História Memories of Life - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Chara, Sans
Tags Sanra, Shara, Undertale
Exibições 68
Palavras 1.949
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello Hello!
Como vocês estão?
Eu to bem, tirando que bugou de novo pra postar isto e.e
Jaja vou desistir de postar estas oneshot.
Mas enfim, vamos pro Cap!
E desculpem qualquer erro.

Capítulo 1 - One Shot- Hospital


Chara abria lentamente seus olhos, acordando e tentando se lembrar do que aconteceu. Nada veio. O garoto de olhos vermelhos começou a olhar em volta, paredes brancas, luz forte, uma pequena TV, um sofá com um esqueleto sentado, sim, Chara estava em um hospital. Chara olhou para baixo e percebeu que estava com o corpo quase todo enfaixado, o que havia acontecido?.

-Vejo que acordou, Kiddo.- Disse o esqueleto baixinho que estava sentado no sofá ao seu lado.

-Olá...-Disse o garoto confuso.

Chara se encolheu na cama, puxando o lençol que estava acima de seu corpo, para seu peito e o pressionando. Ele não sabia quem era o esqueleto ao seu lado, e bem, desde que ele se lembra, as pessoas ao seu redor não eram lá muito seus amigos.

-Ah vejo que esta confuso, não se preocupa Darlin, eu to aqui. Mas você tem coisas para me explicar....- Disse o esqueleto se levantando e se aproximando lentamente do garoto e o beijando.

Chara ficou mais confuso ainda, aquilo era uma piada? onde estavam as câmera?, ele não estava a acreditar que alguém estava a o beijar. Ainda mais por ele ser uma mera criança. Chara empurrou Sans rapidamente e se levantou da maca, quebrando um vaso de flor que havia ali e o apontando para Sans, que "ligou" seu olhou azul. 

-Q-quem diabos é você e o que você pensa que está fazendo? Isso é abuso!.- Disse Chara, seriamente.

Sans começou a rir, ele percebeu o que havia acontecido, mas mesmo assim, ver a reação de Chara era engraçado, era como se eles tivessem voltado a ser crianças.

-Ah sim, desculpe Chara, bem...Eu sou Sans, Sans o esqueleto, seu namorado.- Disse Sans, parando de rir e agora falando seriamente.

Depois de uma longa discussão sobre se aquilo era realidade ou não, o Sans foi buscar algum medico para ver o seu pequeno, enquanto deixava Chara sozinho no quarto.

-P.o.v Chara-

Após muito tempo falando com o saco de ossos, ele realmente conseguiu provar que era meu namorado. Mas como assim? Eu tenho um namorado? O que esta acontecendo?.

Eu não me lembro de nada...A ultima coisa que eu me lembro realmente é de estar fugindo do orfanato, ah o orfanato...Espera, eles ainda podem estar aqui, certo?

Ouço a porta se abrir lentamente e Sans entrar juntamente de uma doutora que parecia mais um lagarto ou dinossauro. 

-P.o.v Autora- 

-Sans quem é essa?.- Disse Chara, se levantando e indo até Sans, mesmo estando vestida de doutora, ele não podia confiar em ninguém, ninguém.

-Não se preocupa Kiddo, esta é a Dra.Alphys, ela é sua amiga também. Hey Alphys, acho que ele teve uma perda de memoria.- Disse Sans, pegando na mão de Chara e o sentando de novo na cama.

-E-eu sou Alphys, p-prazer novamente.- Disse a doutora corada.

-Okay! Isso não importa! Sans, eu tenho que sair daqui! Podem estar me perseguindo ainda!.- Disse Chara ,tentando se levantar, mas não sendo permitido por Sans.

-Espera, lhe perseguindo? Quem?.- Sans estava serio e acabou esquecendo que a doutora estava ali.

-As pessoas do orfanato!.- Disse Chara, mas logo após isso, Sans abaixou a cabeça e abriu espaço para Alphys.

Chara estava confuso, por que Sans havia se afastado? Mas se Sans não estava preocupado, não tinha porque se preocupar, Chara já confiava em Sans.

Alphys examinou Chara e ficou em silencio por um longo tempo. Ela não sabia como lhe dar a noticia para Sans, mesmo ele já sabendo do que estava acontecendo.

-O-okay, acho que você já sabe Sans, m-mas Chara perdeu sua memoria...N-não memorias recentes..E s-sim desde que ele caiu no underground.-Disse Alphys, que sem esperar uma resposta, saiu da sala chorando, Chara era um amigo importante para ela.

Sans respirou fundo e se levantou. Ele andou até Chara lentamente e o abraçou. Chara estava quase perdendo o folego, mas mesmo assim, correspondeu o abraço de Sans. Ele não sabia o que estava acontecendo, mas o esqueleto estava mexendo com seu interior.

-Okay! Vem Chara, eu vou te levar para uma volta no Underground.- Disse Sans, pegando na mão de Chara.- Mas primeiro, vá se trocar.

-Quebra de tempo, Casa dos Dreemurr/Casa do Rei.-

Sans adentrou o castelo enquanto segurava a mão de Chara, Sans iria botar em seu plano em pratica, mas não sabia se iria funcionar. Mostrar todo o underground para Chara e tentar faze-lo lembrar de tudo, era um plano estupido e burro, mas era o único até o momento.

Eles mal haviam entrado e um garoto cabra já havia pulado em Chara, ou melhor, Asriel já havia pulado em Chara, o derrubando no chão.

-CHARA! VOCÊ VOLTOU! FOI UMA SEMANA CHARA!.- Gritava Chara, enquanto chorava. 

-E-er..Perdão mas, quem é você?.- Chara empurrou lentamente Asriel, enquanto falava seriamente.

Asriel nada disse e apenas ficou sentado no chão olhando os olhos de Chara, que fazia o mesmo. Asriel estava chorando, mas não quebrava o contato visual. Isso já estava quase interrompendo, mas um grito do Chara o fez parar.

-ESPERA! ASRIEL? BEBE CHORÃO?.- Disse Chara sorrindo.

Chara estava feliz por se lembrar, mesmo que apenas de seu irmão, mas ele já estava feliz. Asriel, novamente, pulou em cima de Chara e ambos começaram a rir.

Enquanto as crianças brincavam, Sans foi chamar o Sr e a Sra. Dreemurr's. E logo em pouco tempo, todos estavam sentados na sala. Asriel, Sans e Chara em uma poltrona enquanto Papyrus -Que estava por coincidência na casa dos Dreemurr's), Toriel e Asgore estavam em outra.

-Okay Sans, pode começar a falar, o que era tão importante?.- Disse Asgore, nervoso.

-Seu filho perdeu a memoria, não toda, mas desde que caiu aqui. Por enquanto ele apenas se lembrou de Asriel .- Disse Sans.

Asgore fez várias perguntas a Chara juntamente de Papyrus, mas isso estava a deixando desconfortável, então Sans a tirou dali e eles foram ao passeio.

Sans mostrava cada lugar o qual Chara amava e seus amigos estavam.

Hotland, o lugar onde ela fez sua melhor amiga Undyne, mesmo que tenha sido com uma luta. Chara se lembrou um pouco sobre isto, mas não totalmente.

Mais a frente em Hotland, Sans mostrou o laboratório Real, o lugar onde ela fez dois amigos importantes para elo. Mettatton, o maior estrela de todo o Underground e Alphys, a doutora Stalker e otako. Ela havia se lembrado de tudo sobre ambos.

~Flash Back's On (Imaginem isso como um filminho.)~

-Primeiro-

Chara estava sentada em um colchão no chão da sala de Alphys, que a mesma havia colocado, assistindo anime. Ambas comiam miojo e tomavam chocolate quente. Mas logo ambas tomaram um susto, o qual fez ambas derrubarem o miojo e o chocolate, fazendo uma bagunça, graças ao Mettatton que entrou no laboratório gritando por Chara.

-Segundo- 

Chara estava a treinar dança de rua(livre) com Mettatton, que sempre fazia questão de seus amigos saberem alguma dança. Não era fácil, ele estava a se machucar muito, mas mesmo assim ele não perdia a determinação. E mais ao fundo, uma lagarta estava a filmar a dança do garoto.

~Flash Back's Off~

Chara sorriu por se lembrar e pulou em cima de Sans, o beijando. Sans apenas pegou na cintura do namorado e correspondeu o beijo do garoto, enfiando a linguá na boca de Chara. O mesmo estava totalmente corado, isso era nostálgico para o garoto, que ainda não havia se lembrado de Sans. Após o ar de ambos acabar, Sans soltou Chara enquanto dava um grande sorriso.

-Pelo visto velhos costumes não foram perdidos, certo, Kiddo?.- Disse o esqueleto, com um sorriso malicioso para o garoto a sua frente.

Chara apenas continuou de cabeça baixa e com a cara emburrada, fazendo Sans rir.

-Okay, próximo lugar: Meu quarto.-Disse Sans.

Antes que o garoto pudesse recusar, Sans o pegou no colo e teletransportou ambos para o quarto do mesmo. O garoto sentia o tempo passando rápido, então encostou o rosto no "peito" de Sans.

Em menos de um minuto, os garotos já estavam lá. Chara olhou ao redor e as memorias vieram a sua mente, memorias que o garoto poderia esquecer.

~Flash Back's~

-Primeiro- 

Chara e Sans estavam se beijando loucamente, o garoto queria ter logo sua primeira vez, mesmo que o esqueleto achasse errado. Mas mesmo para Sans, aquilo já era de mais, ele não podia suportar mais o volume em sua calça.

Sans jogou gentilmente Chara no colchão que estava no chão e subiu por cima dele. Ambos já estavam sem suas roupas e sapatos, o que facilitou o trabalho de Sans.

Sans começou a dar chupões pelo corpo de Chara, ele não se preocupava se a porta estava aberta ou não, ele apenas iria continuar.

Chara puxou o esqueleto para mais perto e o beijou ferozmente enquanto massageava o membro azulado de Sans. O esqueleto dava gemidos durante o beijo, mas em sua mente, aquilo havia se tornado uma competição pelo controle. Sans separou o beijo e se abaixou até o membro do menor, o qual abocanhou todo e começou a chupar o mesmo. Chara segurou nos cobertores enquanto mordia os lábios para sons altos não saírem de sua boca. Por ser fraco com isso ainda, Chara gozou na boca de Sans, o qual deu uma risada baixa e engoliu todo o gozo do mesmo, sem Chara saber como, por ele ser um esqueleto. 

-Parece que alguém é fraquinho, né?.- Disse Sans, brincando com o garoto. 

Chara bateu levemente em Sans, segurando o riso. Mas logo Sans voltou a beijar o de olhos avermelhados e a penetra-lo ao mesmo tempo. Chara mordeu os ossos do ombro de Sans enquanto chorava, aquilo doía em si, mas ao mesmo tempo era bom. Sans começou a se movimentar com rapidez dentro do garoto, que agora havia soltado o ombro de Sans e gemia alto.

Porém, o barulho de algo caindo no chão fez com que os garotos olhassem para a porta aberta e vissem Papyrus ali, de boca aberta.

-Segunda-

Chara estava sozinho no quarto de Sans, ele passa mais tempo ali do que na própria casa. Ele estava a pensar sobre o futuro dos monstros, eles precisavam de apenas mais uma alma para abrir a barreira, certo?. E se Chara se matasse...Eles teriam a alma, certo?.

Chara foi até as gavetas no quarto de Sans e pegou uma pequena lamina que havia ali, ninguém sabia o por quê. Chara começou a fazer cortes leves, com medo de morrer ou de que algo desce errado. Mas com o tempo esse medo foi passando e o garoto já fazia cortes profundos. 

Até que o mesmo apagou e acordou no hospital...

~Flash Back's off~

Chara já estava chorando sem nem mesmo perceber. Ele foi com o tempo se lembrando de tudo e todos, ele provavelmente deve ter batido a cabeça na comoda das gavetas quando apagou, por isso a falta de memorias. 

-Hey Kiddo, o que houve? Se lembrou do que aconteceu?...-Disse Sans, com um de seus olhos azuis. 

Chara apenas acenou e começou a contar tudo para Sans, que apenas ouvia atentamente o motivo besta do garoto ter quase morrido.

Após uma longa discussão do casal, por parte de Sans, já que Chara apenas chorava e aceitava que estava errado -mesmo achando ao contrario-, Sans se deitou e puxou Chara para seus braços.

-Hey Chara, já pode parar de chorar...A gente vai liberar esses monstros juntos e você vai continuar vivo okay? Nem eu eu tenha que matar Asgore!.- Disse Sans, brincando com Chara, que logo arregalou os olhos quando Sans falou sobre matar.

Mas eles acreditavam que conseguiriam, eles tinham um ao outro, eles se protegeriam. E Chara sabia que tinha alguém que se importava com ele, e que o ajudaria a vencer seus objetivos.


Notas Finais


Hee ya again!
E com isso aprendemos a não deixar a porta do quarto aberta enquanto se faz sexo! gfbhjddf Coitado do Papy
Mas enfim, espero que tenham gostado e desculpe qualquer erro de novo!
See ya!
PS: Alguém sabe quando é o Halloween?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...