História Me permite amá-la? (Klaroline) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Klaus Mikaelson, Stefan Salvatore
Exibições 62
Palavras 1.750
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bom,como eu disse nas notas finais do último capítulo,hoje terá passado um tempo e estarão na escola.Amizades surgirão,e possíveis namoros também.Só lendo pra ver...

Capítulo 3 - Amigos,amigos,irmão à parte


Pov Caroline.

Já se passaram uns meses desde que cheguei, minha mãe na primeira chance já me matriculou em um colégio,as aulas começam hoje.Meus pais acham que a educação nunca pode parar,bem coisa deles mesmo,mas tá né.Sobre Klaus,por infelicidade ele vai estudar junto comigo,meu pai disse que tem que ter alguém pra me proteger(Até parece que não sei me defender sozinha),agora me fala como ele vai me proteger se de quem eu tenho mais medo é dele.-E de repente ele surge na porta do meu quarto.

-Acho que é hora de irmos.Não quero atrasar.-Nunca o vi tão sério,parece que a vida dele dependia de eu me apressar.

-Tá, to indo.Se quiser pode ir,depois dou um jeito.-Admito tava querendo me livrar dele,as vezes é insuportável ficar perto do Klaus,não sei por que,simplesmente era.

-Nada disso!Eu espero você.-Fico pensando:Droga,por que não vai logo?

-Tá legal.-Fico parada olhando pra ele,que também me olha.-Ué,vai ficar ai olhando eu me trocar?

-Desculpa.-Ele sai da porta e dou um suspiro de alívio.

[...]

-Filha,tem certeza que não quer tomar café?-Minha mãe fala,como sempre com a preocupação estampada no rosto.

-Não,mãe.To bem assim.-Beijo a bochecha dos meus pais,como despedida.-Cadê o Klaus?

-Está lá fora,princesa.-Meu pai me chama assim desde sempre.Acho que ele não percebe que cresci.Me despeço deles e saio pra fora,suspirando como se fosse o último ar puro que sentisse.Afinal era,eu nunca era...eu,quando estava perto do Klaus.

Pov Klaus.

-Vamos.-Ela falou com um sorriso de orelha a orelha.

-Toda essa felicidade,é pra ir ao colégio?-Pergunto curioso,afinal Caroline não tinha cara de ser uma daquelas garotas Cdf's.

-Não exatamente.-Ela vira o olhar pra mim e franze uma das sobrancelhas.-O que me interessa é o que tem dentro do colégio.-Ela morde o lábio.Fico com uma expressão de quem não entende muito bem.

[...]

-Chegamos.-Falo desligando o carro,retirando o cinto e já abrindo a porta.

-Tá bom,agora, até a hora da saída,maninho.

-Onde vai?

-Passear pela escola.

-Como,se nem conhece.

-Quem disse que não?Já estudei aqui,vamos dizer que vou rever alguns velhos amigos.-Ela sai andando,e continuo olhando,quando um cara chega do meu lado.

-Tem razão em ficar olhando,é bem gostosa essa sua namorada.

-Ah, não é minha namorada.

-Entendi,só pegando né.

-Não,ela é minha...irmã.

-Já que é assim, podia dar umas recomendações sobre mim,não acha?-Rimos,depois ele estende a mão pra se apresentar.-Sou Damon.Damon Salvatore.-Estendo minha mão,retribuindo seu cumprimento.

-Sou Klaus.-Ficamos ali por um tempo,falando de coisas bobas, e claro olhando garotas.

-Gostei de você Klaus,a muito tempo não entra alguém assim como você e eu,todos aqui são uns idiotas.Acho que poderemos ser grandes amigos.

[...]

Pov Caroline.

-Armário 57?Armário 57.Droga.-Penso alto.

-Falando sozinha?-Uma voz conhecida fala por minhas costas.Me viro.

-Bonnie!Elena.-Fico surpresa e logo as abraço.

-Andou sumida em?-Pergunta Elena com uma expressão fechada por não saber o motivo de eu ter saido do colégio.

-Eu tive uns problemas e...-Sou interrompida por Bonnie.

-Para tudo!Quem são aqueles?-Diz se referindo a Klaus e um outro que nem conhecia.-E olha só quem está indo pra cima deles.

-Katherine,pelo que vejo continua uma vadia.Sem ofensas Elena,mas essa sua irmã...-Elena e Katherine eram irmãs gêmeas,uma completamente diferente da outra,falando psicologicamente,porque fisicamente são idênticas.

-É,eu sei.Fazer o que né.-Falou Elena dando de ombros,quando se virou trombou com um cara.-Ah desculpa.

-Não,tudo bem.A culpa foi minha é que tô um pouco distraído,olhando meu irmão...

-Seu irmão,qual dos dois?-Bonnie interrompe.

-Aquele de jaqueta de couro.

-O outro é meu.-Respondi rápido.

-Care,que possessiva.-Zombou Elena.

-Sem brincadeira, não é isso que pensam.É que o outro é meu irmão.

-O que?Perai não sabia que tinha irmão.

-E não tinha,mas depois de umas coisas que aconteceram comigo,meus pais adotaram ele.Pior coisa que já fizeram.

-Você tá brincando né?-Do nada os outros vem se aproximando.

-Olha que legal,um encontro de irmãos.Bonbon,você tá sobrando.-Falou Katherine,como sempre sendo uma vagabunda.Apoiando um dos braços no Klaus.-Carol,por que não disse antes que tinha um irmão assim tão...

-Como, se a gente nunca fez questão de se falar?

-É, tem razão,querida.Mas juro que agora vou falar mais com você.-Ela vem em minha direção.-Por ele.-Sussurrando em meu ouvido.Ah, que nojo,dessa garota.

-Sem querer estragar,mas temos que ir pra aula.-Fala o ''cara estranho'',um pouco preocupado.

-Qual é,Stefan,onde está o espírito de humor?

-Deixa ele Damon,enquanto ele fica ai,nós nos divertimos.-Falou Katherine,saindo e "levando" Klaus e Damon.

-Elena,me permite a honra de matar sua irmã?-Rimos.

-Agora você, mocinha,vai explicar direitinho essa história de irmão,e sair da escola viu?

[...]

Pov Klaus.

-E então irmão o que achou?-Damon pergunta entusiasmado.

-Realmente não gostei muito dessa tal Katherine.

-Por que não?

-Não me diga que não viu.Aquela garota é uma porta,toca que abre.-Ele ri.

-Mas pelo menos quebra um galho.-De repente vejo uma garota vir em minha direção.

-Olá!

-Oi-Eu e Damon respondemos ao mesmo tempo.

-Sou Camille O'Connell,muito prazer.

-O prazer é nosso - Damon fala já com aquela cara maliciosa.

-Então,Cami.o que te traz aqui?

-Vi vocês ai.Novatos e pensei, concerteza eles não sabem da festa.

-Que festa?

-É uma festa que dou todos os anos.Todos são convidados.Incluindo vocês!

-Ah muito obrigado.-ela entrega um papel.-E isso?

-É um convite!Vai ser amanhã às nove na minha casa.Espero vocês lá.

-Pode deixar.

[...]

-Ei,Bonnie não é?

-Sim.

-Você viu a Caroline por ai, a gente combinou de se encontrar na saída.

-Não,eu não vi.

-Atah,obrigado.Eu vou procurar,mas se encontrar pode dizer que eu procuro por ela?

-Ah,claro.-Ela sai e começo pensar alto.

-Onde essa garota se meteu,em?-Procuro por cada canto do colégio,e nada dela.Então decido procurar no jardim e lá estava ela,mas não estava só, estava com Damon,se agarrando e se beijando sem parar.Sai de lá e fui pro carro esperar.Ver aquilo realmente não me fez bem.

[...]

-Ah,oi Klaus.Antes de ir queria te pedir uma coisinha.

-Depende.

-É pouca coisa.É que como quase todo mundo já foi,Damon ficou sem carona e...

-Tá manda ele vir logo.-Damon entrou ficou no banco de trás,pois seria o primeiro a descer.Eles não paravam de falar,nem prestei atenção.Eu estava quieto na minha até que Caroline decidiu quebrar meu silêncio.

-Damon me disse que também foi convidado pra festa.

-É,sim.

-E você vai?

-É claro que ele vai,não pode perder a oportunidade de pegar aquela garota.-Damon diz.

-Que garota?-pergunto

-Quem mais seria,Cami como você gosta chama-la.

-Nada a ver cara.

-Tudo a ver.Não viu o jeito que ela te olhava.

Pov Caroline.

-E então quando eu cheguei ele tava lá.Na MINHA casa.

-Nossa isso sim é uma história.

-Pra você ver.Tenho que ir agora,meninas.Até mais!Bye

Tchau!-É claro!Não foi atoa,Damon tinha me mandado umas mensagens ao longo das aulas(Concerteza Klaus havia passado meu número),falando pra eu o encontrar depois das aulas no jardim,como qualquer uma fiquei curiosa né.Então no horário,eu fui.Logo que cheguei ele me agarrou e começou me beijar,no começo tentei sair.Mas depois assenti e retribui.Um longo tempo depois decidi ir pro carro,porque como Klaus é leal aos meus pais, obviamente ele ainda estaria esperando.

-Ah,oi Klaus.Antes de ir queria te pedir uma coisinha.

-Depende.

-É pouca coisa.É que como quase todo mundo já foi,Damon ficou sem carona e...

-Tá manda ele vir logo.Ele fala com uma cara não muito boa.Ao longo do caminho eu e Damon conversavamos sem parar,então notei Klaus quieto demais.Ele parecia um motorista particular,daqueles que não se metem na conversa do outros.Então decidi puxar um assunto.

-Damon me disse que também foi convidado pra festa.

-É,sim.-Ele tava muito estranho,parecia não querer falar com ninguém.Mas continuei falando e perguntando,pois aquilo já tava ficando chato.

-E você vai?-Damon sendo ele mesmo,interrompe.

-É claro que ele vai,não pode perder a oportunidade de pegar aquela garota.

-Que garota?-Ele pergunta.Reparei que ele já sabia de quem se tratava.

-Quem mais seria,Cami como você gosta chama-la.-Ao ouvir esse nome já me dava calafrios,aquela garota era minha pior "rival"da escola,sempre querendo ser melhor que eu.

-Nada a ver cara.-Klaus responde sorrindo.

-Tudo a ver.Não viu o jeito que ela te olhava.-De putianes aquele colégio tá cheio.Depois disso Damon e Klaus começaram a falar coisas idiotas de homens,não entendi nada e fiquei calada durante todo o trajeto.

[...]

-Valeu mesmo pela carona.

-Não foi nada.-Ele se despede de Klaus e me dá um selinho.Ops eu disse "selinho"?Por algum motivo,me senti mal por fazer aquilo perto do Klaus.Depois disso seguimos calados.

-Fica tranquila,não vou contar pro seus pais.-Ele diz do nada.

-Obrigada.-Digo trêmula,ainda com "vergonha".

[...]

-Pronto em casa sãos e salvos.-Ele fala.E sai andando pra entrar,eu o impeço segurando seu braço.-Algum problema?

-É que...eu...é.

-Tá tudo bem?-Ele pergunta olhando em meus olhos que estavam esbugalhados de tanto nervoso.

-Sim é que,eu queria te pedir desculpas.Quando Damon se despediu de mim e...

-Sem problemas,tá.-Ele me corta.-Quando eu prometo,eu cumpro.Não vou te acusar.-Eu o solto lentamente e entra sem olhar pra trás.

[...]

-Então primeira festa que vão juntos?-Minha mãe fala empolgada.Sem dar tempo pra respondermos ela continua falando.-Então vocês tem que caprichar,não é todo dia que os O'Connell's dão uma festa não é?

-E o que tem demais nesses tals O'Connells?-Klaus pergunta como uma criança curiosa.Meu pai chega e faz questão de responder à pergunta.

-Como o que tem demais.Tudo.Eles são uma das famílias mais importantes da cidade...

Pov Klaus.

Todos lá falando sobre a tal festa,e eu mal conseguia prestar atenção.E então pra parecer que estava atento perguntei sobre a família O'Connell,mesmo já sabendo quem eram.Damon fez questão de apresentar todas as garotas do colégio,ele também era novo,não sei como conseguiu essas informações.Meu corpo estava ali(imóvel mas estava),mas minha mente estava longe,muito longe

-E então Klaus.O que acha?-Liz pergunta,parecia que já tinha perguntando isso antes.

-Ah,desculpe.Sobre o que?É que eu estava um pouco distraido.

-Eu e Bill estavámos contando nossa história com os O'Connells.Que nosso primeiro beijo foi numa festa deles.

-Isso parece ser muito interessante,mas eu vou subir.Tenho que fazer uns trabalhos da escola atrasados.

Pov Caroline.

Ele tava muito estranho.Esse negócio de trabalho de escola era mentira,parece que queria se livrar da conversa mesmo não prestando atenção.Espera um pouco!Por que eu tava reparando nele?

-Aquele foi o melhor dia da minha vida.

-O meu também!-Meu pai e minha conversando em tom meloso.O telefone toca.-Deixa que eu atendo.-Minha mãe fala rápido.Eu e meu pai ficamos lá falando de coisas variadas enquanto minha mãe parecia muito entretida pelo telefone.

-Filha,será que podia levar o telefone pro seu irmão!-Ela diz apontando o telefone pra mim.

-Tudo pra não ficar vendo vocês nessa melosidade-Eles riem.-Quem é?

-É a Camile O'Connell-Fico com uma cara,um pouco espantada.-Também fiquei assim quando vi quem era.

-Não sabia que Klaus fosse assim tão social.A ponto de ter amizade justo com Camile O'Connell.-Meu pai fala surpreso.

-Nem eu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Só eu que senti uma "pontinha" de ciúmes de ambos os lados?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...