História MegaMaga - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Harry Potter
Visualizações 8
Palavras 1.708
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Escolar, Famí­lia, Magia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Uma garota especial



A casa dos Granger-Weasley nunca tinha sido vista com a mesa do café da manhã tão farta. Tinha de tudo nela: suco de abóbora fresquinho, tortinhas, pão de gengibre, chocolate quente, torradas quentinhas, vários tipos das mais variadas geléias, sanduíches feitos a mão...
- Mãe, tem certeza que temos que esperar a visita chegar para comer? O tio Harry e família praticamente moram aqui e você nunca fez essa mesa toda para eles... Inclusive, ela ou ele fai fazer o que aqui?
- Hugo, você me perguntou isso umas 487 vezes e todas as 487 vezes eu respondi: Uma garota está vindo passar as férias aqui. É apenas o que prescisa saber. Tchau filho.
E Hermione sumiu dentro das chamas verdes da lareira de sua casa
- Cheguei!
- Oi Tio Harry, Tia Gina, Tiago, Lílian e Alvo, o Hugulizito está fingindo que não viu vocês, educação mandou lembranças lá de Hogwarts.
Disse Rose, em seu costumeiro tom sarcástico, cumprimentando seus parentes com abraços e apertos de mão. Harry foi até Hugo, que estava jogado no sofá todo emburrado. 
- O que foi, campeão?
- A Mione proibiu a casa inteira de comer. Claro que eu e meu amado filho protestamos, mais ela colocou um feitiço em cima da...
Tiago tinha ido pegar um dos biscoitos caseiros da tia e não fora avisado do encantamento que rodeava o alimento. Foi arremessado em direção a parede, se estatalando contra a mesma, criando um grande BAQUE
- AH DINDO NEM PRA AVISAR ANTES!
- Nem a Rose sabe desfazer o feitiço?
Perguntou Gina olhando para a garota.
- Claro que eu sei tia, mais meu querido papai e o pestinha do ano conseguem ficar mais 15 ou 20 minutos sem...
- Oi!
A ministra da magia reapareceu, desta vez acompanhada da garota de cabelos mel.
- Então essa é a tal garota!? Ela parece uma boneca!
Exclamou Lily.
- Esses são o meu marido, Rony, Hugo e Rose, meus filhos, Tiago, Alvo e Lílian, meus sombrinhos...
A mulher foi interrompida por uma das ruivas estavam ali, que já tinha ido falar com a garota como uma velha amiga de infância.
- Gina, prazer. E aí?
- ...E o Harry. Harry Potter.
Normalmente quando as pessoas o conheciam, faziam a maior cerimônia, grotavam ou beijavam o pé dele, porém aquela menina apenas estendeu a mão rapidamente, como fez com todo mundo.
- Muito legal conhecer todos vocês. Eu sou a Scarlet López.
- Podemos comer agora?
Perguntaram Rony e o filho ao mesmo tempo.
- A visita se serve primeiro, modos está de férias também?
Disse Rose lá do seu canto, lendo um livro chamado ''Como traduzir runas 3''
- ''A vixita se sherve primeiro'' 
Falou o irmão da ruivinha, fazendo uma imitação do tom mandão da irmã tão perfeitamente que até deu medo
- Não deboche de mim!
- Tudo bem Hugo. Deve estar com muita fome, coma logo.
Scarlet se pronunciou pela primeira bez, se esforcando para ser amigável. Todos se sentaram ao redor da mesa e começaram a se servir e logo os adultos conversavam animadamente sobre assuntos chatos.
- Lily você gostou da garota?
Perguntou baixinho Hugo a prima/melhor amiga
- Claro, ela é bonita, ri das piadas ruins do Tio Rony, não é nojentinha como a Tia Fleuma, faz meu irmão conversar civilizadamente, deve ter um bom senso de humor... Nada mau.
- Quero saber o que ela faz aqui. Minha mãe não quer falar nada, nem meu papaizito.
Eles pararam de falar e olharam para os lados. Demoraram 5 minutos para voltar a falar
- Eu consegui um nada dos meus pais. Ele correspondia a Tia Hermione mais frequência e achei estranho assim como meus irmãozinhos. Mamãe disse da Scarlet, que ia passar as férias aqui, e nem com as orelhas extensíveis o Tiago e o Fred conseguiram alguma informação útil.
- O Fred também sabe?
Outra vez fizeram silêncio. Prescisavam disfarçar para o resto da família não suspeitar da conversa. Lílian comeu mais umas tortinhas e tomou um gole de seu suco de abóbora. Voltou a falar
- Esse menino é o melhor amigo/primo favorito do meu irmão, acaba que o garoto usa minha casa de hotel luxuoso de graça. Tá quase todo dia por lá.
- Tive uma ideia.
- Lá vem coisa...
- Vamos invadir o escritório da mamãe e pegar as cartas. Pedimos ajuda a meu primo...

- Não. Vamos só nós dois.
Disse Lily, procurando seu irmão com o olhar na mesa, sem sucesso.
- Agora?!
- Agora!
A caçula da casa saiu lentamente da sua cadeira e arrastou cautelosamente seu primo/melhor amigo dizendo
- Vem, tá todo mundo concentrado em comer, ninguém vai reparar que saímos.
- Estamos conseguindo...
Falou o ruivo. Então, quando já estavam diante da porta uma voz disse:
- Onde os senhores pensam que vão?
O dono da fala despiu a capa de invisibilidade que usava, revelando um garoto alto de 15 anos, com cabelos castanhos rebeldes, um óculos preto quadrado e olhos mel. O adolescente era muito bonito, por sinal.
- Er...
- Eu ouvi vocês conversando e quero saber também. Eu vou ajudar vocês.
Disse Tiago 
- Não prescisamos da sua ajuda.
- Não pedi sua opinião maninha.
- Opinião não se pede, se dá e no seu caso, dou de graça.
Os dois se aproximaram e Hugo se colocou entre os primos
- Opa, sem briga, os dois.
- Ou eu vou ou a mamãe vai ficar sabendo...
- Tá.
Lílian cedeu.
- Como vamos entrar? 
Perguntou o novo membro do trio. A única garota ali presente pegou um grampo do cabelo e entortou para ficar parecido com uma chave. Colocou no fecho e... Click! A porta abriu.
- Vai ser moleza. Irmãozinho você olha nas estantes, e o outro ne ajuda com as gavetas.
Disse ela apontando e indicando vários locais do escritório.
- Claro capitã 
Responderam os meninos em tom debochado.
A ''capitã'' da missão sentou na cadeira da tia e começou a vasculhar algumas gavetinhas da escrivaninha velha de carvalho. Revistou cada milímetro, menos uma, trancada. Assim que tentou abri-la um sonoro alarme começou a tocar e se ouviram alguns passos comecando a se aproximar.
- Rápido pirralha! 
Gritou o mais velho. A menina apanhou as cartas que ali estavam e saiu correndo deixando os outros ali. Cruzou a porta e trancou ela. Entrou no quarto de Rose e apanhou um livro, sentou na cama e fingiu ler este. Logo, Hermione lá entrara. 
- Oi querida, você viu o alarme que tocou? Sabe o que houve? Cadê os meninos? Fui lá no escritório e a porta de vidro estava trancada, e não tinha nada lá dentro.
- Olá tia, tenho certeza que foi alarme falso. Os garotos, bem, um tava no banheiro de lá de baixo, já deve ter saído e o outro deve estar escondido em algum canto para assustar alguém.
- Obrigada fofa, o seu primo podia se espelhar em você, nunca deu trabalho a ninguém...
- De nada, madrinha.
Mione deu um beijo na testa dela e se retirou. Pelos passos, estava se afastando. A ruiva colocou o rosto com cuidado no batente e assim que teve certeza que sua dinda estava de volta ao andar de baixo, foi até a última porta, uma de vidro no fim do corredor. Pegou o grampo entortado e a abriu.
- Achei que tinha abandonado a gente! 
- De nada.
- Vamos, antes que ela volte.
Disse o filho de Rony, saindo dali junto a Potter. O trio foi até o quarto dele e acomodaram-se na cama. A aborrecente rasgou a lateral do envelope creme e retirou o pergaminho. Leu tudo rapidamente e soltou um gritinho.
- VOCÊS TEM QUE CHAMAR O PESSOAL, ESSA MENINA É ESPECIAL!

Estavam ali agora no quarto de Hugo o próprio, Lílian, Tiago, Scarlet, Alvo e Rose. Os três últimos estavam ainda desnorteados, sem saber o porque de ali estarem. O silêncio reinava absoluto, até Lily resolver logo essa história. Uma hora ou outro todos dali descobririam sobre aquilo.
- Então López, porque você tá aqui? 
- Um monte de coisa doida. Eu sou uma bruxa megamaga e a Hermione quer me estudar...
- UMA MEGAMAGA?!
Exclamou Rose, com os olhos azuis saltando das órbitas.
- O que tem de demais?
- Megamagia é coisa séria, você pode ser uma arma muito invejada. Ninguém pode saber!
- Me desculpe, o que é megamagia?
Perguntou Hugo pela maioria dos presentes, que nada entendiam da conversa.
- Megamagia é quando você consegue controlar sua temperatura corporal, tem força aumentada em picos de adrenalina, lê, entra, manipula a mente das pessoas sem aulas ou feitiços e sente os sentimentos das outras pessoas quando quiser...
- Desculpa interromper seu discurso, mais é por isso que ela está aqui.
Disse Lílian, fazendo que todos a olharem surpresos. A ruiva explicou então sobre as cartas e parou de falar do nada. Sua voz ia morrendo, se tornando mais fraca a cada palavrinha até ela sumir. 
- O que foi Lil?
Perguntou baixinho o irmão mais novo da menina. 
- Numa das cartas, tia Mione dizia que a Scarlet tinha que ficar com a gente pois uma menina má chamada Emily Kronos está ameaçando o ministério de ataque. Ela perdeu os pais, dois comensais, na batalha de Hogwarts e quer se vingar, reunindo outras pessoas que querem...
Lílian caiu no choro. Começou a soluçar e em três minutos seus olhos e nariz estavam mais vermelhos que os cabelos e tinha usado 7 lencinhos diferentes. Alvo tirou o pergaminho dobrado cuidadosamente do bolso eaquerdo da calça da irmã e leu a carta. Fazia caretas  ao ler o texto e disse o final dela, horrorizado.
- ...Vingar entes seguidores de Voldemort e fazer a morte de seus entes queridos valer a pena.
- Resumindo, eles querem nossa família morta.
Falou Rose. Uma quase ausência total de som reinou ali, Lily parara de chorar e agora estava com uma expressão séria no rosto, o tempo voava como um livre pássaro. O momento foi cortado por Gina, que entrou no quarto para chamar os filhos que retornariam a sua casa, e assim que o trio saiu do quarto, os restantes foram cuidar das suas vidas.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...