História Melodia do Silêncio - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Super Junior
Personagens Han Geng, Kim Heechul, Lee Donghae, Park Jungsu
Tags Hanchul, Surdez
Visualizações 19
Palavras 722
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


ALO ALO

Quanto tempo que não postava HanChul, e dessa vez venho com um projeto DAQUELES NFOIWMEON
Eu estou feliz por estar afim de escrever HanChul por isso vamos aproveitar o embalo.

Para já um prólogo pequeno, e depois que venham os caps grandes rsrs

Dedicado á senhorita Saah que sempre me atura e é o melhor Heechul que alguma vez poderia ter na minha vida rs

Boa leitura <3

Capítulo 1 - Prólogo - Misconceptions of Me


Fanfic / Fanfiction Melodia do Silêncio - Capítulo 1 - Prólogo - Misconceptions of Me

Michigan, 10 de Julho de 2004.

 

Heechul havia acordado com os primeiros raios de sol batendo em seu rosto cansado por mais um dia de trabalho desgastante. Tudo seria bastante normal em sua vida não fosse  ter de lutar por seu lugar mais que os demais. Todos pareciam tão ou mais capazes que o moreno de cabelos longos, todavia ele sempre parecia ter de se mostrar mais, de dar mais de si para ter o mesmo nível de vida que os que habitavam em sua volta.

 

Se virou na cama, olhando o celular para dessa forma confirmar a hora. Sete e meia da manhã. Estava meia hora atrasado para não variar, pois mesmo que seu despertador tocasse, ele não o ouviria. Era como se Kim vivesse num eterno “mute”, que não conseguia sequer desativar quando necessitava de poder ouvir as coisas em sua volta. Isso o tornava alheio às mais pequenas coisas da vida, mesmo até às coisas mais importantes.

 

Desde os seus dezasseis anos que havia perdido a capacidade de ouvir até os sons mais belos da natureza, ou mesmo a sua música favorita, tudo por uma doença que quase lhe tirara igualmente a vida. Num mundo feito à medida daqueles que ouviam, ele se sentia completamente alheio a tudo e a todos, como antes não o era. Kim era uma pessoa social até tal incidente, e depois de tudo isso, apenas se tornara introvertido demais, e se isolava, procurando manter a distância dos demais seres humanos, que o olhavam torto e igualmente o discriminavam por ele ter apenas uma diferença que o apartava dos demais: o fato de não poder ouvir.

 

Heechul se levantou, soltando os cabelos morenos do elástico que os prendia, os mesmos se desmontando numa bagunça negra que teria de resolver de algum jeito. Logo se livrou da blusa do pijama, indo até ao seu banheiro privado e lavando assim o rosto, e penteando os fios escuros antes de escovar seus dentes, se olhando ao espelho cuidadosamente, a mão que não segurava a escova de dentes deslizando pelo vidro refletor, como se tecesse uma carícia ao seu reflexo. O garoto, no auge dos seus vinte e um anos, nada tinha de anormal em si. Seu rosto era bonito, e ele mesmo conseguia falar como qualquer outra pessoa, embora há muito não fizesse uso da sua voz, podendo acabar gritando e passando por louco. Isso deixava Kim com uma expressão melancólica, o seu espelho a reproduzindo na perfeição, enquanto se permitia ainda espreitar o seu reflexo através do mesmo.

 

O moreno se permitiu logo depois passar alguma água fria por seu rosto de forma a tentar apagar alguma da tensão que estava mais que visível em sua expressão cansada, pegando então uma toalha para secar a mesma, saindo do banheiro para assim se ir vestir, colocando uma roupa qualquer ao acaso, que por incrível que fosse a mistura, sempre combinava consigo, afinal Kim era um verdadeiro fashionista, e por trabalhar em uma redação de uma revista de moda conceituada, sempre estava em cima das últimas tendências, e mesmo com roupas mais antigas, sempre conseguia parecer melhor até que muitas modistas que trabalhavam para a Vogue. Isso sempre fazia  com que ele sorrisse abertamente para o espelho de seu quarto. Se sentia maravilhoso e gostava disso.

 

Colocou seu casaco longo vermelho e seu chapéu fedora no mesmo tom, depois de ter arrumado seus fios escuros, os penteando cuidadosamente de forma a que ficassem uniformemente divididos. Completando seu look, vestira uma calça preta e uma blusa branca que mais servia como túnica, e que era confortável para si para utilizar durante as seis horas de trabalho que teria pela frente. Seria em definitivo um dia longo.

 

Enquanto colocava o seu óculos escuro, viu a luz do celular acender, chamando dessa forma a sua atenção. Pegara delicadamente o mesmo em seus dedos, destrancando a tela para assim encontrar algumas notificações para o seu facebook, o felicitando por mais um ano de vida.

 

ㅡ De fato, hoje é meu aniversário… ㅡ Murmurara para consigo mesmo por mero reflexo, mesmo que não se conseguisse ouvir. Nesse instante se lembrara que não havia passado maquiagem em seu rosto, pelo que voltou a retirar o chapéu e os óculos, passando sua base e seu delineador habituais, e depois disso, estava pronto para enfrentar seu dia.

 


Notas Finais


Qualquer xingamento ou comentário estou em @everlasthaek no twitter. Até ao próximo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...