História Meios-Sangues Interativa - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Grega
Personagens Personagens Originais
Tags Interativa, Yaoi, Yuri
Visualizações 44
Palavras 1.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Lemon, Luta, Magia, Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Nem todos irão aparecer alguns não terminaram de me mandar a ficha estou só dando um pouquinho maia ou menos tambom

Peço que mandem logo a ficha quem falta preciso delas pra começar, apresentar os personagens, continuar a fic

Capítulo 2 - Prologo


Fanfic / Fanfiction Meios-Sangues Interativa - Capítulo 2 - Prologo

Quíron saiu da sala do Diretor com uma prancheta em mãos, a procura dos filhos dos Deuses. 

Quíron tinha pressa para achar logo os meninos mais não demonstrava para não perder sua pose, após uma longa caminha a procurada de alguma alma que estivesse ali, de repente encontrou uma menina debaixo de uma árvore deitada de olhos fechados como se não quisesse que a incomodassem, ao redor era cheio de girassóis e a sua frente um lago que até as piores pessoas provavelmente se acalmaria ali.

 Como aqueles dias estava fazendo frio por causa do inverno ao olhar do centauro a pele da garota estava mais pálida que o normal com traços finos e delicados do rosto. Depois de um tempo observando a Quíron deduziu ser filha de Afrodite. 

Quíron foi ao seu encontro para conferir claro ele dizia pra si mesmo que era. Praticamente nula as chances dele se enganar com os filhos dos Deuses. Chegou perto da garota e tocou seu ombro que com o toque abriu seus olhos com uma cara emburrada por ter sido interrompida. 

???: o que queres aqui? 

 Quíron: saber seu nome?

 ???: não veio aqui só para isso .

Quíron: por hora sim, qual seu nome – perguntou de novo calmo olhando para ela esperando sua resposta

 ???: Allysson O’Brian

 Quíron: irei chamar de Ally também pra você 

Ally: ... ainda não respondeu minha pergunta

 Quíron: quero saber de que Deus você é filha 

 Ally: adivinha ai sabidão 

Quíron: meu palpite vai para a Deusa Afrodite 

Ally: errou feio 

 Quíron: então me concerte rainha dos argumentos 

 Ally: Hefesto

 Quíron: nunca iria acertar 

 Ally: ninguém acerta 

Quíron: bom irei me retirar 

 Ally: sério que só veio me perguntar isso 

 Quíron: não, vou direto ao assunto então haverá uma reunião na casa do diretor D. não se esqueça e nem se atrase as 5:00

 Ally: sabia que não era coisa boba 

Quíron: por que?

 Ally: eu vi Dr Dionísio te chamar na sala dele 

Quíron: esperta, ... gosta de olhar a vida dos outros então 

Ally: se não quisesse que ninguém visse fossem mais discreto 

 Quíron: saiu dali vitorioso por conseguir falar com ela, sabia bem do seu temperamento e na sua cabeça falava sozinho, menos um, foi em direção a procura dos outros. 

Um pouco afastado dali estavam dois carinhas um se chamava Kol Guetta um garoto com 1,80 de altura cabelos pretos mais pintados de loiros, rosto fino nariz reto mais não arrebitado lábios tão finos que quase se confundiam com os de uma menina com um corpo escultural. 

Um amante natural de doces digamos assim, mais os que trousse de casa tinham acabado tão rápido que quando se deu conta já tinham sumido, então foi chamar seu amigo mais próximo Luís Martinez que estava dormindo em plena luz do dia.

 Guetta: Luís, Luís, o Luís seu preguiçoso, em pleno dia uma hora dessas tu tá dormindo 

Luís: que foi, cara chato viu, quer que você quer 

 Guetta: me ajuda a pegar doce do armazém

 Luís: tu me chamou pra isso, eu estou ocupado

 Guetta: agora dormir é se ocupar e eu não sabia, maravilha, vamos logo vei 

 Luís: não 

Guetta: eu acho que hoje no acampamento vai ser macarrão, mais se alguém me ajudar a pegar os doces podemos pegar algo a mais - cantarolou

 Luís: se isso não der certo eu não me responsabilizo por nada não, se der algo errado você é o único culpado 

Guetta: ok, ok, para de choramingar e vamos logo

 Partiram em busca dos doces no meio do caminho avistaram Quíron em sua direção, então se esconderam embaixo da moita esperando ele passar 

Luís: espero que esteja valendo a pena isso tudo

 Guetta: fica tranquilo e cala a boca ele vai ouvir a gente 

Luís: não me manda calar a boca não que eu faço um escândalo aqui – foi quando Quíron colocou a cabeça por cima da moita e pediu que saíssem, eles saíram contra vontade e um pouco nervosos pelo que viria 

 Quíron: por que estavam escondidos 

 Guetta: verdade por que estávamos escondidos, ...... Luís 

Luís: nos ... estávamos esperando uma menina pra treinar e queríamos dar um pequeno susto nela 

Quíron: hunrun finjo que acredito, nomes e pais

 Luís: Luís Martinez filho de Ares 

Guetta: Kol Guetta filho de Apolon 

Quíron: reunião as 5:00 na casa do Dr. Dionísio não se atrasem e parem de se esconder atrás da moita, eu não engole o que vocês falaram sobre a moita também. Estou de olho em vocês 

Os meninos respiraram fundo ao saber que ele não descobriria, continuaram seu percurso ate o armazém, assim que se aproximaram da porta ouviram passos e entraram as pressas ouviram os passos passando, depois que passaram eles foram ao seu objetivo pegaram os doces colocaram nos bolso da bermuda e o outro na calça, Luís aproveitou par pegar uns salgadinhos para comer na hora do almoço, depois do pequeno furto ao depósito cada um fez que não viu nada e cada um voltou ao seu chalé se escondendo de todos. 

Mais de longe um ser humano quietinho viu tudo sem dizer uma palavra com um fone de ouvido que se dava pra escutar até do outro lado do acampamento ouvindo um estrodoso rock, esse ser se levantou e foi para o campo de treinamento, eram movimentos que de longe pareciam ser fácies mais para quem os praticava acabava se tornando uma coisa terrível de todo modo dificil de se fazer, ela se movia leve em certos ataques se esquivava com agilidade e velocidade lutava tão bem que deu aparecer que era filha do Deus da guerra assim pensava os campistas enquanto observava a mesma, quando ele parou para um breve descanso, não estava cansada, mais descia gotas de suor de seu rosto parecia que correu uma maratona e ainda tinha energia. 

Quando parou viu uma menina lhe encarando olhou de cima a baixo como se analisasse se levantou e continuou seu caminho em outra direção, quando iria começa seu treino de novo Quíron apareceu ela quase atingia seu pescoço  

???: Oh, por DEUSES não faz mais isso podia ter lê cortado em dois 

Quíron: estou comovido ai não me mate, e eu acho que eu não morreria assim tão fácil – sorriu de lado

 ???: por que diz isso 

 Quíron: os Deuses me concederam a imortalidade para treinar e cuidar dos meios-sangue 

 ???: o que seria de nos sem você – falou em tom de deboche Quíron tirou sua prancheta debaixo do braço direito que até agora não tinha usado e perguntou o nome da garota a sua frente

 Quíron: nome e pai

 ???: pra que Quíron: apenas responda que estou atrasado e tenho o que fazer

 ???: estressado em, Alice Saki e meu pai é Hades 

 Quíron: nossa tão impressionante isso     



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...