História Best Friends - segunda temporada - Capítulo 8


Escrita por: ~ e ~Anyiinha

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Tags Bangtan Boys(bts), Jimin
Exibições 87
Palavras 1.374
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OIIIIIIIII GENTEEEE LINDA DO MEU CORE!! TUDO BAUM? Eu trouxe mais um capitulo da fanfic pra voces, espero que gostem, 2bj e boa leitura!!

Capítulo 8 - Sequestrada?


Fanfic / Fanfiction Best Friends - segunda temporada - Capítulo 8 - Sequestrada?

                   Maria PoV.
~ o dia passa~
~ final de semana chega~
Helena vai viajar hoje para ficar com os avós, e eles mesmos vão vir no aeroporto buscá-la. Eu não resolvi nada, dessa vez, tudo foi responsabilidade do Jimin. Suga recebeu alta ontem de madrugada, já está se recuperando de novo.
Hoje de manhã senti que minha cabeça ia explodir de tão ansiosa que eu estava, andando de um lado pro outro, até que Helena foi na sala se despedir
H: Tchau, Omma!!!- ela pulou no meu colo e me abraçou- depois eu volto, não bate no papai.
M: pode deixar.- Helena me soltou, desceu do colo e foi em direção às escadas.
JM: eu já volto, não quebra nada por ansiedade, por favor.
M:ah, okay.... Eu vou esperar... - sentei no sofá devagar e fiquei encarando o chão.- fica despreocupado...
JM: vou deixar a chave na porta.
M: uhum- disse sem tirar os olhos daquele chão de piso marrom.
                       Jimin PoV.
Chegamos eu e Helena no aeroporto e ela quis sentar na poltrona e esperar meus pais. Sentei no sofá ao lado dela e ficamos em silêncio olhando pro chão até Helena dar um alto suspiro e começar a falar
H: eu mal posso esperar pra ver o vovô e a vovó.
JM: eles estão doidos pra você passar um tempinho com eles.
H: eu volto quando?
JM: mês que vem. Você acha muita coisa?
H: nhão, quando é legal o dia passa rapidin.
JM: espero que goste de ficar com eles.
H: eu vou gostar, Appa. São eles ali?- dirigi meu olhar para onde Helena apontou e era meu pai e meu irmão mesmo. Peguei a mala dela e fui correndo neles e dei um forte abraço no meu pai e baguncei o cabelo do meu irmão.
J: para com esse péssimo hábito, Jimin.
H: JIHYUN!!!!!- Helena pulou no colo dele, já que os dois são muito amigos, e ele adora a pequena(não mais que o Ji Suk, já percebi que aquele pestinha gosta da minha filha) 
Sr.Park: Jimin, é você mesmo? Cresceu.... Você já está com quantos anos? 22?
JM: 25, pai.
Sr.Park: AH, eu sabia- ele ficou com vergonha e olhou pro chão- cresceu quantos metros?
JM: a gente conversa sobre a minha altura depois. Cadê a Omma?
Sr.Park: ela ficou em casa pra arrumar tudo. 
JM: o voo já vai sair, tchau, boa viajem.
H: ESPERA, APPA!- ela me abraçou, na verdade não foi bem um abraço, ela agarrou minhas duas pernas, digamos assim. Depois me soltou e ficou parada ao lado do Jihyun- tchau!- ela acenou e eu retribui. Dei as costas( não fui mal educado, só virei de costas pra eles) e fui embora.
                      Maria PoV.
A campainha tocou e eu fui atender  pensando ser o Jimin, levantei do sofá e fui caminhando até a porta sem pressa nenhuma. Até que a pessoa começou a tocar a campainha mais vezes e eu estranhei: Jimin nunca toca campainha repetidas vezes. Perguntei quem era e não obtive resposta. Logo pensei:" aquele muleke tá me trollando porque ele sabe que eu morro de medo de quando batem na porta misteriosamente". Decidi então abrir a porta. Não pude ver quem era, minha visão ficou totalmente escura e eu desmaiei.
Depois de um tempo, abri os olhos e essa definitivamente não é a minha casa. Até que vejo alguém com roupas pretas, salto(?) preto, capa preta, óculos preto, tudo preto e essa pessoa se aproximou de mim.
M: qu...quem é você?- perguntei num ar meio curioso e com medo e esse ser abaixou o capuz da capa, tirou os óculos e balançou a cabeça como se estivesse arrumando o cabelo. Era uma mulher.
Ariana? Como essa praga me encontrou? Eu mudei de endereço, troquei o celular( o chip também), e essa monstra conseguiu me achar?
Ari.: eu era perdidamente apaixonada por ele... E você tirou a minha oportunidade de ter ele só pra mim. Eu rodei essa cidade te procurando e finalmente te achei.
M: Ariana?
Ari.: não, eu sou a Melanie Martinez. É lógico que sou eu.- disse num ar irônico.
M: você é doida.
Ari.: doida pelo Jimin.
M: vai caçar rumo menina, eu hein.
Ari.: agora que eu te achei ninguém vai poder me impedir te ter meu momento feliz com ele.
M: qual que é seu trágico problema, me fala? 
Ari.: eu não tenho problema, a não ser você.
M: eu?
Ari.: você é um problema pra mim, querida.
M: querida?
Ari.: aprende, quando eu te chamar de vaca, é que você é minha amiga. Mas quando eu te chamar de querida, pode acreditar que eu quero virar minha mão na sua cara, querida.
M: ótima piada. Conta outra- ela se aproximou de mim,(e eu esqueci de falar que estava amarrada em uma cadeira) e me deu um forte tapa no rosto.
Ari.: eu não tinha terminado de contar a piada, agora terminei. Ah, não, ainda falta o outro ladinho.- meu rosto chegava a arder de tão forte que tinha sido o tapa, e ela ainda deu outro na outra bochecha e, esse me machucou, me arrancou sangue.
M: AAAAAII, VAI ME AGREDIR AGORA? 
Ari.: Eu queria virar minha mão em você desde que descobri que você namorava com o Jimin.
M: TU ME ARRANCOU SANGUE!
Ari.: own, tadinha, tá doendo? Era pra doer mesmo. Se não calar a boca eu dou outro.- ficamos em silêncio olhando uma pra outra por uns longos dez minutos até que eu quebrei o silencio.
M: eu tenho nojo de você, Ariranha.
Ari.: me chamou de que?
M: A-RI-RA-NHA.
Ari.: eu vou puxar seus cabelos enferrujados se me chamar assim de novo.
M: cabelos enferrujados?
Ari.: seu cabelo tem cor de ferrugem, não são loiros mas você também não é morena.
M: isso quer dizer que eu tenho que ir no salão?
Ari.: pode ser também.
M: só me tira daqui.
Ari.: por que devo fazer isso?
M: porque.... Hum.... O Jimin não gosta de garotas que batem nas pessoas e as sequestram.
Ari.: ah, é claro- ela veio em minha direção e tirou o primeiro laço, o suficiente pra afrouxar a corda e eu sair, mas ela não sabia isso- haha, boa tentativa!
M: Falou, otária.- levantei e saí correndo daquele lugar e me escondi em um canto porque eu sabia que ela ia sair correndo a qualquer segundo pra me procurar. Achei um beco e passei por ele, cheguei em uma rua que eu conhecia e sabia o caminho de lá até minha casa e fui.
~ na portaria~
W: Mabel, Jimin acabou de subir pro apartamento. Seu rosto está sangrando?
M: ah, longa história. Obrigada, William. Se uma garota doida perguntar por mim fala que eu nem passei por aqui.- subi em direção ao apartamento e chegando lá esbarrei em alguém- ah, desculpe, foi sem qu... Jimin?
JM: Bebel? O que aconteceu com seu rosto e sua roupa?- eu estava com a manga do casaco rasgada e eu parecia estar voltando de uma longa trilha de tão suja que minha roupa estava. Eu caí no chão milhares de vezes, o que me sujou bastante.
M: aquela... Aquela louca voltou...
JM: que louca? 
M: e ela quer me levar...- disse recuperando o ar que estava faltando no meu pulmão. Jimin abriu a porta, tirei meu casaco e joguei-o pra longe, sentei no chão( o lugar mais próximo onde eu podia sentar) e ChimChim ficou me olhando com uma expressão assustada.- a Ariana voltou e ela me sequestrou... 
JM: e te soltou tão de repente?
M: eu pedi pra ela me soltar e ela perguntou porque faria isso e eu falei que você não gostava de garotas que batem nos outros e ela tirou um nó, o suficiente pra eu sair. Me escondi num beco e saí numa rua aqui perto e vim pra casa correndo.
JM: entendi. Ela te bateu?
M: pelo que eu entendi ela queria me matar mesmo. 
JM: seu rosto...- Jimin olhou pra minha bochecha que ainda sangrava.
M: eu vou cuidar disso. 
JM: vai tomar um banho, você parece uma pessoa que estava sobrevivendo na selva e acabou de voltar.- levantei e fui tomar banho porque, realmente, até eu estava ficando com nojo de mim mesma.

 


Notas Finais


Gostaram? Amaram? Deixem nos comentários sua opinião!! ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...