História Memories After All - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Tags Camila Cabello, Ed Sheeran, Hailee Steinfeld, Shawn Mendes
Visualizações 190
Palavras 3.124
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaaaa! Boa leitura amoreees!!!

Capítulo 32 - Sentiu minha falta?


Dentro de um dos trailers que armazenavam os equipamentos, estavam Sofia, Stephan, David Lambert e Karl Schneider: diretor do clipe. Eles conversavam sobre o clipe para garantir que todos estavam de acordo com o roteiro das filmagens.

O clipe de Good Enough mostraria a hipotética relação de Sofia e David em duas fases: a primeira contendo cenas de Sofia junto a David, mostrando os altos e baixos do relacionamento deles, e a segunda de Sofia sem David, após supera-lo. Todas as filmagens seriam feitas em New York e as cenas desta segunda fase seriam gravadas no topo do prédio 432 Park Avenue, a noite, onde estaria apenas ela cantando trechos da música, como se estivesse conversando com a câmera. A intenção é que, neste momento, quem assiste ao clipe sinta cada palavra que ela diz na música. Desde o momento da dor, até o da superação.

Seguindo o roteiro, primeiramente eles apareceriam em um momento romântico em uma lanchonete, até que David desvia sua atenção para a garçonete e irrita Sofia, que sai do local. Ele a alcança e, após uma breve discussão, os dois reatam. Logo depois eles caminham de mãos dadas pelas ruas de New York. Enquanto Sofia fala animadamente, David não faz muito esforço em prestar atenção no que ela diz. Eles encontram os amigos de David e, assim, Sofia é ofuscada por eles. Cansada de ser ignorada, Sofia convence David a deixar o local. Eles vão ao hipotético apartamento dos dois e iniciam beijos ardentes. Caminham em meio a beijos ao quarto, onde Sofia retira a camisa e a calça do garoto. Ela o empurra para a cama e senta no colo dele, segurando seu queixo em direção a ela, evidenciando que ela quer que todas as atenções dele estejam voltadas a ela. Os dois voltam a se beijar ferozmente, até que são atrapalhados pelo toque do celular de David. Ele se levanta para atender e Sofia fica na cama, refletindo. Após ele sair do quarto indo em direção à varanda, ela decide que é hora de finalizar tudo. Vai até ele e o puxa para fora do apartamento, sem se importar com quem ele falava, com as tentativas de explicações dele e muito menos com o fato de ele estar apenas de roupa íntima. Ela deixa a porta e encosta nela para, por fim, olhar em direção à câmera e murmurar "enough".

Todos estavam de acordo com o roteiro, porém Sofia estava insegura quanto às cenas mais sensuais. Stephan e Stacie já haviam conversado com ela durante a semana sobre uma mudança sutil que precisaria acontecer: suas músicas e seus próximos trabalhos visuais explorariam mais a sua sensualidade. Sofia estava crescendo e seu trabalho precisaria amadurecer junto com ela. A garota não gostou da ideia a princípio, pois sentia que assim apenas iria usar o próprio corpo para chamar atenção, mas viu nesse jogo de interesses uma excelente oportunidade de trabalhar mais a sua autoconfiança. Assim, conseguiria ajudar outras garotas a serem ainda mais confiantes com o próprio corpo e com os próprios princípios e pensamentos. E fazer música continuaria sendo sua prioridade.

Após eles terminarem de definir os últimos detalhes das gravações, Karl ordenou que Sofia e David saíssem juntos e aproveitassem o tempo para se conhecerem. Segundo ele, seria mais fácil para eles encenarem se o colega de cena não fosse um completo estranho. Considerando as cenas que faria, Sofia achou uma ótima ideia.

Os dois aproveitaram e foram logo almoçar, enquanto conversavam sobre suas vidas e seus almejos futuros. Em pouco tempo de conversa os dois pareciam velhos amigos que se reencontram.

                                            ***

Sofia conversava com alguns dos figurantes do lado de fora do trailer que a servira de camarim. A imensa equipe de gravações preparava tudo para que eles iniciassem as filmagens no topo do arranha-céu.

- Sentiu minha falta? – Perguntou Jake aparecendo ao lado dela e a assustando com sua súbita presença.

- Não, Jacob DiLaurentis. – Falou Sofia ao lembrar a famosa frase da personagem Alison DiLaurentis em Pretty Little Liars. – Nos vimos ontem. – Falou e Jake revirou os olhos. Os figurantes foram chamados por Karl e se despediram de Sofia, antes de saírem.

- Eu sou inesquecível, tenho certeza que estava contando os minutos para me ver. – Falou e foi a vez de Sofia revirar os olhos.

- O que está fazendo aqui? – Perguntou.

- Não precisa me desprezar. – Falou fingindo estar ofendido.

- Eu não estava te desprezando, coisa dramática. – Falou Sofia risonha.

- Sei. – Falou Jacob desconfiado. – Estava entediado e resolvi te fazer companhia aqui. Não que você seja um poço de divertimento, mas é melhor que nada. – Falou tranquilo. Sofia o olhou intrigada.

- Tudo bem, então. – Falou.

- Soube de umas cenas que terão no clipe... Já falou com o Shawn?

- Sobre o que? – Perguntou Sofia.

- Sobre as cenas! – Falou Jake com uma expressão óbvia no rosto.

- Não acho que seja necessário falar. – Disse Sofia. – É só um trabalho.

- Mesmo assim você devia avisar. – Falou Jake. – Apesar de ser apenas um trabalho, ele pode ficar desconfortável ao ver você beijando outro cara.

- Ele vai entender. E eu preciso fazer isso, ele ficando desconfortável ou não. – Falou irritada.

- Baixa a guarda um pouco. – Falou Jake erguendo as mãos em sinal de rendição. – O que aconteceu?

- Nós brigamos ontem. – Falou Sofia sem conseguir segurar um suspiro cansado. – Ele vai fazer um show hoje em Los Angeles e eu prometi que iria, mas não posso mais. E vai demorar até nos vermos novamente. Enfim, ele ficou chateado. E talvez eu tenha sido incompreensiva quanto a chateação dele e me irritado mais do que eu deveria.

- Talvez? – Perguntou retoricamente Jake. A garota apenas deu de ombros e olhou para o lado. – Liga para ele. – Falou Jake.

- Ele deve estar ocupado agora. – Falou Sofia dando de ombros. – E ele que deveria ligar.

- Sabe qual o motivo da chateação dele? – Perguntou Jake. Sofia olhou para ele sem responder. – Insegurança. Os relacionamentos antigos dele não deram certo por conta da distância. Liga para ele.

- E falar o que? "Oi, desculpa não estar aí é que eu vou beijar um outro cara. Tchau." – Falou Sofia irônica.

- Você pode fazer melhor que isso. – Falou Jake colocando a mão no ombro dela. – E você vai beijar tecnicamente um outro cara.

- Você veio aqui só para ver ele, não foi? – Falou Sofia discretamente apontando para David com a cabeça.

- Você acha que eu ia perder a chance de ver aquele homem maravilhoso só de cueca? – Disse e riu logo em seguida. – Mas também vim aqui para te apoiar, afinal, embora você não acredite, eu sou um bom amigo.

- É claro que eu acredito. – Falou Sofia sorrindo e apertando as bochechas dele.

- Stephan me falou sobreo amadurecimento da sua imagem. Adotar algo mais sensual, porém sutil. Até falou sobre uma campanha com uma marca de roupas de banho. – Falou. – Ele meio que quer que eu te convença que é uma boa ideia.

- E você veio aqui tentar isso?

- Eu te conheço o suficiente para saber que você só faz o que quer. – Falou Jake. Sofia riu de leve.

- Nem sempre. Eles basicamente querem que eu use o meu corpo para chamar atenção.

- Eu sei que você vai dar um jeito de se aproveitar da situação. No bom sentido, é claro, já que você faz parte do clube das boas moças. – Falou com uma expressão de nojo no rosto. Sofia olhou para ele e sorriu de lado. Ele a conhecia melhor do que ela pensava. – O que eu quero dizer é: faça o que você se sinta bem. Mas se quer minha opinião, o que é bonito é para ser mostrado mesmo. E você é toda linda, Sofi. Sai um pouco da tua zona de conforto, vai ver como é mais divertido.

- Você está diferente. – Comentou Sofia sorrindo.

- Como assim diferente? – Perguntou curioso.

- Está menos debochado. – Falou. Jake riu.

- Eu sei ter uma conversa civilizada de vez em quando, tá?

- Gosto desse lado civilizado. – Falou Sofia. – Mas não se preocupe, o lado debochado tem um espaço especial em meu coração.

- Ótimo, pois esse lado domina quase que inteiramente o meu lindo corpo. – Falou apontando para todo o corpo. – E não fuja do assunto.

- Prometo que vou pensar direitinho. – Falou Sofia.

- Ótimo! Agora liga para o teu namorado. – Falou dando um tapa na bunda da garota e saindo de perto dela.

Sofia apenas riu e pegou o celular. Discou o número de Shawn e, para sua surpresa, ele atendeu rapidamente.

- Oi. – Falou Shawn sereno.

- Oi. Está ocupado? – Perguntou Sofia sentando nos degraus de entrada do trailer.

- Não, acabei de voltar do Q&A e agora tenho um tempinho livre.

- E como foi? – Perguntou a garota se referindo ao Q&A.

- Foi ótimo! – Falou sincero. – Eles perguntaram sobre você.

- Sério? O que perguntaram?

- Primeiro perguntaram onde você estava, depois quando que nós iríamos lançar uma música juntos. – Falou. Pelo tom da voz Sofia pode perceber que ele estava sorrindo.

- É uma ótima pergunta. – Falou Sofia sorrindo. – Infelizmente sem resposta.

- Precisamos providenciar isso. – Disse Shawn. Sofia sorriu.

- Sim, precisamos. – Falou e deu espaço a alguns segundos de silêncio.

- Estou surpreso... Que você me ligou. – Comentou Shawn.

- Acredite, eu também estou. – Falou Sofia risonha.

- Eu exagerei ontem, sinto muito. – Disse envergonhado.

- A situação é complicada para nós dois. E eu também exagerei, então desculpa. – Falou Sofia. – Nós iremos dar um jeito para que essa maldita distância não nos atrapalhe mais.

- Iremos. – Falou Shawn sereno.

- Tem algo que eu quero te falar. – Falou Sofia. Shawn esperou que ela prosseguisse. – Em uma das cenas do clipe eu terei que beijar o David. -- Falou direta. Shawn ficou alguns segundos em silêncio.

- Eu vou dizer o mesmo que você me disse quando fiz o teste para aquele filme. – Falou. – Contanto que você deixe a língua na sua boca e não tenha sentimentos envolvidos, apenas dois profissionais trabalhando, está tudo bem.

- Então está tudo bem. – Falou Sofia sorrindo.

- E se ele resolver encostar a língua...

- Eu chuto naquele lugar e quebro o braço dele. – Falou Sofia.

- Essa é a minha garota! – Disse Shawn sorrindo. – Eu tenho que ir... Nos vemos no... Brasil, certo?

- Certo. – Falou Sofia sorrindo.

- Quanto tempo mesmo até lá? – Perguntou.

- Uns dois meses. – Disse Sofia. Pode ouvir o suspiro de Shawn.

- Bom, é o que temos.

- Temos internet, também. – Falou Sofia.

- E nossos corações... – Falou Shawn.

- E nossa mente. – Complementou Sofia.

- Quando terminar as gravações manda mensagem, ok? – Pediu Shawn.

- Ok. – Falou Sofia. – Tchau.

- Tchau.

                                              ***

O táxi estacionou em frente a casa da avó de Sofia. Ela chegara de surpresa ao Brasil, duas semanas antes do primeiro show da The Honestly Tour, para um merecido descanso. Escolhera chegar em um domingo, pois sua família sempre se reunia neste dia da semana. Queria matar a saudade de todos.

Após retirar as duas grandes malas e a mala de mão de dentro do táxi, ela pagou ao taxista e empurrou, desajeitadamente, as três malas e a bolsa, enquanto segurava a faixa da coleira de Gohan, até a entrada da casa de sua avó. Logo avistou Miguel, seu priminho de 6 anos.

- Sofia! – Gritou ele animado e correu em direção a garota e quase a derrubando ao abraça-la. – Você veio nos visitar!

- Sim, eu vim! – Falou Sofia sorrindo. – Estava morrendo de saudades do meu Hulk. – Falou. Antes de ela ir embora, Miguel era ficcionado no super-herói.

- Não, eu sou o Goku! – Corrigiu Miguel com dois dedos na testa em referência ao sinal de tele transporte do personagem.

- Não acredito! – Falou Sofia atônita e abraçou novamente o garoto. – Que orgulho da minha cria! Sabe qual o nome dele? – Perguntou Sofia apontando para o seu cachorro. Miguel negou com a cabeça. – Gohan! – Respondeu. O menino arregalou os olhos e sorriu. Logo em seguida pegou o cachorrinho no colo e começou a brincar com ele.

- Filha! – Falou Luísa, mãe da garota. Sofia soltou Miguel e foi em direção a mãe para abraça-la.

- Por que você não avisou que vinha? – Falou sua avó Maria, logo atrás de Luísa.

- Que saudades que eu estava da minha velhinha. – Brincou Sofia abraçando a avó. – E eu quis chegar de surpresa mesmo.

- Me respeita que eu só tenho 59 anos. – Defendeu-se Maria.

- Ah, desculpa. Só vai ser minha velhinha quando puder entrar na fila preferencial. Tudo bem assim?

- Chegou toda piadista. – Brincou seu tio, Marcos, que veio abraça-la. – Parece que está até mais alta, quando vier de novo vai ter que se abaixar para passar pela porta.

- E ainda veio bem na hora do almoço. Podia ter esperado um pouco para sobrar mais comida. – Brincou Lucas, seu outro tio e também a abraçou.

- Mas é claro! Vocês acham mesmo que eu ia perder o rango? – Perguntou e todos riram. Ela amava e sentia falta desses momentos de descontração com a família. – Onde estão os outros? Cadê meu irmão? – Perguntou Sofia ansiosa.

- Lá no quintal almoçando, acho que eles ainda não sabem que você veio. – Falou Luísa. – Vocês dois, façam algo de útil e peguem as malas da menina. – Ordenou Luísa para os dois irmãos. Eles riram e foram pegar as malas da garota.

- Ave Maria, menina, trouxe chumbo dos Estados Unidos? – Perguntou Marcos à Sofia.

- Não reclame que nessa mala estão os presentes. – Falou Sofia.

- Presentes? – Perguntou Miguel animado. Sofia assentiu sorrindo.

- Só vai ganhar presente se almoçar. – Falou Marcos, que é pai de Miguel, ao garoto. Ele cruzou os braços, mas logo saiu correndo em direção à cozinha. – Tem que comer tudo! – Gritou Marcos na esperança que o garoto ouvisse.

Sofia caminhou em direção ao quintal da casa de sua avó, seguindo o forte cheiro de carne assada. Encontrou seu irmão junto a suas duas primas, três tias e uma garota da idade de sua prima mais velha. Todos estavam sentados à mesa e almoçavam. A primeira a ver Sofia foi Isis, sua prima de 12 anos. Ela gritou o nome da garota e logo todos se levantaram para falar com a garota. Sofia falou com todos e voltou a conversar com eles, abraçada ao irmão.

- Olha, nós fizemos esse churrasco em homenagem a você. Afinal, não é todo dia que a nossa Sofia desencalha, temos que aproveitar e comemorar. – Brincou Lucas erguendo um copo com refrigerante. Sofia revirou os olhos, mas, junto aos outros familiares, não conseguiu conter o riso.

- É, ela namora o Shawn Mendes. – Falou Isis fingindo deboche. – Que sortuda! Mora nos Estados Unidos e ainda namora aquele gato! – Falou, mas logo em seguida tapou a boca ao ver que seu pai estava ao seu lado. Natália, mãe de Isis, apenas ria da filha.

- Como é a história, Isis? – Perguntou Marcos, pai da garota, com as sobrancelhas arqueadas. Ela deu um sorriso amarelo e gestualmente fechou a boca com um zíper.

- Ele é um gato mesmo. – Falou Luísa batendo seu ombro no braço de Sofia. – Eu disse, minha filha pode até ter demorado, muito, quase perdi as esperanças, mas ao menos ela sabe escolher muito bem.

- Até a senhora vai me zoar? – Perguntou Sofia boquiaberta soltando o irmão e pondo as mãos na cintura, enquanto ouvia as risadas dos outros.

- Vamos voltar a almoçar! – Falou Maria batendo palmas. – Venha, você precisa comer. – Falou enquanto puxava Sofia de volta a cozinha.

                                           ***

Dentro do quarto de Maria estava Sofia, seus três primos, seu irmão, a amiga de sua prima, suas tias, sua avó e sua mãe. Ela estava com a mala, que trouxera apenas para colocar os presentes, aberta.

- Já escolhi o nome dela! – Falou Mariana, priminha de 2 anos de Sofia. Ela estava sentada no colo de Sofia que por sua vez estava sentada na cama de sua avó. A menininha brincava com uma boneca sereia que Sofia dera a ela.

- E qual o nome dela? – Perguntou Sofia.

- Sofia! – Falou Mariana sorrindo. – E ela é a princesa dos mares! Você gostou? – Perguntou com os olhinhos brilhando.

- Eu amei! É uma honra a princesa dos mares ter o meu nome.

- Não acredito que você comprou um XBOX para o seu irmão. Esse negócio é muito caro. – Falou Luísa indignada.

- Acredite, lá é mais barato. – Falou Sofia. – Só tem que ter cuidado para ele não ficar o tempo inteiro jogando. Precisa estudar também. – Falou bagunçando os cabelos do irmão que estava sentado ao lado dela.

- Agora eu vou poder controlar melhor. – Falou Luísa. Sofia a olhou confusa. – Ele está morando comigo.

- Mas ele não ia ficar com o pai durante a semana? – Perguntou Sofia.

- Seu pai mostrou que não é confiável para cuidar dele. Ele ainda tem o direito de ficar com o Vinícius nas férias e nos feriados, mas nos outros dias ele fica comigo. – Falou Luísa.

- O que ele fez? – Perguntou Sofia.

- Ele estava bebendo todos os dias. – Falou Vinícius. – E uma vez eu voltei do colégio e ele não estava em casa porque tinha saído para beber. Fiquei do lado de fora por um bom tempo esperando ele, até que desisti e vim para cá.

- Mas você sai do colégio 11h30min. – Falou Sofia. Vinícius apenas assentiu. Sofia fechou os olhos e suspirou fundo. – Amanhã vou ver ele.

- É melhor, hoje ele está bebendo. – Alertou Vinícius. Sofia o olhou triste e beijou o topo da cabeça dele. Ela queria que não fosse esta a imagem que ele tem do pai.

- Vó, algumas dessas roupas são para doar. Se você conhecer alguém que precise me avise. – Falou Sofia para a avó, desviando o assunto.

- Mas essas roupas são tão bonitas. – Comentou Maria segurando um vestido florido.

- Já tenho roupa demais e algumas dessas nem servem em mim. Tenho certeza que muitas garotas daqui vão aproveitar melhor essas roupas. – Falou Sofia. – É tudo novo, pois são peças que recebo de algumas marcas. Deem uma olhada e vejam se querem algo. Tem de vários estilos e tem muitos cosméticos também. – Falou Sofia para elas.

Sofia observou suas tias, primas e sua mãe vasculharam as peças e os produtos e separando suas escolhas. Ela se sentia em paz perto delas. Distraiu-se ao ouvir o som da maçaneta e, após a porta ser aberta, Sofia viu a figura masculina que menos esperava ver. De repente ela sentiu seu ar sendo sugado e seu corpo paralisado.

- O que ele está fazendo aqui?


Notas Finais


HEY! Olha a Sofia de volta ao Brasil! Espero muito que tenham gostado. Deixem suas opiniões aqui embaixo e favoritem se estão gostando da fic e não querem perder nenhuma atualização. Até sexta, seus lindos. Beijinhos!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...