História ''Melhores Amigos'' - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Romance
Exibições 16
Palavras 774
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Gente mais uma vez, me desculpem pela demora.
Só não desiste de mim, por favor. Estou me esforçando aqui, e agora vou fazer um capítulo por dia, e bem maiores do que costumam ser.

Capítulo 23 - Por que eu te deixo assim Letícia?


04  de agosto


←←Arthur→→


Tem dois dias que estou na casa da Letícia, estou até felizão, além de hoje não ter aula,(paralisação).

Acordei, não sei que horas eram, levantei e vi Letícia dormindo calmamente no colchão, quem vê pensa que não quebra corações...

Desci pra cozinha, fui fazer meu leite, e o dela, com bastante Nescau, só pra amolar mesmo. Ela desceu depois de mim e, logo começamos a tomar o café da manhã. 

-Letícia, você tá muito calada, e ainda tá mexendo nesse celular...Com quem está conversando? 

-Com o Guilherme.

-Pelo amor de deus, eu estou aqui Letícia.

-Mas o Guilherme não. Socorro, as vezes as pessoas não entendem coisas simples!

-Mais um ponto pro Guilherminho...Até agora estou sem pontos. Você deveria ajudar Letícia.-falei ela não escutou.-LETÍCIA!!!

-O QUE FOI ARTHUR? 

-DEIXA, NÃO É IMPORTANTE. 

-AGORA VOCÊ FALA. E AGORA.

-NÃO VOU FALAR DE JEITO NENHUM LETÍCIA. 

-AH, MAS VAI SIM, EU TE OOBRIGO A FALAR.

-Por que nós estamos gritando, hein Letícia? 

-Não foge do assunto Arthur, eu te obrigo a falar.

-Uma coisa é obrigar, outra coisa é eu falar.-eu falei e, nesse momento ela veio pra cima de mim.

-Arthur eu te obrigo a falar.-disse olhando pra mim.

-Por que está tão perto de mim, Letícia?-fiz a pergunta, que ela não respondeu. -Você não entende nada. Não é mesmo?-como ela estava perto de mim, foi fácil prensala na parede.-Aprenda, eu não falo se eu não quiser falar...

-Arthur, me solta, por favor.-disse ofegante, e eu podia sentir seu coração disparar.

-Por que está assim Letícia? -pude ouvir mais uma vez seu coração disparar.-Agora sou eu que te obrigo a falar. Por que eu te deixo assim Letícia? Quando você falar, eu falo. Simples assim Letícia. -ela não dizia uma palavra, estava ofegante, seus batimentos acelerados, estava prestes a falar, até a campainha tocar...

-A-Arthur olha a campainha tocou, preciso atender...-falou deixando escapar aquele sorriso de lado, e foi atender a porta. 

Então, ela me deixou sozinho na cozinha, bem estava sozinho com a minha cabeça, que nunca parava, pensava em tudo e em todos ao mesmo tempo, bem Letícia tomava algum tempinho dos meus pensamentos. A pergunta agora era:Por quê? Por que eu não deixo de pensar nela, por que mesmo ela estando numa relação bem amistosa com o Guilherme, eu ainda quero ela? Por que ela me deixa assim? Eu não deveria fazer essa pergunta pra ela, e sim pra mim. Ela me deixa louco, e o que me deixa mais louco ainda, é saber que eu posso não ter chances...mas, mesmo que eu tenha 1% de chances, eu vou continuar tentando. O que mais me deixa pensativo é se ela ainda sente algo por mim, é o porquê dela ficar daquele jeito quando chego perto dela...

Não sei por quanto tempo fiquei pensando, mas quando me dei conta Letícia já tinha voltado.

-Quem era? 

-Testemunhas de Jeová. Pensei que elas só viessem no domingo...

Depois disso fomos ver alguma coisa na TV,e olha fiquei bem concentrado, porque nem me dei conta de muitos olhares sobre mim.

-O que foi Letícia? Perdeu alguma coisa? 

-Credo Arthur...Tava só olhando essas suas espinhas. 

-Mentira, eu nem tenho espinha, minha pele é muito boa.

-Aham sei...

-Mas a sua pelo contrário, nem esses creminhos que você anda passando de noite não adiantam, mas até melhora né? 

-Como você sabe? 

-Eu sei de tudo florzinha...

-Sérião que a gente tá falando sobre espinhas? 

-Você começou o assunto. Eu só continuei. 

-Meu deus Arthur, como você consegue ser tão irritante? E por que ainda não me falou o que queria me dizer? 

-Por que você também não respondeu minha pergunta...

-Então você quer saber? Então eu vou te falar? 

-Então vai em frente...

-Eu não sinto nada por você, nunca senti, eu sou apaixonada pelo Guilherme, entedeu? Pelo Guilherme. 

-Que bom.Esclarecedor...E eu queria te falar, que eu estou aqui, é bom as vezes conversar com pessoas...

-Queria me falar só isso? 

-É claro que não Letícia. -falei me jogando novamente em cima dela. 

-Por que você sempre tem que me prender em algum lugar? 

-Porque só assim você responde corretamente as minhas perguntas, você vê que está errada, e vê que sente algo por mim... E você Letícia, queria me falar isso? 

Ela hesitou um pouco, tentou sair, estava ofegante, acelerada, nervosa...

-Não Arthur, não queria falar aquilo.-sua voz saiu meio fraca.-E depois de tudo que você fez, eu, eu ainda me sinto atraída por você, eu ainda gosto de você, eu ainda quero você.-falou e assim eu soltei ela.

-Tá vendo como é fácil? 

-Mas,por mais que eu queira você, eu tenho o Guilherme, eu quero o Guilherme, eu desejo o Guilherme, eu sou apaixonada pelo Guilherme, e ele também gosta de mim, e eu não posso fazer isso com ele.



Notas Finais


Gente esse capítulo ficou menor, porque fiz com o celular, e tá tarde, amanhã tem mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...