História Medo e Prazer - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Incesto, Lemon, Romance, Taeseok, Vhope, Violencia, Yaoi
Exibições 67
Palavras 782
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aaaah! Eu sei, eu sei, cadê as cenas quentes?
Calma, deixa o coração do Hoseok amolecer um pouquinho... Rsrsrs ^^

Espero que gostem!

Capítulo 2 - Assistência


Fanfic / Fanfiction Medo e Prazer - Capítulo 2 - Assistência

Logo de manhã Hoseok notou um carro estacionado na frente de sua casa, não demorou muito para que o motorista do veículo buzinasse e chamasse pelo dono da casa, o homem dos cabelos alaranjados abriu a porta da frente ainda vestido com sua roupa do dia anterior e atendeu.


— Posso ajudar? — Hoseok perguntou. O homem de cabelos cinzentos saiu do carro.


— Bom dia, creio que você seja Jung Hoseok, certo? Muito prazer eu sou Park Jimin, o assistente social de seu filho. — O rapaz cumprimentou sorrindo.


— Ah, do Tae claro. — Hoseok sorriu falso. — Entre, eu vou chamá-lo.


— Posso checar a casa enquanto isso? — Jimin pegou uma ficha no carro.


— Pode sim, não repare a bagunça, eu ia arrumar tudo hoje já que saí pra trabalhar ontem e Taehyung bagunçou tudo. 


— Entendo, tudo bem.


Hoseok subiu as escadas com pressa e destrancou a porta do quarto.


— Taehyung acorde. — Ele chamou o menino que dormia profundo na cama, enquanto isso se direcionou ao guarda-roupas vazio. Ele realmente não tinha roupa alguma a não ser aquelas que estavam em seu corpo. Hoseok desceu em seu quarto e foi observado por Jimin, pegou uma calça e uma camisa e voltou ao quarto de Taehyung.


— Vamos, tire logo as roupas. — Hoseok puxou o menino para que esse levantasse. Taehyung ainda sonolento tentava raciocinar o que se passava. O mais velho puxou seu moletom e retirou-o do corpo do filho vendo todos os hematomas do mesmo, colocou a camisa de manga no moreno e a abotoou.


— Hum... — Taehyung resmungou esfregando os olhos.


— Vista a calça e desça lá pra baixo. Rápido. — Hoseok saiu do quarto e voltou para a sala onde Jimin estava sentado no sofá anotando coisas na ficha.


- Bem Sr.Jung pelo que me parece, a casa está em boas condições tirando o fato da bagunça e da pouca comida nos armários. E seu filho? 


— Ele já está descendo.


No mesmo momento Taehyung desceu as escadas bocejando e estranhou ao ver o assistente Park.


— Bom dia, Taehyung. — Jimin disse.


— Bom dia. — Tae respondeu.


— Eu me chamo Jimin, seu assistente social. Poderia me dizer como é seu dia a dia nessa casa? A convivência entre você e seu pai são boas? 


O menino assentou com a cabeça. Jimin escreveu mais uma vez na ficha.


— Ótimo, tem lhe faltado algo que você está precisando? 


— Não senhor. — Taehyung negou.


— OK. Sr.Jung, aqui no histórico escolar de seu filho diz que ele já está há um bimestre sem estudar, por que?


— Bem, no inicio do ano ele estava com anemia e o médico ordenou para que ele ficasse em casa por umas semanas. Ele acabou não querendo voltar pra escola. — Hoseok mentiu.


— E agora você quer voltar a estudar, Tae? — Jimin perguntou ao garoto que abriu um sorriso.


— Quero Sim. 


— Muito bem, vou tratar de arranjar uma vaga para você. Voltarei na semana que vem e no próximo mês. Até logo, foi um prazer. — Jimin acenou e Hoseok o acompanhou até a saída. O assistente foi embora.


[…] 


Pela primeira vez naquele ano, Taehyung sorriu. O menino parecia um anjo que recuperara as asas. Mais a felicidade não durou muito.


— Graças á esse seu "assistente" você vai estudar agora. Maos se eu souber que você contou algo para alguém dessa sua escola, eu irei te matar Kim Taehyung. Está me entendendo? — Hoseok falou num tom ameaçador.


— Estou sim pai. — O menino sentiu seu corpo arrepiar. — Eu posso ir para o meu quarto? 


— Se quiser ficar sem comer pode ir. 


Taehyung ficou parado onde estava e seu pai foi para a cozinha pegou uns pães no alto do armário e a mortadela na geladeira.


— Venha pegar o seu. 


— Obrigado, p- — Tae foi interrompido.


— Não me agradeça, eu só estou fazendo isso por causa daquele idiota. — Ele falou se referindo á Jimin.


— OK...


O homem encarou o jovem menino por um tempo, fazendo-o se sentir desconfortável. Taehyung se encolhia cada vez mais, e se aproximava da parede continuamente acabou por largar sua comida na bancada da cozinha.


— Vou ir para o meu quarto. — Ele estava pronto para correr, quando o homem o segurou e levantou sua camisa. — Heh?! O q-que está fazendo? — Taehyung escondeu seu rosto envergonhado.


— Que idiota... Só estou olhando seus hematomas. — Hoseok abriu o fecho da calça de Taehyung para analisar os hematomas em suas coxas.


— V-Você não precisa olhar, eu estou bem... 


Hoseok apertou o pulso de Taehyung com força e com a outra mão encravou as unhas na coxa do garoto que trincou os dentes.


— Cale a boca. — Hoseok ordenou irritado.





Notas Finais


^^ Gostaram?

Não esqueçam de dar sua opinião!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...