História Meets the Evil (Imagine J-Hope) Especial Haloween - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope
Tags Drama, Hentai, J-hope, Jung Hoseok, Romance, Terror
Exibições 38
Palavras 753
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá amoras minhas!!

Tudo bom com vocês?

Bem, espero que estejam

Obrigada por estarem acompanhando minha fic eu realmente estou muito agradecida...




TENHAM UMA BOA LEITURA!!

Capítulo 8 - Hurt


"Como você precisa de mim Hoseok?"

Aquela pergunta soou como um sussurro na mente do rapaz, que fechou os olhos com força e a abraçou mais fortemente, a fazendo arfar.

- Eu não te entendo Hoseok...-você falou em um tom de mágoa.

- Não queira entender, pequena...- ele se pronuncia ainda de olhos fechados.

- Mas esse é o problema...-você se separa do aperto de Hoseok que a olha cabisbaixo- Eu quero te entender...- fala e olha dentro dos olhos do mesmo- Eu quero Hobi...

O rapaz ao ouvir você pronunciar o apelido, que os chamava quando amigos, não se segurou e começou a deixar que as lágrimas percorressem o trajeto de seu rosto até parar no chão.

- Hobi? - você coloca a mão em sua bochecha, mas com um movimento bruto ele nega seu ato a deixando desconfortável.

- Eu não sou mais aquele garoto- pronunciou com voz seca e trêmula- E eu nunca voltarei a ser!- disse por fim.

Você cansada com todo aquele show, o observou lenvantar e ir, a passos longos, em direção a porta, a mesma se levanta ficando de costas para o rapaz que ainda derramava lágrimas, o que o mesmo não fazia desde que mudou. Você bate uma das mãos na mesa, irritada e confusa, era o que estava.

- Então por que você não me diz?!- você grita mesmo sem saber se o mesmo estava ainda presente- Porque?!-um silêncio reinou sobre aquela cena.

Se ouvia a chuva la fora e as suas fungadas de quem estava prestes a chorar, você se vira lentamente o vendo parado de frente para a porta e de costas para você. Ele fecha os punhos trêmulo e em um movimento rápido vai até você, fazendo a chocar as costas na parede.

  - Você quer que eu te mostre quem eu sou agora?!- ele fala em um tom alto perto de seu rosto, você o encara sem medo até perceber que aqueles olhos por quem havia se apaixonado, antes pretos, estavam da cor daquele cujo olhar a perseguia em sonhos. Fechou os olhos por um segundo, engolindo seco, talvez soubesse o que viria pela frente, mas seja la o que viesse você teria de descobrir de uma vez por todas.

Abriu os olhos novamente ainda o olhando nos olhos e respirou pesadamente.

- Quero...- e essa palavra fez com que o rapaz a sua frente voltasse ao normal, a desprendesse da parede a olhando profundamente.

- O que? - ele a olhou surpreso.

Onde estava aquela menina que tinha medo do escuro e vinha correndo para meus braços?

Se perguntou o rapaz, em sua mente ainda estavam guardadas lembranças de quando eram crianças, o que o fez pensar o mau que poderia lhe causar, ele a amava muito, mas hoje ele estava perdidamente louco por você.

Amor era uma palavra que não existia mais em seu vocabulário.

- Por que tem tanto desprezo de mim?- você perguntou percebendo que o rapaz fazia de tudo para se afastar, essa pergunta o fez rir.

- Eu não a desprezo...- ele a olha com serenidade.

- Então por que não pode simplesmente me dizer o que aconteceu com você?- pergunta, o rapaz percebe que seus olhos se enchem de lágrimas.

- Por que...- ele engole um seco e olha para um ponto fixo, que seria sua boca- Eu me nego a fazer algo com você.

E essas palavras a fizeram sentir uma pontada em seu coração, ele havia dito aquilo de tal forma que nem Deus julgariam suas palavras de outra forma a não ser fazer com que você se sentisse manipulada e iludida.

- Se você se nega a fazer qualquer coisa comigo então por que você...- de seus olhos já estavam brotando cada vez mais lágrimas que percorriam seu rosto.

Você não conseguiu terminar de falar, aquilo a sufocava e desde jeito a machucava. Sai da frente do rapaz que até o momento de você falar não havia ligado os pontos e quando percebeu que o que havia falado a tinha machucado ja era tarde demais, a mesma já havia corrido para o quarto, ele corre atrás mas  você consegue trancar a porta do quarto o impedindo de abri-la.

Ouvia-se o rapaz batendo na porta e gritando seu nome, mas mesmo ele tentando você se negava a abrir a porta para ele. Depois de alguns minutos o ar daquela casa começou a ficar sufocadore em um movimento brusco jogou a mala em cima da mesa e começou a juntar suas coisas.


Notas Finais


Espero que tenham gostado...


Beijos e até o próximo capítulo...😍😍😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...