História Memoria Perdida - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Tags Inuyasha, Kagome, Perda De Memória
Exibições 18
Palavras 935
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OIIIIIII!
Voltei, com mais um capitulo com uma revelação bombástica, sim é nesse capitulo que vocês vão ficar sabendo o grande segredo da separação deles dois, espero que gostem, beijos e até o próximo.

Capítulo 5 - Inuyasha


Fanfic / Fanfiction Memoria Perdida - Capítulo 5 - Inuyasha

 

Deixei Kagome dormindo no quarto e vou em direção a cozinha, preciso conversa com dona Izayoi, sobre a saúde de Kagome e do nosso passado, um passado que eu prefiro esquecer, e que eu nunca contei para ninguém.

Chego na cozinha e encontro o meu pai na cozinha, e ainda mexendo no fogão.

“Estou surpreso, sim eu estou surpreso, cadê a dona Iza para cuidar da sua cozinha”

- Cadê a mãe, pai? – Ele se vira na minha direção, com a frigideira na mão.

- Acho que ele se encontra no escritório. – Falou se dirigindo a mesa e colocando o conteúdo da frigideira num prato.

- É pai, por acaso e você e mãe trocaram de função dentro dessa casa? – Falei rindo.

- Há! Ha! Ha! Muito engraçado filho. – Falou jogando um pano em mim, mas me desvio, e vou em direção ao escritório.

- Aonde você errou nesse garoto Iza? – Ouço o meu pai falar da cozinha.

- Acho que errei no marido. – Dou uma gargalhada com a resposta da dona Iza, entro no escritório com as mãos levantadas.

- Não se preocupe eu não estou armada. – Sorrio indo em direção a uma poltrona que esta na frente dela.

- Mãe?

- Inuyasha?

- Não me mate!

- O que foi que você fez Inuyasha Taisho?

- Algo que a muito tempo você quer saber. – Percebo ele se endireita na cadeira e me dar um sinal para continuar a falar.- é sobre eu e a Kagome.

- Certo, prometo não lhe interrompe, pode se abrir comigo Inu. – Ela se levantou da sua cadeira e veio se sentar do meu lado.

- Eu e Kagome nos separamos, a dois anos para ser mais exato, aquela conversa de viagem a trabalho nunca existiu, o que aconteceu...

- Eu sabia que nunca deviam ter saído de casa, filho, pelo amor de Deus – Mamãe parecia desesperada – todo esse tempo e vocês separados, e não contaram, eu sabia que algo de errado estava acontecendo com vocês, é claro que tinha, vocês pararam de frequentar as reuniões em família e quando você vinha nos visitar nunca trazia ela.

- Mãe, você disse que não iria me interrompe!

- Está certo Inuyasha, continue.

- OK, quando nos mudamos para morar no apartamento, eu comecei a deixar a Kagome sozinha em casa, pois quando o sesshoumaru se transferiu de empresa, eu comecei a ter mais reuniões para frequentar, por isso minhas manhãs, tardes e até noites eram dentro da empresa, foi aí que eu percebe que estava me afastando da Kagome, na época eu nem me lembrava qual foi a última vez que eu dei bom dia para a minha mulher, dormíamos na mesma cama, mas parecíamos dois estranhos, em um certo dia minha secretaria Hanna entrou na minha sala e me entregou um envelope. – Não gostava de me lembrar do conteúdo da carta, ouço minha mãe me chamar para poder continuar. – No envelope tinha uma carta, e o seu conteúdo era sobre uma possível traição da minha mulher, eu não queria acreditar, mãe eu a amava e achava que ela também me amava, e saber de uma possível traição me deixou assustado, mais eu decidir não falar com ela e comecei a voltar mais cedo para casa, foi aí que eu descobrir que a Kagome não passava a noite em casa, ela dispensava as empregadas e saia e só voltava de 21h, uma hora antes de eu voltar para casa, começamos a brigar, paramos de vez de conversa, mãe eu parei de ver o sorriso de Kagome, brigávamos constantemente, mais eu nunca deixei de ama-la, e em um certo dia eu receber uma mensagem de texto de um numero desconhecido que dizia para eu não ir para a minha casa ou eu iria me decepcionar, no mesmo momento eu recolhi as minhas coisas e me dirigir para a minha casa, eu repetia para mim mesmo para não ir, mais eu tinha que ver logo se tudo era verdade e que estava mesmo acontecendo na minha casa.

- E o que aconteceu?

- Eu cheguei em casa e entrei sem fazer barulho, vir rosas espalhadas por toda a casa, não tinha um empregado na casa, fui seguindo as rosas no chão que iam em direção ao nosso quarto, NOSSO quarto mãe e quando eu abrir a porta, eu encontrei a Kagome agarrada com um homem, e sabe quem era esse homem o Naraku, sim o meu melhor amigo, estava me traindo com a minha mulher, eu estava transtornado, meus olhos estavam cheios de lagrimas, eu o puxei dela o expulsando da minha casa, quando eu me virei para a Kagome, eu a encontrei jogada no chão ela chorava, eu não conseguir dizer mais nada só me virei e sair do quarto, não ia conseguir falar nada a ela, mesmo depois de tudo eu ainda a amava e ainda amo, ela gritava por mim, me pedia para não ir embora, mas eu fui e deste esse dia nunca mais nos vimos, até esse acidente em que ela não se lembra de nada.

- E agora Inuyasha?

- Eu me pergunto a mesma coisa, eu podia ter deixado ela lá no hospital se recuperando sozinha, mas eu não conseguia.

- Você não conhecia por que você ainda a ama meu filho, e eu irei o ajuda-lo a reconquista-la, e agora vocês poderão tentar ter uma nova história, e que dessa vez não saiam mais daqui de dentro, quero ficar de olho em vocês.

                    - Está certo mamãe. -  e começamos a rir, foi quando ouvimos um grito era a Kagome gritando o meu nome.

 


Notas Finais


e aí gostaram da leitura , espero que sim.
a imagem é só para mostrar um momento de Inuyasha e sua mãe, espero que gostem.


uma perguntinha, vocês tem um amigo do spirit que é seu amigo fora do spirit também?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...