História Mentiras - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Álcool, Amor, Bissexual, Camren, Camren G!p, Dna, Drama, Filho, Lauren G!p, Lesbicas, Romance, Traição
Exibições 603
Palavras 1.162
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Saga
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 24 - Bonita Blusa


Pov Lauren

Acordo mas continuo de olhos fechados, meu corpo está tão dolorido que parece que um caminhão passou por cima e ainda deu ré. Faço menção de abrir os olhos, mas a claridade dói.

- Droga! – Levo a mão até a cabeça.

Abro os olhos lentamente e vejo que estou deitada em um sofá, mas não reconheço onde estou, olho ao redor e vejo Normani dormindo na mesa de centro, seguro a risada. 

- Normani. – A chamo, mas ela nem se mexe. – Mani acorda! – Nada. – NORMANI! – Grito.

- O QUE?! – Ela acorda desespera e cai no chão. Começo a rir. – O que...? – Ela pergunta confusa olhando ao redor, até que para o olhar em mim com raiva. – Sua.. sua..

- Olha a boca kordei! – A repreendo. 

- Você me paga! – Ela faz uma careta. – Porra todo meu corpo dói! 

- O meu também não está um dos melhores. – Falo esticando os braços para cima. – Onde estamos afinal? – Pergunto cautelosa.

- No meu apartamento. – Ela levanta com dificuldades. – Olha meu estado! – Ela diz olhando para as roupas amassadas e tortas, sua blusa social vermelha está com vários botões abertos. Ela então olha para mim e abre um sorriso de lado. – Parece que alguém está acordado! – Ela diz apontando para minhas pernas e eu sigo seu olhar, e vejo que meu samba canção está com uma elevação.

- Droga! – Falo colocando minhas mãos tentando esconder. – Quando eu tirei as calças?  - Pergunto, e Mani ri.

- E eu sei? – Ela diz rindo. – Vou toma banho, quer também? – Ela pergunta, e eu a olho espantada. – Meu Deus Jauregui você está me saindo uma bela pervertida! – Ela revisa os olhos. – No meu estado de dor, não entra nem um mindinho.

- Meu deus Mani! – Falo rindo.

- Vem eu vou te levar até o banheiro. – Eu a sigo, e ela para em uma porta. – Pode ir tomando eu vou buscar uma roupa para você.  – E sai.

Retiro minhas roupas e urino primeiro tentando acertar por conta da ereção. Depois  entro no box, ligo o chuveiro e deixo a água cair no corpo. Até que estuco a porta.

- Vou deixar sua roupa aqui! – Normani fala. – Achei sua calça, e tem uma cueca limpa também, antes que me pergunte de quem é, é nova eu sempre estou preparada!

- Está bem! – Respondo rindo.

- Vai me deixar ver seu pênis? – Ela pergunta.

- Sai daqui!

- Ta bem... desculpe! – Ela responde e logo escuto ela saindo. 

Agradeci pelo box ser de vidros totalmente preto.

(...)

Fiquei mais que o tempo necessário no banho, até meu membro volta a forma normal,  pego a  tolha e começoi a me secar, coloquei o tope e uma blusa do Hulk que Mani me deixou. Então procuro a cueca.

- Mas que porra?! – Pergunto pegando uma calcinha fio dental vermelha. – Normani eu te mato! – Pego a toalha e enrola na minha cintura e começo andas pela casa. – Mani? – A chamo alto.

Ela sai de uma porta devidamente trocada e com uma toalha enrolada em seus cabelos.

- Oi...

- Que porra é essa? – Pergunto mostrando a calcinha.

Ela começa a rir, e toma folego para falar.

- Uma calcinha? – Ela fala óbvia ainda rindo.

- Isso eu sei! Mas isso não cabe em mim! – Falo jogando a calcinha em sua direção e ela a pega no ar.

- Eu achei que você curtia. – Ela diz levantando a sobrancelha. – Iria ficar tão sexy. – Ela diz mostrando a calcinha e balançando.

- Vai se ferrar! – Falo cruzando os braços. 

- Desculpe. – Ela fala rindo. – Eu já volto. – Ela entra na porta novamente e logo volta com uma cueca box branca em mãos. – Pega! – Ela joga a cueca na minha direção rindo.

- Você é ridícula! – Falo sorrindo. 

Pov Camila

Acordo cedo, tomo um banho e me troco para ir ao hospital. Procuro Lauren pela casa e nada, suspiro. Ela não tem motivos para voltar, não depois da noite passada que demos um fim em nosso casamento. Mas ela não fez as malas... ainda.

- Droga! – Falo assim que vejo a hora, já é mais de 12h

Começo a preparar o café, um sanduiche e um suco. Como rápido, pego um dos carros e vou a caminho do hospital.  

(...)

- Camila. – Ally me para quando estou a caminho do quarto do meu filho.

- Oi Ally. – Falo meio envergonhada.

- Podemos conversar? – Ela pergunta.

- É sério? É alguma coisa com o Harry...

- Calma! – Ela me tranquiliza. – Não tem nada a ver com o Harry. Venha comigo.

A sigo até seu escritório, e assim que entremos ela fecha a porta e faz um gesto para que eu me sente no sofá e assim eu faço, e ela vem e se senta ao meu lado.

- Camila... eu quero te pedi desculpas. – Ela diz de uma vez.

- Mas...

- Eu fui muito dura com você, por mais que seus atos foram errados eu nunca deveria ter te julgado, desculpe se eu fui dura com você. Eu gosto demais de você e nossa amizade, me desculpa Camila?

Fico a olhando sem saber o que responder, espantada pela sua atitude.

- Ally você não tem que se desculpar. – Falo a olhando.

- Sim eu tenho Camila, eu a conheço a anos e na primeira oportunidade eu joguei pedras e a julguei, eu sinto muito Camila.

- Ally. – A puxo para um abraço e ela retribui na hora. – Eu aceito! Claro que eu aceito.

(...)

Depois de conversarmos um pouco, e ela perguntar sobre mim e a Lauren, Ally deve que volta ao trabalho e eu estou indo em direção ao quarto do Harry, semana que vem ele já estará pronto para receber o transplante, Shawn nunca vem ao hospital, mas ele não fugiu.... Isso é bom, não vejo a hora do Harry melhorar.

 Assim que entro no quarto encontro Lauren cantando baixinho próximo ao Harry desacordado, para e olho a cena e ela não percebe minha presença, mas assim que a olho direito vejo ela com uma blusa do Hulk que não é dela, e estreito o olhar, onde Lauren passou a noite?

- A oi... – Ela diz me percebendo finalmente.

- Oi. – Falo me aproximando, perto o suficiente para sentir cheiro de sabonete, então ela tomou banho. – Bonita blusa! – Falo.

- A.. – Ela olha para apropria blusa. – Mani me emprestou.

A então descobrimos onde e com quem ela passou a noite, será que... Droga! Normani vive se jogando para cima dela, será que ela finalmente cedeu? Droga Cabello, não temos mais nada acabou tudo ontem, só falta assinar os papeis. 

- Tudo bem Camila? – Lauren pergunta me olhando estranha.

Não! O que você fez a noite toda com a Normani?! Eu vou cortar seu pênis Jauregui!

- Uhum... sim. – Falo desviando do seu olhar, e indo até a poltrona e sentando de braços cruzados.

Lauren dá uma pequena risada e balança a cabeça em negação, e volta a fazer carinho em nosso filho. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...