História Memórias Sombrias (Interativa) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Exibições 60
Palavras 1.862
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Seinen, Sobrenatural, Super Power, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá galera como dito lancei esse cap, espero que gostem, e, se tiverem erros não liguem.

Capítulo 5 - Devil May Cry


02/01/2026

Cidade de Tokyo, Japão

------------ Recapitulando -----------

Alice vai embora dessa casa e uma voz ecoou na casa 

???: Você conseguiu o primeiro membro, parece que eu perdi a aposta

Tiago: Tá pode me pagar agora

Minha sombra começa a sair de mim, se levantar e ficar igual a mim.

Sombra: Então quer dizer que vai começar a guerra ???

Tiago: Sim, mas só dia 6 do 6 de 2030 ainda temos muito tempo

Sombra: Mas é melhor nós já nos preparamos para o que acontecer.

Tiago: Sim.

Saio da casa e vou para rua, vou caminhando por ela quando passo em frente à um colegial

Tiago: Academia koumaou ( n lembro qual é o nome então será esse )- penso eu- que bosta.

Continuo seguindo meu caminho e vou para um lado mais barra pesada da cidade, passo por lá de boas até que chego em um lugar nomeado de Devil May Cry, entro lá sem bater na porta. 

Tiago: E ae quanto tempo

???: Eu te conheço

Tiago: Não vai dizer que não se lembra de mim Dante

Dante: Não nem um pouco

Tiago: Sou eu Tiago de Fortuna não se lembra.

Dante: ... Garoto é você mesmo

Tiago: Agora se lembrou de mim.

Dante: Não te vejo faz acho que 1 ano, como você encontrou esse lugar ?

Tiago: Em um panfleto na rua que li ( sério quem lê essas coisas ). Aí eu só procurei esse lugar, então você ganha a vida caçando demônios.

Dante: Desde que eu te encontrei em Fortuna e antes disso também.

Tiago: E então como está a Trish

Dante: E por que quer saber dela ?

Tiago: Oche não posso saber de velhos amigo e amigas

Dante: Ela está bem e a ---

Somos interrompidos por um homem com uma garotinha.

Dante: Ahh Morrison, ainda bem que você chegou eu pedi uma pizza e quero que você busque-a para mim

Morrison: Não, por que aliás você não irá receber pizza nenhuma até você me pagar.

Dante: Mas como assim, que droga, e quem é essa garota ??

Morrison: Ela ?? Ela é Patty Lowell.

Tiago: Não tão esquecendo de ninguém não ?? - pergunto eu com uma cara de esquecido da sociedade.

Dante: Ahh Tiago já ia esquecendo de você

Tiago: Já ia, aposto que já esqueceu.

Dante: Morrison esse é Tiago de Fortuna, se lembra ?? E Tiago esse é Morrison que me dá vários trabalhos ruins

Morrison: Trabalhos ruins, você que não os faz direito, mas Tiago prazer em te conhecer, continuando com o assunto de Patty ela precisa ir para a mansão dos Lowell antes das 18:30 de amanhã. E a herança de seu pai será toda dela

Dante: Eu recuso, não quero ser baba de crianças

Diz Dante levantando se de sua poltrona e indo para uma mesa de sinuca que estava por ali enquanto Patty senta na poltrona de Dante.

Patty: Quer ser meu servo

Diz ela para Dante

Dante: Vamos fazer assim então se a bola oito entrar você paga minhas dívidas e leva ela é se não entrar eu aceito.

Morrison: Com isso de novo, tabem eu aceito.

Dante joga e a bola oito não enta no buraco e ele teve que aceitar a missão.

Tiago: Ei Dante eu vou com voce !!

Dante: Não precisa se preocupar com isso, eu vou sozinho

Tiago: Não estou perguntando se posso ir com você eu estou dizendo que vou com você

Morrison: Ei Dante não está esquecendo isto - com uma maleta de violão em sua mão - não vai ter um concerto ao vivo ??

Dante então pega essa maleta e entra no carro comigo e Patty.


P.O.V Dante. ( Ponto de vista em ingles )


Entramos no carro e seguimos nosso rumo, Patty estava olhando um colar que ela tinha

Dante: Quem e ?? Um garoto que você gosta ?

Patty: Não nada disso, é minha mãe ela é mais bonita que aquela sua namorada.

Me lembro então do meu quadro que tenho em minha mesa

Patty: Apesar de que eu não me lembro de nada dela, mas eu tenho certeza que ela me amava só que ela não podia cuidar de mim por isso ela deve ter me deixado no orfanato.

Não ouço quase nada do que ela diz, mas derrepente sinto uma sensação estranha de um caminhão que estava vindo na direção contrária à minha. Derrepente ouço uma voz de um demônio

Demônio: Dante eu vim pegar sua alma

Rapidamente abaixo a boina que a Patty estava usando e com isso cubro seus olhos, coloco minha cabeça para fora do carro, pego minha pistola e miro ao lado do caminhão e... Dou dois tiros na cabeça desse demonio que morre na hora, rapidamente volto para dentro do carro e dirijo como se nada tivesse acontecido

E Patty Não tinha visto nada o que era bom, seguimos a nossa rota e fomos até uma Ferrovia e pegamos um trem me deitei no banco e Patty e Tiago no outro e deixamos minha mala no banco do meio que havia sobrado, derrepente chega um homem

Homem: Posso me sentar aqui ?

Dante: Não tem mais lugares para você sentar - com o trem quase totalmente vazio -

Mas Patty joga minha mala para mim e da o lugar para o homem se sentar

Patty: Sente se aqui por favor

Homem: Muito obrigado

Dante: Você pode se sentar mas não garantirei sua segurança

Patty: O que tem de ruim sentar ao meu lado...

Mal ela tinha terminado de fala e o trem passa por um túnel nesses 0,50 milésimos e quando o trem sai do túnel e o homem aparece morto caído no chão 5 minutos depois o trem é posto em automático e aparece o maquinista

Maquinista: O que aconteceu aqui ? Você que fez isso ? - olhando para mim com cara de assustado -

Dante: Olha eu posso dizer detalhadamente o que aconteceu, esse homem sentou ao lado dessa garota aos 0,50 milésimos que esse trem ficou no túnel ele foi morto, o velho teria sido impossivel, o casal eles estavam muito ocupados, agora só sobraram o garoto e eu porque a garotinha teria sido impossivel, e o garoto também não foi

Maquinista: Então está dizendo que foi você ? 

Dante: Não, estou dizendo que há alguém a mais nesse trem, e, esse alguém seria um demônio

Logo depois disso Patty que estava em outro acento para não ver o homem morto olha para a janela e vê um demônio. O trem passa por 1 segundo em um túnel novamente nesse tempo enquanto estou no túnel pego minhas duas pistolas ( ebony e ivony ) e atiro no teto do trem matando o demonio, depois disso vou com Patty para fora do trem mas antes disso finalizo dando um tiro na cabeça do demonio

Saímos do trem que ficou cheio de policiais e seguimos nosso destino apé como já estava de noite. Então fomos para um hotel

Dante: Queremos seu quarto mais barato não importa se tem pouca iluminação e essas coisas, nós iremos em bora ao amanhecer

Enquanto isso Patty olhava para um poster que ali estava

Patty: Mamãe, essa é minha mãe, moço onde posso ver essa moça.

Atendente: Hmm... ?

Dante: Como assim ela é sua mãe você mesma não me disse que ela havia morrido ?

Patty: Aì que está ela nao estava morta e sim desaparecida

Dante: Que seja vamos

Antes de subirmos Tiago deu uma olhada naquele poster, quando ele olhou para aquele poster parecia que ele estava vendo a alma dele

Dante: O que foi ?

Tiago: Nada, vamos

Fomos para o quarto é nos preparamos para dormir

Patty: Ei Dante Você acha que aquela era minha mãe

Dante: Não sei deve ser alguém parecida

Patty: Mas você não sabe, você também não sabe qual é a secação de perder um ente querido.

Dante: Na verdade eu sei sim, muito bem... Agora se não se importa vou encontrar minhas queridas em meus sonhos.

Fomos dormir então

-------- dia seguinte --------

Acordei, e Patty nao estava no quarto deixei Tiago acordou logo em seguida desci e parei em frente ao poster da " mãe " de Patty peguei minha pistola e dei vários tiros nele, esse poster virá uma " borboleta " que morre. Derrepente o atendente aparece atrás de mim com uma arma comum e coloca em minhas costas

Atendente: Hehehehe eu te conheço

Dante: Se você me conhece sabe que não pode me matar com essa arma aliás se você atirar, você morre

O atendente olha para trás e vê Tiago com uma magnum de dois canos em sua cabeça ( nesse caso do atendente )

Dante: Para onde ela foi ?

Atendente: Tudo bem eu te levo

O atendente então leva- nos a onde Patty foi 

------ Enquanto isso -------

P.O.V Patty ( Ponto de vista em inglês )

Cheguei em um teatro onde está tudo vazio e só a uma mulher no palco ao olhar já sabia era ela

Patty:  Mãe, mãe, mãe, mãe !!!

Vou correndo para abraçar-la

Patty: Mãe porque, porque você tinha me deixando ??

Possível mãe de Patty: Ahh filha me desculpe me desculpe por ter te deixado agora nos podemos ficarmos juntas novamente

Patty: Sim, mamãe

Possível mãe de Patty: Filha eu tenho um pedido para te fazer... Você poderia MORRER

Patty: ????

???: Vamos querida deuxe sua mie tirar sua vida

Essa pessoa que Patty achava que era sua mãe se transforma em um demônio que tenta matar Patty, e, vários outros demônios aparecem de vários portais. Quando penso que está tudo acabado que eu iria morrer esse demonio que era para ser minha mãe leva um tiro na cabeça.

Patty: Dante !!

P.O.V Dante ( Ponto de vista em inglês )

Dou um tiro na cabeça do demonio que está agarrado a Patty e vou descendo as escadas

Dante: Por que você só gosta de óperas chatas ?

Patty: A culpa não é minha

Dante: Tudo bem, nas essa parte do show e restrita para menores

Dou um tiro para o alto fazendo uma lona cair e cobrir tudo deixando só as sombras do que está acontecendo, vou matando todos esses demônios

Atendente: Desculpe garota mas você tem que morrer por que se você não morrer eu não ganho

Dou um tiro que passa pelo meio do atendente e Patty eu olho por ele pelo buraco de bala

Dante: Some da qui

E o atendente sai correndo Do local

Dante: Vamos

Patty: Sim

Nós vamos seguindo para nosso destino com o carro do atendente que não pegou o carro pois Tiago estava nele, vamos para a casa dos  Lowell chegando lá ouvimos uma conversa

???: Como você é a Patty Lowell, você não era uma criança ?

Patty Lowell ?: Na verdade não só tive a sorte de encontrar uma garota com o mesmo nome por isso não tive nenhuma interrupção, e, tive uma viagem tranquila

???: Mesmo assim você não pode ficar com a herança já são 18:31 

Patty Lowell ?: Meu pai morreu as 18:35 isso quer dizer que eu ainda cheguei antes da hora correta, então eu ainda fico com a herança

???: Não isso não o dinheiro e todo MEU !!!

Nessa hora todos entramos na sala e vimos que aquele cara tinha se transformado em um demônio, logo saquei minhas pistolas e comecei a atirar nele, mas, parecia que ele estava recebendo pouco do ataque então abri a maleta de violão e peguei uma espada de cavelira que ali estava e comecei a cortar-lo rapidamente e profundamente não demorou nem dois minutos e ele havia morrido.

Tiago: Dante foi mal tenho que ir

Dante: Vai perder a diversão

Tiago: Ela já acabou

P.O.V Tiago ( ponto de vista em inglês )

Tive que vazar de lá por que senti que Alice estava com problemas

-------- Continua no Proximo cap --------


Notas Finais


E aí pessoal o que acharam, Dante será um personagem importante para a história. O que acharam desse capítulo acho que só

Até amanhã galera


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...