História Memórias Póstumas de Helena Bryce - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang, G-Dragon
Personagens G-Dragon, Personagens Originais, Seungri
Tags Comedia, Drama, G. Dragon, Seugri, Suícidio
Exibições 3
Palavras 724
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia
Avisos: Adultério, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Sou uma cretina que tem duas histórias pra postar e inventou uma terceira, muito prazer! E vc é...?
Essa história já tem capítulos prontos mas ainda ñ está completa no meu word.
A princípio vou postar uma vez por semana mas ñ prometo nada, ok?
Boa leitura ^^

Capítulo 1 - Há Problemas entre nós!


Fanfic / Fanfiction Memórias Póstumas de Helena Bryce - Capítulo 1 - Há Problemas entre nós!

Bom dia, boa tarde, boa noite, boa madrugada!

Juro que não quis ser chata já no cumprimento, mas foi mais forte do que eu. E além do mais, se você parou pra ler as memórias de alguém que já morreu, é porque provavelmente, não tem muito o que fazer, não é mesmo?

Me chamo Helena Bryce, e seja muito bem vindo ao diário de minhas memórias!

Bem, pra começar, já gostaria de dizer que durante os últimos meses em que estive sobre a terra, fui uma dedicada trainee da YG entertainment. Sim, foi extremamente divertido e empolgante. Confesso que vivi boa parte do que eu considerava um sonho. Mas bastou que eu entrasse pra um "girl group" pra ter a noção necessária de que nem tudo seria exatamente como eu sonhei.

Éramos a The Butterfly. A YG investiria em nós. Só que, assim que eu conheci minhas companheiras de grupo, pude notar que assim como eu, todas elas eram problemáticas.

"Uou. Mas, Helena, qual era o seu problema, afinal?"

Simples. Meu problema tinha um nome. Carmélia Bryce.

Carmélia era a minha irmã mais velha. Olha, é o seguinte, leitor: não quero que você pense que sou insensível em relação à família, mas teremos muito tempo pra falar sobre minha irmã e suas esquisitices depois. A questão aqui, são os problemas das minhas colegas de equipe.

Em primeiro lugar, havia Nicoli. Seu problema talvez não fosse considerado um "problema" em outras circunstâncias, mas quando se está tentando ser uma idol, ninguém espera que você já traga um MARIDO amarrado no calcanhar... Mas Nicoli tinha um! E pra variar... Dênis (esse era o seu nome) era gordo, feio e muito ciumento.

Quando você olha para Nicoli, é compreensível o olhar "indecente" de alguns homens pra cima dela. Também!

Mulher não é muito a minha praia, mas a Nicoli... Ô mulher linda!

Nem muito magra, nem muito gorda. Todas as medidas nos lugares certos! Não é pra menos que seja a visual do nosso grupo.

Quando questionada a razão pra estar com um mala feito Dênis, ela respondia, simplista: "Às vezes, o amor aparece na vida das pessoas sem pedir licença, e sem aviso prévio."

Amor. Parecia a única razão pra aqueles dois estarem juntos.

Bem, a próxima “amiga” que tenho a apresentar a você, chama-se Camilla. Ela realmente tinha um GRANDE problema... ela era Feminista!

Sim, eu sei que no geral isso também não chega a ser um problema, mas no mundo do entretenimento coreano, garanto que é.

As mulheres na Coreia já são discriminadas por serem mulheres, imagina uma mulher que diz “não” pra um homem! Ou pior: uma mulher que acredita que tem os mesmos direitos e poderes que um homem!

Por exemplo: Camilla uma vez foi capaz de atender a porta do nosso dormitório sem camisa. Nem sutiã! Pior: era um homem à porta. Você acreditaria se eu dissesse que era nosso superior?

Desfecho: o cara reclamou pro nosso manager, o que resultou em adiar o nosso debut ( que já estava demorando uma vida) e um belo castigo pra Camilla.

Mas nosso Girl Group também contava com a personalidade de uma maknae mais experiente que muita gente grande por aí... A vida a ensinou coisas de um jeito um pouco... complicado. Não, eu não me atreveria a dizer que o que Jeniffer, nossa maknae, tinha era um problema.

Ela tinha uma filha.

Um amorzinho de bebê.

Sendo trainee, ela tinha que deixar seu bebê (que chamava-se Luíza) com uma babá, que ela pagava com a miséria que chamávamos de salário. O pai fugiu assim que soube que Jeniffer estava grávida. Ainda assim, a mais jovem entre nós ainda conseguia ser bem-humorada e alegre, apesar da saudade que sentia da sua filha, que deixou em Busan. Entretanto, nós e nosso coreógrafo, éramos os únicos que sabiam sobre Luíza.

Mas além disso tudo, havia ainda outros problemas: nossos sabaes.

Apaixonar-se por k-idol já experiente, convivendo com ele todos os dias é inevitável. É uma lei da natureza.

Outra lei imutável da natureza é aquela que diz que, não importa o quanto você esteja apaixonada, ou o quanto você tente chamar a atenção do boy, ou todo o seu empenho em agradar. Ele nunca vai querer você.

Ele vai querer justamente aquela com quem ele NÃO pode ficar!

Mas esse assunto, discutiremos em outro capítulo...


Notas Finais


Pra puxar assunto: vc dorme com a porta do armário fechada ou aberta?
Comentem, bebês!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...