História Melhores dias - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Labirinto, Mistério, Morte, Originais, Sangue, Violencia
Exibições 7
Palavras 643
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Luta, Mistério, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Supreso(a)? Esses dias sem aula estão me fazendo bem, então tenho tempo para escrever um pouco. Boa leitura e aproveite!

Capítulo 27 - Caminho de volta


Fanfic / Fanfiction Melhores dias - Capítulo 27 - Caminho de volta

  " Meu nome é Jason, e preciso chegar logo em casa, pois é entrando lá que tudo volta ao normal! "

  O ruim desse caminho é que para chegar até em casa, tínhamos que passar pelo centro aonde é lotado de pessoas, mas como ainda é de manhã ( acho ), então pode ser que não esteje tão cheio como no horário de almoço.

  Os passos longos indicam nossa pressa, e por mais que pareça discreta, as poucas pessoas começam a nos reparar. Não as julgo por causa disso, quem não repararia em 2 pessoas sujas, manchadas de sangue e ainda machucadas? Se bem que é meio desconfortante ter esse tipo de atenção. Então seguimos o caminho torcendo para que nada aconteça de errado.

  - Estou preocupada... - desabafa Down, olhando para todos aqueles rostos confusos.

  - É só não encarar, nós já vamos chegar - não que minha casa fosse perto do centro, mas tinha de dizer algo para deixá-la mais aliviada.

  Após passar pelo centro, Dawn começou a reclamar que estava demorando. Eu dizia " calma, calma, já vamos chegar ", mesmo não sendo tão longe, ir à pé do labirinto até minha casa era bem cansativo. Eu entendia não só ela, como várias outras pessoas do labirinto, por já ter vivido o que eles estavam passando.

  Chegando na minha casa, percebo que ela está com uma aparência triste. Estava animado por tudo o que tinha acontecido, então eu pensei até em uma possível reforma. A vida nova tinha acabado de começar!

  Lembro que a primeira vez que vim do labirinto para cá, não foi a melhor, e esse era o motivo da casa estar assim. Estava do mesmo jeito que da última vez, bagunçada e até meio sombria, mesmo sendo uma pequena e simples casa.

  - Estou com fome e imagino que você também, não é? - pergunto a Dawn, e logo depois recebo sua resposta afirmativa com um aceno.

  Mas infelizmente não tinha nada na geladeira e no armário também. Lembrei que iria fazer compras naquela segunda. Rapidamente lembro também do machucado de Dawn ao olhar para aquele rosto que demonstrava dor, então subo as escadas dizendo a ela que já volto.

  Peguei um kit de primeiros socorros e voltei na direção de Dawn ( relembrando do que havia aprendido em medicina nos programas de TV ). Depois de cuidar da perna dela, liguei o noticiário para ver se estavam falando de Thomas ou algo relacionado, mas nada.

  - Você vai ligar para a polícia? - pergunta Down percebendo minha curiosidade.

  - Vou esperar... - respondo eu após suspirar.

  Ela então sugere um banho. Aprovando a idéia, lhe dou uma toalha e umas roupas minhas, mostro-lhe o caminho para o banheiro e por fim aviso:
  - Vou comprar algo para comermos enquanto você toma banho, tudo bem?

  Ela acena com a cabeça novamente e depois desvia o olhar. É estranho, uma hora Dawn conversa normalmente, e outra parece tentar fugir de tudo. Talvez a morte de seu irmão deva estar martelando em sua cabeça hora sim, hora não.

  Entendendo seu ponto de vista, saio de casa com rumo à padaria. Compro alguns pães e manteiga com o dinheiro que ainda tinha na carteira que guardava na gaveta do quarto, porém ainda cercado por aqueles olhares. E na volta, começo a perceber o que tinha feito...

  Droga, eu acabei de deixar uma garota que perdeu seu irmão, sozinha em casa? Nesse momento me vem tudo a cabeça ( todas as formas de suicídio que Dawn poderia cometer ), enquanto corro para chegar em casa rápido.

  Um grande alívio surge, Down estava em perfeitas condições. Confiando mais nela e sabendo que a comida a deixaria bem ocupada, vou tranquilamente tomar um banho.

    


Notas Finais


Acredite ou não, este é o antipenúltimo capítulo da história. Todos esse capítulos curtos ficaram assim propositalmente, pois queria que cada momento fosse visto pelo personagem certo, mas não se preocupe, o próximo será bem longo, então se prepare...
Obrigado por ler e até o próximo!
E no próximo capítulo: uma vida nova começa!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...