História Memories of a Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bts, Jung Hoseok, Jungkook, Você
Visualizações 22
Palavras 1.192
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Memories of a Love - Capítulo 1 - Prólogo


Já era meu 2º ano morando na Coréia, posso dizer que minha vida aqui era parecida como uma história de princesa, conheci um garoto enquanto ainda fazia faculdade, ele era lindo, sua pele era como neve de tão branca, seus olhos eram castanhos, igual seu lindo cabelo, seu sorriso era coisa de outro mundo, e foi por ele que encantei-me desde a primeira que o vi. Fazíamos faculdade de enfermagem, onde era o sonho de ambos. Eu queria ser uma enfermeira renomada, e o garoto, um médico famoso. Em meu 4º mês de estudos, o garoto ao meu lado me fez uma promessa --- nunca sairia do meu lado --- e eu fiz a ele também --- nunca sairia do seu lado --- ambos queria trabalhar juntos na mesma área, o que fez uma paixão surgir em meu peito, e eu sabia que isso era recíproco, estávamos mais próximos um do outro, e isso era perceptível.
      Eu estava em sua casa --- já que estávamos mais próximos --- e uma ardência começou em meus olhos, ao lembrar-me da minha família, que agora estava no Brasil, meu país de origem. Forcei-os e balancei a cabeça, chamando a atenção do mais velho ao meu lado, o mesmo desvia sua atenção da TV para mim, suspiro cansada e encaro-o.


Eu estou com saudades deles... _ Me encolhi em seus braços. - Queria poder vê-los mais uma vez, antes de me formar.


Vai ficar tudo bem. _ Acaricia meus fios. - Eu estou com você agora.


Obrigada. _ Olhei-o de soslaio e deitei-me em seu peito. - Eu te amo, Hoseok!


Eu também te amo, pequena. _Deita comigo no sofá. - Vamos dormir?


Vamos. _ Agarrei-me em seu peito que subia e descia calmamente.


Fechei meus olhos minimamente e suspirei fundo, me ajeitei em seus braços adormecendo em cima do mesmo, que agora apertava-me com carinho. Acordei no meio da madrugada --- ou pensei que era --- com a garganta seca, abri os olhos e olhei ao redor, estava em uma cama de casal, deduzi que seria o quarto reserva da casa de Hoseok, cocei os olhos e levantei-me da cama, caminhei em direção a porta abrindo-a logo em seguida. Desci as escadas que davam acesso ao quarto, e fui para a cozinha, adentro o cômodo e encontro Hoseok sem camisa sentado em sua mesa, logo que me vê, abre um sorriso fraco, sorri timidamente e por um descuido desci meu olhar para o seu abdômen, minhas bochechas esquentaram e desviei meu olhar, escutei o mais velho dar um riso nasal, deixando-me mais envergonhada.


Bom dia dorminhoca. _ Se levanta e pega uma xícara de café. - Como se sente?


Bom dia? _ Girei meus olhos pelo local. - Já é de manhã?


Sim. _ Diz simplista, bebericando seu café. - São 8:20 da manhã, pequena.


Acho que eu dormi demais... _ Cocei a nuca. - Hoje não temos aula, oppa?


Não. _ Me entrega uma xícara. - Quer sair comigo hoje?


Para onde iremos? _ Bebo um pouco de café.


Que tal um parque, uh? _ Fez bico. - Hoje o dia está lindo, você deveria ver.


Parque é uma boa ideia. _ Umedeço meus lábios. - Só vou me arrumar.


Levo a xícara até o balcão e saio do cômodo, subo as escadas e separo um vestido rendado de flores, deixo em cima da cama e adentro o banheiro. Saio enrolada na toalha e vou até o closet, pego um conjunto de lingerie e retiro minha toalha, coloco-as e vou para a cama, coloco o vestido e me arrumo na frente do espelho, calço um tênis branco para combinar, e passo um perfumo doce, mas não enjoativo, coloco algumas pulseiras e saio do quarto. Vou para a sala e fico a espera de Hoseok, não demora muito e o mesmo desce as escadas todo arrumado, fazendo-me sorrir tímida.
 
                                                     (...)


Já estava anoitecendo, passar a tarde com Hoseok foi o melhor dia da minha vida, andamos por todo o parque, e tomamos vários sorvetes, suas histórias rendiam uma boa conversar entre ambos. Estávamos caminhando lentamente para fora do parque em baixo de árvores de Sakura, as folhas caiam, deixando o caminho mais romântico, olhei para o mais velho, e o mesmo encarava-me com um sorriso sincero em seu rosto, aproximei-me de seu corpo, e agarrei seu braço, colocando minha cabeça em seu ombro. Sua companhia, fazia-me esquecer de tudo, era como se ficássemos apenas nós dois naquele enorme lugar, e como se tudo ao meu redor ficasse silencioso, era incrível a sensação que ele passava-me.


Eu te amo, muito. _ Sussurei.


Seu corpo parou em uma velocidade absurda, fazendo-me ficar assustada, olhei-o pela ultima vez, vendo-o suspirar pesado entrelaçando nossos dedos, prendi a respiração quando o vi aproximando-se do meu rosto.


Eu queria fazer uma coisa... _ Disse contra meus lábios. - Mas eu preciso que você aceite antes.


A-aceitar o quê? _ Minha voz saiu falha.


S/n... _ Suspira antes de continuar. - Já faz um ano em que nos conhecemos, passamos tantas coisas juntos, não é mesmo? No começo você era vista como apenas uma amiga por mim, mas isso com o tempo foi mudando, meu jeito de pensar em você, e meu olhar também, eu sei que não é o momento certo para isso, eu estou nervoso e inseguro com isso, pelo fato de poder ser rejeitado. Mas eu preciso fazer isso agora, eu não consigo mais esconder meus sentimentos por você. Quando eu estou perto de você, meu tempo para, é como se fossemos apenas eu e você no mundo, e isso é incrível, pelo simples fato de ser você comigo. Eu te amo, e queria saber... S/s aceita namorar comigo?


Depois da sua declaração, meus olhos lacrimejaram e minha garganta secou, minhas palavras já não saiam, e isso deixou Hoseok frustrado, xinguei-me mentalmente por não dizer absolutamente nada, vejo-o se afastar e suspirar derrotado, quando ele ia caminhar novamente, eu pronunciei-me.


E-eu aceito, Hoseok. _ Ditei baixo, quase inaudível.


O que? _ Murmurou.


Eu aceito namorar com você. _ Ditei rápida. - Eu te amo tanto.


Nesse momento, eu havia caído em lágrimas, Hoseok puxou-me o braço e me abraçou fortemente, sussurrou um '' eu te amo '' em meu ouvido, e encarou-me. Seus olhos estavam levemente avermelhados, tendo a impressão que ele queria chorar, mas antes que ele fizesse isto, beijei-o a boca, era um beijo calmo e cheio de paixão, entrelacei minhas mãos em seu pescoço quebrando o pouco de espaço que havia entre nós.


Agora a minha vida iria mudar, já que estou ao lado da pessoa que mais amo, e o mesmo é um médico e tanto, e eu, sua enfermeira preferida.
 

         A longa noite está te seguindo à medida que flui
                  O tempo segue você e desaparece
                 Por que você está se afastando?
            Tão longe que eu não posso chegar até você
           Diga-me porque, você está tão longe, porque
            Você não me vê em seus olhos mais?
                     O amor é tão doloroso
           Despedidas são ainda mais dolorosas
 
         Eu não consigo viver, se você não está aqui
                                Me ame, me ame
                      Volte para os meus braços.

 

 

 


Notas Finais


É minha primeira vez postando aqui :)

KKKKK Rindo de nervosa >.<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...