História Medicina do amor - Capítulo 42


Escrita por: ~

Postado
Categorias Martin Garrix, Taylor Marie Hill
Personagens Martin Garrix, Taylor Hill
Exibições 64
Palavras 563
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 42 - Lou... - Por Marie Hill


Fanfic / Fanfiction Medicina do amor - Capítulo 42 - Lou... - Por Marie Hill

No frio da madrugada, eu peguei a camiseta do Louis e vesti. Ele voltou a colocar as mãos nos meus seios e beijou meu pescoço.

Louis: Tudo bem princesa?

Eu: Aham. Só quero voltar a dormir.

Louis: Hmmm... -Ele gemeu com preguiça. -Tudo bem. Boa noite. 

Recebi outro beijo e sorri.

O que eu estava fazendo afinal?

Por que eu havia transado com o fotógrafo do Martin? 

O ex da minha amiga!

Mas a principal pergunta era: Por que o Martin ainda não havia me ligado naquela hora? O show já havia acabado.

E a outra pergunta era: Por que aquele beijo na Bebe?

Cheguei a conclusão de que ter transado com o Louis era pratiamente um castigo ao Martin. Ele merecia depois de ter dado aquele beijo na Bebe. 

Fechei meus olhos e dormi com a respiração quente e aconchegante do Lou no meu pescoço.

Acordei em plena sete da manhã. Louis despertou aos poucos quando sentiu meu corpo se mexendo. Mais especificamente, eu estava mexendo a minha bunda porque Louis estava com seu brinquedinho ereto e eu queria dar uma afastada.

Eu: Bom dia. 

Louis: Bom dia linda! -Ele acariciava meus seios com a mão inteira enquanto beijava meu pescoço.

Eu: Lou... Para. -Ri e ao me levantar, senti minha cabeça latejar. Mordi meus lábios e fechei os olhos.

Louis: Tudo bem? -Ele se levantou rapidamente e colocou a mão no meu ombro.

Eu: Ressaca. -Segurei o rosto do Louis e beijei-o caindo por cima dele na cama. Recebi apertões na bunda e me afastei.

Louis: Você é linda Marie Hill!

Eu: Acha que estamos fazendo algo certo? Quer dizer... Você dormiu com a namorada do seu chefe e melhor amigo. E eu dormi com o fotógrafo do meu namorado.

Louis: Namorada? Namorado? Pensei que haviam terminado depois de ontem. Quer dizer, pelo menos da sua parte né. -Ele me encarou com um sorriso desapontado enquanto enrolava a ponta de uma mecha do meu cabelo nos dedos.

Eu: E se ele tiver um bom motivo pra explicar assim como você disse? Aí eu vou ter sido a idiota da história.

Louis: Marie, sei que está se sentindo mal por ter transado comigo. Mas se o Martin fez algo forçado, então ele foi o idiota em aceitar. -Ele suspirou e sentou. Sentei em seu colo e olhei em seus olhos. -Não me provoca Hill!

Ele deu um riso preguiçoso e me beijou.

Eu: Não vou.

Louis: Sei que agora é uma situação delicada pra você decidir o que vai fazer a respeito do que aconteceu ontem. Mas só quero que pense bem ok? Conheço o Martin e ele aceitaria a nossa relação ir além da amizade. Só que mesmo ele me demitindo, eu não ligo. Já fiz meu nome e tenho o que preciso. Não ligo principalmente porque estaria com você.

Eu: É?

Louis: Aham. -Ele me olhou profundamente e me deu um selinho. -Posso fazer umas fotografias com você qualquer hora dessas? 

Eu: Como?

Louis: Ah, só de lingerie iria ficar incrível!

Eu: Topo!

Louis: Sério? Quer dizer, eu falei brincando e...

Eu: É sério. -Falei interrompendo ele. -Não tenho nada pra esconder de você. 

Louis: Nada mesmo?

Eu: Nada.

Louis: Então... O que você sentiu aqui na cama ontem? O que sentiu quando transamos?

Eu: Prazer.

Louis: Já deveria saber. Marie, não foi amor. Você... Você ama o Martin. Volta pra ele tá? Não vou ficar chateado. E tudo que aconteceu ontem será apagado da minha memória. Deveria fazer o mesmo com a sua.

Ele me deu um selinho e se afastou.










Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...