História Melodies - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais, Suga
Tags Bts, Suga
Visualizações 17
Palavras 1.352
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oooooooooooooooooooooooooooooi pessoal.
Acharam que eu desapareci? HAHA não é tão fácil se livrar de mim assim
A verdade é que eu queria excluir essa fic, mas eu pensei "se eu comecei acho melhor terminar mesmo que não seja boa" então eu realmente vou termina-la,. só não tenho certeza de como, vou apenas deixar rolar rsrsrrsrs

eu acabei de escrever esse capitulo. sim 4:00 da manhã e eu escrevendo. fazer o que? eu só tenho criatividade de madrugada. não sei se vou conseguir agradar vocês *espero que sim* Mas eu vou me esforçar e tentar o meu melhor.

Aproveitem a fic, me perdoem pelos erros e boa leitura!

Capítulo 7 - Amigos ou...


 "Por que? Por que fez isso?" pensei "Por que me sinto segura com você?" " Que porra é essa?" Minha mente não conseguia entender... 

 

 Não consegui parar de pensar no que estava acontecendo ali, “mas que droga” eu estava incomodada com tal contato afinal eu não queria que isso entre nós se tornasse algo muito profundo. Meu corpo começou a ficar rígido, ele pareceu perceber, pois logo soltou a minha mão. Fechei os olhos por alguns segundos suspirei pesadamente e os abri novamente. Olhei para Yoongi e ele estava com seus olhos fechados e a respiração serena como se estivesse adormecido. “MAS ESPERA” eu me mexi um pouco e me aproximei para analisar melhor, cutuquei seu braço e ele resmungou alguma coisa que não fazia ideia do que era e moveu sua cabeça para o lado em busca de mais conforto. E sim ele tinha dormido. Eu fiquei pensando em como ele pode dormir se ele acabou de acordar não é possível q essa transa tenha deixado-o tão cansado.

- acho que terei que ir embora sem me despedir. – Sussurrei. – ele realmente estava apagado. Levantei da cama e peguei minhas roupas, vestindo-me Caminhei até o corredor parando apenas para fechar a porta. Logo fui em direção a sala a fim de pegar a minha bolsa e seguir meu caminho, mas antes que pudesse pega-la ouvi sua voz rouca de sono dizer:

- Já está indo embora? Por que a pressa? – Não vou mentir, dei um pequeno pulo assustada. Achei que ele estivesse no décimo quinto sono. Olhei em direção a ele e vi a imagem do homem vestido apenas por sua cueca coçando os olhos. Aquela imagem me fez pensar que Min Yoongi também poderia ser fofo. Sorri pequeno e o respondi:

- Eu já consegui o que eu queria, não quero ser um incomodo para o Oppa.

- Você não está sendo um incomodo – respondeu se aproximando. – eu gosto da sua companhia já disse isso. Fique, podemos conversar, ou assistir um filme talvez.

- Programas de casal? – disse contendo o riso. – Dispenso.

- Prefere um segundo round? – disse malicioso. – fiz uma careta em sinal de reprovação. Ele sorriu e caminhou até o sofá sentando no mesmo completamente relaxado. – Você não precisar ir embora, eu não recebo muitas visitas e não gosto muito de sair de casa. é sempre bom ter alguém com quem conversar.

- Quer dizer que Min Yoongi não gosta de sair de casa beijando cada moça que encontra pela frente? – disse sentando no outro sofá

- Eu não sou esse tipo de homem. – Deu de ombros fechando os olhos. – gosto de mulheres inteligentes no qual possa conversar e não apenas ter uma noite de prazer.

- É mesmo?

- não precisa acreditar em mim se quiser. – disse ainda de olhos fechados. – a verdade é que sou preguiçoso demais para sair por ai pelas ruas procurando por mulheres.

Eu não disse nada, a verdade é que não esperava por isso. Mesmo sabendo que ele não é do tipo que gosta de se mover. Não pensei que essa preguiça também era existente quando se tratava de prazer.

- Sabe? – disse ele chamando minha atenção. – Já que está aqui você poderia escrever aquela letra que usou na minha musica mais cedo. – olhei para ele e seus olhos se encontravam fixados em mim

- Tudo bem. – respondi desviando o olhar. - pode me dar uma folha?

Ele se levantou e procurou uma folha e caneta no meio de suas bagunças, quando achou logo me entregou. Ligou o teclado a fim de me ajudar a recordar da letra. Ele tocou a melodia e eu fui cantando o que me lembrava, pausando apenas para escrever a letra. Obviamente eu não me lembrava de tudo, e em alguns momentos discutíamos qual palavras se encaixavam melhor. A música não era sobre amor, não era sobre términos. Pra ser sincera a letra era uma critica sobre o mundo no qual vivíamos que mesmo com o, passar dos anos poucas coisas haviam mudado. Terminamos a musica mais ou menos em duas horas, Suga pareceu satisfeito com o resultado. E isso me deixou feliz. Era difícil ser uma produtora. Não é um cargo ocupado por muitas mulheres, então por isso tive que ralar muito para conseguir alcançar o meu sonho. Lembro de muitas pessoas dizendo “DESISTA É IMPOSSÍVEL” “SEJA PÉ NO CHÃO, ISSO ESTÁ ALÉM DO SEU ALCANCE”. Era difícil de ouvir, mas eu suportei bem e segui em frente, teve momentos que pensei em desistir, pensei em seguir outra carreira, mas algo dentro de mim sempre dizia para não desistir que um dia eu seria reconhecida pelo meu verdadeiro talento. Pois bem, consegui mesmo. Tornei-me um nome conhecido no mercado do Hiphop.

Yoongi foi até seu quarto vestir uma roupa apropriada enquanto eu angustiada em ver os papeis jogados no chão comecei a organizá-los.

- O que está fazendo? – disse Yoongi surpreso

- O que parece que estou fazendo? – respondi rapidamente. – ele se aproximou e me ajudou a juntar os papeis

- como consegue viver nessa bagunça?

- Ela não me incomoda. – deu de ombros. – e como não recebo visitas não vejo necessidade de ter o meu apartamento tão organizado.

“PORRA QUEM VIVE ASSIM? ESSE CARA TEM PROBLEMINHAS.” Falei para mim mesma antes de revirar os olhos e continuar a organizar.

- Por que escolheu o hiphop? – disse ele quebrando o silencio. Nem tinha reparado que estava completamente muda. demorei um pouco para responder, eu parei para analisar a pergunta, acho que nunca parei  para pensar do por que do Hiphop, eu venho de uma família de músicos clássicos, mas quebrei o padrão quando escolhi o hiphop.

- Ahm, não sei dizer. – Disse ainda pensando em uma resposta melhor. – eu sempre tive inveja dos rappers

- Inveja? – Suga olhou para mim curioso

- Oh, sim. Inveja. Invejas de como eles enfrentam o mundo. – disse o encarando. – O rap não é bem quisto pela sociedade, as pessoas sempre os julgam de uma maneira. Mas mesmo assim eles não se importam e continuam fazendo sua arte. Sua poesia. As pessoas não vêem a verdadeira beleza do hiphop. Não é apenas uma musica pra falar sobre sexo e drogas, o rap te dar a liberdade de falar o que você estiver a fim de falar. Sobre amor, sobre ódio, sobre felicidade, tristeza. Qualquer coisa. Diferente dos outros gêneros o hiphop te dar uma liberdade maior de se expressar, e daí se ninguém gostar da sua musica? O hiphop é para você se libertar dos seus demônios, você pode ser o que quiser. – disse sorrindo para ele. – Há coisa melhor do que ser livre?

- Não há – respondeu ele sorrindo.

Voltamos a organizar as coisas que estavam fora do lugar. Conversamos sobre rappers que ouvimos na infância, e musicas que nos davam nostalgia. Era bom conversar com Min Yoongi e por um momento eu esqueci do meu medo. Meu medo de me envolver.  

 

Três semanas se passaram. E a cada dia meu trabalho se tornava mais estressante. Eu ficava cansada mentalmente e fisicamente. Não é fácil trabalhar com musica. Por sorte eu tinha meu amigo Yoongi para me fazer relaxar, não apenas com sexo, mas com conversas maravilhosas e construtivas. Tudo parecia tranquilo, tudo parecia bem, eu não estava preocupada com os meus medos de compromisso por que até então nós não tínhamos um

Até que uma noite... eu voltei cansada da agencia de entretenimento e a única coisa que eu queria era tomar um banho e dormir, mas meus planos foram alterados por causa de uma ligação. Uma bendita ligação...

“alô?”

“Chegou no hotel?”

“Sim, acabei de sair do banho, por quê? Quer me ver hoje?”

“na verdade eu não quero mais fazer isso”

“Ah, você quer parar com nosso acordo de sexo então?”

“Sim!”

“certo oppa, sem problemas”

“ ........ eu preciso te explicar o por que”

“ah não, não precisa me dar uma explicação”

“ ........ me escuta por favor, acho que as coisas, bem ..... é.... mudaram entre a gente”

“oppa, o que isso significa?..... oppa não me diga que...”

“acho que não quero ser apenas seu amigo........” 


Notas Finais


Então gente é isso. Vocês vão começar a entender sobre as inseguranças da personagem logo logo.
me digam o que acharam, adoraria ler comentários
beijos até mais. prometo não demorar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...