História Mensagens | JB | - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 69
Palavras 378
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 33 - Justin


Justin POV's

Abri meus olhos ainda sonolento, esfrego os mesmo e me estudo na cama, me espreguiçando.

Me agarro mais á pessoa que está ao meu lado, afundo meu rosto em seus cabelos sentindo um forte cheiro de bebê em meu nariz.

Levanto minha cabeça tentando ver  o rosto de Cassidy, vejo o mesmo e dou um pequeno sorriso fechado.

Tiro meu braço da sua cintura ao sentir se mexer, virando o seu rosto para mim me dando uma visão mais clara do seu lindo rostinho.

Passo meus dedos bem de leve em seu rosto, vendo a mesma força seus olhos, abriu seus olhos lentamente e levantou uma sobrancelha só me encarando.

— Bom dia. — Se esticou na cama e colocou a cabeça em meu peito, coloco a mão em seus cabelos e começo a fazer carinho.

— BORA, LEVANTEM ESSES RABOS DA CAMA! — Chaz e Cloe entraram no quarto, puxando a coberta e dando de cara com a bunda da Cassidy.

— Puta merda Cassidy, que rabo é esse. — Disse Chaz, pego o cobertor da mão da Cloe e jogando em cima da Cassidy.

— Idiota, cala a porra da tua boca, que só abre pra sair merda. — Cloe deu um tapa na cabeça de Chaz, fazendo um rir pelo nariz.

— Anda, vamos. — Pularam em cima da gente.

— Vocês estão parecendo duas crianças. — Empurrou os dois para fora da minha cama.

Me levanto e vou até meu closet pegando um short qualquer leve e jogo em cima da Cassidy.

Vejo ela colocar o short e se levantar, indo até o banheiro e prendendo seu cabelo em um coque frouxo.

— To com fome. — Disse Cassidy me fazendo gargalhar.

— Quando você não está não é mesmo? — Cloe tirou as palavras da minha boca.

— Cala a boca. — Empurrou a cabeça de Cloe fazendo a mesma cambalear para trás.

Descemos as escadas e fomos comer alguma coisa, enquanto comiamos ouvi a campainha ser tocada.

Me levanto e abro a porta, eu não acredito, oque ela está fazendo aqui? Depois de tudo que ela me fez?

— O-Oque você está fazendo aqui? Você não acha que é muita cara de pau você dando as caras aqui de novo?


Notas Finais


Quem será???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...