como eles e me sento no canto do sofá que ali tinha. Olho para a tela grande da TV na nossa frente e olho para o monte de controle e microfone na mesinha, vou logo pegando um e fico o segurando.


   Queria entrar de férias logo... Eu sei que acabamos de voltar às aulas mas acho que sem a pressão dos estudos estava bem melhor, e eu viajei com minha Omma para a praia, pois é. Por isso ainda estou um pouco calmo nas brisas do mar, mas acho que o efeito já está acabando e eu quero voltar pra me divertir mergulhando no mar tipo um golfinho... ou um sereio (Sei que o nome não é esse mas... Não ligo) Se eu fosse um sereio minha cauda ia ser bem..........


   --- Ei! Ô Yoda?! Terra para Yoda! Ô DESGRAÇA... --- Kai me chama. É sempre ele que me acorda dos meus devaneios, me sinto bem anti-social nesses momentos pois o povo fica interagindo e eu aqui pensando em coisas totalmente avulsas.


   --- QUE FOI? --- Respondo educado como sempre, e ele e Kris, que  no momento estava mexendo em sua mochila procurando umas coisas, me olham de cima a baixo.


   --- Só ia dizer pra escolher a música, agressivo. --- Fala o Kairvão fingindo estar ofendido.


   --- Loser do Big Bang,  só pra combinar com o estado de espirito... --- Sério, alguém me leva pra praia? Junto com meu crush, de preferência. Vamos fazer castelos de areia, nadar e pegar conchinhas e depois andar de mãos dadas e... Ah é, ele não gosta de mim.


   --- Eita, por que ficou assim do nada? Tá chateado por causa do biscoito? Cara é só um biscoito e... bem vou falar sobre algo mais  importante, eu preparei uma canção pra gente. --- Isso, Kris, não se importe com os meus sentimentos, vamos ver a tal música mais importante do que eu. É melhor ser uma música pra mim falando o quanto eu sou legal e lindo, uh.


   Ele tira um papel da mochila e já se prepara pra ler. Kris fica de modo tão sério que até eu e Kai ficamos um pouco  assustados com a cara que o ser fez, precisa de tudo isso jovem? Parece até que não tá enxergando... parceiro eu posso ler pra você se quiser.


   Ele se concentra tanto que parece até que ele fez uma coisa incrível. Olhamos atentamente pra ele e ele começou...


   --- O nome da musica é “O sistema”.



Andando por todo o cosmo do espaço
Eu apenas vejo a injustiça...
A injustiça de golfinhos ganhando prêmios de milhões 
E CD’s de pessoas que colocamos no topo oooh
OOOh Yeaah!
Que a justiça seja feita!
Vamos contra o sistema 
O sistema da repressão ão ão
Sempre nos quebra a a a aaaah
Vamos virar o jogo e vamos
QUEBRAR ELES!!!!
YEAAAAAAAAAAH


   --- Escrevi só isso mesmo... mas eu vou terminar. --- Ele termina e nos olha com expectativa.


   Kai começa a rir como uma hiena louca de sempre, eu fico tentando compreender o que aconteceu ali... Ou o Kris é um cara contemporâneo extremo das artes ou ele apenas fez algo sem sentido mesmo. Estou confuso e admirado ao mesmo tempo. Vi apenas o Kris ficando irritado com a risada da hiena, ops, Kai, e vejo ele tacando um caderninho do Karaokê na cabeça dele, que fica chateado e reclama, como sempre. Agora eu ri meu parceiro, eu ri rude. Ver o Kris nas agressividades era sempre bom (Principalmente se não é comigo.)


   --- Ninguém nunca entende minha genialidade. Se achou ruim faz melhor... e quer saber eu não preciso da opinião de vocês. --- Reclama a girafa loira, modo revoltada.


   E eu não parava de rir, só parei porque ele me ameaçou, dizendo que ia jogar a mochila em mim.


   --- Err... --- Limpo a garganta e fico até que sério. – Parei. Vamos logo com isso.


   Treinamos bastante, cantamos muito e criamos alguma coisa juntos. Kris até deixou de lado sua música solo, aleluia. Ele e Kai serviram para dar umas ideias maneiras, pode ser estranho mas a gente até que se concentra legal quando estamos por aqui.


   Eles vão embora, resolver suas coisas e eu apenas saio do Karaokê pra ficar na cafeteria, gostava de ficar lá, não curtia voltar pra casa, pois, bem, minha Omma está trabalhando e como eu disse antes minha casa as vezes não é de Deus, e eu tenho medo de ficar sozinho lá. Então prefiro ficar aqui de boas na cafeteria.


   Sentei em um canto afastado dos clientes e coloquei minha mochila sobre a mesa, nesse momento eu fiquei resolvendo umas atividades de casa. Pedi um lanche, me alimentei bemmm e depois eu fiquei admirando o crush bem de longe, ele trabalha muito, esforçado. Escrevi o nome dele no meu caderno: "Sr. Bacon" e  fiz desenhos bem aleatórios... Nossa como sou estranho.


   Eu sempre estou por aqui, não é possível que eu seja tão invisível assim... Queria ter coragem pra falar com ele, ou ele poderia vir aqui e conversar comigo, mas eu sei que isso não vai acontecer. Park Chanyeol não nasceu pra ser notado pelo crush, já até me conformei com isso.


   Acabei cochilando por algum tempo e quando acordei, vi que só tinha eu e um atendente aleatório, aliás foi ele que me acordou. O crush foi embora e eu nem vi, nem falei com ele, só o cumprimentei quando entrei nesse lugar, embora tenha sido no automático. Mais um dia desperdiçado na minha missão de conquistar o crush (Nem falei com ele e já tô pensando em conquistar, veja só).


   Frustrado novamente, peguei o caminho para ir para a minha casinha. Coloquei uma música bem triste mesmo pra ouvir com meus fones, mas muito triste mesmo, sabe? Daquelas que só de apertar o play já bate uma emoção louca e você começa a chorar do nada? Então, fiz isso.


   Caminhei solitário pelas ruazinhas escuras, me cagando de medo. Sim, isso mesmo, medo. Vai que alguém brota do além e diz algo como "Passa os fone parça que hoje eu tô nas maloqueragi". Acho que o coitado ia entrar em depressão, isso sim. Eu ia rir alto e rude.


   Embora eu tenha voltado rezando, com medo de alguma coisa me matar, cheguei em casa são e salvo. Tava tudo escuro lá dentro...  Fechei a porta rapidamente me sentindo o flash, pulei até o interruptor e acendi as luzes. O silêncio era macabro mas respirei fundo, juntei toda a coragem que eu tinha e me preparei pra ir pro meu quarto.


   Do nada escutei um barulho vindo da cozinha.


   ... Gelei rude, mas fui voado pro meu quarto, tá repreendido esses demônios na minha casa. Tranquei a porta com o coração acelerado e literalmente me joguei na cama. Mandei um S.O.S em forma de mensagem pro Jongin mas ele me ignorou legal. Então fiquei ali mesmo com a cabeça enfiada no travesseiro, com medo de olhar pra porta e encontrar o gabiroto. Eu só não pensei que eu fosse tirar um cochilo ali mesmo por algum longo tempo...



   Pobre Chanyeol, nunca vai saber que o barulho que ele ouviu na cozinha foi causado por um gato invasor de lares....


Notas Finais


LadySoo: É isso galerowww. Esperamos que vocês tenham gostado desse capítulo humilde :') S2 Não nos matem por demorarmos um pouquinho.... E sim, vamos responder os comentários :') ♡

Jullie: MAMAI TE AMA @OhBaekkie
HAHAHAAJ ❤

LadySoo: Recadinho rápido, gente, se vocês por acaso descobrirem que uma leitora sua está no mesmo grupo de whatsapp que você..... Não revele que você é a autora de tal fic, essa leitora pode querer te colocar em cativeiro.... Oi, @Alby, de boas? :') te love ♡

Até mais gente!! NOS AME! BEIJOCAS ♡♡♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...