História Melting - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Miss A, NCT U, Seventeen
Personagens BamBam, Doyoung, Jackson, Jaehyun, JB, JR, Kim Mingyu, Kun, Mark, Mark, Personagens Originais, Taeil, Taeyong, Ten, Wen Junhui "JUN", Youngjae, Yugyeom
Exibições 183
Palavras 1.531
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Bishoujo, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


I'm here again!

Sobre o cap:
1. Tretas! \o\
2. #VaiGyu arrebenta ele!
3. Se não fosse o WonWoo...u.u
4. Ten seu lindo! Hue Vc devia ajudar, não se declarar! ><
5. Eita GD, mais tretas?!
6. FIC NOVA! Exo+BTS, se quiserem dar uma olhada por lá, o link estará nas notas finais, oks?! o/
7. I LUV U ALL! Obrigada pelos favoritos e os comments do cap anterior, prometo respondê-los o mais breve possível!

PS: Awnn, Ten é tão fofinho e "totoso". "Diliça" de Bias! Hue <3

Capítulo 31 - Indignado


Fanfic / Fanfiction Melting - Capítulo 31 - Indignado

MinGyu Pov On~

—Eu tenho algumas dúvidas em física também. –Wonwoo fala enquanto andamos a procura de uma mesa na sala de estudos

Contudo, logo paro ao notar um casal em um dos corredores das grandes estantes de livros e me surpreendo ao reconhecer a garota.

—Aish, não se faça de difícil, ne?! Eu posso ter todas as garotas, e eu quero você agora e aqui! –Ouço o coreano falar à estrangeira

Caminho na direção dos dois que não estavam tão longe me contendo para não chegar e socá-lo de primeiro momento, já próximo deles, levo uma das mãos no ombro do garoto o puxando com força e o fazendo se afastar de Sophy. Ele volta sua atenção para mim surpreso pela interrupção e o encaro sério.

—Você pode ter todas as garotas, mas essa você não irá sequer chegar a tocar. –Falo num tom sério

A garota logo se apressa em se aproximar de mim, ficando ao meu lado e segura um dos meus braços.

—Vamos logo embora, Gyu. –Ela fala preocupada, mais assustada do que preocupada

Mas sequer tiro a atenção do coreano a minha frente, o qual logo esboça um sorriso malicioso.

—Ah, não vou? E o que vai fazer? Por acaso Sophy é sua namorada? –O coreano fala num tom de pilhéria enquanto se aproxima de mim, parando a pouca distância de mim –Que eu saiba, você não passa de um melhor amigo, não? –Ele fala sorrindo com malícia

—Não o escute, Gyu. Vamos logo sair daqui... –A ouço e sinto ela puxar meu braço

Quando cogito a possibilidade de esquecer o idiota e ir com Sophy, ele se pronuncia novamente...

—Foi uma pena você ter chegado...as pernas de Sophy são realmente uma tentação, só de tocar já senti que ela deve ser muito boa na cam... –Ele começa

Perco o resto de paciência e puxo meu braço com força, me soltando de Sophy e  acerto em cheio o rosto do garoto com a mão fechada em punho e, sem dar tempo para o ourtro se recuperar, avanço sobre ele segurando a gola da sua camisa, o puxando contra mim e o encaro completamente enraivecido ao ouvir o que o idiota havia começado a pronunciar. Levanto uma das mãos em punho novamente na intenção de fazer um estrago pior na cara do indivíduo...

—Yah! –Alguém exclama segurando minha mão e a puxa com uma força maior, que acaba me afastando mais do coreano, porém não solto sua gola -O que está fazendo, MinGyu?! Solte ele!–Reconheço a voz de WonWoo

—Não vai me soltar? –O infeliz pergunta me olhando sério enquanto limpava a boca do sangue que escorria do seu nariz, obviamente ferido por mim

O encaro insatisfeito por ele sair impune, e minha raiva não havia desaparecido de forma alguma, muito pelo contrário.

—Não volte a se aproximar da Sophy novamente, ne? Não ouse se aproximar, tocar e nem mesmo falar no nome dela ou eu acabo com você. –Falo soltando sua camisa e o empurro o fazendo perder o equilíbrio por poucos segundos

WonWoo solta meu braço e o coreano à frente apenas ajeita sua camisa e me encara antes de se aproximar de uma mesa e pegar sua mochila, saindo do local.

—O que pensa que iria fazer, MinGyu?! –Ouço Wonwoo resmungar –Aish!

Respiro fundo e me viro, voltando minha atenção para o meu amigo e Sophy que estava ao lado dele com uma expressão assustada. Sem pensar muito, me aproximo da estrangeira e a abraço, como se para certificar que ela ainda estava ali e era minha, pelo menos na minha mente.

Suspiro aliviado e levo uma das mãos no seu cabelo, o afagando. Não posso imaginá-la com outro, não posso muito menos imaginar outra pessoa a tocar. O que aquele idiota disse só me deixou cego pela raiva e medo. Não posso perdê-la e não quero.

—Ele não a tocou, ne?! –Pergunto num tom baixo

—Esqueça isso, Gyu. –A ouço responder

—Hey, chega de demonstração de afeto, ne?! Eu vim aqui para estudar, não para ver um casal amável se abraçando! –Wonwoo resmunga –Além disso, é melhor se preparar, MinGyu. Aquele garoto vai avisar a direção sobre o caos que você causou.

Acabo esboçando um sorriso fraco do que ouço e me afasto um pouco de Sophy, encerrando o abraço, mas deixo ambas as mãos nas suas bochechas a fazendo levantar a cabeça e olhar pra mim.

—Eu preciso ajudar o WonWoo, ne?! Você pode ficar com a gente e eu levo você até o dormitório hoje, está bem?

—Ah, não precisa Gyu...

—Por favor. –Insisto

—Não precisa, Gyu, de verdade. Eu estou bem, não estou?! E ele não vai me perseguir já que você quebrou a cara dele. Além disso...puxa! Que selvageria é essa, homem?! Confesso que fiquei traumatizada, você não faria isso comigo, não é?! Se eu levar um soco desses eu acho que será o fim. –Sophy comenta

Acabo sorrindo do que ouço e volto a abraça-la, e dessa vez sou correspondido, o que me conforta ao menos.

—Obrigada. –A ouço falar num tom baixo

MinGyu Pov Of~

Ten Pov On~

—É o quê?! –Pergunto surpreso

—Eu preciso da sua ajuda para pensar, ne?! Você me ajuda no yoga, deve saber o mais sensato a se fazer. O Ugly Duckling já me disse o que eu deveria fazer, mas eu não tenho coragem, sabe?! O MinGyu vai me odiar pelo resto da vida! –Sophy fala preocupada ao mesmo tempo que indignada consigo mesma -Ai meu Deus, eu sou um ser humano horrível!

A garota leva ambas as mãos na cabeça e fica com a expressão mais desesperada ainda.

—Deixe-me pensar. –Falo apoiando o cotovelo de um dos braços no outro, as altura da barriga, e deixo o dedo indicador em frente a minha boca, olhando para cima como se fingisse pensar em algo útil –O Tuan beijou você, você está se sentindo mal porque está escondendo isso do MinGyu, o qual morre em uma batalha por você e que faz tudo pela senhorita...

—Você não está ajudando, Ten...-Sophy resmunga choramingando

—Se eu entendi bem, eu posso beijar você e sairei no lucro, desde que o MinGyu não veja a cena, pois se ele ver, eu serei um tailandês morto. –Raciocino

—Chittaphon! –Sophy repreende emburrada

—Sophy, eu estou indignado! Como é que você deixou esse novato de beijar?! Ele só está nessa escola há alguns meses e já conseguiu algo que eu, que estudo há dois anos e alguns meses, não consegui com você. Não é justo! –Resmungo inconformado, desmanchando minha posição de “pensador”

—Aish, você devia estar me ajudando, não falando besteiras!

—Mas eu te amo! -Argumento

—Pare com isso, Ten!

—Saranghae, Sophy. –Falo sorrindo enquanto faço um coração com ambas as mãos

Ela apenas me olha com expressão de choro e então sorrio de seu desespero.

—Ah, não fique assim, Sophy. –Falo me aproximando dela e a abraço, mas antes ainda olho para a porta da sala vazia para ter certeza que MinGyu não estava por perto, afinal, eu não quero sair com um nariz quebrado ou algo parecido... –Não precisa se sentir mal por isso, e nem precisa contar nada ao MinGyu. E não se preocupe, não vou contar a ninguém sobre isso, está bem?!

Encerro o abraço e levo uma das mãos no seu rosto, arrumando seu cabelo.

—Tente praticar algo que aprendemos na aula de Yoga, talvez a ajude, ne?! –Opino

—Ne.

—Ah, não fique assim. O melhor que você tem de fazer agora é ir pra casa e esquecer isso. Mas você fica tão mais fofa com essa cara de depressiva. –Falo sorrindo e volto a abraça-la

—Aish! Mas isso é um elogio ou o quê?!

Ten Pov Of~

MinGyu Pov On~

Chego em casa extremamente cansado porque, além do cotidiano já exaustivo, eu fui chamado à direção e escutei um discurso enorme falando sobre as supostas consequências das minhas ações e afins, contudo, não sofri nada extremo.

Sophy sequer me esperou para eu acompanha-la até o dormitório, mas recebi uma mensagem da estrangeira me garantindo que já estava no seu prédio e estava bem.

—A sua escola ligou pra casa, sorte a sua que nem a omma e nem o appa estavam em casa. –A coreana fala mantendo sua atenção na TV em frente

—Ah, não foi nada demais. –Falo com indiferença

—Nossos pais não vão achar isso. Principalmente se souberem que a sua amada estrangeira estava no meio desse conflito. –MinSeo argumenta voltando seu olhar para mim

A olho incrédulo com sua ideia absurda, que, honestamente, nem era tão absurda assim.

—Tanto faz. –Falo sem me importar afinal

Subo as escadas para o andar dos quartos e vou direto ao meu quarto, onde permaneço até cair no sono.

[...]

Ouço o celular tocar e levo uma das mãos embaixo do travesseiro, procurando pelo bendito celular. Ao encontrá-lo, vejo se tratar de Sophy e atendo sem pensar duas vezes.

—Yoboseyo?! –Falo ainda meio adormecido

MinGyu?! –Ouço a voz masculina

Estranho a voz e demoro um minuto para responder.

—Ne?

Sou o Mark Tuan...

—O que está fazendo com o celular da Sophy? –Pergunto o interrompendo enquanto me sento na cama 

MinGyu Pov Of~


Notas Finais


EITA GD! O QUE O TUAN ESTÁ FAZENDO COM O CELULAR DA SOPHY? O QUE ESTÁ ACONTECENDO? MAIS TRETAS?

AND...LINK DA FIC NOVA: https://spiritfanfics.com/historia/unpretty-girls-7142117

Respondo os comments em breve, oks?! I promise! And...
ONDE ESTÃO MINHAS DILFS?! CADÊ VCS? FALEM COMIGO, NÃO ME DEIXEM SOZINHA AQUI...( T ^T) PLEASE, DON'T LEAVE ME...
Let me know, I'm here for you! TuT Eu leio todos os comments sempre, apenas não tenho muito tempo para respondê-los, mas sempre que posso, os respondo, ne?! Sem comments nós (Ficwriters) acabamos nos desanimando, ou pelo menos eu, aí some aquela vontade de atualizar a fic...( T ^ T) Prometo que responderei os comments! <3
Xoxo! <3 Love U all!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...