História Memories of Half a Heart - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Adaptação, Camren, Camren G!p, Ian Somerhalder, Norminah G!p, Trolly
Exibições 155
Palavras 649
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Festa, Fluffy, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


:3

Capítulo 7 - The Rider and The Bitch


Fanfic / Fanfiction Memories of Half a Heart - Capítulo 7 - The Rider and The Bitch

Durante a madrugada, Lorenzo Jauregui foi para a cozinha buscar um copo de água à pedido de sua amada. Mas ao chegar no cômodo desejado, o moreno deu de cara com uma cena que jamais imaginou presenciar, não vindo de Camila. A latina estava sentada na bancada, enquanto se deliciava com uma panela de brigadeiro.
Mesmo sabendo que era errado, o Jauregui encarou fixamente a Cabello mais velha lamber a colher suja de chocolate. Aquela cena aos olhos de uma outra pessoa era vista com inocência, mas aos olhos de Lorenzo... era comparada a uma doce tortura. Porém o moreno não teve chances de disfarçar, pois logo fora flagrado pelo semblante provocativo de Camila, que lhe deu um sorriso malicioso.

- ora, ora... se não é o noivo tesudo da minha querida irmãzinha.
- não que eu te deva satisfação, mas só vim pegar um copo de água.

Murmurou o hispânico, tentando controlar inutilmente sua respiração que começava a ficar ofegante.

- hm... creio que um copo de água não será o suficiente.
- porque? A água não é pra mim...
- tem certeza, Jauregui?

Inquiriu Camila se levantando da bancada em qual estava e, depois aproximando-se do moreno, que engoliu seco.

- c-claro que sim.
- me diga uma coisa.
- o-o que?
- soube que você e minha irmãzinha ainda não foram aos finalmentes, é verdade?

Questionou ela outra vez, mas agora com dois de seus dedos "caminhando" sobre o peito nu de Lorenzo, que preferiu ficar calado, pois pensava que Camila iria desistir. Mero engano...

- hein, Jauregui? É verdade que você ainda não comeu minha irmãzinha?
- sim, é verdade. Mas isso não lhe diz respeito!
- sabe o que eu mais desejo agora, Jauregui?
- ainda nã me formei em vidência, cunhadinha.

Retrucou Lorenzo entrando no jogo de sedução da latina, que bufou irritada com o sarcasmo do hispânico.

- não me provoque, Jauregui, você não sabe do que sou capaz!
- ah, sei sim. Você é uma menina má, Camila, e garotas más precisam ser castigadas.
- oh... Jauregui!

Gemeu Camila de maneira manhosa no ouvido do moreno, que instintamente lhe agarrou pela cintura com força, e provocando outro gemido da cubana. Aquela situação estava indo longe demais, mas o Jauregui estava excitado para parar agora. Ele nunca sentiu um tesão como aquele, nem mesmo com sua noiva, Allyson Brooke Cabello.

- porra! Não me deixa louco, Camila.
- mas eu nem fiz nada...
- não se faça de santa, Cabello. Sei muito bem qual é o seu jogo!
- sabe, é?
- sim.
- e qual é, huh? Qual é meu jogo, Jauregui?
- acha mesmo que vou trair a Ally com você? Acha que sinto tesão por você, huh?

Perguntou Lorenzo com o mesmo sorriso debochado que Camila lhe deu 4 anos atrás, na noite em que teve seu coração estraçalhado por Karla Camila Cabello.

- eu não acho, tenho certeza!
- hahahaha...
- não sou nenhuma pra você ficar rindo.

Rosnou Camila tentando em vão se soltar dos braços do mais velho. Mesmo ela gostando de provocá-lo, esta odiava quando perdia controle das suas coisas, principalmente quando se tratava de um jogo de sedução.Mas agora ela estava submissa ao Jauregui, e ele, o seu mestre.

- aposto o quanto me deseja em sua cama, te fodendo a noite inteira.
- eu posso ser sua putinha, daddy!
- oh merda... você gosta mesmo de brinca com fogo, né?
- amo brincar com fogo, daddy!
- porcaria...
- por favor, daddy... faz de mim, sua putinha, faz?
- não, eu não posso.

Disse Lorenzo soltando a cintura da latina, que bufou em frustração.

- porque não?
- porque você não é a mulher certa pra casar. E também a Ally não merece isso, seria uma covardia!
- wait! O que está insinuando?
- que você não passa de uma vadia sem coração!


Notas Finais


Eita, e agora? O que vai acontecer? Será que vai rolar traição ou a Ally vai entrar em cena, e estragar os planos da irmã? E o comportamento da Camila? Vocês estão gostando do circo pegando fogo ou das patadas que o Jauregui dar nela? Então é isso pessoal, comentem se gostaram e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...