História Melody in their Lines - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Kai, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Baekhyun, Exo, Sebaek, Sehun
Exibições 79
Palavras 3.681
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi gente. *~*
Mais um capitulo feito com muito amor e possíveis tretas futuras.
Amanhã é praticamente meu ultimo dia de aula, então quase eu possa! Durante as férias eu possa estar postando mais de um capitulo por semana, mas vai ser difícil, mas eu tento.

Boa leitura <3

Capítulo 7 - Capítulo 7


Fanfic / Fanfiction Melody in their Lines - Capítulo 7 - Capítulo 7

° Sehun POV °

 

Depois de ter tomado aquele remédio que Baekhyun havia me dado, nem parecia que era eu. Sentia-me bem, como nunca. Consegui dormir uma noite inteira sem acordar no meio da noite, ansioso ou com medo, para mim isso é um grande avanço.

Até Baekhyun percebeu como eu estava bem na faculdade de manhã. Nos dois não tocamos no assunto do beijo, ele e nem eu estávamos confortáveis o suficiente para falar sobre isso. Não fiquei desapontado porque eu estava mais desconfortável que ele, não conseguia nem encará-lo e nem falar uma frase completa sem gaguejar.

Parecia um bobo na frente dele, pelo menos arrancava sorrisos do menor que ria de mim. Ele parecia estar mais feliz que o normal, seu sorriso era maior, seus olhos brilhavam e pela primeira vez desde que eu o conheço ele prestou atenção em uma aula, já que eu impliquei com o mesmo.

 

De manhã na faculdade:

 

- O que você tem hoje? - O menor me perguntou me olhando enquanto eu comia um lanche que havia trazido.

- Nada, só estou dizendo que você tem que prestar atenção na aula Baekhyun! Do que adianta tirar notas boas nas provas, mas um dia depois não lembra nem o que havia caído na prova. - Demonstrava toda minha preocupação com o menor, e o mesmo nem ligava para mim, se existe alguém mais teimoso que eu era ele.

- E estou dizendo que não preciso, eu não tenho paciência para isso, aquele professor me mata de tédio. - O mais velho fez uma careta de sono enquanto revira os olhos e se ajeitava no banco apoiando seus braços nas pernas repousando a cabeça nas mãos mostrando seu desinteresse.

- Ei, se não quer fazer isso por você faça por mim. - Fiz um biquinho desnecessário tombando a cabeça para o lado.

- Jogo sujo isso aí.

- Eu tomei aquele remédio por você, e fui difícil ok? Aquele gosto me fez quase regurgitar aquilo, parecia que era sabão. - Fiz ânsia de vómito só de lembrar daquilo passando pela minha garganta deixando um pouco de pó na boca, já o menor riu.

- Tudo bem, eu começo a prestar atenção na aula, pode deixar. - Disse ele assim que se controlou a parou de rir. - Por você.

- Ain que fofo, vem cá. - O puxei pelos braços o abraçando e dando um cascudo no mesmo.

- Opa opa, sem muito contato físico... Para que está doendo já. - Falou me empurrando nos fazendo separar, ele ajeitou o cabelo e me olhou de cara amarrada.

- Vamos logo para a aula para você prestar atenção no professor e aprender alguma coisa por mim? Vamos!

O menor resmungou algo que não pude entender me acompanhando até a sala de aula.

 

Ele quase dormiu apoiado na mesa, mas eu não o deixei. Ele até ficou bravo numa hora que eu fiquei o cutucando, mas não tinha como levar ele a serio com aquela cara de criança irritada. O que podemos concluir é que o Baekhyun consegue mexer comigo e fazer os meus dias serem mais legais. Tanto que estou indo para a casa de Jongin animado para ensaiarmos.

O céu já estava por escurecer e havia alguns pontinhos brilhantes, ou seja, as estrelas já podiam ser vistas naquela hora, a noite estava até que agradável sendo que estávamos no outono. Havia uma leve brisa que desarrumava um pouco meus cabelos.

De onde estava já era possível ver a casa do Jongin e o seu carro estacionado na rua. Acelerei o passo quando ouvi a melodia da música que o Kai havia feito vindo da sua casa, pelo jeito o mais velho havia gravado pelo menos a parte da melodia. A mesma parecia boa, uma das melhores que já havia ouvido dele. Se essa fosse a música que apresentaríamos no programa tínhamos grandes chances.

Em pouquinho tempo cheguei à garagem adentrando na mesma vendo o loiro ajeitando seu microfone.

- Boa noite Jongin, como vai a vida?

- Oi... Sehun, que bicho te mordeu hoje? E sim eu estou bem, só não sei você. - O mais velho veio me cumprimentar me abraçando, o mesmo esboçava um sorriso no rosto.

- Eu só me "tratei". Sabe, pensei um pouco na vida, percebi que o importante é ser feliz e fazer as outras pessoas também. Percebi que as pessoas se importam comigo e que eu devo agradecer por ter elas na minha vida. - Dei uma pequena viajada pensando em Baekhyun enquanto sentava e Jongin me olhava torto.

- Isso tem haver com alguma certa pessoa? Sei lá, chamada Baekhyun? - O mesmo perguntou parecendo desinteressado com a conversa.

- Óbvio que não, imagina se iria ser por ele. - Menti rindo de nervoso enquanto pensava em algo para mudar de assunto, porque se eu tivesse que contar mais mentiras Jongin provavelmente descobriria facilmente.

- Você não me engana, eu vi seus olhos brilharem só por eu ter falado "Baekhyun", só tenha cuidado com quem se envolve.

- Eu já sou bem grandinho para me cuidar, okay? - Cruzei os braços esperando o mais velho terminar de arrumar as coisas.

- Sim sim, só tome cuidado. - Assenti me sentando na cadeira de madeira branca que Jongin havia colocado no canto da garagem. - Será que Xiumin vai demorar muito? - Disse ele indo até o jardim da sua casa e olhando para a rua e a calçada dos dois lados.

- Daqui a pouco ele vem.

- O estranho é que ele nunca foi de se atrasar.

- Isso é verdade, mas sei lá.

- E se tiver acontecido algo? Vou ligar para ele!

- Ei calma, deve estar tudo bem, ele já deve estar vindo. Talvez ele só esteja cansado, sabe como ele trabalha muito. - Xiumin era uma pessoa que não parava de trabalhar, até mesmo nas férias ele arranja algo para fazer. Fui até Jongin repousando minha mão em seu ombro.

O mais velho suspirou pesado e foi se sentar em outra cadeira igual a minha. Era notável a preocupação dele com eu e Minseok, sempre que estamos juntos não desgruda um minuto e sempre pede se está tudo bem. Não estou dizendo que é ruim, só enche o saco às vezes.

Assim que foi me sentar vi que Xiumin estava vindo pela calçada, o mesmo estava acompanhado com alguém bem mais alto, os dois pareciam ser grandes amigos já que não paravam de conversar e rir. Os dois entraram na garagem que estava bem iluminada, mais do que a rua. Pude ver o rosto do homem que estava junto dele, o mesmo era realmente alto sendo que eu era um pouquinho mais baixo, ele tinha os cabelos pintados de vermelho e seu rosto parecia ser de uma criança assim como seu sorriso. O de cabelo vermelho se apresentou e cumprimentou Jongin, depois vindo até mim.

- Olá, meu nome é Park Chan-yeol, mas pode me chamar só de Chanyeol, sou um amigo de Xiumin. - Ele disse se curvando e sorrindo animado, o mesmo logo após se dirigiu ao lado do amigo.

- Bom, o Chanyeol é músico e como ele tem bastante experiência nisso eu o pedi se ele poderia nos ajudar na competição do programa. E como ele aceitou, o trouxe aqui para ele ver a nossa música e dar uma opinião.

- Ótimo! Toda a ajuda é bem-vinda. - Jongin parecia animado já que o mesmo pulou da cadeira pegando seu caderno e mostrando todas as suas músicas para esse tal de Chanyeol.

O de cabelo vermelho parecia saber o que fazia, ele dava dicas e ajudava Jongin a criar e modificar algumas músicas, já eu e Minseok fomos arrumar os instrumentos no pequeno palco que tínhamos.

Como arrumar os instrumentos era meio chato resolvi por tentar puxar algum assunto com Xiumin que parecia estar bem desgastado pelo cansaço, seus olhos estavam vermelhos e tinha olheiras embaixo dos mesmos, além de estar mais magro que o normal.

- Minseok?

- Hum?

- Eu tenho três perguntas para você. Primeira: Você tem dormindo? Segunda: Você tem comido direito? Terceira: Você não acha que tem descansar um pouco e se cuidar? - O mesmo me olhou cabisbaixo enquanto terminava de mexer na bateria, aquilo meio que me fez ficar triste.

- O problema que eu não posso, eu preciso trabalhar, se a banda não der certo eu tenho que ter uma segunda opção.

- Mas você trabalha muito, nem se cuidar você está. Olha o quanto magro está, pega umas férias vai. - O implorei com cara de criança pidona fazendo eu e ele rirmos.

- Tudo bem, eu faço isso.

- Alias onde você conheceu esse Chanyeol? - Perguntei olhando para o mesmo que estava a conversar com Jongin sobre uma música.

- Eu estava num bar e ele estava se apresentando, cantando e tocando algumas músicas dele, uma hora ele veio busca algo para beber e ele puxou assunto enquanto esperava a bebida, e como tínhamos coisas em comum, como a música eu e ele viramos amigos facilmente.

- Hum.

- Vocês podem tocar e cantar algo? Quero ouvi-los antes para saber no que podem melhorar e modificar. - Nos três assentimos indo cada um para seu lugar.

Enquanto nos preparávamos Jongin fechou o portão da garagem para que não fazer muito barulho para os vizinhos, peguei o microfone esperando Minseok e Jongin começarem a tocar. Enquanto tocávamos Chanyeol ficou de olhos fechados escutando tudo, o mesmo parecia ter gostado da música que provavelmente usaríamos no programa. Assim que terminamos tudo o maior começou a bater palmas.

- Muito bom, gostei bastante! Vocês levam jeito para a coisa. Só tem um probleminha. Você precisa cantar e fazer seu rap mais alto Sehun, porque assim as pessoas prestam atenção tanto quanto na sua voz como na batida da música, agora o que mais se ouvia era a melodia.

Pelo visto ele entendia muito mesmo de música, percebi isso quando tocamos pela segunda vez, havia ficado bem melhor com a ajuda dele. Não que a minha voz era a melhor de todas, mas havia deixado a música melhor.

Ver você mesmo crescer e ficar melhor é tão bom e satisfatório. Sendo que a música é o que eu mais amo na vida, ver que eu estou conseguindo cantar tudo certo e no tom certo sem desafinar era algo fantástico para mim.

E assim foi a minha noite, havíamos tocado bastante e a minha garganta já estava doendo de tanto cantar. Chanyeol deu todas as suas dicas e ajudou a gente a modificar algumas coisas. Jongin estava bem animado por ver o nosso trabalho evoluindo, tão animado que chegou a abraçar o de cabelo vermelho que retribui sorrindo, já eu e Minseok rimos muito.

Kai havia pedido uma pizza e acabamos por comer ela inteira em alguns minutos pela tamanha fome que tínhamos, Xiumin foi o que mais havia comido, o mesmo até quase colocou tudo para fora por não estar acostumado a comer muito, ele chegou até que ir sentar.

Já estava ficando tarde e eu não via a hora de cair na cama e dormir, o clima ameno desaparecia e a cada minuto esfriava mais. Como não queria pegar resfriado resolvi por ir para casa logo.

- Jongin eu já vou indo, está ficando tarde e frio. - Disse esfregando uma mão na outra na tentativa de aquecê-las.

- Tudo bem, mas deixa que eu te levo de carro. - O mais velho veio até mim com as chaves do carro.

- Não, tudo bem. Eu vou caminhando mesmo, estou precisando me exercitar uma pouco. - Jongin riu colocando o casaco de frio que estava pendurado num suporte, quando eu falei que ele era teimoso, era muito teimoso.

- Nem pensar, está muito perigoso para você sair sozinho nessas horas.

- Pode deixar que eu vou com ele Jongin, eu moro perto da casa dele pelo o que Minseok me falou. - Cahnyeol se ofereceu para ir comigo se levantando e colocando o seu casaco que estava pendurado no mesmo lugar que o do Kai.

- Isso, vamos logo antes que o loirinho aqui nos prenda num pote e nunca mais deixe a gente sair. - Disse dando um abraço em Jongin e acenando para Xiumin que fez o mesmo.

- Tchau Sehun, te amo também.

Fiz um coração com as mãos e com Chanyeol ao meu lado começamos a caminhar para onde eu e aparentemente ele morávamos. O clima estava frio e o céu estava completamente coberto por nuvens sem uma estrela a vista.

- Como a noite fica melancólica sem estrelas. - O Chan disse olhando para o céu.

- Pois é! Às vezes o céu aberto me da um sentimento de felicidade, parece que como as estrelas eu não estou sozinho.

O maior riu assentindo colocando as mãos no bolso e sorrindo ao ver uma estrela no céu.

- Você é solteiro Sehun? - Me surpreendi com a pergunta dele, mas o mesmo não parecia ter segundas intenções com ela.

- Sou... Mas eu estou gostando de uma pessoa ai e ela parece gostar de mim. E você?

- Eu sou, tive que terminar com ele, já faz um ano, eu o amava e ainda sinto sua falta, foi muito burro de perder ele.

- Se não for muito incomodo, posso saber o motivo? Se quiser responder lógico. - Perguntei curioso para o mesmo que sorriu assentindo e parando no meio do caminho fechando os olhos.

- Eu fiz algo muito ruim com ele e eu não consegui mais ver o rosto dele sem querer morrer pela culpa e pelo mal que fiz a ele. - O mesmo soltou uma pequena lágrima que foi secada pelo mesmo rapidamente. - E hoje ele me odeia, mas não posso culpá-lo.

- Desculpa por ter perguntado.

- Não tudo bem, vamos voltar a caminhar? - Desta vez eu assenti colocando as mãos no bolso da calça enquanto olhava para o caminho a frente.

 

~~~

 

Eu já estava em casa sozinho, nos dois havíamos chegado aqui rapidamente, já Chanyeol demorou um pouquinho mais por sua casa ser um pouco longe mas que poderia ser vista da minha casa.

No caminho havíamos conversado bastante e estava bem legal ter a companhia do maior. Ele era bem divertido, e também um pouco misterioso já que ele sempre deixava buracos nas histórias que contava, mas eu nem liguei muito por não o conhecer muito.

Mas enfim estava no quentinho da minha casa, fui até o meu quarto retirando as roupas que usava. Assim que havia retirado todas me deitei na cama pegando meu celular e um fone de ouvido colocando uma música lenta para tocar e poder adormecer. A melodia era boa e me acalmava. Os meus olhos se fechavam e voltavam a abrir, até que em um momento acabei por adormecer.

 

° Baekhyun POV °

 

Eu e Jongdae estávamos na cozinha fazendo o jantar juntos pela primeira vez. Eu preparava o molho branco que usaríamos para fazer uma massa, já Chen cortava algumas verduras e tomates. Enquanto eu mexia o molho o mesmo me cutucou me mostrando um tomate que ele havia cortado em forma do que parecia um chapéu.

- Sabe o que isso me lembra?

- Não.

- O cabelo de alguém.

- Ah verdade meu deus. - Ao mesmo tempo em que eu me lembrei comecei a rir. - Ah, mais o cabelo dele era bonito e ele também, queria pintar o meu de vermelho.

- Mas isso não justifica o que ele fez com você. - Jongdae disse colocando o tomate no lixo e limpando as mãos na torneira.

- Eu nem posso culpá-lo muito porque ele estava bêbado, mas não o suficiente para colocar a culpa na comida. Mas o que mais me deixa triste e com ódio dele é que nem mesmo uma desculpas ele veio pedir. - Disse parando de mexer a colher na panela limpando uma lágrima que insistiu em cair. - Mas vamos esquecer isso, por favor, senão daqui a pouco vou começar a chorar.

- Sim, tudo bem. Mas olha pelo menos você está mais alegre e está se abrindo mais comigo. - Jongdae disse me empurrando de leve enquanto tinha o sorriso de sempre estampado no rosto.

- Pois é! Pessoas mudam a gente.

- Por que eu estou sentindo que você não está se referindo a mim? - Chen falou e começou a rir enquanto temperava a salada do jantar.

- Ah Jongdae, você me ajudou muito, fez uma grande diferença na minha vida, e eu te amo, mas sei lá. Essa pessoa só me faz me sentir... Diferente.

- Esse Oh Sehun que mudou o meu amigo, pelo menos para melhor. Mas olha, tem que ter a minha aprovação antes de namorar com ele. - Chen veio até mim com cara de serio, mas logo começou a rir. Dei uma cotovelada nele quando ele percebeu que eu tinha ficado vermelho e começou a rir mais ainda.

 

~~~

 

A janta estava preparada e tudo parecia estar ótimo. O que havíamos preparado estava na mesa, tudo exalava um cheiro bom, principalmente a massa que eu mesmo havia preparado.

Eu e Jongdae já estávamos sentados nos nossos respectivos lugares apreciando o gosto excelente da massa e das saladas. O silencio havia se instalado no cômodo, até que Chen resolveu puxar assunto.

- Então, porque você não chama o Sehun para sair ou vir aqui comer algo? Seria legal, eu gostei dele. - Ele disse parando de comer e limpando a boca.

- Pode ser.

- Ah vamos Baekhyun, vocês parecem muito mais que amigos, eu sei que você gosta dele e ele de você, então... - Enquanto ele falava o olhei confuso, às vezes Jongdae não acredita e nem escuta o que eu falo de tanto não que eu já disse para ele. - Calmo ai, você disse que tudo bem?

- Sim, vai ser divertido.

- Ok então, quando o convidar para vir aqui em casa você me avisa, okay? Que eu compro algumas coisas para fazer um jantar bom.

Apenas assenti terminando de comer, enquanto esperava Jongdae terminar acabei por ficar pensando em como eu chamaria Sehun para vir aqui em casa sendo que ele está meio tipo muito envergonhado depois daquele beijo. Seria difícil, mas valeria a pena tentar. Um jantar sempre é bom para conhecer a outra pessoa, estou muito curioso para saber algumas coisas a mais dele.

Sehun para mim não era apenas mais um amigo, mas sim um quase namorado. Parece que eu havia conseguido muito mais que a amizade que eu queria. Mas não tinha como resistir a ele, ele era uma pessoa diferente, mas um diferente bom. Ele mexe comigo como ninguém conseguiu, ele sem ao menos saber consegue arrancar suspiros meus quando vejo seu rosto perfeito, o mesmo não sabe como eu o quero.

Pode parecer muito estranho já que não o conheço há muito tempo, mas nesse tempo eu vi alguém perfeito para mim. E se fosse para eu me decepcionar de novo com um amor, eu não ligaria muito, já estou no fundo do poço, se piorar não vai ser muito.

Enquanto estava perdido em meus sentimentos Jongdae me sacudia na tentativa de me fazer acordar do sonho chamado Sehun.

- Baekhyun? Sonhando acordado de novo? Alô? Baekhyun para o planeta Terra? BAEKHYUN! - Chen gritou me fazendo sair dos meus devaneios e o olhar confuso.

- Que foi?

- Nada, só que você estava viajando nos seus pensamentos e me deixou falando sozinho, não da para esquecer ele por um minuto?

- Não, estou com sono, então vou ir dormir. - Me levantei deixando as coisas havíamos usado para cozinhar e comer na pia, logo após dando um beijo na bochecha de Jongdae. - Boa noite, qualquer coisa não me chame que eu quero dormir.

- Boa noite Baek!

Subi as escadas praticamente me arrastando pelo enorme cansaço repentino que havia me dado, meus olhos podiam se fechar a qualquer hora. Fui ao banheiro escovando os dentes e fazendo minhas necessidades indo diretamente para a minha cama logo em seguida.

Assim que deitei a cabeça no meu travesseiro o meu cansaço sumiu e com isso meu sono, a noite estava silenciosa e calma, o que era bem raro onde eu morava. Alguns minutinhos com os olhos fechados e já estava dormindo tranquilamente.

 

~~~

 

Eu estava no meio de um parque de diversões, havia várias pessoas ao meu redor. Tinham crianças brincando, casais andando de mãos dadas ou tirando fotos juntos e outras pessoas aleatórias fazendo outras coisas aleatórias. Enquanto pensava o porquê de eu estar ali pude ver rapidamente o Sehun andando pelo parque.

Assim que o vi corri até o mesmo que corria também, com o vento forte que havia fazia meus olhos arderem e a minha visão só piorava. Quando pude alcançar ele o peguei pelo braço fazendo o mesmo virar para mim, e junto dele havia uma pessoa que eu não tinha visto. Seus cabelos eram... Vermelhos e os dois estavam de mãos dadas.

- Não pode ser. Não pode ser. - Repetia para mim mesmo, já o homem que estava ao lado de Sehun veio até mim sussurrando no meu ouvido.

- Você nunca vai ter o que quer! Sua vida sempre será horrível! Você está destinado a sofrer. - O homem de cabelos vermelhos passou a gritar no meu ouvido muitas vezes as mesmas frases, já Sehun ria do meu desespero me fazendo chorar.

 

~~~

 

Acordei com Jongdae ao meu lado, notei que o meu rosto estava molhado, isso só podia significar que havia chorado durante o que parecia ser um pesadelo. Chen tinha sua mão em meu rosto passando seus dedos pelas lágrimas que ainda rolavam sobre meu rosto.

- Calma, vai ficar tudo bem.

- Jo-Jongdae. - O mesmo me abraçou enquanto deitava na cama e colocava minha cabeça apoiada no seu braço enquanto passava seus dedos pelos meus cabelos fazendo carinho.

Continua...


Notas Finais


Obrigado por lerem até aqui, se gostaram e se puderem comentem e favoritem a fic que ajuda muito. >~<
Desculpem qualquer erro, fiquem bem e até a proxima. :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...