História Medo... Cuidado com ele. .. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Suícidio, Suspense, Terror Etc
Visualizações 14
Palavras 569
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oie pessoas que eu não cunheçu saibam que eu gostei bastante de ao menos terem visto a fic, mt obrigada bjs '3'

Capítulo 2 - Um cativeiro indecente


Fanfic / Fanfiction Medo... Cuidado com ele. .. - Capítulo 2 - Um cativeiro indecente

Estava deitada no chão com o sangue envolvendo os fios brancos do meu cabelo tornando-os vermelho sangue, os cortes eram fundos e difíceis de cicatrizar me levantei do chão, meu corpo estava dolorido principalmente na área do ventre e em minha intimidade, me sequei e coloquei um vestido branco, guardei uma faca na calcinha, eu mal sabia usar, mas quem sabe ela fosse útil? Comecei a andar pela casa a procura de algo para comer, passei em frente ao quarto dele e dei uma espiada para ver se tinha alguém lá dentro, não tinha ninguém, me virei para ir até a cozinha, mas me deparei com ele subindo a escada com a cabeca abaixada, sai correndo em passos leves para o meu quarto e ao chegar me joguei no chão como se estivesse caído da cama e continuasse desmaiada, o senti pegando em meus ombros e me levantando do chão, uma fisgada percorreu a área de minha espinha ao deixar o braço danificado cair para fora de meu corpo, quase gritei de dor, mas fiquei calada... Não o queria em cima de mim novamente o medo estava querendo interagir com o meu corpo logo logo começaria a tremer, ele me deitou na cama a mesma já se encontrava limpa, parecia que nada havia ocorrido naquele local, achoque ele voltou, fechei os olhos procurando nnão sentir dor, mas foi em vão quando eu senti uma ardência na região dos cortes, abri os olhos de uma vez e virei a cara para o lado de onde vinha a dor, me deparei com ele passando álcool em meu pulso e braço o medo me corroeu, ameacei de gritar, mas ele tapou a minha boca com algo de extremo mal odor, o que me fez ficar sonolenta, senti o corpo quente não fazia idéia do que estava acontecendo, o cheiro daquilo era horrível, mas me deixava um tanto sonolenta... Acho que aquilo era um tipo de morfina, pois depois perdi a dor e fiquei com sono, senti ser carregada acho que que o sótão, ao entrar vi que no local onde antes era inútil agora viraria a minha cela... serua ali onde eu perderia mais sangue, seria ali onde eu sofreria, porque não luto? Estou extremamente cansada e meu corpo está dolorido no fim a voz dele ressoou pelo quarto:

-se sair daqui você tentar, sua família eu vou matar 

Um frio percorreu a minha espinha não gostei do que ele desse aquilo literalmente acabou comigo

Break time

Acordei sentindo algo gelado em meu pé esquerdo, o mesmo em minhas mãos, olhei para cima e não hesitei em gritar aquilo era o meu pior medo um palhaço todo deformado, eu havia tido muitos pesadelos com o tal palhaço estava com medo, aí ele retirou a máscara e me olhou, que saudades daquele olhar que eu amava! Pena que agora eu sinto nojo e medo. Em seus olhos conseguia apenas ver raiva, acho foi pelo fato de eu ter gritado demais, ele apontou para cima com o dedo indicador e no momento em que olhei meus olhos se encherem de lágrimas quase gritei, mas por algum motivo eu não o fiz... aço que foi porque ela havia matado o meu irmão mais velho e o colocado preso por correntes em cima de mim quando o vi senti o coração dar uma pausa e depois continuar com o seu trabalho,  aquilo acabou comigo...  

Eu ainda mato esse cretino


Notas Finais


Oie denovu espero que tenham gostado e xauo '3'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...