História Mentiras - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Álcool, Amor, Bissexual, Camren, Camren G!p, Dna, Drama, Filho, Lauren G!p, Lesbicas, Romance, Traição
Exibições 730
Palavras 615
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Saga
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 22 - Adeus


Pov Lauren

Fique zelando seu sono por horas, mesmo com dores por ficar muito tempo sem me mexer, não sair por medo de acordar a Camila. Sinto ela se mexendo, e se agarra mais ao meu corpo.

- Não é um sonho... – Ela sussurra.

- Dormiu bem? – Pergunto.

- Sim, a dias eu não durmo assim. – Ela diz esticando suas pernas, mas continua agarrada a mim.

-  Correção, a dias você não dorme. – Falo dando um pequeno sorriso.

- Também. – Ela diz dando uma risada leve. – Lauren?

- Sim? – Volto a fazer carinho em seus cabelos.

- Por que, está sendo carinhosa? – Pergunta com receio.

- Eu não sei... Acho que ainda tenho meu instinto de proteção com você. – Falo.

- Eu não te mereço... Eu cometi o maior erro da minha vida.- Ela diz com tristeza na voz.

- Tomos cometemos erros Camila...

Ficamos quietas por muito tempo, na mesma posição Camila em meu peito e eu fazendo carinho em seus cabelos. Até que tomo folego.

- Camila... – Ela faz um som nasal para que eu continue. – Eu fui em uma advogada, para dar entrada no divórcio. – Ela prende a respiração por alguns segundos. – Eu conversei sobre a guarda do Harry...

- Lauren! – Ela levanta sua cabeça e me olha, seu olhar marejado dói tanto. – Não me tira o Harry... Por favor... Eu não sou forte o suficiente para viver sem ele...

- Calma! – Falo levando minha mão até seu rosto e fazendo um carinho. – Eu não irei lutar pela guarda dele. Mas eu peço que nunca me impeça de vê-lo, ou que ele durma as vezes comigo... Por favor Camila, não tire meu filho de mim, não de novo. – Falo com dor.

- Lauren, não me deixe... Por favor! – Ela diz. – Eu sei que eu errei, mas podemos erguer nosso casamento juntas...

- Não podemos Camila. – Falo e sinto algumas lágrimas me invadirem. – Precisamos disso... Eu preciso me desprender de você, por mais que doa, eu sei que vai doer mais que já dói, eu preciso, nós precisamos disso.

- Você é tudo para mim Lauren... – Ela senta na cama, e eu faço o mesmo em seguida. – Me perdoa, se eu pudesse voltar eu nunca teria saído aquele dia. – Ela diz já se derramando em lagrimas.

- Mas você não pode. – Falo chorando na mesma intensidade. – Você saiu aquela noite, se entregou para outro... engravidou.... me escondeu.... tudo virou uma grande bola de mentiras. – A puxo pela nuca e encosto nossas testas. – Eu te amo Camila, amo com toda a minha força, mas isso está me matando lentamente, então pela primeira vez eu serei egoísta e pensarei unicamente em mim. – Respiro fundo. – Eu estou te deixando Camila...

- Eu te amo... – Ela diz com dificuldades por conta do choro.

Ainda com as nossas testas coladas, pego sua mão esquerda e toco sua aliança delicadamente, e a retiro devagar e coloco em sua mão e ela a fecha pegando com força.

Me levanto e começo a me trocar, coloco um jeans escuro com alguns rasgos no joelho, uma blusa preta e uma jaqueta de couro, e coturnos. Vou até a Camila que ainda está na cama da mesma forma.

- Adeus Camz... – Falo beijando sua testa demoradamente.

Adeus é uma palavra forte, ainda iremos nos ver afinal ela é mãe do meu filho, mas esse adeus representa nosso casamento.

- Adeus Lolo... – Ela diz na mesma intensidade. 

Então retiro meus lábios da sua testa, e dou as costas indo embora.  Vou até meu carro, e o ligo e vou em direção ao pub da Normani encontrá-la.  Ir aonde tudo começou a desmoronar, dou uma pequena risada irônica carregada de dor, e sigo meu caminho.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...