História "Melhores amigos" - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Romance
Exibições 48
Palavras 795
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Eu vi q muitas tentaram me matar, eu só digo, se acalmem, ainda vai acontecer muita coisa...

Capítulo 23 - Intercâmbio


(23 de novembro)


←←Letícia→→


Estou com três meses de namoro hoje, estou feliz, muito feliz, eu amo muito o Guilherme, amar é uma palavra forte, mas eu acho que se encaixa no que eu sinto. Minha família toda conhece ele, eles aprovam e dizem que ele é uma boa pessoa, e eles tem razão.

A Laura sempre me amola por eu não ter escolhido o Arthur, ela fala que ele é minha alma gêmea e tudo mais, mas eu não acredito muito nessas coisas. A Stella que se saiu bem, ela e Laura tinham feito uma aposta, e Stella ganhou. A Isadora já conversa comigo, mas nós não somos muito amigas agora.

E Arthur? Meu melhor amigo denovo, eu ainda amo aquele cara, amo muito mesmo...acho que eu nunca vou deixar de amar, as vezes eu paro e penso, e se Laura realmente tiver razão? Eu não sei se o que eu estou fazendo é certo, porque eu, sinceramente ainda gosto do Arthur. 


Minha formatura de nono ano já estava chegando, e eu finalmente iria pro Ensino Médio, depois pra faculdade, e aí ficar rica. A formatura vai ser no dia 10 de dezembro, e eu já estava com tudo pronto, sou muito ansiosa mesmo.


(10 de dezembro)


A formatura tinha chegado, e eu não sabia o que estava fazendo, eu tinha uma mistura de felicidade, tristeza, eu nem sei.


***

Então a hora tinha chegado, nós estávamos entrando na nossa formutura e logo falariamos aqueles discursos e juramentos, íriamos pegar nosso diploma e depois estaríamos oficialmente no Ensino Médio...

Nossas cadeiras estavam distribuídas, sentavam-se um menino e uma menina, e eu caí do lado do Arthur, o que foi bom. Não conversamos, só ficamos rindo as vezes, relembrando tudo que passamos nesse ano...


A minha hora tinha chegado, era a minha vez de fazer o juramento, e fiz. A escola toda me conhecia, eu era popular e eu amava isso. Logo depois fui pegar meu diploma, todos gritaram e bateram palmas, tirei as fotos e quase chorei de felicidade.

***

A formatura tinha acabado, e agora seria a nossa festa. Dancei, comi muito, fiz alguns Snaps, até o Arthur chegar.

-E aí Letícia? 

-E aí Arthur? -disse rindo. 

-Cadê o Guilherminho? 

-Nem sei. Não falei com ele hoje.-e eu só via os olhares da Laura.

-Então ele não vai se importar se a gente dançar. Não é mesmo? 

-Então pode Arthur. Vamos?-ele me puxou pra pista, música lenta, dançamos agarrados.

-Por que você está desse jeito hoje?-falou em meu ouvido.-Tá meio triste, até parece que ano que vem nós não vamos nos encontrar. 

-Mas existe uma grande chance disso acontecer. -falei.-Minha mãe me escreveu em um intercâmbio nos Eua, se der certo, de maio a julho eu me mudo.

-Nossa...eu entendi.-apesar da música, estávamos nos escutando.-E você, quer ir? 

-Eu não sei. Por um lado é bom, mas por outro...

-E o Guilherme? 

-Não sabe. Você é o primeiro a saber.

-Estou me sentindo honrado. -e rimos. Até alguém me cutucar. 

-Letícia. Quer dançar? Tá tocando nossa música.-foi Guilherme. 

-Quero. Tchau Arthur.-e saí deixando ele.


(11 de dezembro)


←←Letícia→→

Acordei, devia ser umas 10:00, minha cabeça estava explodindo, e o pior hoje saíam os resultados do intercâmbio. 

-Letícia, saiu o resultado. -meu pai falando.

-Tá.  E aí? 

-Você passou.-minha mãe gritou. -Letícia, minha filha, você passou!!!

-Meu deus do céu. O que que eu vou fazer?-disse

-Você vai é claro. -respondeu.

-É uma oportunidade única. -completou meu pai.

-Mas e os meus amigos? O Guilherme, o Arthur?

-Filha...

-Calma Heloísa, Letícia você tem até fevereiro pra decidir. Lá o ano letivo é diferente, você deve saber.

-Sim papai, eu sei. As aulas começam em setembro e vão até julho.

-E eles falaram que você deve passar no mínimo um mês antes das aulas começarem lá. Nas férias de verão. 

-Mas e o meu aniversário pai? Eu vou fazer 16 longe de todos? 

-Letícia...não complica. -retruca a minha mãe. -Nós damos um jeito aqui. Tudo tem um jeito.

-Você pode ir depois do seu aniversário, e depois fica por lá. 

-3 anos é muita coisa.

-Você tem até fevereiro, ou a gente escolhe por você. 


Saí daquela sala, eu tinha menos de 3 meses pra me decidir. A tensão até me fez esquecer que hoje faço 4 meses de namoro, parece que as coisas foram tão rápidas, e será que Guilherme lembrou? Espero que sim.

Logo depois de pensar nisso, Guilherme me ligou:

-Bom dia minha Florzinha!-sim, ele me chamava assim.

-Bom dia Guilherminho.-isso era um apelido que Arthur inventou pra ele, e eu usava.

-Sabe que dia é hoje? 

-Sei. Dia 11.

-4 meses com você, eu estou sonhando?

-Hahahaha. 4 meses que nos juntamos pra meter o loco juntos.

-Você sempre estragando o clima...

-Aaaa Guilherme. Vamos fazer alguma coisa hoje? 

-Não vai dar. Vou voltar só em janeiro. -eu ia  contar, mas achei melhor esperar.

-Que pena. Mas a gente vai se falando.

-É. Eu preciso desligar. Nos falamos depois pelo Skype.

-Tchau.

-Tchau.

-Te amo.-e desligou.








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...