História Meio irmãos (mitw) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias TazerCraft
Personagens Mike, Pac
Tags Baby Boy, Daddy, Incesto, Mikhael, Tarik
Visualizações 154
Palavras 945
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Lemon
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Uma one, Só para compensar esses três dias sumida.

Capítulo 1 - Meio irmãos


Fanfic / Fanfiction Meio irmãos (mitw) - Capítulo 1 - Meio irmãos

Linnyker revirou os olhos pela milésima vez. Não conseguia se concentrar em nada, a não ser o quanto a boca de Tarik era quentinha e o quanto cobria o seu membro. Era assim desde que os pais dos mesmos saíram para uma viagem à negócios. 

Os meninos como não precisavam de babá,  ficaram sozinhos em casa. Foi então que Tarik resolveu fazer umas certas "provocações" com o irmão. E foi assim durante 13 dias. Agora Mikhael estava recebendo um boquete de seu irmão, no sofá da sala de estar.

-Ohhh Ta-Tarik - Mikhael ainda teve a coragem de olhar para baixo, e ver que Tarik lançou um olhar inocente, enquanto colocava o quanto podia na boca.

Era tão boa a sensação, de ver aquele pequeno lançar um olhar inocente, mas fazendo algo tão "sujo".

Tarik estava com uma roupa de "Baby Boy". Um moletom azul bebê com uma estampa de Ursinho Pooh, uma box cinza com listras, e meias azuis com listras vermelhas.

Enquanto Mikhael estava com uma roupa normal de casa, não tão normal. Uma camisa preta com uma estampa do nome de sua banda favorita, Arctic Monkeys, uma calça jeans preta, que obviamente já estava no chão por causa do boquete que estava recebendo.

Até que Tarik parou do nada aquele boquete, e se levantou, recebendo um resmungo de Linnyker. Subiu para o sofá, mas precisamente para o corpo de Linnyker, deixando uma perna de cada lado do corpo de Linnyker. Foi até o ouvido do mais velho.

-Me fode, com força Daddy.

Após ouvir isso Linnyker deitou Tarik com certa força no sofá onde estavam.

-Eu vou te foder com tanta força, que você vai esquecer quem é. - Mikhael disse no ouvido de Tarik.

-Faça isso Daddy.

Linnyker começou tirando a box de Tarik. Quando finalmente tirou, levou uma de suas mãos para o membro do pequeno, começando uma leve masturbação. 

-Ownn Daddy - O pequeno gemia - Mais rápido por favor...Ownn Aahn

-Calma Baby.

O maior só para provocar mais seu Baby, resolveu diminuir mais a tal velocidade da masturbação. 

-Daddy não seja tão mal...Ãnh own - O pequeno acabou arqueando as costas, seu peito subindo e descendo por causa da respiração descontrolada, uma linda visão para Linnyker - Ahn

Linnyker acabou não aguentando, tirou por completo a calça e a box que estavam na metade do joelho. Virou Tarik e o deixou de barriga para baixo e a bunda empinada para o maior.

Linnyker colocou seu membro com muita força dentro de Tarik. Como estava sem camisinha, foi mais doloroso para Tarik. 

-Ahnn Daddy - Pac gemia - Pode se mexer. Com força. 

-Como você quiser baby.

Linnyker então começou as estocadas, lentas mas certeiras. Tão certeiras que o pequeno Tarik revirava os olhos.

-Owwn DADDY QUE GOSTOSO.

-Ahh Babyyy.

As nádegas de Tarik estavam ficando vermelhas, aquilo sim demostrava o quão forte Linnyker estava indo.

-Vamos Baby, vire-se...- Tarik se virou e ficou de frente para Linnyker - Vamos, venha, cavalgue.

Tarik deixou uma perna de cada lado de Linnyker. Colocou o membro do maior em sua entrada e desceu devagar.

-Uuuuhh - os dois gemeram juntos.

Tarik começou a quicar. Aquela sensação de subir e descer enlouquecia o pequeno. 

Tarik estava numa velocidade impressionante. Que nem Linnyker conseguia entender. Até que Linnyker pegou o pequeno, do mesmo jeito que estava, e levantou do sofá. Tarik só fez entrelaçar suas pernas na cintura de Mikhael.

Mikhael entrou em uma sala, em que Tarik reconheceu.

-Daddy...o que a gente ta fazendo no escritório do papai? - o pequeno já curioso perguntou.

Mikhael não falou nada, apenas colocou Tarik em cima da mesa. Levantou as pernas do pequeno e deixou no ombro. Como ainda estava dentro dele, começou a estocá-lo com força dessa vez.

Tarik por sua vez, não teve outra opção,  à não ser coloca suas mãos na mesa para se apoiar, bagunçando alguns papéis que estavam em cima da mesma.

-Oh ah oh ah Da-Daddy oh a-aqui não oh oh oh.

-Aqui sim, Baby. Owwhh meu Deus que corpo gostoso.

-Ainn ohh daddy ai Meu Deus - o pequeno deixou sua cabeça vira para trás. 

Linnyker estocava com força aquele ser. Tarik abria a boca, mas não saía um ruído sequer dela. As vezes a cabeça de Tarik caía para trás,  Linnyker aproveitava e chupava e deixava alguns roxos e vermelhos por lá. 

Até que estava chegando em seu limite. Saiu de dentro de Tarik, e o mesmo se abaixou e colocou o membro grande em sua boca. Chupava como se fosse o pirulito ou um sorvete gostoso.

-Isso Baby - Linnyker colocou uma  de suas mãos na nuca de Tarik.

Até que não aguentou e gozou dentro da boca de Tarik.

Tarik se levantou, Mikhael pegou em sua nuca e o beijou. Adentrou a língua e explorou cada canto daquela boca.

O ar fez falta e se separaram. 

-O papai vai nós matar se descobri que você me fudeu aqui nessa mesa. - Tarik disse referindo- se do acontecido naquela mesa.

-isso se alguém contar para ele.

- Prometo - Tarik disse e ergueu seu dedo mindinho, como aqueles "você promete?"

-É isso ai - Linnyker disse erguendo seu dedo e juntando com o de Tarik.

-Estou precisando de um banho - Tarik disse saindo do escritório - se você quiser pode vir também. 

Linnyker estranhou, já que todas as vezes que transavam, Tarik falava isso e ia para o banheiro tomar banho, e depois agia como se nada tivesse acontecido.

-Vamos.- Linnyker disse depois de segundos.

Tarik sorriu. Os dois subiram para o banheiro. Linnyker segurava a cintura de Tarik enquanto subiam a escadas. Ai se tivesse alguém que falasse o que acontecia naquela casa. Os dois estariam fudidos. Literalmente. Por que ai iriam mora sozinho o que seria pior para Mikhael, aguentar as provocações do irmão. 

Mas precisamente, os outros dias,Mikhael teria que aguentar.



Notas Finais


Saiu pequena???
Comentem bbs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...