História Meio-irmãos - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Mel
Exibições 33
Palavras 1.631
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


OIII GENTEEE (para menina tu ta parecendo a kefera )
shuahushau
oiii bom, eu voltei com a fic
EEEEEH *joga papel cortado pra cima*
e vou tentar ta postando com frequencia agora, ja que acabei a fic que tava escrevendo, se estiver interressado o link vai ta nas notas finais <3
sem mais delongas vamos pra ficcc

Capítulo 5 - Capitulo 5


Fanfic / Fanfiction Meio-irmãos - Capítulo 5 - Capitulo 5

 Mel

 

Seus lábios estavam em contato com os meus, era bom, e carinhoso, nunca imaginei que o beijo do Gus fosse tão... tão incrível!
Ele logo subiu encima de mim e foi com suas mãos a minha cintura, a apertou com força e intensificou o beijo, minhas mãos estavam acariciando seu rosto a medida que nosso beijo avançava, isso até eu escutar a porta se abrir, o Gus se afastou devagar e eu abri os olhos olhando em direção a porta

- Samuel? – perguntei um pouco manhosa ainda por conta do beijo, mas logo a ficha caiu, levantei rapidamente e empurrei Gus, meu coração estava acelerado, achei até que ele poderia ouvir, mas ele apenas ficou parado na porta olhando para nós dois, e então sem dizer mais nada deu alguns passos para trás e fechou a porta, mas sem bate-la... apenas fechou, levai a mão aos meus cabelos os jogando para trás com a expressão assustada, percebia o olhar de Gus sobre mim, mas eu não olhava para ele estava pensando no que Samuel estava sentido, ta não tínhamos nada, mas, mas, estava com uma sensação ruim, então Gus se levantou e pegou sua mochila do colégio

- eu já vou indo está tarde – ele disse, assim me levantei ele veio até mim e me deu um beijo na testa - ... Desculpe por isso Mel

Não disse nada, então ele apenas saiu e me deixou sozinha, fui até o meu espelho, e olhei minha boca estava vermelha, sorri para mim mesma e depois me afastei indo a cama e pegando o celular, era uma mensagem da Ana

Whatt

16:45Ana: yo!! <3, ei vou na sua casa mais cedo, por que quero que me maquei para a festa

17:37Mel: Festa? Que festa?

17:40Ana: a que o Samuel planejou ue, ele me mandou um convite ta dizendo aqui que é as 21:00, mas isso não importa vou ai umas 19:00 ok? Beijos? Alias vou te contar tudo sobre o meu encontro... quer dizer eu acho que foi um encontro entre mim e o Arthur >u<

 

- Aquele idiota – disse a mim mesma, e levantei, sai do quarto já indo em direção ao quarto do Samuel, ao chegar la vi ele falando pelo telefone, enquanto olhava as roupas no guarda-roupa

- você vai trazer as bebidas? Ok, certo, estou esperando em cara, bom vou indo, tenho que arrumar o resto das coisas – ele desligou o telefone virou-se e deu de cara comigo – ow! Já parou com os amasso com seu amiguinho? – perguntou irônico, corei bruscamente na hora, nunca imaginei que ele fosse falar sobre isso, era um idiota mesmo

- que história é essa de festa Samuel? – mudei de assunto irritada

- ue nossos pais estão fora, então temos que aproveitar – ele sorria de canto o que o deixava bem, bem sexy por sinal

- não vamos fazer festa nenhuma! – cruzei os braços

- vai falar isso pra toda a escola e um pouco mais, e vamos ver se eles aceitam – ele disse sério, o que me irritou ainda mais, sai do quarto dele e bati a porta com força, é ele venceu, então resolvi ir tomar um banho e me arrumar para arrasar nessa festa, fui ao banheiro e tomei um bom banho que durou uns 40 minutos, ao sair vi Ana sentada na cama enquanto mexia no celular, ela me olhou e sorrio

- estava tomando banho ainda? – disse ela, estava realmente linda, estava usando um vestido tomara que caia que ia até sua coxa, a parte de cima era preta e depois tinha um cinto cinza, e a saia era xadrez, usava também um salto baixo preto – então! O Arthur deu o mô fora na Mônica... não que isso seja bom para ela, mas sei la é errado, mas me sinto bem

Eu estava de boca aberta, o mundo só pode estar de cabeça para baixo, primeiro o Gustavo me beija e agora o Arthur termina com a Mônica?

- não acredito, pode me contar tudo! – disse enquanto ia ao guarda roupa para escolher uma roupa, e ela começou a contar tudo, eu optei para uma blusa branca que tinha vários mickeys estampados e uma saia preta de couro, coloquei o colar de coruja dourado, e uma sapatilha cor branca, fui a penteadeira e comecei a arrumar meu cabelo, o deixei solto com tranças nas laterais

- e foi isso que aconteceu – terminou deitado na cama e suspirou aliviada, eu sorri

- vem deixa eu lhe deixar bem gata – pisquei, a mesma levantou e veio sentando na cadeira enfrente a penteadeira comecei a maquiar, resolvi destacar os olhos verdes dela, pois eram realmente lindos, e ao terminar ela me agradeceu e disse que iria descer para ver como estava as coisas lá em baixo, então comecei a me maquiar, coloquei uma maquiagem simples e não muito chamativa, e para ficar com os lábios em destaque pus um batom vermelho, ao terminar tudo, sai do quarto e desci olhei as horas e era 20:45 isso significa que falta 15 minutos para a festa começar, desci as escadas e encontrei a sala toda arrumada, tinha um pequeno palco onde tinha alguns instrumentos, luzes, além de caixas de som que pareciam bem potentes, tinha também uma espécie de bar, daqueles práticos que dá pra você montar em qualquer lugar a qualquer hora, la tinha um barman colocando as bebidas no lugar, no centro tinha várias luzes que alguns homens ajustavam, mas não tinha sinal de ninguém, Samuel, Ana, Maria ou Mariana, então fui a cozinha, não tinha ninguém, escutei algumas buzinas e alguém contando do lado de fora, então fui para lá tinha o carro de alguém, e acima dele um rapaz de cabelo preto deveria ser amigo do Samuel, ele estava com um microfone cantando Linda Louca e Mimada, enquanto outras pessoas rodeavam o carro batendo palmas, e entre elas Ana e Samuel, tinha algumas pessoas que via na escola, mas ainda eram pouco, assim que a Ana me viu me chamou e eu fui

- o que ta acontecendo? – perguntei próximo ao seu ouvido enquanto olhava o rapaz

- Esse é o Caio, amigo do Samuel, vai ser o cantor da festa, mas enquanto a banda dele ainda não chega, ele começou a cantar aqui, tipo uma demonstração de apresentação – respondeu ela se mexendo um pouco como se quisesse dançar, mas não arriscava por conta da vergonha, o garoto me olhou e deu um sorrisinho pude ver suas covinhas super lindas!!! Então deu uma piscadinha, sorri, e comecei a dançar um pouco, em pouco tempo a rua começou a se encher de carros e motos, alguns já estavam dentro de casa escutando uma boa música eletrônica, os rapazes da banda do caio realmente estavam atrasados, agora estava encostada no carro conversando com Ana sobre o Arthur e maneiras dela avançar nele, eu ria as vezes de sua reação, e logo notei alguém se aproximar, era o caio estava com os cabelos molhados e com cheiro de vodka, sorri para o mesmo, ele deu um abraço na Ana e beijou sua bochecha e fez o mesmo comigo, como se fossemos íntimos!

- eai! Por que não estão lá dentro! A música está ótima – ele disse e encostou no carro também ao meu lado

- é nós estamos ouvindo daqui – respondi e ri, e ele sorrio mostrando suas covinhas – queríamos tomar um ar um pouco, imagino que esteja muito quente

- entendi, minha banda ta demorando muito – ele parecia um pouco irritado, e direcionou o olhar para Ana – bom vou voltar, parece que vocês estavam tendo um papo serio

- apenas falando dos crushs – eu ri um pouco e Ana ficou vermelha – até branquelo

- até ruivinha – ele deu um beijo em minha bochecha e saiu

- ele parece ter ficado interessado em ti mel – disse Ana

- não viaja... mas tenho que admitir que ele é um gatinho – mordi o lábio inferior, e peguei na mão da mesma e fui para dentro, realmente estava quente e cheio de pessoas, resolvi ir ao bar e pedi duas cocas, Samuel apareceu na mesma hora com o cabelo bagunçado, e super suado, além de estar com a boca manchada de batom vermelho, beijou alguém, o barman nos deu nossas cocas, Samuel me olhou incrédulo

- Vocês vão passar a festa toda bebendo isso?! São duas crianças mesmo! – disse ele quase gritando pois o volume estava muito alto

- pois é, mas você também é criança se fazendo de adulto – disse no mesmo tom pisquei o mesmo mordeu o lábio inferior com certa força e foi falar com o barman logo depois saiu, e ficou dançando no meio da pista

- eu ainda não vi o Arthur... – disse Ana olhando em volta, voltei minha atenção a ela e ri tomando mais um gole da coca

- Você está caidinha por ele – disse e terminei de tomar a coca já pedindo outra, estava com muita sede

- é pode ser – Ana terminou sua coca e não pediu mais nada, mas ficou me fazendo companhia, enquanto isso eu tomava a coca enquanto observava os outros dançarem, e então me senti mais agitada que o normal e comecei a rir sem motivo aparente, estava começando a me animar, e então ali mesmo comecei a dançar um pouco, algo que eu nunca faria junto a muitas pessoas, percebi alguns olhares maliciosos que vinham de alguns garotos, já Ana me olhava sem acreditar no que eu estava fazendo já que sabia que eu não era disso, então ouvi uma voz conhecida, mas não poderia ser quem eu pensava, afinal está pessoa estava no intercambio em Londres, então ela se colocou na minha frente e ficou vermelha ao me ver dançando, logo parei e gritei pulando encima da mesma

- ARYYY!!!


Notas Finais


ESPERO QUE TENHAM GOSTADO NESSE CAP E NÃO MERCAM O PROXIMO FAVORITEM A HISTORIA PARA RECEBER A NOTI DE MAIS CAPITULOS E COMENTEM PRA EU N PERDER A AUTO ESTIMA E PARAR DA ESCREVER ( por favor isso é muito importante ;-;)

A SE TIVEREM IDEIAS TBM AJUDA MUITO PODE COMENTA SUA IDEIA OU CLICHES DE GOSTAM <3 KISSUS
Fic _>>>> https://spiritfanfics.com/historia/2-temporada-de-amor-eterno-4616573


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...